quinta-feira, 26 de dezembro de 2013

Números 25: 1-18 - AS CONSEQUÊNCIAS DO EPISÓDIO COM BALAÃO.

Chegamos, finalmente, no final desta segunda parte de nossa divisão onde estamos vendo as consequências do episódio com Balaão – 24:25 a 25:18.
No próximo capítulo veremos a nossa terceira parte da macro divisão que fizemos de Números, seguindo a BEG: A PREPARAÇÃO DO EXÉRCITO DA SEGUNDA GERAÇÃO – 26:1 a 36:13.
Com o episódio de hoje, chegaremos ao fim da primeira geração que por ato de misericórdia divina não foi destruído de imediato, mas tolerado por 40 anos de vida no deserto.
A forma de derrota final desta primeira geração rejeitada foi conseguida graças à persistência de Balaque que conseguiu de Balaão saber como lidar com Israel, como enfraquecê-lo e como, finalmente, subjugá-lo.
Deus não estava distante ou esquecido ou se tratava apenas de uma força ou de um poder disponível às artes mágicas, de encantamento e de feitiçaria ou de conhecimento secreto de alguma seita oculta.
Deus era real, pessoa, se envolvia e queria seu povo santo e guardando as suas alianças, preservando com zelo a sua semente messiânica até a manifestação de Cristo Jesus, o Messias esperado.
Balaque parece conseguir êxito, mas não, tratou-se apenas de sere um instrumento de Deus para destruição daqueles que ele já tinha em mente destruir por serem aqueles que rejeitaram ao Senhor desde o ventre e que agora deviam sair para que outra geração continuasse a partir de onde pararam.
Uma praga divina começou a atacar Israel e quem vai exercer juízo e fazer cessar a praga é um neto de Arão, Finéias. A praga estava em curso por causa de que os israelitas se prostituíram com mulheres moabitas para servirem aos seus deuses em troca de suas carícias.
Um jogo de sexo, poder e adoração envolvendo Israel. A brecha que tanto Balaque queria, encontrou em suas mulheres que souberam cativar os principais de Israel. Quando o pecado entrou no acampamento israelita, Deus surgiu e falou a Moisés contra a liderança. Ele os queria juntos para serem destruídos todos. Por isso mandou juntar logo os cabeças do povo para serem enforcados diante do sol para assim a ira do Senhor ser detida.
A ordem de Moisés sai para os juízes matarem todos os que se juntaram a Baal-peor. E aparece diante deles, na tenda da congregação, um homem e uma mulher chorando por sua vida.
Finéias não teve dúvidas e os executou friamente com sua lança. Foi este fato que acabou fazendo cessar a praga diante deles. Aquela morte fez cessar milhares de outras mortes devido a praga já em curso.
Finéias com isso foi recompensado – vs. 10 – 13. Os nomes dos principais indivíduos envolvidos foram declarados em público – vs. 14,15 e os midianitas foram condenados – vs. 16 a 18. A explicação de que Balaão estava por trás disso tudo somente surgirá no capítulo 31, vs. 8-16.
O número de mortos aqui nesta praga foi maior do que todas as ocorrências no deserto – cf. 16:49. Com isso, ficou claro que Moisés considerou tal episódio o ponto culminante sobre a primeira geração rebelde, desobediente e que rejeitaram ao Senhor.
Nm 25:1 E Israel deteve-se em Sitim e o povo começou a prostituir-se
               com as filhas dos moabitas. Nm 25:2 Elas convidaram o povo
                              aos sacrifícios dos seus deuses;
                                            e o povo comeu, e inclinou-se aos seus deuses.
               Nm 25:3 Juntando-se, pois, Israel a Baal-peor,
                              a ira do SENHOR se acendeu contra Israel.
Nm 25:4 Disse o SENHOR a Moisés:
               Toma todos os cabeças do povo, e enforca-os ao SENHOR
                              diante do sol, e o ardor da ira do SENHOR
                                            se retirará de Israel.
Nm 25:5 Então Moisés disse aos juízes de Israel:
               Cada um mate os seus homens que se juntaram a Baal-peor.
Nm 25:6 E eis que veio um homem dos filhos de Israel,
               e trouxe a seus irmãos uma midianita, à vista de Moisés,
                              e à vista de toda a congregação dos filhos de Israel,
                                            chorando eles diante da tenda da congregação.
               Nm 25:7 Vendo isso Finéias, filho de Eleazar, o filho de Arão,
                              sacerdote, se levantou do meio da congregação,
                                            e tomou uma lança na sua mão;
               Nm 25:8 E foi após o homem israelita até à tenda,
                              e os atravessou a ambos, ao homem israelita e à mulher,
                              pelo ventre; então a praga cessou de sobre os filhos de Israel.
               Nm 25:9 E os que morreram daquela praga foram
                              vinte e quatro mil.
Nm 25:10 Então o SENHOR falou a Moisés, dizendo:
               Nm 25:11 Finéias, filho de Eleazar, o filho de Arão, sacerdote,
                              desviou a minha ira de sobre os filhos de Israel,
                                            pois foi zeloso com o meu zelo no meio deles;
                              de modo que, no meu zelo, não consumi os filhos de Israel. Nm 25:12 Portanto dize:
               Eis que lhe dou a minha aliança de paz;
                              Nm 25:13 E ele, e a sua descendência depois dele,
                                            terá a aliança do sacerdócio perpétuo,
                                                           porquanto teve zelo pelo seu Deus,
                                                           e fez expiação pelos filhos de Israel.
               Nm 25:14 E o nome do israelita, que foi morto com a midianita,
                              era Zimri, filho de Salu, príncipe da casa paterna
                                            dos simeonitas.
               Nm 25:15 E o nome da mulher midianita morta era Cosbi,
                              filha de Zur, cabeça do povo da casa paterna
                                            entre os midianitas.
Nm 25:16 Falou mais o SENHOR a Moisés, dizendo:
               Nm 25:17 Afligireis os midianitas e os ferireis,
               Nm 25:18 Porque eles vos afligiram a vós com os seus enganos
                              com que vos enganaram no caso de Peor, e no caso de Cosbi,
                                            filha do príncipe dos midianitas, irmã deles,
                                            que foi morta no dia da praga no caso de Peor.
De Eleazar, o sacerdócio foi passado para a família de Finéias como recompensa pelo zelo deste último. Finéias voltou a aparecer no relato como um líder do povo de Deus – vs. 31:6; Js 22:13,14.
No último versículo deste capítulo, Deus já fala que tudo foi ação decorrente da operação do engano – saberemos mais para frente que foi promovido por Balaão.
Assim, Deus promete que afligirá e ferirá os midianitas – Nm 25-16 a 18.
É Deus em sua soberania e não somente em sua onipotência agindo sem ferir o direito dos homens à sua liberdade e executando a justiça e fazendo o juízo de forma justa entre as nações e entre os seus escolhidos.
Deus é tremendo!!!
A Deus toda glória! p/ Daniel Deusdete – 
http://www.jamaisdesista.com.br
...

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Fique à vontade para tecer seus comentários.
No entanto, lembre-se de juntar Cl 3:17 com 1 Co 10:31 :
devemos tudo fazer para a glória de Deus e em nome de Jesus! Deus o abençoe.