segunda-feira, 25 de outubro de 2010

Faltam 914/1000 dias! Meu propósito de 1000 dias: Começou: 31/07/2010. Acaba: 26/04/2013.

TEMA:  A Soberania de Deus Exclui a Dualidade do Bem X Mal 2
 
Continuação...
 
Os filmes em geral apresentam essa grande guerra onde geralmente vence no final a força do bem. Eu não creio nisso. Eu não creio no Yin-Yang (integração de Yin ushiha e Yang kabutoYin Yang é, na filosofia chinesa, uma representação do principio da dualidade de yin e yang, o conceito tem sua origem no Tao (ou Dao), base da filosofia e metafísica da cultura daquele país.). O bem não está em luta com o mal nem o inferno contra os céus, nem Deus contra o Diabo no sentido de forças opostas que disputam o poder de governar absoluto.
 
Este mundo pertence ao Senhor e eu creio que ele reina absoluto, soberano, com sabedoria e bondade. Não há no reino dos céus quem possa se lhe opor e oferecer-lhe resistência. Eu repito: eu creio que o Senhor reina ABSOLUTO, SOBERANO, COM SABEDORIA E BONDADE.
 
Partindo dessa visão, o mal não existe como um reino onde há um senhor que se opõe ao bem. Todos são súditos de Deus, inclusive satanás. O mal não existe como não existem trevas, nem frio, nem .... Fisicamente, não é possível medir a escuridão, mas a luz; também não é possível medir o frio, mas o calor. A escuridão e o frio refletem a pouca luz ou calor.
 
Assim, fisicamente não existe o zero absoluto que seria o estado da matéria em que não existe nenhum movimento das partículas que a compõem. Tudo o que existe está vibrando e transmitindo e recebendo energia. Nada está parado, estagnado, inerte. Há uma força que está presente em todas as coisas fazendo com que elas vibrem e comuniquem vida, energia.
 
A Palavra de Deus afirma que todas as coisas são sustentadas pela palavra de seu poder. “1. Havendo Deus antigamente falado muitas vezes, e de muitas maneiras, aos pais, pelos profetas, a nós falou-nos nestes últimos dias pelo Filho, 2. A quem constituiu herdeiro de tudo, por quem fez também o mundo. 3. O qual, sendo o resplendor da sua glória, e a expressa imagem da sua pessoa, e sustentando todas as coisas pela palavra do seu poder, havendo feito por si mesmo a purificação dos nossos pecados, assentou-se à destra da majestade nas alturas;” (G.N. - Hb 1:1-3).
 
Deus, no meu entender, sustenta todas as coisas criadas pela palavra! A vida, a matéria e tudo que existe somente tem sentido e significado em Deus. Fora dele, não há!
 
Quem é que pode se opor a Deus e ser seu igual? Ninguém! Logo, Deus é o único soberano Senhor absoluto sobre tudo e sobre todos.
 
Como então explicar o mal (violência, ignorância, maldade, crueldade e também a inveja, o orgulho, a vaidade, o pecado, tragédias, infortúnios, acidentes, ódio, ira, malícia, assassinatos, roubos, furtos, corrupções, ...) que eu estou insinuando não existir? Assim como Deus é soberano absoluto, assim fez Deus o homem responsável.
 
Se eu desprezar o conhecimento de Deus em meu coração destituindo-o de sua posição soberana em minha vida, eu estarei ocupando o seu lugar e me fazendo um deus a quem não devo temor, nem respeito, nem obediência. Eu me torno o deus de meu mundo e o que eu faço ou deixo de fazer somente dizem respeito a mim mesmo.
 
Aqueles que assim pensam e querem viver não podem conviver e quando tentarem estarão propensos a toda sorte de ocorrências egoístas. A suma do pecado é o egoísmo. Quando pensamos em nós mais do que convêm, estamos quebrando a boa regra da convivência e portanto nos tornando malígnos. O assunto é complexo e requer muito cuidado. Ao me expor com tais idéias corro o risco de ser tremendamente mal interpretado.
 
Estamos tão acostumados com uma mente dual que não conseguimos imaginar um mundo onde Deus reina e governa absoluto e soberanamente.
 
Aliada à sua soberania estão, no meu entender, a sabedoria e também a sua bondade. Com isso, conseguimos entender 100% das ocorrências que nos envolvem e assim podemos descansar em Deus sabendo quem somos, quem é Deus e qual o nosso papel diante de uma e outra coisa.
 
Sobre estas coisas, falaremos amanhã. Uma boa semana a todos.
 
Acompanhamento de minhas leituras/áudios:
  • Já li: Gn, Rm, I Co, II Co. Estou lendo Gl da Bíblia de Estudo de Genebra – segunda edição revisada e ampliada, The Spirit os the Reformation Study Bible, ed. Cultura Cristã, Sociedade Bíblica do Brasil, 2009 - texto bíblico: Almeida Revista e Atualizada.
  • Estou na pág. 345/545, do livro HÁ UM SIGNIFICADO NESTE TEXTO – Interpretação Bíblica: os enfoques contemporÂneos (Is There a Meaning in This Text?), de Kevin Vanhoozer, ed. Vida. A leitura deste livro está sendo obrigatória na matéria de Metodologia Exegética, ministrada no Seminário Presiteriano de Brasília, professor, Rev. Ricardo Almeida.
  • Estou na página 320/438 de Ele nos deu Histórias – Um guia completo para a interpretação de histórias do Antigo Testamento (He Gave Us Stories), de Richard L. Pratt, Jr. Ed. Mundo Cristão.
  • Estou na página 170/274 de Introdução à Hermenêutica Bíblica – Como ouvir a Palavra de Deus apesar dos ruídos de nossa época (An Introduduction to Biblical Hermeneutics)de Walter C. Kaiser, Jr. E Moisés Silva. Ed. Cultura Cristã. 1ª ed. 2002.
Registro das leituras/áudios Terminados:
1.    Terminei as 302 páginas do livro No Crepúsculo do Pensamento – Estudos sobre a pretensa autonomia do pensamento filosófico (In the twilight os western though: studies in the pretended autonomy of philosophical thought), de Herman Dooyeweerd, ed. Hagnos, 2010. [Gostei e recomendo. Autores tão ilustres no campo intelectual e tão fervorosos no espírito, com uma fé tão profunda e tremendamente arraidada, reformada, fortalecem a nossa fé. No entanto, terei de lê-lo novamente para melhor compreender as suas idéias].
 
A Deus toda a glória!          
 

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Fique à vontade para tecer seus comentários.
No entanto, lembre-se de juntar Cl 3:17 com 1 Co 10:31 :
devemos tudo fazer para a glória de Deus e em nome de Jesus! Deus o abençoe.