sexta-feira, 27 de abril de 2012

“O Infinito e Urgente Amor de Deus e o exemplo de Moody”

Aqui estamos nós exercendo de algum modo nosso ministério da pregação porque se não pregarmos a boa palavra de Deus, como irão ouvir, depois crerem, invocarem e serem salvos? Moody abriu a sua boca e pregou...

Efésios 5, 8-18.

8pois outrora éreis trevas, mas agora sois luz no Senhor; andai como filhos da luz 9(pois o fruto da luz está em toda a bondade, e justiça e verdade), 10provando o que é agradável ao Senhor; 12porque as coisas feitas por eles em oculto, até o dizê-las é vergonhoso. 13Mas todas estas coisas, sendo condenadas, se manifestam pela luz, pois tudo o que se manifesta é luz.

14Pelo que diz: Desperta, tu que dormes, e levanta-te dentre os mortos, e Cristo te iluminará. 15Portanto, vede diligentemente como andais, não como néscios, mas como sábios, 16usando bem cada oportunidade, porquanto os dias são maus. 17Por isso, não sejais insensatos, mas entendei qual seja a vontade do Senhor. 18E não vos embriagueis com vinho, no qual há devassidão, mas enchei-vos do Espírito,  

Romanos 10, 13-15:

 13Porque: Todo aquele que invocar o nome do Senhor será salvo. 14Como pois invocarão aquele em quem não creram? e como crerão naquele de quem não ouviram falar? e como ouvirão, se não há quem pregue? 15E como pregarão, se não forem enviados? assim como está escrito: Quão formosos os pés dos que anunciam coisas boas!

Dwight Lyman Moody

A seguir falarei sobre um homem em que podemos aplicar o versículo: "(...) homens dos quais o mundo não era digno(...)"(Hb 11,38). Não que ele não tivesse pecado. Devia cometê-los muitos diariamente. Eu não o conheci pessoalmente, mas posso perceber seus frutos: várias escolas fundadas, um grande exemplo de cristão desprendido e amoroso e um número enorme de conversões por intermédio de suas pregações. Enfim, um homem bem acima da média, que trouxe benefícios tremendos a humanidade: Dwight Lyman Moody.

Quero ressaltar que Moody era um homem comum, até que se consagrou para o trabalho de Deus. A sua disposição em se entregar a Deus foi abençoada pelo Senhor. Seu exemplo demonstra o que Deus pode fazer na vida de um homem comum, quando ele se dispõe a ser instrumento nas mãos do nosso criador.

As origens de Moody são humildes. Nasceu em uma pequena fazenda, em 5 de fevereiro de 1837, em New England, EUA.

Ele tinha apenas 4 anos quando seu pai, Edwin, um pedreiro, alcoólico, morreu, aos 41anos deixando sua esposa viúva aos 36 anos com sete filhos e grávida ainda de mais dois gêmeos, que nasceram dois meses depois da morte do pai, totalizando 9 filhos (sendo o mais velho com 13 anos).

A atitude da mãe de Dwight, de manter a família unida, doando seus esforços mesmo em meio a essas grandes dificuldades, causou forte impressão em seu espírito. 

Diante de tal situação, a família recebeu o apoio do pastor da igreja unitariana local e do tio de Dwight.

Durante sua infância, Moody trabalhou nas fazendas de sua região, até que aos 17 anos, desejando melhorar o padrão de vida, foi para Boston trabalhar na sapataria de seu tio, Samuel. A condição para a permanência de Dwight no emprego era assistir regularmente os cultos da Igreja Congregacional Monte Vernon, pastoreada por Edward Kirk. Também Moody era obrigado a freqüentar a escola dominical daquela igreja. Ele achava, naquela época, essas atividades envolvendo igreja muito aborrecedoras.

Em abril de 1855, o seu professor da escola dominical, Edward Kimball, foi visitar a sapataria e encontrou Dwight embrulhando sapatos. O professor, colocou, então, as mãos sobre os ombros de Dwight e lhe falou sobre como Jesus o amava, e como Dwight deveria também amar a Jesus. Imediatamente, Moody se converteu, aceitando o apelo de seu professor. Mais tarde, sobre este episódio, comentou Moody: "O mundo nasceu de novo para mim, as aves cantavam de maneira mais doce, o sol brilhava mais. Eu nunca tinha antes sentido tanta paz!".

Muitas vezes, mais tarde, o senhor Kimball deve ter se regozijado por ter obedecido a Deus e pregado a Dwight, naquele sábado na sapataria.[ esta postagem sobre Moody faz parte do estudo de nosso colega líder do GECOR, Salomão]

p.s.: link da imagem original: http://planteumasemente.files.wordpress.com/2008/09/dl-moody1.jpg

Contagem regressiva: Faltam 366 dias para 26/04/13 (Inicio: 31/07/10). (hoje: 27/04/2012) e 776 dias para a Copa, sem álcool nos estádios....

A Deus toda glória! p/ Daniel Deusdetehttp://www.jamaisdesista.com.br

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Fique à vontade para tecer seus comentários.
No entanto, lembre-se de juntar Cl 3:17 com 1 Co 10:31 :
devemos tudo fazer para a glória de Deus e em nome de Jesus! Deus o abençoe.