domingo, 9 de maio de 2010

365 dias de propósito! Dia 292/365 - Dia das Mães!

TEMA: A Oração de um Justo 6 – Tg 5:12-18

 

Mãe, eu te amo! E aproveintando de uma postagem minha mais antiga, repito aqui apenas alguns trechos para nos fazer lembrar da importância de honrarmos nossos pais, hoje, em especial, as mães. Em DT 5:16, está escrito: "16  Honra a teu pai e a tua mãe, como o SENHOR teu Deus te ordenou, para que se prolonguem os teus dias, e para que te vá bem na terra que te dá o SENHOR teu Deus.".

 

O Senhor nos ordena a honrar o pai e a mãe para que:

  • Se prolonguem os nossos dias (vida longa!);
  • Para que te vá bem na terra que te dá o Senhor teu Deus (prosperidade!).

 

Algum hipócrita poderia perguntar o que é honrar pai e mãe ou como honrar pai e mãe? Será que se faz necessário entrarmos no mérito? Eu não preciso explicar nadinha para ninguém, pois todos sabemos se estamos ou não honrando aos nossos pais. Você tem honrado aos seus pais? Ou tem enrolado? Honrado ou enrolado?

 

Honrar ao pai e a mãe é ter, no mínimo, respeito pela pessoa que eles representam. É parar de vez enquando a sua rotina maluca de vida e dar-lhe atenção. É se importar de verdade. É abraçar e tolerar algumas de suas manias e jeitos. É ouvi-lo, ainda que as histórias sejam repetidas. É dar presentes. É passear e caminhar com ele. É descansar em seus braços e receber carinho. É beijar. É amar. É fazer a sua vontade. É antecipar a sua necessidade e desejo e procurar surpreendê-lo. É retirar dele, do íntimo de seu ser, um sorriso. Eu resumiria tudo isso em ATENÇÃO, RESPEITO, EDUCAÇÃO, CARINHO E AFETO. Faça ao seu pai e a sua mãe o que você gostaria que o seu filho fizesse a você.

 

Em continuação ao nosso tema proposto, vejamos o que temos para hoje: Elias, repetindo para reforço, diz a Bíblia, o Espírito Santo e Tiago, irmão de Jesus era semelhante a nós. O caminho aqui me parece aberto e o estímulo é para que oremos com fé, em nada duvidando, que o Senhor irá nos atender. Isso não nos parece um incentivo e um estímulo a orarmos a Deus?

 

E por falar de incentivo e estímulo a orarmos a Deus, vejamos o que está escrito em Lucas, no capítulo 11 sobre a resposta de Jesus aos seus discípulos que lhe pediram que lhe ensinassem a orar:

 

"1 De uma feita, estava Jesus orando em certo lugar; quando terminou, um dos seus discípulos lhe pediu: Senhor, ensina-nos a orar como também João ensinou aos seus discípulos. 2 Então, ele os ensinou: Quando orardes, dizei: Pai, santificado seja o teu nome; venha o teu reino; 3 o pão nosso cotidiano dá-nos de dia em dia; 4 perdoa-nos os nossos pecados, pois também nós perdoamos a todo o que nos deve; e não nos deixes cair em tentação. 5 Disse-lhes ainda Jesus: Qual dentre vós, tendo um amigo, e este for procurá-lo à meia-noite e lhe disser: Amigo, empresta-me três pães, 6 pois um meu amigo, chegando de viagem, procurou-me, e eu nada tenho que lhe oferecer. 7 E o outro lhe responda lá de dentro, dizendo: Não me importunes; a porta já está fechada, e os meus filhos comigo também já estão deitados. Não posso levantar-me para tos dar; 8 digo-vos que, se não se levantar para dar-lhos por ser seu amigo, todavia, o fará por causa da importunação e lhe dará tudo o de que tiver necessidade. 9     Por isso, vos digo: Pedi, e dar-se-vos-á; buscai, e achareis; batei, e abrir-se-vos-á. 10  Pois todo o que pede recebe; o que busca encontra; e a quem bate, abrir-se-lhe-á. 11 Qual dentre vós é o pai que, se o filho lhe pedir {pão, lhe dará uma pedra? Ou se pedir} um peixe, lhe dará em lugar de peixe uma cobra? 12 Ou, se lhe pedir um ovo lhe dará um escorpião? 13 Ora, se vós, que sois maus, sabeis dar boas dádivas aos vossos filhos, quanto mais o Pai celestial dará o Espírito Santo àqueles que lho pedirem?" (Lc 11: 1-13).

 

Aqui nesses versículos lidos de Lucas, Jesus primeiro lhes ensina uma oração padrão que deve ser o modelo de todas as nossas orações.

 

Reparem que há predomínio do pronome possessivo na primeira pessoal do plural: "nosso" e "nossas" e na segunda pessoa do singular: "teu", "tua". Há também o emprego do objeto direto ou indireto "nos" e não "me", por exemplo: pai nosso, pão nosso, nossas dívidas, nossos devedores, teu nome, réu reino, tua vontade, teu poder, tua glória, nós dá hoje, não nos induza, livra-nos.

 

Nesta oração, modelo, aprendemos que somos uma coletividade, que devemos nos preocuparmos com o nosso próximo e não conosco. Quem não ama a seu irmão ao qual vê, como pode dizer que ama a Deus a quem nem vê? (I Jo 4:2). Há muitas lições e ensinos na oração do Pai Nosso, mas no momente, vamos apenas ficar com esse detalhe que exclui o egoísmo a favor do altruísmo.

 

Depois, Jesus dá a ênfase na importunação e nos manda (quase que a nós, com o devido respeito, implorando, não porque ele talvez esteja carente de nossas orações, mas para nos chamar a atenção de que não devemos nos esmorecer) pedir, buscar e bater e isso de forma insistente, perseverante, com fé, pois receberemos, encontraremos e a porta será aberta. Aleluias!

 

Agora, voltemos ao nosso texto: quem é justo? O vs. 16 fala que muito pode por sua eficácia a oração de um justo.

 

  • Somente Jesus é justo e o justificador de muitos.
  • Por meio de Jesus, nós os que nele cremos, somos declarados justos.

 

A oração de Jesus é eficiente e eficaz? Sim, com certeza! Mas a Bíblia fala da oração de um justo, logo posso concluir que ela fala de Jesus e de sua oração e de quem mais? De nós os que andamos nos seus caminhos e seguimos os seus propósitos.

 

A minha conclusão disso tudo é que a nossa oração, nos garante o Espírito Santo, será eficaz e eficiente, sempre! Aleluias! Você pode aplaudir ao Senhor? Você entendeu o que foi dito?

 

Testemunhos de oração (são meus próprios testemunhos, vividos por mim e por mais ninguém):

 

  • João Paulo – Deus me moveu a orar por ele no dia em que tentou suicídio se jogando de um edifício de mais de 45m de altura e caiu num fosso de água de não mais de 40cm de profundidade e somente trincou uma costela. Hoje ele serve ao Senhor em uma Igreja Presbiteriana. O estranho da história é que eu "briguei" com Deus no elevador para ver o corpo dele lá em baixo, espatifado, dizendo-lhe "para que orar?" e subi, envergonhado e pedindo mil perdões, pois não vi nada espatifado, mas alguém reclamando que nem para morrer, prestava.
  • Meu filho – muitas vezes, mas em uma delas eu levantei-me chateado, com sono e ainda disse para mim mesmo, vou orar, mas, ... o que isso resultará? Orei, e somente soube do resultado da oração no outro dia, pois capotamos num sono gostoso e triunfal noite adentro.
  • Meus pais – muitas vezes, sendo que da tentativa de assassinato contra minha mãe por parte de meu pai, seguida de outra tentativa de assassinato de meu pai contra meu irmão e ainda seguida de tentativa de suicídio de meu pai, 15 dias depois de minha mãe ter confessado a Jesus como seu Senhor e Salvador, resultou em derrota de Satanás e triunfo de Jesus que revertendo todo quadro ainda salvou meu pai e não permitiu que ninguém falecesse, nem ficasse com seqüelas, mas as cicatrizes ficaram para provar a gravidade do ocorrido. Minha mãe hoje é um exemplo de alegria e disposição, principalmente na evangelização de vidas por meio de folhetinhos.

 

E você, homem semelhante a Elias? E você, justo e justificado pelo Senhor? Qual a sua lista de oração? O que você está buscando de Deus? Eu mesmo tenho alvos de oração que somente se sustentam porque Deus assim quer sustentar. Quem sou eu para obter alguma coisa de mim mesmo.

 

A Deus toda a glória! - Acompanhamento de Minhas Leituras Diárias

 

  • Ø       Iniciei o livro de Mateus - Bíblia Shedd (Shedd Bible), ARA – 2ª ed. – Ed. Vida Nova, Russell P. Shedd.
  • Ø       Ainda estou na página 75/192 página de CURA PARA O CORAÇÃO, de Howard Eyrich e William Hines, ed. Cultura Cristã (título original em inglês: Curing the Heart). Meu próximo livro: A ALMA DA CIÊNCIA – Fé Cristão e Filosofia Natural de Nancy R. Pearcey  e Charles B. Thaxton. Ed. Cultura Cristã. 294 páginas. (título original em inglês: The Soul of Science).
  • Ø       Terminei 01h50m18s de  02h11m45s de DEUS É SOBERANO, de A. W. Pink.
  • Ø       Estou com 03h33m33s de 03h35m42 de O AMOR DE DEUS DERRAMADO EM NOSSOS CORAÇÕES, de Airton Willians Vasconcelos Barbosa, da Fonte Editorial Ltda.
  • Ø       Já ouvi [em breve, relacionarei tudo que já li e ouvi nesses 365 dias de propósitos]:

§         Terminei 07h38m47s de áudio, MP3, do livro de Michaels Horton, O CRISTÃO E A CULTURA – Nem separatismo, nem mundanismo, ed. Mundo Cristão, 206p. (título original em inglês: Where in World is the Church).

§         Já li as 660 páginas, do livro Criação e Consumação (From Creation To Consummation), Vol. 1 – O Reino, a Aliança e o Mediador – ed. Cultura Cristã. Gerard Van Groningen.

§         08h06m54s de 13h26m47s de áudio do livro UMA HISTÓRIA DO PENSAMENTO CRISTÃO - Dos Primórdios ao Concílio de Calcedônia - Justo L. González

§         9h15m40s de áudio de CALVINISMO – o canal em que se moveu a Reforma do século 16, enriquecendo a vida cultural e espiritual dos povos que o adotaram. O sistema que hoje a igreja cristã deve reconhecer como bíblico – de Abraham Kuyper (1837 – 1920).

§         09h35m15s da segunda parte com 10h24m22s depois de terminar a primeira parte de 09h00m35s da parte 1/2 de áudio de VERDADE ABSOLUTA - Libertando o Cristianismo de seu Cativeiro Cultural, Nancy Pearcey, 1ª edição/2006, ed. CPAD.

 

Observações:

Eu tenho ciência da necessidade de me cuidar na alimentação correta e da necessidade de fazer exercícios físicos regulares por causa de minha vida altamente sedentária. Fica aqui o registro da necessidade, veremos quanto tempo levará para eu tomar uma atitude. (registrado em 02/04/2010).

sábado, 8 de maio de 2010

365 dias de propósito! Dia 291/365

TEMA: A Oração de um Justo 5 – Tg 5:12-18

 

Daqui há pouco irei eu e minha amada mamãezinha no culto da "Primeirona", chamado "Manhã com Deus". Minha mãe chegou ontem de viagem e gostou muito de ter viajado na compania aérea AVIANCA. Gostou muito do lanche sevido, bem farto e do atendimento e do avião. Ela irá passar conosco uns 20 dias e na Arca da Aliança (nos reunimos todas as quintas-feiras em minha casa – sinta-se convidado!) contará muitos de seus testemunhos de livramento que o Senhor lhe tem concedido.

 

Voltando ao nosso tema: será que somos nós que temos um Deus Todo-Poderoso que atende aos nossos desejos conforme nossas vontades ou é o contrário, o Deus Todo-Poderoso é que nos têm e nos designou para fazermos a sua vontade? Somos e pertencemos a Deus ou Deus é que nos pertence? Ao orarmos podemos decretar e Deus está obrigado a executar nosso comando? Posso eu as perguntas formuladas por Deus a Jó?

 

"Onde estavas tu, quando eu fundava a terra? Faze-mo saber, se tens inteligência. Quem lhe pôs as medidas, se é que o sabes? Ou quem estendeu sobre ela o cordel? Sobre que estão fundadas as suas bases, ou quem assentou a sua pedra de esquina, Quando as estrelas da alva juntas alegremente cantavam, e todos os filhos de Deus jubilavam?" (Jó 38: 4-7).

 

Elias era homem semelhante a nós e realizou muitos milagres e maravilhas. É óbvio que ele não usava a Deus para realizar a sua vontade, mas era instrumento de Deus, que Deus usava para realiar os seus próprios propósitos. Deus não me tem levantado para realizar sinais e maravilhas, mas para anunciar a sua palavra que ao final poderá ou não ser acompanhado de sinais e maravilhas. Isso é claro para você? Vejamos as realizações desse homem comum, digo, semelhante a nós:

 

-         Com sua capa abriu o rio Jordão (2  Reis  2: 8)

-         Profetizou uma grande seca (I Reis 17:1; Tg 5:17)

-         Aumentou o azeite e farin

-         ha da viúva (I Reis 17:14, 16);

-         Deu vida ao filho da viúva (I Reis 17: 21-23)

-         Destruiu o altar de Baal (I Reis  18: 36-38)

-         Decretou o fim da seca (I Reis 18: 42,45)

-         Ungiu Eliseu profeta em seu lugar (I Reis 19: 16)

-         Desarmou os siros diante de Israel (I Reis 20:28)

-         Lavrou a sentença do rei Acabe (I Reis 21:19, 20);

-         Profetizou a sentença de Jezabel (I Reis 21:23)

-         A morte de Acazias (II Reis 1:3, 4,6);

-         102 homens são consumidos pelo fogo (II Reis 1:10, 12);

-         Profetizou a ruína e morte de Jorão rei de Judá (II Cr 21:12-20).

 

Realmente impressiona! Você já se imaginou estando diante de uma dificuldade enorme como a travessia de um rio de grande largura e solucionar a questão simplesmente com uma capa que ao tocar as águas, elas se afastam para você passar a sêco? Eu queria ter uma capa dessa, ou melhor, uma fé dessa, ou melhor.... fica para depois, um bom sábado para todos.

 

A Deus toda a glória! - Acompanhamento de Minhas Leituras Diárias

 

Ø       Iniciei o livro de Malaquias - Bíblia Shedd (Shedd Bible), ARA – 2ª ed. – Ed. Vida Nova, Russell P. Shedd.

Ø       Ainda estou na página 75/192 página de CURA PARA O CORAÇÃO, de Howard Eyrich e William Hines, ed. Cultura Cristã (título original em inglês: Curing the Heart). Meu próximo livro: A ALMA DA CIÊNCIA – Fé Cristão e Filosofia Natural de Nancy R. Pearcey  e Charles B. Thaxton. Ed. Cultura Cristã. 294 páginas. (título original em inglês: The Soul of Science).

Ø       Terminei 01h50m18s de  02h11m45s de DEUS É SOBERANO, de A. W. Pink.

Ø       Estou com 03h33m33s de 03h35m42 de O AMOR DE DEUS DERRAMADO EM NOSSOS CORAÇÕES, de Airton Willians Vasconcelos Barbosa, da Fonte Editorial Ltda.

Ø       Já ouvi [em breve, relacionarei tudo que já li e ouvi nesses 365 dias de propósitos]:

§         Terminei 07h38m47s de áudio, MP3, do livro de Michaels Horton, O CRISTÃO E A CULTURA – Nem separatismo, nem mundanismo, ed. Mundo Cristão, 206p. (título original em inglês: Where in World is the Church).

§         Já li as 660 páginas, do livro Criação e Consumação (From Creation To Consummation), Vol. 1 – O Reino, a Aliança e o Mediador – ed. Cultura Cristã. Gerard Van Groningen.

§         08h06m54s de 13h26m47s de áudio do livro UMA HISTÓRIA DO PENSAMENTO CRISTÃO - Dos Primórdios ao Concílio de Calcedônia - Justo L. González

§         9h15m40s de áudio de CALVINISMO – o canal em que se moveu a Reforma do século 16, enriquecendo a vida cultural e espiritual dos povos que o adotaram. O sistema que hoje a igreja cristã deve reconhecer como bíblico – de Abraham Kuyper (1837 – 1920).

§         09h35m15s da segunda parte com 10h24m22s depois de terminar a primeira parte de 09h00m35s da parte 1/2 de áudio de VERDADE ABSOLUTA - Libertando o Cristianismo de seu Cativeiro Cultural, Nancy Pearcey, 1ª edição/2006, ed. CPAD.

 

Observações:

·         Eu tenho ciência da necessidade de me cuidar na alimentação correta e da necessidade de fazer exercícios físicos regulares por causa de minha vida altamente sedentária. Fica aqui o registro da necessidade, veremos quanto tempo levará para eu tomar uma atitude. (registrado em 02/04/2010).

sexta-feira, 7 de maio de 2010

365 dias de propósito! Dia 290/365

TEMA: A Oração de um Justo 4 – Tg 5:12-18

 

Ontem, encerrei com uma pergunta difícil de como deve ser a oração daquele que está com um mal incurável decretado por seus genes? Ou o que podemos falar, dizer, aconselhar alguém que se encontra assim nessa situação ou que tenha parentes próximos?

 

Sobre a soberania, Paulo se dizia, “eu, prisioneiro de Cristo”. Logo se vê que ele não reconhecia que sua vida era dirigida e controlada pelo Governo humano ou por qualquer autoridade ou pelo sistema, mas por Cristo, pelo seu Deus. Assim, em primeiro lugar, devemos entender pelo Espírito de Deus que não é a pessoa que está acometida deste mal, uma vítima de seus genes ou serva deles, mas filha de Deus. O seu Deus e Senhor não é genes, mas Cristo.

 

Recentemente nosso vice-presidente José de Alencar, um exemplo de homem que não desiste de lutar contra um câncer que enfrenta há mais de 10 anos, declarou entre outras coisas que não é o câncer que tirará a sua vida, mas Deus, o autor da vida, que pode fazê-lo. Isso para mim, também é exemplo de conhecimento e entendimento da soberania de Deus. Não é o câncer que tira a vida de ninguém, mas Deus.

 

Aproveitando o raciocínio exposto, podemos dizer de muitas outras coisas que Deus é que tem o controle total e absoluto de todas as coisas. A palavra de Deus em Romanos declara que: “... nem a morte, nem a vida, nem os anjos, nem os principados, nem as potestades, nem o presente, nem o porvir, nem a altura, nem a profundidade, nem alguma outra criatura nos poderá separar do amor de Deus, que está em Cristo Jesus nosso Senhor.

 

A vida é dom de Deus e somente ele pode conceder ou tirar. Eu também conheço outra história que se encaixa dentro do assunto. Meu amigão, Cleo, de MG, contou-me uma história de um Sr. Zé que ia morrer. Ele passou a sua infância e adolescência convivendo numa vizinhança que falava constantemente do Sr. Zé que ia morrer. Ele lembra que o quadro de saúde do Sr. Zé que ia morrer era terrível e vivia acamado. Lembra que lhe fez visitas. Lembra dos filhos e filhas do Sr. Zé que ia morrer e se lembra que o tempo foi passando, passando e agora não era mais criança, mas adolescente e nada do Sr. Zé que ia morrer, morrer. Pelo contrário, superou a doença, com muitíssima dificuldade e acabou tendo que enterrar alguns de seus filhos que estavam esperando sua morte para qualquer momento. Um dia desses, Cléo me disse que, finalmente o Sr. Zé que ia morrer, faleceu e olha que Cléo já passava dos 45 anos.

 

Esse testemunho enfatiza o que estamos falando de que quem manda na nossa vida não é a doença ou enfermidade fatal, mas Deus. Deus e somente Deus é o autor e consumador de toda a vida! Sabendo disso, como deve ser a vida de oração de um servo de Deus, de um justo (Cristo é a nossa justiça!)?

 

Amanhã, prosseguiremos com nossa meditação. Por enquanto faça como recomenda Pedro: “Lançando sobre ele toda a vossa ansiedade, porque ele tem cuidado de vós.” (I Pe 5:7). A palavra de Deus que vai finalizar a mensagem de hoje e prepará-lo para amanhã é está: DEUS TEM CUIDADO DE VÓS! Um bom fim de semana a todos.

 

A Deus toda a glória! - Acompanhamento de Minhas Leituras Diárias

 

Ø  Terminei o livro de Zacarias - Bíblia Shedd (Shedd Bible), ARA – 2ª ed. – Ed. Vida Nova, Russell P. Shedd.

Ø  Ainda estou na página 75/192 página de CURA PARA O CORAÇÃO, de Howard Eyrich e William Hines, ed. Cultura Cristã (título original em inglês: Curing the Heart). Meu próximo livro: A ALMA DA CIÊNCIA – Fé Cristão e Filosofia Natural de Nancy R. Pearcey  e Charles B. Thaxton. Ed. Cultura Cristã. 294 páginas. (título original em inglês: The Soul of Science).

Ø  Estou com 01h50m18s de  02h11m45s de DEUS É SOBERANO, de A. W. Pink.

Ø  Estou com 03h33m33s de 03h35m42 de O AMOR DE DEUS DERRAMADO EM NOSSOS CORAÇÕES, de Airton Willians Vasconcelos Barbosa, da Fonte Editorial Ltda.

Ø  Já ouvi [em breve, relacionarei tudo que já li e ouvi nesses 365 dias de propósitos]:

§  Terminei 07h38m47s de áudio, MP3, do livro de Michaels Horton, O CRISTÃO E A CULTURA – Nem separatismo, nem mundanismo, ed. Mundo Cristão, 206p. (título original em inglês: Where in World is the Church).

§  Já li as 660 páginas, do livro Criação e Consumação (From Creation To Consummation), Vol. 1 – O Reino, a Aliança e o Mediador – ed. Cultura Cristã. Gerard Van Groningen.

§  08h06m54s de 13h26m47s de áudio do livro UMA HISTÓRIA DO PENSAMENTO CRISTÃO - Dos Primórdios ao Concílio de Calcedônia - Justo L. González

§  9h15m40s de áudio de CALVINISMO – o canal em que se moveu a Reforma do século 16, enriquecendo a vida cultural e espiritual dos povos que o adotaram. O sistema que hoje a igreja cristã deve reconhecer como bíblico – de Abraham Kuyper (1837 – 1920).

§  09h35m15s da segunda parte com 10h24m22s depois de terminar a primeira parte de 09h00m35s da parte 1/2 de áudio de VERDADE ABSOLUTA - Libertando o Cristianismo de seu Cativeiro Cultural, Nancy Pearcey, 1ª edição/2006, ed. CPAD.

 

Observações:

·         Eu tenho ciência da necessidade de me cuidar na alimentação correta e da necessidade de fazer exercícios físicos regulares por causa de minha vida altamente sedentária. Fica aqui o registro da necessidade, veremos quanto tempo levará para eu tomar uma atitude. (registrado em 02/04/2010).

quinta-feira, 6 de maio de 2010

365 dias de propósito! Dia 289/365

TEMA: A Oração de um Justo 3 – Tg 5:12-18
 
Ontem, encerrei dizendo que nossas orações somente serão eficazes se tivermos essa mente aberta e cônscia da soberania de Deus que nos põe onde quer para que ali o honremos e o glorifiquemos. O fato é que em nossa aula de Teologia Sistemática, no Seminário Presbiteriano, com o Prof. Heber, tivemos boas e gostosas discussões sobre o tema da soberania de Deus.
 
Para não atrapalharmos o bom andamento das aulas, resolvemos prolongar nossas discussões de uma forma sadia e madura em um churrasco que iremos promover onde, inclusive, contaremos com a presença de um moderador, de um projetor e um quadro-negro para colocarmos ali as idéias principais. Contrataremos um bom churrasqueiro para que fiquemos livres para comermos, bebermos e discutirmos.
 
Que tal se o nosso professor nos acompanhasse e além disso considerasse nossas discussões como uma das muitas tarefas e resenhas que ele nos passa? Esta aí uma sugestão! Nada, no entanto, será melhor do que a oportunidade que teremos de nos confraternizarmos discutindo as coisas concernentes ao Reino de Deus e a sua Justiça.
 
Nosso Professor nos passou uma tarefa sobre a soberania. Ler o livro de A. W. Pink, SOBERANIA DE DEUS. E eu já comecei a lê-lo, isto é, ouvi-lo! Ele tem ao todo 2h11m45s de áudio. Estou gostando e aprendendo muito. Orar entendendo a soberania de Deus é assaz importante. E foi dessa forma que encerramos ontem nossa meditação.
 
E agora vem um grande desafio de oração. Imagine você que seu pai ou sua mãe falecesse de DH (Doença de Huntington – recomendo acessar o site http://www.upadh.org.br/ para conhecer o assunto e orar pelas famílias com este grave problema) e que tivesse gerado 6 filhos. Sabem o que dizem as estatísticas e a ciência comprova? Que 50% dos filhos poderão herdar a doença.
 
Resumidamente, podemos dizer que a DH é uma doença que “afeta cerca de 30.000 pessoas nos EUA e é considerada um mal genético dominante: o menino que herda uma cópia do gene defeituoso de um de seus pais tem 50 por cento de chances de desenvolvê-lo. Uma vez descoberta, a doença manifesta-se com movimentos descontrolados das extremidades, perda da capacidade intelectual, alterações emocionais e, por último, a morte.”. No Brasil também há muitas famílias com este terrível e, no momento, um mal incurável.
 
Quando a DH se manifesta numa vida ela dura uns 15 anos para levar o doente à óbito, mas durante este tempo vai acontecendo progressivamente uma degradação nos neurônios que irão afetando aos poucos tanto a parte física e motora do doente como também sua mente. É um definhamento completo e já nos últimos anos a pessoa fica totalmente dependente de outra. É simplesmente terrível!
 
O que significa ter esse gene defeituoso que levará um jovem ou uma jovem a desenvolver a DH? O que significa ver que seu pai ou mãe ou irmão ou irmã está doente? Como explicar e como orientar a orar alguém com este problema? Deus é soberano e está no controle de tudo. O homem é 100% responsável por seus atos. Como deve ser, então, a oração de um justo? Um bom dia a todos.
 
A Deus toda a glória! - Acompanhamento de Minhas Leituras Diárias
 
  • Estou no cap. 10 do livro de Zacarias - Bíblia Shedd (Shedd Bible), ARA – 2ª ed. – Ed. Vida Nova, Russell P. Shedd.
  • Ainda estou na página 75/192 página de CURA PARA O CORAÇÃO, de Howard Eyrich e William Hines, ed. Cultura Cristã (título original em inglês: Curing the Heart). Meu próximo livro: A ALMA DA CIÊNCIA – Fé Cristão e Filosofia Natural de Nancy R. Pearcey  e Charles B. Thaxton. Ed. Cultura Cristã. 294 páginas. (título original em inglês: The Soul of Science).
  • Iniciei 02h11m45s de DEUS É SOBERANO, de A. W. Pink.
  • Estou com 03h33m33s de 03h35m42 de O AMOR DE DEUS DERRAMADO EM NOSSOS CORAÇÕES, de Airton Willians Vasconcelos Barbosa, da Fonte Editorial Ltda.
  • Já ouvi [em breve, relacionarei tudo que já li e ouvi nesses 365 dias de propósitos]:
  • Terminei 07h38m47s de áudio, MP3, do livro de Michaels Horton, O CRISTÃO E A CULTURA – Nem separatismo, nem mundanismo, ed. Mundo Cristão, 206p. (título original em inglês: Where in World is the Church).
  • Já li as 660 páginas, do livro Criação e Consumação (From Creation To Consummation), Vol. 1 – O Reino, a Aliança e o Mediador – ed. Cultura Cristã. Gerard Van Groningen.
  • 08h06m54s de 13h26m47s de áudio do livro UMA HISTÓRIA DO PENSAMENTO CRISTÃO - Dos Primórdios ao Concílio de Calcedônia - Justo L. González
  • 9h15m40s de áudio de CALVINISMO – o canal em que se moveu a Reforma do século 16, enriquecendo a vida cultural e espiritual dos povos que o adotaram. O sistema que hoje a igreja cristã deve reconhecer como bíblico – de Abraham Kuyper (1837 – 1920).
  • 09h35m15s da segunda parte com 10h24m22s depois de terminar a primeira parte de 09h00m35s da parte 1/2 de áudio de VERDADE ABSOLUTA - Libertando o Cristianismo de seu Cativeiro Cultural, Nancy Pearcey, 1ª edição/2006, ed. CPAD.
 
Observações:
Eu tenho ciência da necessidade de me cuidar na alimentação correta e da necessidade de fazer exercícios físicos regulares por causa de minha vida altamente sedentária. Fica aqui o registro da necessidade, veremos quanto tempo levará para eu tomar uma atitude. (registrado em 02/04/2010).
 

quarta-feira, 5 de maio de 2010

365 dias de propósito! Dia 288/365

TEMA: A Oração de um Justo 2 – Tg 5:12-18
 
Hoje está se iniciando uma nova etapa na minha vida de mais de 23 anos de trabalho. Estarei, a partir de hoje, servindo ao Senhor, em minha empresa (não sou empresário, sou empregado de empresa pública), como colaborador na área de Tecnologia e, provavelmente, trabalharei com Prospecção de Negócios em TIC.
 
Minha oração é para que minha vida seja usada por Deus para honrá-lo e glorificá-lo neste novo ambiente. Se assim for, então não temerei mal algum e me estará garantida ascensão, bênçãos e prosperidade. Essa era também, guardada as devidas proporções, a visão de Paulo sobre a soberania de Deus, pois ele se dizia, ainda que preso, ou se chamava, “prisioneiro de Cristo”.  Portanto não estarei eu servindo ao homem ou ao Governo ou à Empresa, mas ao Senhor que fez os céus e a terra.
 
Relembrando, pela sua pertinência, o que já cansei de dizer e não me cansarei de assim o faze-lo:
 
Você está onde Deus quer que você esteja.
 
O primeiro destinatário dessa frase sou eu, pois é Deus quem está me colocando onde eu estou! No dia que Deus quiser te tirar desse lugar, de onde você se encontra agora, meu irmão, ninguém poderá impedi-lo. Há um propósito nisso e somente depois de concluí-lo é que você sairá.
 
Repare na vida de José se foi ele que escolheu passar 13 anos na prisão sem ao menos ter cometido crime para isso – preso injustamente! José foi um homem que sofre muito, mas que sempre buscava se aperfeiçoar e se superar. Deus o exaltou tanto que o colocou no topo do mundo da época sendo abaixo apenas do Faraó e isso em terra estrangeira, no Egito.
 
E Daniel? Foi ele que escolheu ser levado cativo para a Babilônia? O que é ser levado em cativeiro? Será que foi com pompas e gala e com direito a transporte especial? Ou talvez acorrentado, algemado, em cadeias? – Daniel viveu toda sua vida, talvez 100 anos de vida no cativeiro, longe de sua terra natal, servindo outro país. Até na sua velhice com seus 85 anos de idade ainda foi, no reinado de Dario, o principal líder acima dos outros 2 presidentes e 120 príncipes. Somente o rei no reino dos Medos e dos Persas era superior a Daniel.
 
E o apóstolo Paulo, como já disse acima, que passou muito tempo preso? Admiramos seu senso de soberania de Deus que mesmo em prisões, cadeias, dizia em suas cartas “eu, prisioneiro de Cristo” e não prisioneiro de César, ou do sistema romano, ou por injustiça. E ele diz em uma de suas epístolas que aprendeu o segredo de viver contente com tudo e em todas as circunstâncias (Fp 4:12). Quando o apóstolo Paulo no diz que aprendeu, isso para mim tem o sentido de que Paulo tinha uma mente ensinável, aberta, disposta a receber as instruções. Gamaliel também foi professor de Paulo, mas este aprendizado não foi obtido com ele, mas aos pés de Cristo! Assim, nós também podemos aprender esse segredo se tivermos um coração maleável, disposto a aprender.
 
Poderia citar mais nomes e exemplos, mas estes já são mais do que suficientes para fixar a idéia de quem controla todas as coisas é Deus e que você está onde Deus quer que você esteja.
 
Assim, nossas orações somente serão eficazes se tivermos essa mente aberta e cônscia da soberania de Deus que nos põe onde quer para que ali o honremos e o glorifiquemos. Um bom dia a todos. Uma boa jornada para mim nessa nova empreitada de Deus.
 
A Deus toda a glória! - Acompanhamento de Minhas Leituras Diárias
 
  • Estou no cap. 6 do livro de Zacarias - Bíblia Shedd (Shedd Bible), ARA – 2ª ed. – Ed. Vida Nova, Russell P. Shedd.
  • Ainda estou na página 75/192 página de CURA PARA O CORAÇÃO, de Howard Eyrich e William Hines, ed. Cultura Cristã (título original em inglês: Curing the Heart). Meu próximo livro: A ALMA DA CIÊNCIA – Fé Cristão e Filosofia Natural de Nancy R. Pearcey  e Charles B. Thaxton. Ed. Cultura Cristã. 294 páginas. (título original em inglês: The Soul of Science).
  • Estou com 02h56m22s de 03h35m42 de O AMOR DE DEUS DERRAMADO EM NOSSOS CORAÇÕES, de Airton Willians Vasconcelos Barbosa, da Fonte Editorial Ltda.
  • Já ouvi [em breve, relacionarei tudo que já li e ouvi nesses 365 dias de propósitos]:
  • Terminei 07h38m47s de áudio, MP3, do livro de Michaels Horton, O CRISTÃO E A CULTURA – Nem separatismo, nem mundanismo, ed. Mundo Cristão, 206p. (título original em inglês: Where in World is the Church).
  • Já li as 660 páginas, do livro Criação e Consumação (From Creation To Consummation), Vol. 1 – O Reino, a Aliança e o Mediador – ed. Cultura Cristã. Gerard Van Groningen.
  • 08h06m54s de 13h26m47s de áudio do livro UMA HISTÓRIA DO PENSAMENTO CRISTÃO - Dos Primórdios ao Concílio de Calcedônia - Justo L. González
  • 9h15m40s de áudio de CALVINISMO – o canal em que se moveu a Reforma do século 16, enriquecendo a vida cultural e espiritual dos povos que o adotaram. O sistema que hoje a igreja cristã deve reconhecer como bíblico – de Abraham Kuyper (1837 – 1920).
  • 09h35m15s da segunda parte com 10h24m22s depois de terminar a primeira parte de 09h00m35s da parte 1/2 de áudio de VERDADE ABSOLUTA - Libertando o Cristianismo de seu Cativeiro Cultural, Nancy Pearcey, 1ª edição/2006, ed. CPAD.
 
Observações:
  • Eu tenho ciência da necessidade de me cuidar na alimentação correta e da necessidade de fazer exercícios físicos regulares por causa de minha vida altamente sedentária. Fica aqui o registro da necessidade, veremos quanto tempo levará para eu tomar uma atitude. (registrado em 02/04/2010).

terça-feira, 4 de maio de 2010

365 dias de propósito! Dia 287/365

TEMA: A Oração de um Justo – Tg 5:12-18
 
Estamos entrando num novo tema que certamente virará uma nova pregação da Palavra de Deus que poderá se tornar em uma bênção na tua e na minha vida, pois nosso Deus continua a derramar em nossos corações o seu amor. Dos céus gotejam sobre as vidas, tanto dos ímpios quanto dos justos, chuvas de bênção que inundam nossas estradas da vida iluminando e revelando o caminho do amor de Deus.
 
Diz as Escrituras que Elias era homem semelhante a nós. Ora, porque o Espírito Santo deixou isso registrado? Eu te desafio a meditar no assunto e deixar que Deus fale profundamente em seu coração. Caso queira compartilhar, estamos com nosso canal aberto e prontos para ouvir.
 
LB: Tiago 5:
12 Mas, sobretudo, meus irmãos, não jureis, nem pelo céu, nem pela terra, nem façais qualquer outro juramento; mas que a vossa palavra seja sim, sim, e não, não; para que não caiais em condenação.
13 Está alguém entre vós aflito? Ore. Está alguém contente? Cante louvores.
14 Está alguém entre vós doente? Chame os presbíteros da igreja, e orem sobre ele, ungindo-o com azeite em nome do Senhor;
15 E a oração da fé salvará o doente, e o Senhor o levantará; e, se houver cometido pecados, ser-lhe-ão perdoados.
16 Confessai as vossas culpas uns aos outros, e orai uns pelos outros, para que sareis. A oração feita por um justo pode muito em seus efeitos.
17 Elias era homem sujeito às mesmas paixões que nós e, orando, pediu que não chovesse e, por três anos e seis meses, não choveu sobre a terra.
18 E orou outra vez, e o céu deu chuva, e a terra produziu o seu fruto.
 
Percebe-se dos versículos lidos que se destacam três situações:
 
  1. Alguém sofrendo è faça ORAÇÃO
  2. Alguém alegre è cante LOUVORES
  3. Alguém doente è chamar os presbíteros da igreja para ORAREM, ungirem com óleo e a ORAÇÃO da fé salvará o enfermo, pois o Senhor o levantará e se houver cometido pecados, ser-lhe-ão perdoados.
 
Ele também nos exorta a confessarmos e ORARMOS uns pelos outros para sermos curados, pois muito pode por sua eficácia a ORAÇÃO de um justo. E, finalmente, o Espírito Santo, cita que Elias era semelhante a nós, mas OROU  e não choveu e OROU de novo e choveu
 
Reparem que 7 vezes nesses 7 versículos foi falado em ORAÇÃO.
 
Quando ele, o Espírito de Deus, diz que Elias era semelhante a nós, o que ele queria dizer? Que não era por ser especial que Elias foi atendido, mas que ele foi atendido porque orou. Será que Elias tinha algum segredo especial que o tornou mais especial que todos os homens? Elias tinha um segredo? A sua oração pode muito por sua eficácia? Como orar eficazmente, eficientemente?
 
Quem foi Elias?
 
  • Um profeta que realizou sinais e prodígios em Israel (exs.: )
  • Um homem que fugiu de uma mulher, Jezabel, por temer perder a sua vida
  • Um homem que entrou em depressão e pediu a morte ao Senhor
  • Um homem que foi arrebatado e não viu a morte
  • Um homem que apareceu junto com Moisés no Monte das Oliveiras quando Jesus transfigurou-se diante de João, Pedro e Tiago.
 
Amanhã, pela graça de Deus daremos seqüência e aprofundamento. Fique em, paz e tenha um excelente dia. Saiba que tem alguém orando por você e que se importa com as suas lágrimas e dores.
 
A Deus toda a glória! - Acompanhamento de Minhas Leituras Diárias
 
  • Avancei e terminei Ageu - Bíblia Shedd (Shedd Bible), ARA – 2ª ed. – Ed. Vida Nova, Russell P. Shedd.
  • Ainda estou na página 75/192 página de CURA PARA O CORAÇÃO, de Howard Eyrich e William Hines, ed. Cultura Cristã (título original em inglês: Curing the Heart). Meu próximo livro: A ALMA DA CIÊNCIA – Fé Cristão e Filosofia Natural de Nancy R. Pearcey  e Charles B. Thaxton. Ed. Cultura Cristã. 294 páginas. (título original em inglês: The Soul of Science).
  • Estou com 01h48m32s de 03h35m42 de O AMOR DE DEUS DERRAMADO EM NOSSOS CORAÇÕES, de Airton Willians Vasconcelos Barbosa, da Fonte Editorial Ltda.
  • Já ouvi [em breve, relacionarei tudo que já li e ouvi nesses 365 dias de propósitos]:
  • Terminei 07h38m47s de áudio, MP3, do livro de Michaels Horton, O CRISTÃO E A CULTURA – Nem separatismo, nem mundanismo, ed. Mundo Cristão, 206p. (título original em inglês: Where in World is the Church).
  • Já li as 660 páginas, do livro Criação e Consumação (From Creation To Consummation), Vol. 1 – O Reino, a Aliança e o Mediador – ed. Cultura Cristã. Gerard Van Groningen.
  • 08h06m54s de 13h26m47s de áudio do livro UMA HISTÓRIA DO PENSAMENTO CRISTÃO - Dos Primórdios ao Concílio de Calcedônia - Justo L. González
  • 9h15m40s de áudio de CALVINISMO – o canal em que se moveu a Reforma do século 16, enriquecendo a vida cultural e espiritual dos povos que o adotaram. O sistema que hoje a igreja cristã deve reconhecer como bíblico – de Abraham Kuyper (1837 – 1920).
  • 09h35m15s da segunda parte com 10h24m22s depois de terminar a primeira parte de 09h00m35s da parte 1/2 de áudio de VERDADE ABSOLUTA - Libertando o Cristianismo de seu Cativeiro Cultural, Nancy Pearcey, 1ª edição/2006, ed. CPAD.
 
Observações:
Eu tenho ciência da necessidade de me cuidar na alimentação correta e da necessidade de fazer exercícios físicos regulares por causa de minha vida altamente sedentária. Fica aqui o registro da necessidade, veremos quanto tempo levará para eu tomar uma atitude. (registrado em 02/04/2010).
 

segunda-feira, 3 de maio de 2010

Coleção Testemunho


365 dias de propósito! Dia 286/365

TEMA: O Que Você Tem nas Mãos? 3 Jo 6: 1-14
 
Como comentei ontem,  se você desejar ouvir essa pregação, compareça hoje no GECOR, pois pela graça de Deus lá estaremos tanto fazendo a liturgia como levando a Palavra de Vida. Nosso irmão Charles está de férias. Venha adorar a Deus conosco e conhecer um pouquinho de nosso trabalho. Continuando a meditação, Jesus, Nosso Senhor, abençoou os pães e os peixes e:
 
  • Depois os deu aos discípulos que assentados partiam o pão e o peixe, tomavam para si a sua porção e passavam adiante
 
(Todos comeram e se saciaram)
 
  • Dá novas ordens:
 
è Recolhei as sobras para que nada se perca
 
Olha a lição aqui para não desperdiçarmos as bênçãos abundantes do Senhor! E assim, recolheram 12 alcofas ou cestos de pedaços dos pães de cevada, curiosamente 1 cesto para cada um dos discípulos.
 
A multidão (todos):
 
  • Perceberam o milagre
  • Comeram e se saciaram
  • Exclamaram: ele é o verdadeiro profeta que devia vir ao mundo
  • Certamente, continuavam a segui-lo por causa dos sinais que ele fazia.
 
Depois disso, ....
 
Eu sinceramente creio que Deus usa aquilo que temos, aquilo que somos e onde estamos para nos abençoar muito mais do que sonhamos ou imaginamos. Nosso dinheiro (ainda que pouco), nosso carro, nosso trabalho, nossos dons, talentos, ... ele multiplicará e cumprirá a sua obra, para a glória de seu nome.
 
Vejamos e ilustramos isso com alguns exemplos bíblicos:
 
  • Ele usou Davi com uma funda e cinco pedrinhas e deu a Davi uma grande vitória que o fez projetar no reinado de Saul.
 
  • Ele usou as vasilhas das vizinhas para multiplicar o azeite da viúva que tinha um grande problemão e não sabia o que fazer uma vez que os credores queriam levar seu único filho como penhor de sua dívida. Seguindo as instruções do homem de Deus, Eliseu, ela apanhou muitas e muitas vasilhas e o azeite somente parou de jorrar quando não havia mais vasilhas e as vasilhas eram das vizinhas! Se nem as vasilhas era da viúva, então Deus usou a sua amizade com os vizinhos!
 
  • Ele usou os cinco pães e os dois peixinhos do jovem para alimentar toda a multidão de 5000 pessoas e ainda houve grande sobra, um cesto para cada discípulo.
 
  • Ele usou a própria vida de seu único filho unigênito para salvar os pecadores.
 
Assim, meu querido irmão, já finalizando esta mensagem:
 
  • Deus vai te abençoar onde quer que você esteja. Não perca a tua bênção achando que você está no lugar errado. Você está onde Deus quer que você esteja e vai te usar junto aos seus parentes, vizinhos, igreja, trabalho, escola, grupo, etc...
  • Deus vai te usar sendo o que você é. Não queira ser igual, nem melhor, nem pior que qualquer outra pessoa, apenas confie em Deus que ele estará te usando sendo você a pessoa que é. Deus te fez especial para usá-lo como ele quer. Quem você é na igreja? No seu lar? Na escola ou no trabalho? Deus vai te usar e você será uma grande bênção!
  • Deus vai usar o que você tem para te abençoar. É isso mesmo, Deus irá usar o que você tem para trazer a existência o que você não tem. Ele é que é Deus e que sabe do que precisamos.
 
A Deus toda a glória! - Acompanhamento de Minhas Leituras Diárias
 
  • Avancei e terminei Sofonias - Bíblia Shedd (Shedd Bible), ARA – 2ª ed. – Ed. Vida Nova, Russell P. Shedd.
  • Ainda estou na página 75/192 página de CURA PARA O CORAÇÃO, de Howard Eyrich e William Hines, ed. Cultura Cristã (título original em inglês: Curing the Heart). Meu próximo livro: A ALMA DA CIÊNCIA – Fé Cristão e Filosofia Natural de Nancy R. Pearcey  e Charles B. Thaxton. Ed. Cultura Cristã. 294 páginas. (título original em inglês: The Soul of Science).
  • Iniciei 03h35m42 de O AMOR DE DEUS DERRAMADO EM NOSSOS CORAÇÕES, de Airton Willians Vasconcelos Barbosa, da Fonte Editorial Ltda.
  • Já ouvi [em breve, relacionarei tudo que já li e ouvi nesses 365 dias de propósitos]:
  • Terminei 07h38m47s de áudio, MP3, do livro de Michaels Horton, O CRISTÃO E A CULTURA – Nem separatismo, nem mundanismo, ed. Mundo Cristão, 206p. (título original em inglês: Where in World is the Church).
  • Já li as 660 páginas, do livro Criação e Consumação (From Creation To Consummation), Vol. 1 – O Reino, a Aliança e o Mediador – ed. Cultura Cristã. Gerard Van Groningen.
  • 08h06m54s de 13h26m47s de áudio do livro UMA HISTÓRIA DO PENSAMENTO CRISTÃO - Dos Primórdios ao Concílio de Calcedônia - Justo L. González
  • 9h15m40s de áudio de CALVINISMO – o canal em que se moveu a Reforma do século 16, enriquecendo a vida cultural e espiritual dos povos que o adotaram. O sistema que hoje a igreja cristã deve reconhecer como bíblico – de Abraham Kuyper (1837 – 1920).
  • 09h35m15s da segunda parte com 10h24m22s depois de terminar a primeira parte de 09h00m35s da parte 1/2 de áudio de VERDADE ABSOLUTA - Libertando o Cristianismo de seu Cativeiro Cultural, Nancy Pearcey, 1ª edição/2006, ed. CPAD.
 
Observações:
  • Eu tenho ciência da necessidade de me cuidar na alimentação correta e da necessidade de fazer exercícios físicos regulares por causa de minha vida altamente sedentária. Fica aqui o registro da necessidade, veremos quanto tempo levará para eu tomar uma atitude. (registrado em 02/04/2010).

domingo, 2 de maio de 2010

365 dias de propósito! Dia 285/365


 TEMA: O Que Você Tem nas Mãos? – Jo 6: 1-14

 

Prosseguindo em nossa meditação, Jesus viu ali uma multidão faminta e ele era o verdadeiro pão que descendo dos céus é capaz de satisfazer as necessidade do povo. Está na hora de irmos para a EBD aprendermos um pouco mais do Reino de Deus e de sua Justiça. Um bom dia para você que está acordando agora! A nossa reflexão continua...

 

Jesus então escolhe um discípulo, Felipe (aquele que era de Betsaída, cidade de André e de Pedro que Jesus o achou quando ia para Galiléia; aquele que disse a Natanael que tinha encontrado o Messias e que o estava seguindo... é dele a frase: "VEM E VÊ!"; aquele que foi trasladado – teletransporte – pelo Espírito Santo quando testemunhou ao eunuco da Etiópia, por sugestão/ordem  tanto do Anjo do Senhor como do Espírito Santo, cuja história está em At 8:29; aquele que disse a Jesus: "Senhor, mostra-nos o Pai, e isto nos basta" em Jo 14) e lhe faz uma pergunta, mostrando-lhe toda aquela multidão: "onde compraremos pão para eles comerem?"

 

Diz a Palavra de Deus que Jesus sabia o que ia fazer e fez isso só para experimentar a Felipe e os demais. A resposta pronta de Felipe sai como se automaticamente, o seu raciocínio é todo natural e rapidamente calcula o custo que seria alimentar aquela multidão de 5000 pessoas: 200 dinheiros de pão não seriam suficientes.

 

André, o irmão de Pedro, logo localiza um rapaz que tinha 5 pães de cevada e 2 peixinhos, mas interroga o Senhor: "o que é isto para tantos?"

 

Jesus lhes tinha dado um problemão e o testara para ver sua reação. Ele poderia ter deixado o povo sem o alimentar. Porque Jesus se preocupou com isso uma vez que cada um tinha sua própria vida? a razão, para mim, é que Deus se importa conosco!

Qual era o desafio proposto aos discípulos? Alimentar o povo (saciar uma necessidade básica e fundamental do povo). O que percebemos:

 

  • Foi Jesus que viu o povo
  • Foi Jesus que identificou a necessidade do povo (o povo nem estava pedindo comida!)
  • Foi Jesus que se propôs saciar a necessidade do povo – ele até instigou os discípulos para ver o que fariam
  • Foi Jesus que saciou a necessidade do povo.

 

A lição de Jesus ali era clara: era como se ele estivesse dizendo nas entrelinhas: eu sou o pão da vida! o verdadeiro pão que alimenta e satisfaz! Aquele que comer do pão que eu lhe der, jamais terá fome. (Jo 6: 33-40).

 

Analisando a proposta e o desafio de Jesus aos discípulos, poderíamos deduzir que se tratava de algo IMPOSSÍVEL de ser solucionado e Jesus sabia disso.

 

Outra lição que aprendemos é que quando estamos com Jesus, assentados com ele, ele faz tudo e cuida de todas as nossas necessidades. Nós nunca saberemos o que teremos de fazer, mas Jesus SEMPRE estará conosco, tomando a frente da questão, do problema impossível, Jesus:

 

  • Mandou assentar os homens

 

Não é Jesus que manda ao povo nem quem executa, mas manda aos discípulos e eles executam. Jesus apenas os instrui. Deve ter dado trabalho aquela organização, mas era trabalho deles, dos dicípulos.

 

  • Tomou os pães e os peixes

 

Os pães e peixes pertenciam a um jovem (ora, Jesus poderia ter saceado a fome daquele povo com apenas um estalar de seus dedos, mas não o faz assim, mas usando um recurso que já existia e que estava ali mesmo.

 

  • Abençoou os pães e os peixes (continuaremos amanhã – se você desejar ouvir essa pregação, compareça amanhã no GECOR). Um bom domingo na presença do Senhor.

 

A Deus toda a glória! - Acompanhamento de Minhas Leituras Diárias

 

Ø       Avancei e terminei Habacuque - Bíblia Shedd (Shedd Bible), ARA – 2ª ed. – Ed. Vida Nova, Russell P. Shedd.

Ø       Ainda estou na página 75/192 página de CURA PARA O CORAÇÃO, de Howard Eyrich e William Hines, ed. Cultura Cristã (título original em inglês: Curing the Heart). Meu próximo livro: A ALMA DA CIÊNCIA – Fé Cristão e Filosofia Natural de Nancy R. Pearcey  e Charles B. Thaxton. Ed. Cultura Cristã. 294 páginas. (título original em inglês: The Soul of Science).

Ø       Iniciei 03h35m42 de O AMOR DE DEUS DERRAMADO EM NOSSOS CORAÇÕES, de Airton Willians Vasconcelos Barbosa, da Fonte Editorial Ltda. Terminei 07h38m47s de áudio, MP3, do livro de Michaels Horton, O CRISTÃO E A CULTURA – Nem separatismo, nem mundanismo, ed. Mundo Cristão, 206p. (título original em inglês: Where in World is the Church).

Ø       Já ouvi [em breve, relacionarei tudo que já li e ouvi nesses 365 dias de propósitos]:

§         Já li as 660 páginas, do livro Criação e Consumação (From Creation To Consummation), Vol. 1 – O Reino, a Aliança e o Mediador – ed. Cultura Cristã. Gerard Van Groningen.

§         08h06m54s de 13h26m47s de áudio do livro UMA HISTÓRIA DO PENSAMENTO CRISTÃO - Dos Primórdios ao Concílio de Calcedônia - Justo L. González

§         9h15m40s de áudio de CALVINISMO – o canal em que se moveu a Reforma do século 16, enriquecendo a vida cultural e espiritual dos povos que o adotaram. O sistema que hoje a igreja cristã deve reconhecer como bíblico – de Abraham Kuyper (1837 – 1920).

§         09h35m15s da segunda parte com 10h24m22s depois de terminar a primeira parte de 09h00m35s da parte 1/2 de áudio de VERDADE ABSOLUTA - Libertando o Cristianismo de seu Cativeiro Cultural, Nancy Pearcey, 1ª edição/2006, ed. CPAD.

 

Observações:

Eu tenho ciência da necessidade de me cuidar na alimentação correta e da necessidade de fazer exercícios físicos regulares por causa de minha vida altamente sedentária. Fica aqui o registro da necessidade, veremos quanto tempo levará para eu tomar uma atitude. (registrado em 02/04/2010).

sábado, 1 de maio de 2010

365 dias de propósito! Dia 284/365 - Dia do Trabalhador! Parabéns!

 

TEMA: O Que Você Tem nas Mãos? – Jo 6: 1-14

 

Hoje comemoramos o dia do trabalhador! Muitos têm a visão de que o trabalho é uma maldição ou uma espécie de "carma" ou de algum mal necessário. Muitos têm sonhos de ganharem em loterias para se livrarem do seu trabalho, pois na verdade, detestam a vida de trabalho, mas o Criador dos céus e da terra não nos fez assim, antes deu-nos tarefas, mandatos e num deles está explícita a idéia do trabalho. A maldição não recaiu sobre o trabalho: trabalhar, seja qual for o trabalho, é tarefa nobre dada e instituída por Deus para glória de seu nome.

 

O seu trabalho, meu irmão seja ele qual for, é uma bênção! Execute-o com todo o carinho do mundo como se para o Senhor o estivesse fazendo, pois ele ao seu devido tempo irá abençoar o trabalho de suas mãos o fazendo propsperar. Vamos agora meditar em nosso tema: o que temos nas mãos? Pode ser, de repente, o trabalho! Um excelente dia do trabalho!

LB: Jo 6: 1-14

1

¶ Depois disto partiu Jesus para o outro lado do mar da Galiléia, que é o de Tiberíades.

2

E grande multidão o seguia, porque via os sinais que operava sobre os enfermos.

3

E Jesus subiu ao monte, e assentou-se ali com os seus discípulos.

4

E a páscoa, a festa dos judeus, estava próxima.

5

Então Jesus, levantando os olhos, e vendo que uma grande multidão vinha ter com ele, disse a Filipe: Onde compraremos pão, para estes comerem?

6

Mas dizia isto para o experimentar; porque ele bem sabia o que havia de fazer.

7

Filipe respondeu-lhe: Duzentos dinheiros de pão não lhes bastarão, para que cada um deles tome um pouco.

8

E um dos seus discípulos, André, irmão de Simão Pedro, disse-lhe:

9

Está aqui um rapaz que tem cinco pães de cevada e dois peixinhos; mas que é isto para tantos?

10

E disse Jesus: Mandai assentar os homens. E havia muita relva naquele lugar. Assentaram-se, pois, os homens em número de quase cinco mil.

11

E Jesus tomou os pães e, havendo dado graças, repartiu-os pelos discípulos, e os discípulos pelos que estavam assentados; e igualmente também dos peixes, quanto eles queriam.

12

E, quando estavam saciados, disse aos seus discípulos: Recolhei os pedaços que sobejaram, para que nada se perca.

13

Recolheram-nos, pois, e encheram doze alcofas de pedaços dos cinco pães de cevada, que sobejaram aos que haviam comido.

14

Vendo, pois, aqueles homens o milagre que Jesus tinha feito, diziam: Este é verdadeiramente o profeta que devia vir ao mundo.

 

Depois do quê – vs 1 - partiu Jesus? No capítulo anterior, o quinto, Jesus foi a uma festa em Jerusalém e ali junto ao poço de Betesda se encontrou com um homem que estava enfermo a 38 anos e lhe perguntou se queria ficar são e era isso num sábado.

 

Jesus, então, curou o homem e mandou que apanhasse a sua cama e andasse. Ora, um judeu, num sábado, andando carregando uma cama? Era muita provocação! Logo os judeus ficaram furiosos e queriam matá-lo, pois não somente violava o sábado como também se dizia igual a Deus.

 

Jesus então faz um belo e maravilhoso sermão explicando sua relação com o Pai e a relação do Pai com o filho e ainda lhes promete a vida eterna e que os que nele crê não entrarão em condenação. Jesus também lamenta o fato de eles não crerem nele e que não o receberam porque veio no nome de seu pai, mas outro que vier no seu próprio nome, a esse recebereis (o Anticristo?).

 

Então, foi depois disso que acabei de explicar que partiu Jesus para o outro lado do mar da Galiléia, que é o de Tiberíades e a multidão o seguia porque via os sinais que operava sobre os enfermos.

 

Quem é que não seguiria a Jesus desse jeito? Mas qual era o interesse da multidão? Qual eram os propósitos de Jesus ao curar os enfermos? Jesus sabia que a multidão o seguia por causa dos sinais?

 

Jesus subiu ao monte e ali se assentou com seus discípulos, a festa da páscoa estava próxima, ele, então, levanta os olhos e vê uma grande multidão se aproximando deles (uns 5000!).

 

O que Jesus viu na multidão que o seguia por causa dos sinais que operava sobre os enfermos? Viu uma multidão faminta!  ... amanhã daremos seqüência. Bom final de semana a todos.

 

A Deus toda a glória! - Acompanhamento de Minhas Leituras Diárias

 

Ø       Avancei e terminei Naum - Bíblia Shedd (Shedd Bible), ARA – 2ª ed. – Ed. Vida Nova, Russell P. Shedd.

Ø       Ainda estou na página 75/192 página de CURA PARA O CORAÇÃO, de Howard Eyrich e William Hines, ed. Cultura Cristã (título original em inglês: Curing the Heart). Meu próximo livro: A ALMA DA CIÊNCIA – Fé Cristão e Filosofia Natural de Nancy R. Pearcey  e Charles B. Thaxton. Ed. Cultura Cristã. 294 páginas. (título original em inglês: The Soul of Science).

Ø       Terminei 07h38m47s de áudio, MP3, do livro de Michaels Horton, O CRISTÃO E A CULTURA – Nem separatismo, nem mundanismo, ed. Mundo Cristão, 206p. (título original em inglês: Where in World is the Church).

Ø       Já ouvi [em breve, relacionarei tudo que já li e ouvi nesses 365 dias de propósitos]:

§         Já li as 660 páginas, do livro Criação e Consumação (From Creation To Consummation), Vol. 1 – O Reino, a Aliança e o Mediador – ed. Cultura Cristã. Gerard Van Groningen.

§         08h06m54s de 13h26m47s de áudio do livro UMA HISTÓRIA DO PENSAMENTO CRISTÃO - Dos Primórdios ao Concílio de Calcedônia - Justo L. González

§         9h15m40s de áudio de CALVINISMO – o canal em que se moveu a Reforma do século 16, enriquecendo a vida cultural e espiritual dos povos que o adotaram. O sistema que hoje a igreja cristã deve reconhecer como bíblico – de Abraham Kuyper (1837 – 1920).

§         09h35m15s da segunda parte com 10h24m22s depois de terminar a primeira parte de 09h00m35s da parte 1/2 de áudio de VERDADE ABSOLUTA - Libertando o Cristianismo de seu Cativeiro Cultural, Nancy Pearcey, 1ª edição/2006, ed. CPAD.

 

Observações:

Eu tenho ciência da necessidade de me cuidar na alimentação correta e da necessidade de fazer exercícios físicos regulares por causa de minha vida altamente sedentária. Fica aqui o registro da necessidade, veremos quanto tempo levará para eu tomar uma atitude. (registrado em 02/04/2010).