terça-feira, 17 de janeiro de 2012

TEMA: 25 anos de casados para a glória de Deus!

Já chegamos aos 25 anos de casados para a glória de Deus. É a nossa bodas de prata! Em dias, para não perdermos o costume: 9.131 dias (leiam Sl 90:12). Permitam-me, queridos do Jamais Desista, uma pequena pausa para eu prestar uma homenagem, para a glória de Deus, a UMA GRANDE MULHER.

Um dia, já que começamos a falar de dias, precisamente em 14/12/1986, esta gatinha me disse sim ao meu pedido de casamento. Fiquei tão feliz que, literalmente, subi pelas paredes... Deus honrou nosso voto e compromisso!

Começamos um relacionamento, que cremos, será "até que a morte nos separe". A família, assim cremos, é um projeto de Deus. (leiam Mt 19:6; Mc 10:9; I Co 7:10).

Isso não é uma obrigação ou um compromisso religioso, mas uma história de "um grande amor". A Bíblia compara o relacionamento marido mulher com Cristo e a Igreja! (leia Ef 5:22-33). Cristo amou tanto a sua igreja que deu a sua vida por ela!

Um não vive sem o outro e, ambos, não vivemos sem o Senhor que cedo, bem cedo, passou a fazer parte da nossa história. Você já imaginou Cristo sem a Igreja? Nem eu me imagino sem a minha Juci.

Muitas lutas, muitos problemas, muitas alegrias, muitas dores, muitos prazeres, muita fé em Deus, muitas vitórias. Sim, o Senhor deu a sua vida pela Igreja por causa de seu grande amor.

Assim começamos: 3 meses de namoro, 15 dias de noivado...rs... e já se passaram 25 anos de união estável, no Senhor. Parece loucura, não é mesmo? Ainda bem que o Senhor estava em nosso caminho...

Gabriel, o artista, foi nosso primeiro filho; depois, Miguel, o profeta e, finalmente, a princesa...nossa Bebel. Nossos filhos, nossos tesouros, nossas vidas! Meus queridos filhos, eu tenho certeza, vocês serão muito melhores que seus pais!

Rimos e já choramos tanto... e pretendemos ainda rir e chorar muito mais e, pela graça de Deus, chegarmos aos 50 anos de casados, numa linda bodas de ouro. Eu quero ficar bem velhinho ao lado da minha velhinha...

Agora eu quero agora falar de uma grande mulher... JUCI UMA GRANDE MULHER!

Não posso deixar passar tão grande oportunidade de falar o que quero falar, pois afinal 25 anos de convivência, creio, me capacitam a isso. Falo espontaneamente porque assim me sinto impelido.

Deus é minha testemunha de que falo com sincero coração. Sinto orgulho, admiração e prazer por estar ao lado da Jucilene que apesar de mais jovem tem me ensinado tantas coisas...

Ela, para mim, é exemplo de mulher sábia, valorosa, temente a Deus, preocupada com sua família, colaboradora, zelosa e carinhosa... linda! Todos os seus papéis, que cada um temos de desempenhar, ela o fez e faz com grande temor a Deus e responsabilidade.

Mulher virtuosa quem a achará? Vejam o que diz o livro de Provérbios, especialmente, Pv 31:10 Mulher virtuosa, quem a achará? O seu valor muito excede o de finas jóias. Já em Pv 12:4a, diz: A mulher virtuosa é a coroa do seu marido...

Uma coisa peço ao Senhor, diz o Sl 27:4, e a buscarei: que eu possa morar na Casa do SENHOR todos os dias da minha vida, para contemplar a beleza do SENHOR e meditar no seu templo. Parafraseando o texto bíblico: - uma coisa peço ao Senhor e buscarei: que eu possa honrá-la, respeitá-la e amá-la todos os dias da minha vida, para glória de Deus.

Louvado seja o Senhor que agora renova nossa aliança e nossa união para que sejamos um casal do Senhor a lhe dar frutos para a glória de Deus. Enganam-se os que dizem que no casamento devemos buscar sempre a felicidade do outro. Não cremos nisso!

Há um caminho mais excelente do que buscarmos a felicidade um do outro: é nós, juntos, buscarmos a glória de Deus. É óbvio que buscando a glória de Deus, com certeza, seremos agraciados por Deus infinitamente e assim, nosso cônjuge será mais e mais feliz ao nosso lado.

Eu amo o Senhor e a sua sabedoria se derrama sobre nossos corações à medida que estudamos, meditamos e o buscamos em sua palavra. Diz-nos a Bíblia que devemos TUDO fazer em nome de Jesus e para a glória de Deus – junte Cl 3:17 com I Co 10:31.

Renovados pelo Senhor, rumaremos agora para os cinquenta anos... obrigado Senhor! Deus nos abençoe neste dia de festa. Comemorem conosco e se alegrem no Senhor.

A Deus toda glória! p/ Daniel Deusdete – http://www.jamaisdesista.com.br

segunda-feira, 16 de janeiro de 2012

TEMA: Criação, Queda, Redenção e Consumação! - 102 - Faltam 467 dias para 26/04/13 e 878 dias para a Copa

Como foi comentado pela BEG, a época dos reis de Israel/Judá duraram três séculos e meio até que foram levados cativos e passaram a viver exilados por quase 600 anos até que surgiu, nasceu em Belém, o Redentor.

Estudando as genealogias (não me aprofundei no estudo delas) por parte de Mateus e Lucas não consegui compreender algumas coisas. Por exemplo, a genealogia de Lucas e Mateus são diferentes em si. A de Lucas vai do primeiro Adão até o último Adão, Jesus Cristo e Mateus começa com Abraão e termina também, óbvio, com o último Adão.

Essas genealogias se cruzam com Abraão, Isaque, Jacó, Judá, Perez e Esrom, depois têm uma pequena discrepância entre Arni e Admin, por Lucas e Arão, por Mateus. Voltam a se encontrarem em Aminadabe e Naasson, novamente outro probleminha com Salá, por Lucas e Salmon/Raabe, por Mateus. Depois, novamente se encontram com Boaz/Rute, Obede, Jessé e, finalmente, com Davi/Bate-Seba. Depois, definitivamente tomam rumos diferentes entre si, somente voltando a se encontrarem em José, pai adotivo da Semente.

De Davi até Jesus, por Lucas, temos 42 gerações e por Mateus, apenas, 28 (isto, considerando Jeconias, como diz a BEG, contado duas vezes, por causa do exílio). Ora, 48-22=26 gerações! Há obviamente uma explicação, mas eu ainda desconheço. Se você souber e quiser me ajudar, agradeço. Por favor, use o comentário abaixo).

Lucas quando chega em Davi, relaciona como filho de Davi a Natã e Mateus, diz que é Salomão. Ambos, na verdade, foram filhos de Davi com Bate-Seba, se não estivermos confundindo nomes e, creio que não. Alguns também dizem que a questão da genealogia se explica porque uma é a geração de José, pai adotivo de Maria e a outra, por Lucas, a geração de Maria.

Na BEG, comentá-se que uma é a genealogia biológica e a outra relativa à sucessão ao trono de Judá. Na verdade, preciso estudar mais o assunto, pois muito me interessa essa busca da semente messiânica. Você conhece boa literatura que possa me recomendar? Muito obrigado.

A Deus toda glória! p/ Daniel Deusdete – http://www.jamaisdesista.com.br

domingo, 15 de janeiro de 2012

TEMA: Criação, Queda, Redenção e Consumação! - 101 - Faltam 468 dias para 26/04/13 e 879 dias para a Copa

A semente agora estava com Roboão. Em seu reinado houve a divisão das tribos que nunca mais se juntaram novamente até os dias de hoje. Eu aproveitei e retirei o texto abaixo, ilustrativo desse período da Bíblia de Estudo de Genebra – BEG para melhor compreensão desse momento importante na nação de Israel.
"Em 930 a.C, com a morte de Salomão, o seu filho Roboão se tornou rei de israel. O texto bíblico mostra o descontentamento que havia se acumulado entre as tribos do norte pelas excessivas cargas impostas ao povo durante o reinado de Salomão. Também faz ver como o seu filho Roboão, em vez de atender às clamações do povo, preferiu seguir o os seus conselheiros mais jovens e respondeu-lhe com desprezo e altivez.
Diante disso, as tribos do norte, lideradas por Jeroboão, se revoltaram contra as tribos do sul. A consequência foi a instauração do reino de Judá no sul, com a sua capital em jerusalém, enquanto no norte as tribos agrupadas em torno de Jeroboão formaram o reino de Israel. Os dois reinos existiram como estados independentes por pouco tempo. Dois séculos mais tarde, no ano 721 a.C, Israel, caiu sob a dominação assíria e, cerca de um século e meio depois, em 586 a.C, Judá caiu sob o poder do império neo babilônico.
O livro de 1 Reis narra as circunstâncias em que se deu a ruptura da unidade nacional. De modo paralelo, o livro traz as histórias de Judá e de Israel, separadas para sempre e incapazes de superar a sua hostilidade mútua. Os reis de um e de outro reino aparecem alternadamente, seguindo a respectiva ordem dinástica.
A situação política de israel sempre padeceu de grande instabilidade. Nos seus pouco mais de dois séculos de existência, o reino teve nove dinastias, num total! de dezenove reis, muitos dos quais chegaram ao trono por meios violentos. Em Judá ao contrário, os reis que foram se sucedendo ao longo dos três séculos e meio de permanência do remo eram todos descendentes de Davi, com exceção da rainha Atalia, que, tendo usurpado o trono, conseguiu manter-se nele durante seis anos. (BEG – p. 467, ref. I Re 12).
Agora, iremos para a EBD. Vamos?
A Deus toda glória! p/ Daniel Deusdete – http://www.jamaisdesista.com.br

sábado, 14 de janeiro de 2012

TEMA: Criação, Queda, Redenção e Consumação! - 100 - Faltam 469 dias para 26/04/13 e 880 dias para a Copa

Concluiremos, hoje, a história de Salomão. E a semente messiânica? Quem ficou com ela?

Continuação de ontem e conclusão da história de Salomão:

O recado que o Senhor nos entregou para compartilharmos com os irmãos do Jamais Desista é esse. Espero que você responda ao Senhor corretamente como fez Salomão que pensou primeiramente nas necessidades do povo de Deus e acabou sendo também atendido em todas as suas próprias necessidades sem nem ao menos se quer citá-las a Deus.

É como já disse Nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo em Mateus quando falava sobre buscar primeiro o reino de Deus e a sua justiça que as demais coisas nos seriam acrescentadas – Mt 6:33 - e que, portanto, não devemos nos preocuparmos com elas, como as demais pessoas que não tem Deus e vivem loucamente.

Não seja o alvo da tua vida os bens materiais (carros, casas, prosperidade, salários, promoções, dinheiro, riquezas), pois eles passarão e nunca te pertenceram, pois são do Senhor. A prova de que não são nossos é que não os levamos conosco para a sepultura. Eles ficam aqui para pertencerem a outros, isto é, para irem para as mãos daqueles a quem o Senhor quiser dá-los. Os bens materiais são como a medeira, o feno e a palha que ao serem queimados viram cinzas, apenas cinzas...

Não busquem tais coisas, mas confiem que vêm do Senhor. Busquem, como já disse o seu reino e a sua justiça e TODAS as demais coisas nos serão acrescentadas. Quer ter coisas (madeira, feno e palha) acrescentadas? Busque o reino de Deus. Salomão buscou em primeiro lugar o reino de Deus e a sua justiça e recebeu muito. No final de sua vida seu coração se desviou indo após outros deuses por causa de suas muitas mulheres, principalmente aquelas mulheres que Deus tinha proibido de se relacionar com elas:

I Reis 11:1 Ora, além da filha de Faraó, amou Salomão muitas mulheres estrangeiras: moabitas, amonitas, edomitas, sidônias e hetéias, I Reis 11:2 mulheres das nações de que havia o SENHOR dito aos filhos de Israel: Não caseis com elas, nem casem elas convosco, pois vos perverteriam o coração, para seguirdes os seus deuses. A estas se apegou Salomão pelo amor. I Reis 11:3 Tinha setecentas mulheres, princesas e trezentas concubinas; e suas mulheres lhe perverteram o coração. I Reis 11:4 Sendo já velho, suas mulheres lhe perverteram o coração para seguir outros deuses; e o seu coração não era de todo fiel para com o SENHOR, seu Deus, como fora o de Davi, seu pai. I Reis 11:5 Salomão seguiu a Astarote, deusa dos sidônios, e a Milcom, abominação dos amonitas. I Reis 11:6 Assim, fez Salomão o que era mau perante o SENHOR e não perseverou em seguir ao SENHOR, como Davi, seu pai. I Reis 11:7 Nesse tempo, edificou Salomão um santuário a Quemos, abominação de Moabe, sobre o monte fronteiro a Jerusalém, e a Moloque, abominação dos filhos de Amom. I Reis 11:8 Assim fez para com todas as suas mulheres estrangeiras, as quais queimavam incenso e sacrificavam a seus deuses. I Reis 11:9 Pelo que o SENHOR se indignou contra Salomão, pois desviara o seu coração do SENHOR, Deus de Israel, que duas vezes lhe aparecera. (g.n.)

Fico triste de pensar que Salomão tenha caído... a ponto de adorar outros deuses... melhor seguir os conselhos do Espírito Santo, pois ele tinha advertido que elas perverteriam o seu coração e isso aconteceu de fato. A palavra de Deus adverte aos que pensam estarem de pés: I Coríntios 10:12 Aquele, pois, que pensa estar em pé veja que não caia.

Eu e minha amada esposa somos líderes do Grupo Familiar Arca da Aliança e temos inclusive um blog http://grupofamiliararcadaalianca.blogspot.com/ e na medida do possível estamos sempre nos aperfeiçoando para podermos servir ao Senhor com o nosso melhor. Nossas reuniões estão ocorrendo todas as quartas-feiras das 20h às 21h. Neste exato momento estamos de recesso/férias e somente voltaremos a nos reunir em fevereiro. Até lá!

Fiquem à vontade para conhecerem o nosso trabalho lá na QNF 08 ou visitando nosso blog. É nosso desejo, na medida do possível, estarmos dedicando todas as segundas-feiras para visitarmos cada membro e, dentro do possível, ajudá-los nas suas necessidades espirituais, materiais e emocionais. Há muitos outros desafios, problemas, necessidades relacionadas ao Grupo Familiar, no entanto, os resultados compensam qualquer esforço.

Eu irei finalizar com a pergunta que iniciei essa série sobre Salomão: PEDE-ME O QUE QUERES QUE EU TE DÊ.

Amanhã, permitindo Deus, sim, iremos dar continuidade de forma mais acelerada perseguindo e acompanhando a semente messiânica que agora está sobre o filho de Salomão, Roboão. Você sabia que foi no reinado dele que a nação de Israel se dividiu em dois reinos? (adaptado do próprio autor: http://www.jamaisdesista.com.br/2010/04/365-dias-de-proposito-dia-271365.html e em seu SCRIBD: http://pt.scribd.com/doc/30094903/Pregacao-Pede-me-o-que-queres-que-eu-te-de-18-04).

A Deus toda glória! p/ Daniel Deusdete – http://www.jamaisdesista.com.br

sexta-feira, 13 de janeiro de 2012

TEMA: Criação, Queda, Redenção e Consumação! - 99 - Faltam 470 dias para 26/04/13 e 881 dias para a Copa

Em continuação a história de Salomão, antes de concluirmos, como pensávamos, iremos fazer algumas aplicações necessárias da história desse homem que não pediu a sabedoria como um fim em si mesmo, ou seja, para ser conhecido como sábio. O seu foco era o povo de Deus e não a sabedoria, vejamos mais alguns detalhes:

Continuação de ontem:

1°.  Aplicações

Deus ainda apareceu a Salomão mais duas vezes, uma atendendo a sua oração de dedicação do templo que ele se empenhou em construir ao Senhor, em obediência às ordens de seu pai Davi – I Re 9:2 e outra quando o Senhor o rejeitou – I Re 11:11.

Bem, a vida de Salomão também tem outras viesis que não exploraremos, mas sabemos que Deus se indignou com ele ao final a ponto de levantar contra ele um inimigo, adversário, Hadade, edomita, que era da linhagem real de Edom (descendente de Esaú – Gn 36:43.

Por duas vezes + 1 lhe apareceu (I Re 11:9 e 11) e ainda assim, desviou-se indo após outros deuses por causa de suas muitas mulheres estrangeiras que o Senhor tinha advertido para que não se envolvesse, pois elas lhe perverteriam o seu coração.

O que aprendemos dessa lição – a oferta de Deus, o pedido de Salomão e a resposta de Deus - e como podemos aproveitá-la em nossas vidas, e caminhada de fé, nos dias atuais?

1°.        Que temos de estarmos preparados para responder a questão de Deus ... é de repente que acontece... poderá ser em Gibeão, a noite e em sonhos ou poderá ser agora mesmo no momento em que a palavra de Deus é ministrada ao seu coração: PEDE-ME O QUE QUERES QUE EU TE DÊ.

2°.        Que nossa resposta não pode visar a nossa necessidade, mas a do povo de Deus

a.      O povo precisava de justiça e de juízo;

b.      Salomão nada pediu para si mesmo;

c.      Jesus Cristo nos ensinou a orar o pai nosso e em nenhum momento vemos o individualismo, mas a preocupação com o grupo, com a família de Deus, com a coletividade, com o povo de Deus, reparem: nosso, nossas, teu, tua, a nós... o foco não é o "eu", mas o "nós".

3°.        Que temos de ter em nossas vidas e em nossas mentes uma atitude ou disposição mental que esteve em Salomão de

a.      reconhecimento da bondade de Deus

b.      reconhecimento da soberania de Deus

c.      reconhecimento da sabedoria de Deus

4°.        Que somos um povo de Deus

a.      Eleito

b.      Grande

c.      Numeroso

5°.        Que Deus atende a necessidade do povo – juízo e justiça e ainda as nossas necessidades, de forma maior do que pedimos, sonhamos ou imaginamos – riquezas, fama, sabedoria (Ef 3:20).

6°.        Que Deus se agrada quando deixamos o egoísmo e passamos a pensar na coletividade – ele amou a resposta de Salomão porque ele não foi egoísta.

7°.        Que precisamos de sabedoria do alto, isto é, que precisamos de Jesus Cristo, a nossa verdadeira sabedoria. Deus apareceu a Salomão, o filho de Davi e lhe disse que pedisse o que quisesse. Deus Pai também deu ao Filho de Davi, Jesus Cristo, todas as coisas porque o Filho de Deus deu a sua própria vida por causa de seu povo.

8°.        Que as minhas maiores necessidades serão saciadas pelo próprio Senhor quando eu também aprender a ter uma atitude e uma disposição não egoísta. "Ao que tem sem lhe dará para que tenha mais ainda, mas ao que não tem, até o que tem ser-lhe-á tirado" (Mt 25:29)

9°.        Que assim como Davi deu ao seu filho ordens, duas ordens, nós também recebemos do Senhor ordenanças, principalmente de evangelização:

"18  E, chegando-se Jesus, falou-lhes, dizendo: É-me dado todo o poder no céu e na terra. 19  Portanto ide, fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo; 20  Ensinando-os a guardar todas as coisas que eu vos tenho mandado; e eis que eu estou convosco todos os dias, até a consumação dos séculos. Amém." (Mt 28: 18-20)

Amanhã, permitindo Deus, sim, iremos concluir. (adaptado do próprio autor: http://www.jamaisdesista.com.br/2010/04/365-dias-de-proposito-dia-271365.html e em seu SCRIBD: http://pt.scribd.com/doc/30094903/Pregacao-Pede-me-o-que-queres-que-eu-te-de-18-04).

A Deus toda glória! p/ Daniel Deusdete – http://www.jamaisdesista.com.br

quinta-feira, 12 de janeiro de 2012

TEMA: Criação, Queda, Redenção e Consumação! - 98 - Faltam 471 dias para 26/04/13 e 882 dias para a Copa

Em continuação a história de Salomão, homem que não pediu a sabedoria como um fim em si mesmo, ou seja, para ser conhecido como sábio. O seu foco era o povo de Deus e não a sabedoria, vejamos mais alguns detalhes:

Continuação de ontem:

  1. A escolha de Salomão como rei de Israel – Adonias, o irmão mais velho que estava vivo, tentou reinvindicar para si o reinado de Israel, mas Davi que estava quase morrendo foi convencido por Bate-Seba e o profeta Natã a consagrarem Salomão como rei (I Reis 1:5-40). A sua coroação aconteceu sem pompa, sem planejamento, mas firmou-se e durou 40 anos.

1°.  A primeira aparição de Deus a Salomão

 A oferta de Deus: "Pede-me o que queres que eu te dê"

 

§         Ocorreu em Gibeão: "temeu muito; porque Gibeão era cidade grande como uma das cidades reais e ainda maior do que Ai, e todos os seus homens eram valentes." (Js 10:2). Foram os Gibeonitas que enganaram a Israel e com eles fizeram acordo sem consultarem ao Senhor (Js 9:3-7).

A cidade de Gibeão situa-se num morro de cerca de 60m acima das planícies circunvizinhas e próxima de Jerusalém, uns 9,5 Km. Era habitada pelos Heveus que era uma das 7 nações cananéias destinadas à destruição. (Dt 7:1, 2). Essa cidade ainda pertenceu ao território de Benjamim a qual foi designada aos sacerdotes araônicos (Js 18:25).

§         Ocorreu de noite – a hora é escolhida por Deus no momento que ele deseja.

§         Ocorreu em sonhos – poderia ser de outra forma, mas o Senhor preferiu falar-lhe em sonhos. Certamente que Salomão deveria estar angustiado e pesaroso, pois estava no início de seu reinado e ardia em seu coração o desejo de servir a Deus e ao povo de Deus.

2°.  A resposta de Salomão

  • Reconhecimento da benevolência de Deus para com seu pai, Davi
  • Reconhecimento da fidelidade, justiça e retidão de seu pai Davi
  • Reconhecimento de que o Senhor está sendo benevolente para com ele
  • Reconhecimento de que o desafio de reinar é muito grande e que não se sente capaz, sendo ainda muito criança
  • Reconhecimento de que está diante de um povo escolhido, grande, numeroso
  • Reconhecimento de que necessita executar a justiça e o juízo como rei e ai faz o seu pedido, um coração compreensivo:

-         Para julgar o "teu" povo

-         Para prudentemente discernir entre o bem e o mal

Obs.: Salomão não pediu: sabedoria como um fim em si mesma.

3°.  A resposta de Deus

A sábia resposta de Salomão agradou ao Senhor. Se forçarmos um pouquinho entenderíamos que surpreendeu a Deus (óbvio que não, mas a ênfase é apenas para destacar o quanto ela foi boa). Analisando a resposta divina, vemos que Deus disse que:

  • Salomão não pediu: nem longevidade; nem riqueza; nem a morte de seus inimigos
  • Salomão pediu entendimento para discernir o que é justo (Obs.: repetindo, Salomão não pediu: sabedoria como um fim em si mesma)
  • ... então Salomão receberá:

-         Coração sábio, inteligente e sem igual nem antes nem depois (Deus lhe deu sabedoria!)

-         Riquezas e glórias como nem um outro por todos os dias de sua vida

-         Prolongamento de seus dias (benção condicionada!) se:

Ø       Andar nos caminhos de Deus, como andou Davi

Ø       Guardar os estatutos de Deus, como andou Davi

Ø       Guardar os mandamentos de Deus, como andou Davi.

Amanhã, permitindo Deus iremos concluir. (adaptado do próprio autor: http://www.jamaisdesista.com.br/2010/04/365-dias-de-proposito-dia-271365.html e em seu SCRIBD: http://pt.scribd.com/doc/30094903/Pregacao-Pede-me-o-que-queres-que-eu-te-de-18-04).

A Deus toda glória! p/ Daniel Deusdete – http://www.jamaisdesista.com.br

quarta-feira, 11 de janeiro de 2012

É guerra!
Vamos guerrear!
Aceite este convite!
http://www.youtube.com/watch?v=BOjTyhGsiUI

TEMA: Criação, Queda, Redenção e Consumação! - 97 - Faltam 472 dias para 26/04/13 e 883 dias para a Copa

Davi e Bate-Seba grávidos e agora de quem? Daquele que Deus escolheu para fazer parte da linhagem messiânica. Nasceu Salomão. Quem foi Salomão? Iremos ver nas próximas postagens um pouco mais da vida desse homem conhecido como aquele que pediu sabedoria a Deus para governar o povo de Deus. Eu, particularmente, não creio que Salomão pediu a sabedoria como um fim em si mesmo, ou seja, para ser conhecido como sábio. O seu foco era o povo de Deus e não a sabedoria. É muito interesante a sua história.

I Reis 3

1.      Salomão aparentou-se com Faraó, rei do Egito, pois tomou por mulher a filha de Faraó e a trouxe à Cidade de Davi, até que acabasse de edificar a sua casa, e a Casa do SENHOR, e a muralha à roda de Jerusalém.

2.      Entretanto, o povo oferecia sacrifícios sobre os altos, porque até àqueles dias ainda não se tinha edificado casa ao nome do SENHOR.

3.      Salomão amava ao SENHOR, andando nos preceitos de Davi, seu pai; porém sacrificava ainda nos altos e queimava incenso.

4.      Foi o rei a Gibeão para lá sacrificar, porque era o alto maior; ofereceu mil holocaustos Salomão naquele altar.

5.      Em Gibeão, apareceu o SENHOR a Salomão, de noite, em sonhos. Disse-lhe Deus: Pede-me o que queres que eu te dê.

6.      Respondeu Salomão: De grande benevolência usaste para com teu servo Davi, meu pai, porque ele andou contigo em fidelidade, e em justiça, e em retidão de coração, perante a tua face; mantiveste-lhe esta grande benevolência e lhe deste um filho que se assentasse no seu trono, como hoje se vê.

7.      Agora, pois, ó SENHOR, meu Deus, tu fizeste reinar teu servo em lugar de Davi, meu pai; não passo de uma criança, não sei como conduzir-me.

8.      Teu servo está no meio do teu povo que elegeste, povo grande, tão numeroso, que se não pode contar.

9.      Dá, pois, ao teu servo coração compreensivo para julgar a teu povo, para que prudentemente discirna entre o bem e o mal; pois quem poderia julgar a este grande povo?

10.  Estas palavras agradaram ao Senhor, por haver Salomão pedido tal coisa.

11.  Disse-lhe Deus: Já que pediste esta coisa e não pediste longevidade, nem riquezas, nem a morte de teus inimigos; mas pediste entendimento, para discernires o que é justo;

12.  eis que faço segundo as tuas palavras: dou-te coração sábio e inteligente, de maneira que antes de ti não houve teu igual, nem depois de ti o haverá.

13.  Também até o que me não pediste eu te dou, tanto riquezas como glória; que não haja teu igual entre os reis, por todos os teus dias.

14.  Se andares nos meus caminhos e guardares os meus estatutos e os meus mandamentos, como andou Davi, teu pai, prolongarei os teus dias.

15.  Despertou Salomão; e eis que era sonho. Veio a Jerusalém, pôs-se perante a arca da Aliança do SENHOR, ofereceu holocaustos, apresentou ofertas pacíficas e deu um banquete a todos os seus oficiais..

I Reis 4

29.  Deu também Deus a Salomão sabedoria, grandíssimo entendimento e larga inteligência como a areia que está na praia do mar.

30.  Era a sabedoria de Salomão maior do que a de todos os do Oriente e do que toda a sabedoria dos egípcios.

31.  Era mais sábio do que todos os homens, mais sábio do que Etã, ezraíta, e do que Hemã, Calcol e Darda, filhos de Maol; e correu a sua fama por todas as nações em redor.

32.  Compôs três mil provérbios, e foram os seus cânticos mil e cinco.

33.  Discorreu sobre todas as plantas, desde o cedro que está no Líbano até ao hissopo que brota do muro; também falou dos animais e das aves, dos répteis e dos peixes.

34.  De todos os povos vinha gente a ouvir a sabedoria de Salomão, e também enviados de todos os reis da terra que tinham ouvido da sua sabedoria. Salomão aparentou-se com Faraó, rei do Egito, pois tomou por mulher a filha de Faraó e a trouxe à Cidade de Davi, até que acabasse de edificar a sua casa, e a Casa do SENHOR, e a muralha à roda de Jerusalém.

I Reis 5:12

§          Deu o SENHOR sabedoria a Salomão, como lhe havia prometido. Havia paz entre Hirão e Salomão; e fizeram ambos entre si aliança.

Contextualização: o nascimento de Salomão e sua ascensão ao reino:

1.      Os pais: Davi e Bate-Seba, filha de Eliã e mulher de Urias, o Heteu (2 Sm 11:3); filha de Amiel (I Cr 3:5) – foi enquanto os soldados de Israel lutavam contra os Amonitas é que Davi se envolveu com Bate-Seba ocasionando não somente o adultério como também o assassinato de Urias, o Heteu. Davi foi advertido por Natã e se arrependeu, mas isso não impediu o juízo de Deus: foram terríveis as conseqüências do pecado de Davi. Desse envolvimento nasceu um menino que por juízo divino faleceu (II Samuel 12:15-18). Depois, Davi tomou a Bate-Seba por esposa e buscava consolá-la (2Sm 12:24). Com ela teve quatro filhos, entre eles, Salomão, seu primogênito.

§         As instruções do pai Davi ao filho à semelhança da instrução de Deus a Josué – Js 1: 6 e 7: duas ordens:

                                                              i.      Primeira: a adesão, manutenção e cumprimento do mandato espiritual;

                                                             ii.Segunda: a construção do templo ao Senhor.

"1 E aproximaram-se os dias da morte de Davi; e deu ele ordem a Salomão, seu filho, dizendo: 2  Eu vou pelo caminho de toda a terra; esforça-te, pois, e sê homem. 3  E guarda a ordenança do SENHOR teu Deus, para andares nos seus caminhos, e para guardares os seus estatutos, e os seus mandamentos, e os seus juízos, e os seus testemunhos, como está escrito na lei de Moisés; para que prosperes em tudo quanto fizeres, e para onde quer que fores. 4  Para que o SENHOR confirme a palavra, que falou de mim, dizendo: Se teus filhos guardarem o seu caminho, para andarem perante a minha face fielmente, com todo o seu coração e com toda a sua alma, nunca, disse, te faltará sucessor ao trono de Israel." (I Re 2:1-4)

§         Amor ao povo de Deus X sua ascensão/prosperidade – I Cr 14:2 "2  Reconheceu Davi que o SENHOR o confirmara rei sobre Israel; porque, por amor do seu povo de Israel, o seu reino se tinha exaltado muito."

Davi ensinou ao seu filho que o povo de Deus era especial e que deveria ser amado e cuidado com respeito, carinho e dedicação. O pai certamente incutiu no filho e o filho aprendeu do pai, pelo seu exemplo, que estava diante de um povo especial.

§         A mãe, Bate-Seba aparece na genealogia de Jesus Cristo em Mt 1:6. Seu nome significa filha do juramento ou sétima filha. Com certeza, Bate-Seba deve ter instruído seu filho e dado a ele, educação, respeito, carinho e muito amor.

2.      O nome escolhido pelos pais e o seu significado – seu nome tanto pode significar consolo devido a morte do primeiro filho, como paz, significando a restauração do relacionamento de Davi com Deus. Estão presentes em seu nome as idéias de paz, integridade, totalidade e perfeição como que apontando o Espírito Santo para o Príncipe da Paz, o Filho de Davi, o Senhor (Is 9:6).

O nome escolhido por Natã e o seu significado "Então, Davi veio a Bate-Seba, consolou-a e se deitou com ela; teve ela um filho a quem Davi deu o nome de Salomão; e o SENHOR o amou. Davi o entregou nas mãos do profeta Natã, e este lhe chamou Jedidias, por amor do SENHOR." (2 Sm 12: 24,25). Jedidias significa o amado, porque o Senhor o amou.! (adaptado do próprio autor: http://www.jamaisdesista.com.br/2010/04/365-dias-de-proposito-dia-271365.html e em seu SCRIBD: http://pt.scribd.com/doc/30094903/Pregacao-Pede-me-o-que-queres-que-eu-te-de-18-04).

Até amanhã, com a continuação desta linda mensagem...

A Deus toda glória! p/ Daniel Deusdete – http://www.jamaisdesista.com.br

terça-feira, 10 de janeiro de 2012

TEMA: Criação, Queda, Redenção e Consumação! - 96 - Faltam 473 dias para 26/04/13 e 884 dias para a Copa

Décimo dia do ano de 2012! A semente messiânica vem de qual esposa de Davi? Justamente, daquela Bate-Seba, esposa de Urias, fruto de seu adultério, mas não o fruto do adultério, pois este morreu, apesar de Davi ter orado por ele insistentemente.

Enquanto o menino vivia, Davi se angustiou por ele e sofreu e chorou e comoveu todo o palácio, tanto que temeram muito dar-lhe a notícia de que seu filho havia morrido. Quando a notícia, finalmente chegou-lhe aos ouvidos, ele se levantou e foi comer. Todos se admiraram porque ele se comportara assim, mas ele explicou.

Enquanto vivia o menino, ele tinha esperanças de que Deus em sua infinita misericórdia poderia dar saúde ao menino e assim buscou o Senhor de todo coração, alma, forças e entendimento, mas quando este faleceu, ele entendeu que não mais poderia ficar ali prostrado, mas se levantar e continuar a sua jornada dando glórias a Deus.

Eu acho interessante a reação de Davi e concordo com ele, por isso, creio, que enquanto há fôlego de vida em uma alma, eu não devo me conformar com a "sabida" morte por vir. Nosso coração em muito nos engana e não devemos perder as esperanças.

Eu conheço a história de um "seu Zé que ia morrer" que meu amigo Cleo me contou. Ele me dizia que vivia no interior de MG e na sua rua onde morava havia um "seu Zé que ia morrer". Era assim que ele conhecia aquele senhor e muitas vezes foi vê-lo e via que seu estado era terrível.

Todos esperavam por sua morte a qualquer momento, por isso que seu nome era "seu Zé que ia morrer". Ele passou a sua infância ouvindo a história desse seu Zé. Até as suas tripas eram expostas e ele vivia numa cama em agonia, mas ainda vivia. E não é que o "seu Zé que ia morrer" ficou realmente muito tempo de cama e acabou superando a morte imediata e mais do que isso, Deus o curou.

O tempo foi passando e ele acabou enterrando seus filhos, esposa e muitos dos que viviam e diziam a todo tempo que o seu Zé ia morrer. Um dia desses, meu amigo me procurou, quando já tinha mais de 40 anos e me deu a notícia de que finalmente o "seu Zé que ia morrer", morreu.

Não é a doença que tira a vida. Não é o câncer que mata. Quem dá e quem tira a vida é Deus! Deus a tira no momento que ele quer tirar, mesmo que estejamos cheios de saúde e planos para o futuro. Não importa, a vida pertence a Deus. Davi sabia disso e lutou pela vida do menino em oração.

Quando Deus o levou, entendeu Davi que Deus o tinha chamado e assim, parou de lutar pela vida do menino em oração. Eu não desisto nunca de orar, de lutar e de insistir com a vida até que Deus interrompa isso. A Deus sim, me curvarei e aceitarei seu governo, mas a doença, a enfermidade, o mal não tem poder sobre a vida de ninguém.

A vida pertence a Deus e ele é quem a gerencia, como lhe apraz. Eu creio nas orações. Eu creio em cura divina. Eu creio em Deus. aleluias!diz a palavra de Deus que Davi depois consolou a Bate-Seba e nisso ela ficou grávida da semente messiânica!

Eu assim creio. Eu assim vivo. Eu assim prego.

A Deus toda glória! p/ Daniel Deusdete – http://www.jamaisdesista.com.br

segunda-feira, 9 de janeiro de 2012

TEMA: Criação, Queda, Redenção e Consumação! - 95 - Faltam 474 dias para 26/04/13 e 885 dias para a Copa

Nono dia do ano de 2012! No quinto dia do ano, em 5/1/2012, enquanto estava em meu carro, na hora de almoço, orei ao Senhor e me veio ao coração:

  • Como poderei curtir uma casa quando meu irmão não tem nem onde morar?
  • Como poderei curtir um carro maior e mais luxuoso quando meu irmão anda de ônibus?
  • Como poderei aproveitar minhas viagens pelo mundo afora quando meu irmão não tem nem para onde ir, nem onde ficar?
  • Como poderei me beneficiar das riquezas e do ouro e da prata quando meu irmão está a mendigar migalhas para viver?

Pensei comigo que tudo isso: casas, carros, viagens, dinheiro, capital, não devem ser motivos de cobiça, nem motivos de preocupações, nem devemos ambicioná-las, desejá-las, quere-las, muito menos, orarmos a Deus pedindo por elas. "I Timóteo 6:8 Tendo sustento e com que nos vestir, estejamos contentes.".

Elas são aquilo que poderíamos classificar como madeira, feno e palha que quando expostas ao fogo desaparecem totalmente deixando no ambiente apenas a sua sujidade e a fumaça abundante. Quando partirmos para a eternidade, nada levaremos, nem casas, nem carros, nem riquezas, tudo isso ficará aqui mesmo. De Deus recebemos e, no fim de nossas vidas, a Deus retornarão.

Se você se sente motivado a estudar e a trabalhar por causa do salário ou dos lucros decorrentes e por eles se mata e mata outros, então você está a juntar apenas madeira, feno e palha, mas se você faz tudo isso para a glória de Deus, desejando e se esforçando, de fato e de verdade, para que o nome do Senhor seja glorificado, então você está juntando ouro, prata e metais preciosos que o fogo não consome, mas o purifica para tornar-se ainda mais puro.

Eu não sou contra o trabalho, nem o estudo, pelo contrário, se Deus me levantasse aqui nessa terra com um ministério próprio, independente, a minha regra geral com relação aos trabalhadores da seara seria que não haveria ministério integral, nem para o seu presidente, pois todos teriam que estar trabalhando e produzindo, sendo úteis na sociedade.

Dentro deste meu ministério, a regra geral para ordenação seria a obrigatoriedade de estar devidamente empregado ou ser empresário. Se o ministério tivesse a necessidade de pastores e líderes em tempo integral por necessidade de serviço, este seria obrigatoriamente assalariado e, portanto, teria vínculo empregatício. As exceções seriam de fato exceções e não regra geral.

Eu não sou contra buscar melhorias e melhor qualidade de vida, desde que isso não seja para o acúmulo do capital, mas para a glória de Deus. A prosperidade, as promoções, o aumento de salário, o crescimento material e de riquezas será natural para os que trabalham e honram ao Senhor com seus bens e assim fazem para a glória de Deus.

Nós devemos buscar o reino de Deus e sua justiça em tudo o que fizermos ou pensarmos fazer e Deus cuidará de nós e nos dará riquezas, se assim ele quiser nos dar. Se nos der riquezas de forma que possamos ter bens em abundância, elas não devem ser motivos de idolatria e cuidado egoísta.Sim, seremos cobrados daquele que nos deu a mordomia do que recebermos de bênçãos e, se tivermos dúvidas, façamos o bem ao nosso próximo com nossos bens.

Não estou incentivando a mendigagem, pois ela é malígna e viciante. Podemos ser generosos, sem estarmos sendo incentivadores da mendicância.  

Eu não tenho medo de administrar milhões e bilhões ou mais ainda se assim, meu Pai Celestial, quiser colocá-los em minhas mãos, em confiança. Eu não quero ter medo de ter, nem de estar, nem de ser, se assim, for do agrado de meu Pai que está nos céus.

Você quer ter muito? Quer estar em evidência? Quer ser alguém importante? Não queira..., antes queira glorificar ao Senhor em tudo, que ele o fará próspero, o colocará entre príncipes e o fará mais importante que reis e rainhas, se assim for de seu agrado e vontade e planos.

Eu assim creio. Eu assim vivo. Eu assim prego.

A Deus toda glória! p/ Daniel Deusdete – http://www.jamaisdesista.com.br

domingo, 8 de janeiro de 2012

TEMA: Criação, Queda, Redenção e Consumação! - 94 - Faltam 475 dias para 26/04/13 e 886 dias para a Copa

Oitavo dia dia do ano de 2012! Davi, Homem Segundo o Coração de Deus – I Cr 14 – parte 4

Davi era um homem segundo o coração de Deus porque:

(...) continuação e Conclusão:

Temos visto 9 características de Davi, um homem segundo o coração de Deus. Em resumo, podemos dizer que estão presentes no homem segundo o coração de Deus:

1) Reconhecimento de que Deus nos coloca onde ele quer.

2) Reconhecimento de que somos meros instrumentos da graça de Deus.

3) Devemos adquirir o hábito de inquirir, consultar a Deus em todo tempo, principalmente nos tempos de tributação.

4) Não podemos confiar em nossa própria sabedoria.

5) Devemos dar SEMPRE a Deus a glória pelas nossas conquistas.

6) Devemos estar em obediência às ordens de Deus.

7) Devemos esperar pelo sinal de Deus para fazer algo.

8) Devemos obedecer sem perguntas e sem reservas a Deus para assim obtermos a vitória.

9) Devemos nos lembrar que somos humanos e, portanto, pecadores, carentes da graça de Deus.

Se assim agirmos e formos homens segundo o coração de Deus, também seremos homens segundo o coração de Deus, mas não podemos deixar que isso faça da nossa vida piedosa um laço para a nossa alma. Quero dizer, nossa vida piedosa com Deus não deve se constituir em moeda de barganha de bênçãos ou em justificativas de maior santidade, se for assim, eu sinto muito, estaremos perdendo tempo. Não praticamos a justiça, por que somos justos, mas por que fomos feitos justos.

Eu confesso que sinto a necessidade de maior disciplina e zelo na minha vida piedosa porque sinto que Deus está, de alguma forma, correspondendo (é um pouco estranho falar assim, mas tenham paciência um pouquinho na minha insanidade) e muito. Eu não quero barganhar jamais com Deus, mas servi-lo e ser-lhe útil.

Como dantes já dito: nada justifica o erro de Davi, tanto é que foi severamente punido, mas receber de Deus esse testemunho, fez de Davi um homem digno de imitação naquilo que ele foi exemplar. Como é que você trata de seus erros quando os comete? Endurece o seu coração e procura por a culpa em outros? Ou procura ser como Davi que uma vez cônscio de seu pecado, se arrepende e busca o perdão de Deus? (Essas 3 recentes postagens, centrada em Davi, é um texto adaptado do próprio autor em http://pt.scribd.com/doc/28385516/Pregacao-Davi-HSCD-PIPT-14-03).

A Deus toda glória! p/ Daniel Deusdete – http://www.jamaisdesista.com.br

sábado, 7 de janeiro de 2012

TEMA: Criação, Queda, Redenção e Consumação! - 93 - Faltam 476 dias para 26/04/13 e 887 dias para a Copa

Sétimo dia dia do ano de 2012! Davi, Homem Segundo o Coração de Deus – I Cr 14 – parte 3

Davi era um homem segundo o coração de Deus porque:

(...) continuação

4) Não confiava  em  sua  própria sabedoria (14.10). Ai daquele que confia em si mesmo e se acha o tal, insubstituível. Graças a Deus eu sofri muitas derrotas em minha vida que fizeram com que eu não confiasse em mim mesmo. Não é bom, nem desejo que ninguém seja derrotado para aprender a não confiar em si mesmo.

5) Dava a Deus a glória pelas suas vitórias (14.11). Essa atitude mental, essa disposição de mente de dar glórias a Deus é uma questão de maturidade espiritual própria daqueles que não confiam em si mesmos. Somente dá glórias a Deus em suas conquistas os que reconhecem que são vasos e que a excelência não está no vaso, mas no oleiro que dá ao vaso o conteúdo que quer dar.

6) Destruiu  os pagãos  em  obediência  à ordem de Deus (14.12). Não podemos duvidar de Deus e de suas instruções. A melhor coisa a se fazer é obedecer sempre. Se Deus te pediu algo é porque ele espera de você obediência. Não se preocupe, pois Deus não é tirano nem jamais irá cosntrangê-lo a algo que o venha a humilhar. Deus é eternamente bom e todos os seus atos são de bondade extrema. Você já ouvia falar da soberania, certo? E da soberana bondade de Deus?

7) Esperava  pelo sinal de Deus  para  fazer algo (14.14). Davi não se precipitava nem passava adiante do Senhor. Vocês se lembram de Abraão e Sara que se precipitaram e acabaram entregando Hagar a Abraão que com ela teve Ismael de quem procedem os árabes (mercadores viajantes!)? Até nos dias de hoje os árabes não se dão com os judeus. Então o melhor a fazer é não tentarmos ajudar a Deus ou querer fazer algo de forma precipitada, apavorada e desesperada. Tudo tem seu tempo certo, como diz o sábio, Salomão, filho de Davi com Bate-Seba, no livro de Eclesiastes.

8) Obedecia sem perguntas ou reservas, e assim obtinha a vitória. A obediência é uma virtude admirável. A Bíblia fala que o próprio Senhor, na carne, aprendeu a obediência pelas coisas que sofreu. "7 Ele, Jesus, nos dias da sua carne, tendo oferecido, com forte clamor e lágrimas, orações e súplicas a quem o podia livrar da morte e tendo sido ouvido por causa da sua piedade, 8 embora sendo Filho, aprendeu a obediência pelas coisas que sofreu 9 e, tendo sido aperfeiçoado, tornou-se o Autor da salvação eterna para todos os que lhe obedecem, 10 tendo sido nomeado por Deus sumo sacerdote, segundo a ordem de Melquisedeque." (Hb 5: 7-10).

9) Davi  era humano  e,  portanto,  um pecador,  mas Deus encontrou nele admiráveis qualidades. Davi era esse homem segundo o coração de Deus. Era humano, pecador, mas Deus, nele, encontrou admiráveis qualidades. Diz um ditado popular: "diga-me com quem andas, e eu te direi quem és". Davi escolheu para andar consigo o temor a Deus e a humildade. O seu pecado foi terrível e as conseqüências piores ainda, mas foi capaz de reconhecer seu erro e aceitar pacificamente, sem rebeldia, rebelião, sem endurecer o seu coração, as correções do Senhor.

Não há homem que não peque, portanto, não somos melhores nem maiores que Davi porque pecou, caiu, errou feio. Deus de Davi testemunhou e não se envergonhou de dizer que ele era um homem segundo o seu próprio coração.

Nada justifica o erro de Davi, tanto é que foi severamente punido, mas receber de Deus esse testemunho, fez de Davi um homem digno de imitação naquilo que ele foi exemplar. E você quando comete erros, endurece o seu coração e procura por a culpa em outros? Repito: (Essa postagem, centrada em Davi, é um texto adaptado do próprio autor em http://pt.scribd.com/doc/28385516/Pregacao-Davi-HSCD-PIPT-14-03).

Amanhã, concluiremos para a glória de Deus.

A Deus toda glória! p/ Daniel Deusdete – http://www.jamaisdesista.com.br

sexta-feira, 6 de janeiro de 2012

TEMA: Criação, Queda, Redenção e Consumação! - 92 - Faltam 477 dias para 26/04/13 e 888 dias para a Copa

Sexto dia dia do ano de 2012! Davi, Homem Segundo o Coração de Deus – I Cr 14 – parte 2

Davi era um homem segundo o coração de Deus porque:

1) Reconhecia que Deus o fizera rei (14.2). Está escrito no livro de Provérbios 3, versos 5 e 6: "5 Confia no SENHOR de todo o teu coração e não te estribes no teu próprio entendimento. 6 Reconhece-o em todos os teus caminhos, e ele endireitará as tuas veredas.". Davi tinha esse reconhecimento inculcado em seu coração. Quem anda com Deus sabe que está andando com Deus.

Aqui também compreendemos a questão da soberania de Deus, pois Davi era esse homem que reconhecia o controle absoluto e total de Deus sobre todas as coisas, tanto as visíveis quanto as invisíveis.

Será que você reconhece a Deus em seu ambiente de trabalho, na sociedade, na igreja, no seio de sua família? Você que, por exemplo, é um educador, você entende que foi o Senhor quem o capacitou nessa área e que espera de ti competência, zelo, ética e respeito ao teu semelhante?

Davi foi chamado para ser rei. Deus tem me chamado nos Correios para ser um analista, tem chamado o Iron e a Ledi para serem empresários, donos de pizzaria, tem chamado pastores para pastorearem a sua igreja e tem chamado cada um de nós aqui para uma missão especial ao qual espera de nós resultados que venham glorificar ao seu augusto nome.

Um homem segundo o coração de Deus sabe sempre quem o chamou e o vocacionou. Eu quero que cada um de nós saia daqui nesta tarde tendo a certeza da soberania de Deus em nossas vidas de que ele nos tem chamado e nos comissionado.

2) Reconhecia que era apenas um instrumento da graça de Deus (14.2). É de se notar o amor de Davi a Israel declarado neste versículo. Se Davi não amasse a Israel, o povo de Deus, Deus JAMAIS teria feito ele crescer. Nem a ele, nem ao reino que ele representava. O filho de Davi que nasceu posteriormente, Salomão, a quem Deus por 2x lhe apareceu disse a Salomão o desafiando: "Pede-me o que queres que eu te dê" (I Re 3:5).

A resposta de Salomão não foi sabedoria em si. Ele não disse: eu quero ser o homem mais sábio do mundo! Não foi isso que Salomão pediu. Reparem na sua resposta: "... não passo de uma criança, não sei como conduzir-me. 8Teu servo está no meio do teu povo que elegeste, povo grande, tão numeroso, que se não pode contar. 9 Dá, pois, ao teu servo coração compreensivo para julgar a teu povo, para que prudentemente discirna entre o bem e o mal; pois quem poderia julgar a este grande povo?".

Salomão amava ao povo de Deus, como Davi, seu pai (o pai, certamente, ensinou ao filho o caminho de Deus). Foi por esta razão que o Senhor o abençoou lhe dando muito mais do que pedia, sonhava e imaginava Salomão. O alvo de Deus somos todos nós, sua igreja. Aqueles que amam a sua igreja, serão honrados por Deus.

3) Inquiria, consultava a Deus em tempos de  tribulação (14.10). Vamos nós também consultar a Deus em tudo. Adquira o hábito de perguntar ao Senhor e espere sempre a sua resposta. A garantia que eu te dou é que JAMAIS ele te deixará, como dizem, "a ver navios".

Josué um homem valente, muito especial, capacitado, que foi chamado para substituir a Moisés na condução do povo de Israel – imaginem quem era Josué! - caiu na besteira de não consultar ao Senhor em determinado momento de sua liderança e foi forçado, por causa de sua palavra, a fazer aliança com o inimigo que era para ser derrotado.

Consulte a Deus se você não vê mal algum e consulte a Deus quando você achar a questão difícil demais. Nunca deixe de consultar ao Senhor! Eu tenho adquirido este hábito em minha vida de fazer essas consultas, ainda que aparentemente bem tolas. (Essa postagem centrada em Davi é um texto adaptado do próprio autor em http://pt.scribd.com/doc/28385516/Pregacao-Davi-HSCD-PIPT-14-03).

Amanhã, prosseguiremos.

A Deus toda glória! p/ Daniel Deusdete – http://www.jamaisdesista.com.br