segunda-feira, 10 de novembro de 2014

Neemias 6:1-19 - NEEMIAS CONCLUI A OBRA DE RECONSTRUÇÃO DOS MUROS EM APENAS 52 DIAS!

Estamos vendo o livro de Neemias nessa Parte III e este é nossa mapinha de leitura:
Parte III. O REGRESSO DE NEEMIAS E A RECONSTRUÇÃO DO MURO – 1:1 a 7:3.
B. A reconstrução do muro – 2:11 a 7:3.
Como já dissemos, Neemias se dedicou a reconstruir os muros de Jerusalém visando não apenas à estabilidade política, mas também a criação de uma cidade santa para o templo de Deus.
Essa parte “B” foi, assim, dividia em oito etapas para melhor compreendermos o assunto da reconstrução de Neemias: 1. A reconstrução é proposta – 2:11-18 – já vimos. 2. Oposição externa - 2:19-20 – já vimos. 3. A reconstrução é iniciada - 3:1-32 – já vimos. 4. Mais oposições externas - 4:1-15 – já vimos. 5. A reconstrução tem continuidade - 4:15-23 – já vimos. 6. Oposições internas - 5:1-19 – já vimos. 7. Oposição final - 6:1-14 – veremos agora. 8. A reconstrução é concluída - 6:15-7:3 – veremos e encerraremos agora.
7. Oposição final - 6:1-14.
Neemias aqui está tratando do último estágio das oposições enfrentadas (cap. 2; 4; 5 e agora no 6) e o muro está perto de sua conclusão.
Sambalate, novamente, e Tobias, Gesem, o árabe, e o resto dos nossos inimigos novamente é citado como tendo ouvido que a obra de reconstrução dos muros estava muito adiantada, inclusive com as suas brechas tampadas, faltando apenas agora a coloção das portas.
O fato é que essa frase “tendo ouvido...” dá continuidade à série de frases semelhantes e procura trazer o leitor de volta ao assunto principal de Ne 1:1-7.3, do qual as oposições internas do capítulo 5:1-19, foi uma digressão.
O conflito se intensifica até chegar ao seu clímax quando o muro está praticamente pronto. A última tentativa de interromper o trabalho tem três objetivos:
(1)   fazer mal (vs. 2-4).
(2)   amedrontar (vs. 5-9).
(3)   desacreditar (vs. 10-13).
O mesmo está tentando Satanás fazer com a evangelização, com a entrega da mensagem de Deus, que não pode ser de jeito nenhum aprisionada. Ali, ele procurava atingir Neemias; hoje, tenta atingir cada crente na face da terra, pois sabe que a obra que Deus colocou nas suas mãos não pode ser impedida, mas ele sempre tentará.
Quando Jesus Cristo subiu aos céus, levou cativo o cativeiro, e deu dons aos homens – Ef 4:8 – e, tendo despojado os principados e potestades, os exibiu publicamente e deles triunfou na mesma cruz – Cl 2:15.
Agora, todo o poder lhe foi entregue e ele sabe disso que pouco tempo lhe resta e ele irá perseguir os filhos da mulher procurando impedir a obra de Deus – agora, não a reconstrução dos muros da cidade – a proclamação da Palavra de Deus. Veja o que diz o texto de Mateus, o último capítulo, quando Jesus fala aos seus discípulos e a nós.
Mateus 28:18 E, chegando-se Jesus, falou-lhes, dizendo: É-me dado todo o poder no céu e na terra.
Mateus 28:19 Portanto ide, fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo;
Mateus 28:20 Ensinando-os a guardar todas as coisas que eu vos tenho mandado; e eis que eu estou convosco todos os dias, até a consumação dos séculos. Amém.
Sabendo disso, ele procura fazer mal, amedontrar e desacreditar os evangelistas. Ele pode até tentar fazer calar e aprisionar os corpos de Paulos e Silas, mas somente aprisionará os seus corpos, pois a Palavra de Deus não pode ser aprisionada jamais.
Sambalate estava intencionalmente decidido a matar e a parar a obra que Neemias empreendia, por isso tanto insistia com ele para que atendesse aos seus chamados persistentes.
Neemias sempre lhe dava a mesma resposta e dizia estar ocupado com a reconstrução e que não haveria motivos para ir até ele.
Se o muro estava sendo reconstruído, Judá tinha um histórico de rebelião contra os seus governantes e, ainda, Neemias era um líder de grande competência que amava a sua terra natal, o temor e a acusação deles de revolta era bem plausível, por isso que insistiam nisso. No entanto, era a inveja o que mais os motivava a procurar desanimá-los e mesmo subjugá-los.
Por fim, pela quinta vez, Sambalate envia o seu moço com uma carta aberta, não selada – toda carta naquela época costumava ser selada. O propósito da carta era, a primeira vista, atemorizar o povo. Na verdade, porém, tinha como objetivo maior impedir que a reconstrução do muro fosse concluída.
Neemias em mais uma das suas curtas orações pede a Deus que fortaleça a sua mão para justamente continuar a obra que tanto tentavam impedir. Quem dera fôssemos assim com a obra que temos de fazer de evangelização no mundo todo!
Tobias e Sambalate estavam mesmo decididos a executarem o mal contra Neemias. Como seus mensageiros e ameaças não tinham dado certo, nem a carta tinha alcançado seu objetivo, eles usaram de um um falso profeta, provavelmente subornado por eles, para mentirem a Neemias  e o conduzirem ao templo.
O inimigo estava apostando na ingenuidade do homem de Deus que poderia cair em seus laços por causa de seu temor e reverência  às coisas do Senhor e devido à sua simplicidade, mas este, como nos orientou o próprio Senhor, era de fato símplice como a pomba, mas astuto como a serpente.
Neemias é o sucessor de Zorobabel e aquele que estava dando continuidade às obras. Se Neemias caísse em seus laços, seria possível que pudesse buscar asilo no pátio do templo (Ex 21:12-14), mas, uma vez que não era sacerdote, não podia entrar no templo propriamente dito (Nm 18:7).
A razão para essa manobra é revelada no v. 13. Mais uma vez, a coragem de Neemias fica evidente. Neemias percebeu que Semaías era um falso profeta porque o seu conselho contrariava à lei (Dt 13:1-5).
A manobra final visava amedrontar Neemias e levá-lo a tomar atitudes pecaminosas que destruiriam a sua reputação e, por fim, garantiriam que o muro não fosse concluído.
Pela terceira vez ele usa, em oração, a expressão "lembra-te" e também vemos aqui que é a sua segunda oração imprecatória uma vez que, nesse caso, a lembrança – vs 14 - é para executar julgamento.
8. A reconstrução é concluída - 6:15-7:3.
A despeito de todas as provocações e ameaças, Neemias permaneceu firme em seu propósito e a reconstrução é concluída. Apesar da forte oposição, o muro ao redor de Jerusalém foi completado com sucesso.
Na verdade, esse versículo constitui a conclusão da seção anterior iniciada no v. 1, com o v. 16 introduzindo o episódio final de Ne 1.1-7.3. As últimas seis tentativas de interromper o trabalho haviam fracassado.
A conclusão da obra se deu em 25 de elul, após 52 dias (4 x 13 dias) de grande trabalho e concentração, aproximadamente em agosto-setembro de 445 a.C.
 A frase “ouvindo-o todos os nossos inimigos” gera uma expectativa nos leitores de mais conflito, mas, em vez disso, diz-nos a BEG, Neemias prossegue relatando a resolução do caso: os inimigos cessaram suas tentativas de interromper o trabalho.
Ne 6:1 Sucedeu que, ouvindo Sambalate, Tobias, Gesem, o árabe,
                e o resto dos nossos inimigos, que eu tinha edificado o muro,
                               e que nele já não havia brecha alguma,
                                               ainda que até este tempo não tinha posto
                                                               as portas nos portais,
                Ne 6:2 Sambalate e Gesem mandaram dizer-me:
                               Vem, e congreguemo-nos juntamente nas aldeias,
                                               no vale de Ono. Porém intentavam fazer-me mal.
                Ne 6:3 E enviei-lhes mensageiros a dizer:
                               Faço uma grande obra, de modo que não poderei descer;
                                               por que cessaria esta obra, enquanto eu a deixasse,
                                                               e fosse ter convosco?
                Ne 6:4 E do mesmo modo enviaram a mim quatro vezes;
                               e da mesma forma lhes respondi.
                Ne 6:5 Então Sambalate ainda pela quinta vez me enviou seu servo
                               com uma carta aberta na sua mão;
                Ne 6:6 E na qual estava escrito:
                               Entre os gentios se ouviu, e Gesem diz:
                                               Tu e os judeus intentais rebelar-vos,
                                                               então edificas o muro; e tu te farás rei deles
                                                                              segundo estas palavras;
                                               Ne 6:7 E que puseste profetas, para pregarem de ti
                                                               em Jerusalém, dizendo:
                                               Este é rei em Judá; de modo que o rei o ouvirá,
                                                               segundo estas palavras; vem, pois, agora,
                                                                              e consultemos juntamente.
                Ne 6:8 Porém eu mandei dizer-lhe:
                               De tudo o que dizes coisa nenhuma sucedeu; mas tu,
                                               do teu coração, o inventas.
                Ne 6:9 Porque todos eles procuravam atemorizar-nos, dizendo:
                               As suas mãos largarão a obra, e não se efetuará.
                                               Agora, pois, ó Deus, fortalece as minhas mãos.
                Ne 6:10 E, entrando eu em casa de Semaías, filho de Delaías,
                               o filho de Meetabel (que estava encerrado), disse ele:
                                               Vamos juntamente à casa de Deus,
                                               ao meio do templo, e fechemos as portas do templo;
                                                               porque virão matar-te; sim, de noite virão
                                                                              matar-te.
                Ne 6:11 Porém eu disse:
                               Um homem como eu fugiria? E quem há, como eu, que entre
                                               no templo para que viva?
                                                               De maneira nenhuma entrarei.
                Ne 6:12 E percebi que não era Deus quem o enviara;
                               mas esta profecia falou contra mim, porquanto Tobias
                                               e Sambalate o subornaram.
                Ne 6:13 Para isto o subornaram, para me atemorizar,
                               e para que assim fizesse, e pecasse, para que tivessem alguma
                                               causa para me infamarem, e assim me vituperarem.
                Ne 6:14 Lembra-te, meu Deus, de Tobias e de Sambalate,
                               conforme a estas suas obras, e também da profetiza Noadia,
                                               e dos mais profetas que procuraram atemorizar-me.
                Ne 6:15 Acabou-se, pois, o muro aos vinte e cinco do mês de Elul;
                               em cinqüenta e dois dias.
                Ne 6:16 E sucedeu que, ouvindo-o todos os nossos inimigos,
                               todos os povos que havia em redor de nós temeram,
                                               e abateram-se muito a seus próprios olhos;
                               porque reconheceram que o nosso Deus fizera esta obra.
                Ne 6:17 Também naqueles dias alguns nobres de Judá escreveram
                               muitas cartas que iam para Tobias; e as cartas de Tobias
                                               vinham para eles.
                Ne 6:18 Porque muitos em Judá lhe eram ajuramentados,
                               porque era genro de Secanias filho de Ará; e seu filho Joanã
                                               se casara com a filha de Mesulão,
                                                               filho de Berequias.
                Ne 6:19 Também as suas boas ações contavam perante mim,
                               e as minhas palavras transmitiam a ele;
                                               portanto Tobias escrevia cartas para me atemorizar.
Nada melhor do que uma grande obra sendo concluída na presença do Senhor. Até os seus inimigos recoheceram que realmente não foi uma tarefa simples terminar toda aquela obra de reforma dos muros em menos de dois meses.
Foram oposiçõs externas e internas que os obrigaram a trabalhar com uma mão e porem mãos às armas com a outra. Com um olho fechavam as brechas do muro e os reparavam e com o outro vigiavam o inimigo.
Sem dúvida, a obra foi reconhecida como um milagre de Deus, que tinha infundido tal confiança e persistência nos trabalhos dos judeus.
Deus está nesse negócio e o melhor a fazermos – posso dizer que pensavam assim os seus inimigos, é respeitarmos essa grande obra! Em breve, muito breve, o Messias estaria por ali, naquela cidade, naquele templo.
p.s.: link da imagem original:
Contagem regressiva: Faltam 267 dias para 04/08/2015, quando eu irei concluir a Segmentação de toda a Bíblia.

A Deus toda glória! p/ Daniel Deusdetehttp://www.jamaisdesista.com.br
...

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Fique à vontade para tecer seus comentários.
No entanto, lembre-se de juntar Cl 3:17 com 1 Co 10:31 :
devemos tudo fazer para a glória de Deus e em nome de Jesus! Deus o abençoe.