Vamos conhecer o Caminho do Senhor?

Saiba que "O caminho do SENHOR é fortaleza para os íntegros, mas ruína aos que praticam a iniqüidade." (Pv 10:29). Saiba também que aqui no 'JAMAIS DESISTA do Caminho do Senhor' você encontrará, todos os dias uma mensagem baseada na Bíblia que representa o pensamento do autor na sua contínua busca das coisas pertencentes ao reino de Deus e a sua justiça.

sábado, 31 de agosto de 2013

Gênesis 25: 1-40 - ESAÚ REJEITA A BÊNÇÃO.

Encerra-se a vida de Abraão que alcançou a idade de 175 anos e que deve ter se casado com Quetura perto dos seus 140 anos. Ele tinha ainda muito vigor, tanto que gerou ainda com ela 5 filhos. Ainda Abraão teve muitos outros filhos das concubinas que tinha. Morreu farto de dias, próspero e abençoado.
Ele deu presentes a todos os seus filhos e todos eles herdaram dele bens que ele tinha acumulado ao longo de sua jornada terrestre, no entanto, a sua herança foi somente para Isaque, que era o filho da promessa. Gálatas 4:30 diz que seria para lançar fora a escrava e seu filho, porque de modo algum o filho da escrava seria herdeiro com o filho da livre.
Isaque e Ismael foram os filhos queridos que sepultaram o pai ali na Capela de Macpela no campo de Efrom, filho de Zoar, heteu, que estava em frente de Manre, O campo que Abraão comprara aos filhos de Hete por 400 ciclos de prata, um absurdo de caro se comparado a outras terras vendidas e encontradas os seus registros na Bíblia.
Por exemplo, Jeremias comprou um campo por 19 ciclos de prata – Jr 32:9 – e Onri comprou o monte de Samaria por dois talentos de prata – I Re 16:24. Se assim compararmos veremos que Efrom se aproveitou de Abraão.
Agora a Bíblia vai focar na vida de Isaque, continuando assim a narrar a história da semente até que ela chegue em Cristo Jesus onde se dividirá a história e o registro bíblico também.
Ismael gerou doze príncipes e a Bíblia registra os nomes dele e suas gerações. Ele morre aos 137 anos e vai habitar desde Havilá até Sur, que está em frente do Egito, como quem vai para a Assíria, onde faz o seu assento – entram em acordo - diante da face de todos os seus irmãos.
Abençoou Deus a Isaque depois da morte de Abraão que foi habitar junto ao poço Beer-Laai-Rói. Ali começa a história de seus filhos tido aos sessenta anos, gêmeos, Esaú e Jacó.
Deus escolheu a Jacó e aborreceu a Esaú. Por quê? O apóstolo Paulo vai falar bem claramente sobre isso:
Romanos 9:11 Porque, não tendo eles ainda nascido, nem tendo feito bem ou mal (para que o propósito de Deus, segundo a eleição, ficasse firme, não por causa das obras, mas por aquele que chama),
Romanos 9:12 Foi-lhe dito a ela: O maior servirá o menor.
Romanos 9:13 Como está escrito: Amei a Jacó, e odiei a Esaú.
Romanos 9:14 Que diremos pois? Que há injustiça da parte de Deus? De maneira nenhuma.
Não foi por obras que um foi escolhido e não o outro, nem foi por pré-ciência, como defendem os que não creem na clara predestinação soberana de Deus, mas por pura escolha independentemente de qualquer obra.
Permitam-me um parêntesis sobra a salvação. Há quem ache que salvação se perde. Se é assim, se é possível de perde-la, logo ela está em nosso poder e depende de nós e não de Deus, pois ele já me deu a salvação. Então eu passo a tomar conta dela e luto por ela e chego até os céus. O que direi? Graças te dou, Senhor? Isso é hipocrisia. Se não fosse eu, jamais eu teria sido salvo, logo sou melhor e mais digno do que meu irmão que se perdeu e mereço glórias por isso.
No entanto, eu sei pelo Espírito Santo de Deus que é A DEUS TODA A GLÓRIA!
A mamãe Rebeca foi perguntar ao Senhor por que os dois brigavam em seu ventre e a resposta foi: “Duas nações há no teu ventre, e dois povos se dividirão das tuas entranhas, e um povo será mais forte do que o outro povo, e o maior servirá ao menor”. Ela perguntou e Deus lhe respondeu claramente. Ela ainda profetizou a sua vontade e ela mesma tomou conhecimento de sua própria palavra profética.
Ela somente ficou grávida porque Isaque orou insistentemente a Deus para ela ter filho. Isaque orou e Deus a visitou, logo com gêmeos que brigavam dentro dela. Quanto mais conheço ao Senhor, mais me encanto com ele e reconheço que ele é Deus soberano. No entanto a vontade do homem não é violada, nem Deus se serve da injustiça de forma constrangedora para o cumprimento dos seus eternos propósitos.
Eles nasceram saudáveis e cresceram e um deles se tornou caçador e o pai o amava e o outro um homem simples que habitava em tendas. O tempo foi passando e houve um dia que Esaú posteriormente lamentou muito, mas na hora nem quis saber de nada.
Ele estava faminto e chegara de sua caça e um guisado vermelho, prato de lentilhas, estava cozido por Jacó. Pediu a Jacó a comida e Jacó, espertamente, não é à toa que nasceu segurando pelo calcanhar de seu irmão, propôs-lhe uma troca “simples”. O guisado pelo direito de primogenitura.
Esaú rejeitando a Deus, rejeitando os valores, rejeitando e desprezando sua vida, escolhe um prato de lentilhas e essa foi toda a sua recompensa. Matou a sua fome e perdeu seus direitos. A palavra do Senhor iria se cumprir. Ele até tentou recuperar sua sorte e com lágrimas a buscou, mas já era tarde, perdera tudo. Péssima escolha!
Gn 25:1 E Abraão tomou outra mulher;
e o seu nome era Quetura;
Gn 25:2 E deu-lhe à luz
Zinrã, Jocsã, Medã, Midiã, Jisbaque e Suá.
Gn 25:3 E Jocsã gerou Seba e Dedã;
e os filhos de Dedã foram Assurim, Letusim e Leumim.
Gn 25:4 E os filhos de Midiã foram
Efá, Efer, Enoque, Abida e Elda.
Estes todos foram filhos de Quetura.
Gn 25:5 Porém Abraão
deu tudo o que tinha a Isaque;
Gn 25:6 Mas aos filhos das concubinas que Abraão tinha,
deu Abraão presentes
e, vivendo ele ainda,
despediu-os do seu filho Isaque,
enviando-os ao oriente,
para a terra oriental.
Gn 25:7 Estes, pois, são os dias dos anos da vida de Abraão,
que viveu cento e setenta e cinco anos.
Gn 25:8 E Abraão expirou,
morrendo em boa velhice,
velho e farto de dias;
e foi congregado ao seu povo;
Gn 25:9 E Isaque e Ismael, seus filhos,
sepultaram-no na cova de Macpela,
no campo de Efrom, filho de Zoar, heteu,
que estava em frente de Manre,
Gn 25:10 O campo que Abraão comprara aos filhos de Hete.
Ali está sepultado Abraão e Sara, sua mulher.
Gn 25:11 E aconteceu depois da morte de Abraão,
que Deus abençoou a Isaque seu filho;
e habitava Isaque junto ao poço Beer-Laai-Rói.
Gn 25:12 Estas, porém, são as gerações de Ismael filho de Abraão,
que a serva de Sara, Agar, egípcia, deu a Abraão.
Gn 25:13 E estes são os nomes dos filhos de Ismael,
pelos seus nomes, segundo as suas gerações:
O primogênito de Ismael era Nebaiote,
depois Quedar, Adbeel e Mibsão,
Gn 25:14 Misma, Dumá, Massá,
Gn 25:15 Hadade, Tema, Jetur, Nafis e Quedemá.
Gn 25:16 Estes são os filhos de Ismael,
e estes são os seus nomes pelas suas vilas
e pelos seus castelos;
doze príncipes segundo as suas famílias.
Gn 25:17 E estes são os anos da vida de Ismael,
cento e trinta e sete anos,
e ele expirou e, morrendo,
foi congregado ao seu povo.
Gn 25:18 E habitaram desde Havilá até Sur,
que está em frente do Egito,
como quem vai para a Assíria;
e fez o seu assento diante da face de todos os seus irmãos.
Gn 25:19 E estas são as gerações de Isaque, filho de Abraão:
Abraão gerou a Isaque;
Gn 25:20 E era Isaque da idade de quarenta anos,
quando tomou por mulher a Rebeca,
filha de Betuel, arameu de Padã-Arã,
irmã de Labão, arameu.
Gn 25:21 E Isaque orou insistentemente ao SENHOR por sua mulher,
porquanto era estéril;
e o SENHOR ouviu as suas orações,
e Rebeca sua mulher concebeu.
Gn 25:22 E os filhos lutavam dentro dela; então disse:
Se assim é, por que sou eu assim?
E foi perguntar ao SENHOR.
Gn 25:23 E o SENHOR lhe disse:
Duas nações há no teu ventre,
e dois povos se dividirão das tuas entranhas,
e um povo será mais forte do que o outro povo,
e o maior servirá ao menor.
Gn 25:24 E cumprindo-se os seus dias para dar à luz,
eis gêmeos no seu ventre.
Gn 25:25 E saiu o primeiro ruivo
e todo como um vestido de pelo;
por isso chamaram o seu nome Esaú.
Gn 25:26 E depois saiu o seu irmão,
agarrada sua mão ao calcanhar de Esaú;   
por isso se chamou o seu nome Jacó.
E era Isaque da idade de sessenta anos quando os gerou.
Gn 25:27 E cresceram os meninos,
e Esaú foi homem perito na caça,
homem do campo;
mas Jacó era homem simples,
habitando em tendas.
Gn 25:28 E amava Isaque a Esaú,
porque a caça era de seu gosto,
mas Rebeca amava a Jacó.
Gn 25:29 E Jacó cozera um guisado;
e veio Esaú do campo,
e estava ele cansado;
Gn 25:30 E disse Esaú a Jacó:
Deixa-me, peço-te, comer desse guisado vermelho,
porque estou cansado.
Por isso se chamou Edom.
Gn 25:31 Então disse Jacó:
Vende-me hoje a tua primogenitura.
Gn 25:32 E disse Esaú:
Eis que estou a ponto de morrer;
para que me servirá a primogenitura?
Gn 25:33 Então disse Jacó:
Jura-me hoje.
E jurou-lhe
e vendeu a sua primogenitura a Jacó.
Gn 25:34 E Jacó deu pão a Esaú e o guisado de lentilhas;
e ele comeu, e bebeu,
e levantou-se,
e saiu.
Assim desprezou Esaú a sua primogenitura.

escolhas na nossa vida que não são escolhas, mas desastres. Esaú desprezou sua primogenitura e, portanto, foi também desprezado. Rejeitou a Deus, a família e aos valores mais nobres, foi rejeitado também. É triste esta história!
A Deus toda glória! p/ Daniel Deusdete – 
http://www.jamaisdesista.com.br
...


sexta-feira, 30 de agosto de 2013

Gênesis 24: 1-67 - PAIXÃO E AMOR ANTES DA PRIMEIRA VISTA.

Capítulo enorme que fala do pedido de Abraão ao seu servo, sem nome, para que tome das mulheres de sua parentela uma que possa vir a ser a mulher de Isaque, seu filho. O servo teve de jurar diante de Abraão que seguiria suas instruções e que não tomaria para Isaque das mulheres da região, as cananeias.
O servo, sem nome, fica receoso e faz diversas perguntas a Abraão e se preocupa com todas as possibilidades, inclusive da mulher não querer vir com ele. Se isso acontecesse, o que ele faria? Abraão lhe dá todas as coordenadas e ao final lhe diz que um anjo do Senhor irá segui-lo em todo o caminho e ainda fará que ele seja próspero em todo.
O servo sai em jornada preocupado com a sua missão de cumprir a ordem de Abraão e trazer para ele uma mulher para seu filho Isaque. Ele leva presentes e vários homens e camelos e apresenta diante de Deus a sua oração.
Abraão e Isaque ficam na terra ali a esperar a volta de seu servo. Havia expectativa e ansiedade, mas ali estava o pai da fé a falar ao filho e a orientá-lo de como esperar e o que fazer nesse momento.
O servo chega em seu lugar de destino e observa onde as moças vão tirar água e faz uma oração em secreto ao Deus de Abraão e combina com ele um sinal para ele entender que a sua missão estava sendo bem sucedida. Nem termina ele de pedir o seu sinal e lá vem Rebeca, linda, formosa a cumprir, detalhe por detalhe, tudo o que havia pensado e orado.
Ele fica encafifado e absorto vendo isso se passar diante de seus olhos e adora a Deus e entende que já está diante da mulher de Isaque e lhe entrega presentes e quer conhecer a sua família e para lá segue toda a comitiva e todos estranhamente envolvidos nesse clima gostoso de mistério e de acontecimentos estranhos.
Quando Deus está no negócio e começa a agir todas as coisas cooperam para o sucesso da coisa. Ele conhece então Labão, irmão de Rebeca – aquele que em breve terá duas filhas que serão esposas de Jacó, filho de Isaque com Rebeca - e Naor e Milca, pais de Rebeca e narra toda a história maravilhosa novamente.
Todos que a ouvem, entendem que estão diante de Deus e de seus feitos e nada tentam impedir, pelo contrário se mostram admirados e prontos para obedecer. Depois de se servirem e conversarem e trocarem experiências, chega a hora de partir. Tentaram segurá-la ali mais um tempinho, mas o servo não consentiu.
Perguntaram para Rebeca o que ela queria e seu coração já pertencia a Isaque e com ele já sonhava e imediatamente disse que queria seguir viagem para encontrar o seu amado. Nem se conheciam ainda e já se amavam... incrível! Deus é que prepara todas as coisas e tudo coopera quando ele quer.
Seguem então viagem. A noiva indo ao encontro do noivo. Tudo por Deus e o servo conduzindo a noiva e a noiva fazendo perguntas sobre o noivo. Já o noivo estava ali a esperar por ela e o que ele fazia? Estava no campo trabalhando e também orando.
Diz o verso de número 63 que Isaque saíra a orar no campo, à tarde e que levantou os seus olhos e olhou que os camelos vinham. Já quanto a Rebeca também ela levantou seus olhos, e também viu a Isaque, e desceu do camelo.
Que encontro fantástico! Assim, creio que Deus prepara o Isaque e a Rebeca para os jovens que se põe a esperar no Senhor. Podemos entender que aquele que foi buscá-la e a conduzia, guardada as devidas proporções, era o Espírito Santo que está conosco e nos faz ser bem sucedidos em tudo.
Que lições espetaculares temos diante de nós de como esperar a nossa amada que o Espírito Santo foi buscar e preparar para nos encontrar gerando em nossos corações o amor e a grande expectativa de união. Ele esperava ela orando e orava porque havia uma promessa de seu pai que o ensinou a esperar pacientemente no Senhor.
O servo apresenta ambos um ao outro e foi paixão e amor à primeira vista! Isaque com seus 40 anos em amores com sua amada esposa que enfrentou uma viagem longa para encontrá-lo, mas que em momento algum lhe faltou proteção e cuidado. A viagem foi tranquila e calma. Deus no controle de tudo e de todas as coisas.
Gn 24:1 E era Abraão já velho e adiantado em idade,
e o SENHOR havia abençoado a Abraão em tudo.
Gn 24:2 E disse Abraão ao seu servo,
o mais velho da casa, que tinha o governo sobre tudo o que possuía:
Põe agora a tua mão debaixo da minha coxa,
Gn 24:3 Para que eu te faça jurar pelo SENHOR
Deus dos céus e Deus da terra,
que não tomarás para meu filho mulher das filhas dos cananeus,
no meio dos quais eu habito.
Gn 24:4 Mas que irás à minha terra e à minha parentela,
e dali tomarás mulher para meu filho Isaque.
Gn 24:5 E disse-lhe o servo:
Se porventura não quiser seguir-me a mulher a esta terra,
farei, pois, tornar o teu filho à terra donde saíste?
Gn 24:6 E Abraão lhe disse:
Guarda-te, que não faças lá tornar o meu filho.
Gn 24:7 O SENHOR Deus dos céus,
que me tomou da casa de meu pai
e da terra da minha parentela,
e que me falou,
e que me jurou, dizendo:
A tua descendência darei esta terra;
ele enviará o seu anjo adiante da tua face,
para que tomes mulher de lá para meu filho.
Gn 24:8 Se a mulher, porém,
não quiser seguir-te,
serás livre deste meu juramento;
somente não faças lá tornar a meu filho.
Gn 24:9 Então pôs o servo a sua mão debaixo da coxa de Abraão seu senhor,
e jurou-lhe sobre este negócio.
Gn 24:10 E o servo tomou dez camelos, dos camelos do seu senhor,
e partiu, pois que todos os bens de seu senhor estavam em sua mão,
e levantou-se e partiu para Mesopotâmia,
para a cidade de Naor.
Gn 24:11 E fez ajoelhar os camelos fora da cidade,
junto a um poço de água, pela tarde,
ao tempo que as moças saíam a tirar água.
Gn 24:12 E disse:
O SENHOR,
Deus de meu senhor Abraão,
dá-me hoje bom encontro,
e faze beneficência ao meu senhor Abraão!
Gn 24:13 Eis que eu estou em pé junto à fonte de água
e as filhas dos homens desta cidade saem para tirar água;
Gn 24:14 Seja, pois, que a donzela, a quem eu disser:
Abaixa agora o seu cântaro para que eu beba;
e ela disser:
Bebe,
e também darei de beber aos teus camelos;
esta seja a quem designaste ao teu servo Isaque,
e que eu conheça nisso que usaste de benevolência com meu senhor.
Gn 24:15 E sucedeu que,
antes que ele acabasse de falar,
eis que Rebeca,
que havia nascido a Betuel,
filho de Milca,
mulher de Naor,
irmão de Abraão,
saía com o seu cântaro sobre o seu ombro.
Gn 24:16 E a donzela era mui formosa à vista,
virgem, a quem homem não havia conhecido;
e desceu à fonte,
e encheu o seu cântaro
e subiu.
Gn 24:17 Então o servo correu-lhe ao encontro, e disse:
Peço-te,
deixa-me beber um pouco de água do teu cântaro.
Gn 24:18 E ela disse:
Bebe, meu senhor.
E apressou-se
e abaixou o seu cântaro sobre a sua mão
e deu-lhe de beber.
Gn 24:19 E, acabando ela de lhe dar de beber, disse:
Tirarei também água para os teus camelos,
até que acabem de beber.
Gn 24:20 E apressou-se,
e despejou o seu cântaro no bebedouro,
e correu outra vez ao poço para tirar água,
e tirou para todos os seus camelos.
Gn 24:21 E o homem estava admirado de vê-la,
calando-se, para saber se o SENHOR havia prosperado a sua jornada ou não.
Gn 24:22 E aconteceu que,
acabando os camelos de beber,
tomou o homem um pendente de ouro de meio siclo de peso,
e duas pulseiras para as suas mãos, do peso de dez siclos de ouro;
Gn 24:23 E disse:
De quem és filha? Faze-mo saber, peço-te.
Há também em casa de teu pai lugar para nós pousarmos?
Gn 24:24 E ela lhe disse:
Eu sou a filha de Betuel,
filho de Milca,
o qual ela deu a Naor.
Gn 24:25 Disse-lhe mais:
Também temos palha e muito pasto,
e lugar para passar a noite.
Gn 24:26 Então inclinou-se aquele homem
e adorou ao SENHOR,
Gn 24:27 E disse:
Bendito seja o SENHOR Deus de meu senhor Abraão,
que não retirou a sua benevolência
e a sua verdade de meu senhor;
quanto a mim,
o SENHOR me guiou no caminho
à casa dos irmãos de meu senhor.
Gn 24:28 E a donzela correu,
e fez saber estas coisas na casa de sua mãe.
Gn 24:29 E Rebeca tinha um irmão cujo nome era Labão,
o qual correu ao encontro daquele homem até a fonte.
Gn 24:30 E aconteceu que,
quando ele viu o pendente,
e as pulseiras sobre as mãos de sua irmã,
e quando ouviu as palavras de sua irmã Rebeca, que dizia:
Assim me falou aquele homem;
foi ter com o homem,
que estava em pé junto aos camelos, à fonte,
Gn 24:31 E disse:
Entra, bendito do SENHOR; por que estás fora?
pois eu já preparei a casa,
e o lugar para os camelos.
Gn 24:32 Então veio aquele homem à casa,
e desataram os camelos,
e deram palha e pasto aos camelos,
e água para lavar os pés dele,
e os pés dos homens que estavam com ele.
Gn 24:33 Depois puseram comida diante dele.
Ele, porém, disse:
Não comerei,
até que tenha dito as minhas palavras.
E ele disse:
Fala.
Gn 24:34 Então disse:
Eu sou o servo de Abraão.
Gn 24:35 E o SENHOR abençoou muito o meu senhor,
de maneira que foi engrandecido,
e deu-lhe ovelhas e vacas, e prata e ouro,
e servos e servas, e camelos e jumentos.
Gn 24:36 E Sara, a mulher do meu senhor,
deu à luz um filho a meu senhor depois da sua velhice,
e ele deu-lhe tudo quanto tem.
Gn 24:37 E meu senhor me fez jurar, dizendo:
Não tomarás mulher para meu filho das filhas dos cananeus,
em cuja terra habito;
Gn 24:38 Irás, porém, à casa de meu pai,
e à minha família,
e tomarás mulher para meu filho.
Gn 24:39 Então disse eu ao meu senhor:
Porventura não me seguirá a mulher.
Gn 24:40 E ele me disse:
O SENHOR, em cuja presença tenho andado,
enviará o seu anjo contigo,
e prosperará o teu caminho,
para que tomes mulher para meu filho
da minha família e da casa de meu pai;
Gn 24:41 Então serás livre do meu juramento,
quando fores à minha família;
e se não te derem,
livre serás do meu juramento.
Gn 24:42 E hoje cheguei à fonte, e disse:
O SENHOR,
Deus de meu senhor Abraão,
se tu agora prosperas o meu caminho,
no qual eu ando,
Gn 24:43 Eis que estou junto à fonte de água;
seja, pois, que a donzela que sair para
tirar água
e à qual eu disser:
Peço-te, dá-me um pouco de água do teu cântaro;
Gn 24:44 E ela me disser:
Bebe tu e também tirarei água para os teus camelos;
esta seja a mulher que o SENHOR
designou ao filho de meu senhor.
Gn 24:45 E antes que eu acabasse de falar no meu coração,
eis que Rebeca saía com o seu cântaro sobre o seu ombro,
desceu à fonte e tirou água; e eu lhe disse:
Peço-te, dá-me de beber.
Gn 24:46 E ela se apressou, e abaixou o seu cântaro de sobre si,
e disse: Bebe, e também darei de beber aos teus camelos;
e bebi,
e ela deu também de beber aos camelos.
Gn 24:47 Então lhe perguntei, e disse:
De quem és filha?
E ela disse:
Filha de Betuel, filho de Naor, que lhe deu Milca.
Então eu pus o pendente no seu rosto,
e as pulseiras sobre as suas mãos;
Gn 24:48 E inclinando-me adorei ao SENHOR,
e bendisse ao SENHOR,
Deus do meu senhor Abraão,
que me havia encaminhado pelo caminho
da verdade, para tomar a filha do irmão
de meu senhor para seu filho.
Gn 24:49 Agora, pois,
se vós haveis de fazer benevolência e verdade a meu senhor,
fazei-mo saber;
e se não,
também mo fazei saber,
para que eu vá à direita, ou à esquerda.
Gn 24:50 Então responderam Labão e Betuel, e disseram:
Do SENHOR procedeu este negócio;
não podemos falar-te mal ou bem.
Gn 24:51 Eis que Rebeca está diante da tua face;
toma-a, e vai-te;
seja a mulher do filho de teu senhor,
como tem dito o SENHOR.
Gn 24:52 E aconteceu que, o servo de Abraão,
ouvindo as suas palavras,
inclinou-se à terra diante do SENHOR.
Gn 24:53 E tirou o servo jóias de prata e jóias de ouro,
e vestidos, e deu-os a Rebeca;
também deu coisas preciosas
a seu irmão e à sua mãe.
Gn 24:54 Então comeram e beberam,
ele e os homens que com ele estavam,
e passaram a noite.
E levantaram-se pela manhã, e disse:
Deixai-me ir a meu senhor.
Gn 24:55 Então disseram seu irmão e sua mãe:
Fique a donzela conosco alguns dias,
ou pelo menos dez dias,
depois irá.
Gn 24:56 Ele, porém, lhes disse:
Não me detenhais,
pois o SENHOR tem prosperado o meu caminho;
deixai-me partir,
para que eu volte a meu senhor.
Gn 24:57 E disseram:
Chamemos a donzela, e perguntemos-lho.
Gn 24:58 E chamaram a Rebeca, e disseram-lhe:
Irás tu com este homem?
Ela respondeu:
Irei.
Gn 24:59 Então despediram a Rebeca,
sua irmã, e sua ama,
e o servo de Abraão, e seus homens.
Gn 24:60 E abençoaram a Rebeca, e disseram-lhe:
O nossa irmã,
sê tu a mãe de milhares de milhares,
e que a tua descendência possua a porta de seus aborrecedores!
Gn 24:61 E Rebeca se levantou com as suas moças,
e subiram sobre os camelos,
e seguiram o homem;
e tomou aquele servo a Rebeca,
e partiu.
Gn 24:62 Ora,
Isaque vinha de onde se vem do poço de Beer-Laai-Rói;
porque habitava na terra do sul.
Gn 24:63 E Isaque saíra a orar no campo, à tarde;
e levantou os seus olhos,
e olhou,
e eis que os camelos vinham.
Gn 24:64 Rebeca também levantou seus olhos,
e viu a Isaque,
e desceu do camelo.
Gn 24:65 E disse ao servo:
Quem é aquele homem que vem pelo campo ao nosso encontro?
E o servo disse:
Este é meu senhor.
Então tomou ela o véu
e cobriu-se.
Gn 24:66 E o servo contou a Isaque todas as coisas que fizera.
Gn 24:67 E Isaque trouxe-a para a tenda de sua mãe Sara,
e tomou a Rebeca,
e foi-lhe por mulher,
e amou-a.
Assim Isaque
foi consolado depois da morte de sua mãe.
Assim, creio será a vinda do Senhor. Nós estamos no deserto em direção ao noivo que está com o Pai e que ora por nós e que é nosso grande Sumo-sacerdote e que tem grande expectativas de nos encontrar. No deserto estamos, mas estamos com o Espírito Santo que prospera a nossa jornada de encontro do noivo e que vai tirando nossas dúvidas e esclarecendo coisas que ainda não conhecemos.

A jornada já começou e fomos resgatados de nosso antigo modo de vier e agora estamos com o Espírito Santo, não mais a andarmos sozinhos, mas guiados por ele ao encontro do noivo que nos aguarda orando por nós. Estamos já chegando ao final da jornada e em breve encontraremos o Senhor. Aleluias!!!
A Deus toda glória! p/ Daniel Deusdete – 
http://www.jamaisdesista.com.br
...