domingo, 16 de maio de 2010

365 dias de propósito! Dia 299/365

 

TEMA: A Minha Família é Plano de Deus 7 – Tg 5:12-18

 

Ainda estamos com o tema da família como plano de Deus e gostaria de entrar em aplicações, mas não usando o "se", mas o "já".

 

Já que minha família é obra criadora do Pai, do Filho e do Espírito Santo de Deus que dentro do infinito de si mesmo, em amor e união, por meio de sua palavra, a planejou e a trouxe à existência para exercer, por meio de uma aliança entre o Criador e as suas criaturas, através do cumprimento de mandatos (social, cultural e espiritual) o papel de vice-gerente da obra criadora de Deus a fim de que tudo venha a redundar em honras e glórias ao Criador, então:

 

Antes mesmo de entrarmos em cada aplicação ("já"), reparem só nesse meu conceito de família as afirmações que estou fazendo e que se constituiram em pressupostos para a continuação dessa meditação:

 

·         Deus criou a família

·         O Pai e o Filho e o Espírito Santo estavam envolvidos na criação num relacionamento infinito de amor e vida

·         A família foi planejada lá dentro desse infinito do ser de Deus

·         O Pai, o Filho e o Espírito Santo fizeram com Adão e Eva, representando a família, uma aliança

·         A aliança entre eles foi soberanamente administrada num vínculo de amor e vida para atribuir a família tarefas

·         As tarefas oriundas da aliança foram os mandatos eternos de Deus à família

·         Os mandatos são classificados didaticamente, para melhor compreensão e entendimento, em sociais, culturais e espirituais

·         Ao cumprirem os mandatos de Deus, obedecendo assim a sua ordem, a família estava desempennado o papel de vice-gerente

·         O conceito de vice-gerente implica em que Deus é o gerente, não o homem e a mulher

·         A família foi a última coisa a ser criada e a única que Deus disse: "muito bom"

 

Se formos mais imaginativos poderemos ir mais longe dentro desse conceito e começarmos até a escrevermos um livro, mas isso não é objetivo nosso e sim entrarmos em aplicações desse conceito e é o que pretendemos fazer agora com a ajuda de Deus.

 

APLICAÇÕES - Já que Deus planejou e criou a família com um propósito, então:

 

1.      O marido deve amar a esposa como Cristo amou a sua igreja.

2.      A mulher deve respeitar o marido.

3.      O objetivo do casal não é nem ser nem fazer o outro feliz, mas antes glorificar a Deus e cumprir os mandatos de Deus para a sua honra e glória.

 

Vejamos o que encontramos no livro de Efésios, no capítulo 5:

 

Efésios 5:

22

Vós, mulheres, sujeitai-vos a vossos maridos, como ao Senhor;

23

Porque o marido é a cabeça da mulher, como também Cristo é a cabeça da igreja, sendo ele próprio o salvador do corpo.

24

De sorte que, assim como a igreja está sujeita a Cristo, assim também as mulheres sejam em tudo sujeitas a seus maridos.

25

Vós, maridos, amai vossas mulheres, como também Cristo amou a igreja, e a si mesmo se entregou por ela,

26

Para a santificar, purificando-a com a lavagem da água, pela palavra,

27

Para a apresentar a si mesmo igreja gloriosa, sem mácula, nem ruga, nem coisa semelhante, mas santa e irrepreensível.

28

Assim devem os maridos amar as suas próprias mulheres, como a seus próprios corpos. Quem ama a sua mulher, ama-se a si mesmo.

29

Porque nunca ninguém odiou a sua própria carne; antes a alimenta e sustenta, como também o Senhor à igreja;

30

Porque somos membros do seu corpo, da sua carne, e dos seus ossos.

31

Por isso deixará o homem seu pai e sua mãe, e se unirá a sua mulher; e serão dois numa carne.

32

Grande é este mistério; digo-o, porém, a respeito de Cristo e da igreja.

33

Assim também vós, cada um em particular, ame a sua própria mulher como a si mesmo, e a mulher reverencie o marido.

 

Transpondo a mesma palavra para uma visão gráfica nós vemos:


Marido = é o cabeça da mulher

Cristo = é o cabeça da igreja

         = é o salvador do corpo

Mulheres = sujeitas em tudo ao marido

Igreja = sujeita em tudo a Cristo

Maridos

= amai as vossas mulheres como...

Cristo:

=  amou a sua igreja      

=  a si mesmo se entregou por ela

Ø       Para a santificar

Ø       Purificando-a com a lavagem da água, pela palavra

Ø       Para apresentar a si mesmo igreja gloriosa

§   Sem mácula e sem ruga

§   Santa e irrepreensível

Maridos

= devem amar as esposas como a seus próprios corpos, pois quem ama a sua mulher ama a si mesmo

= quem ama a sua mulher ama a si mesmo

= devem alimentar e sustentar a mulher, porque ninguém odeia a sua própria carne

Amar a mulher como a si mesmo

 

Maridos e mulheres:

= são os dois uma só carne, por isso deixarão pai e mãe e se unirão um ao outro sendo após uma só carne no Senhor

= são membros do corpo, da carne, e dos ossos de Cristo.

 

Mulheres:

= sujeitai-vos a vossos maridos como ao Senhor

= respeitem ao seu marido

 

Cristo

= alimenta a sua igreja

= sustenta a sua igreja

 

Um grande mistério:

Cristo e a sua Igreja

 

A família iniciada pelo relacionamento macho e fêmea, homem e mulher, por meio de sua união física devem trazer a sua semente que são os seus filhos. Satanás viveu a caça da semente da mulher por muitos e muitos tempos e até hoje odeia a semente da mulher. Gerar filhos é uma bênção do Todo-Poderoso! Até amanhã... bom domingo: já vai começa a melhor escola do mundo, a EBD. Vamos?

   

A Deus toda a glória! - Acompanhamento de Minhas Leituras Diárias – estou pensando em armazenar essas informações em algum outro lugar, enquanto isso, as atualizações somente serão feitas nos fins de semana.

sábado, 15 de maio de 2010

365 dias de propósito! Dia 298/365

 

TEMA: A Minha Família é Plano de Deus 6 – Tg 5:12-18

 

Hoje, internacionalmente, é conhecido como o Dia Internacional da Família, mas ao procurarmos algo sobre a família no site da ONU no Brasil, http://www.onu-brasil.org.br nada encontraremos? Por que será? Que comemoração ou dedicação é essa a esse dia proclamado pela ONU para, dizem, chamar a atenção do mundo para o tema? Eu estou perplexo.

 

Desde o dia em que Deus planejou e criou a família, as instruções, os mandatos de Deus permanecem o mesmo. Qualquer estudo e afirmação que não leve em conta o Criador da Família já no seu nascedouro é fraco, sem base e não poderá edificar, mas conformar-se a esse mundo.

 

Eu não creio que devamos nos conformar, mas transformar esse mundo. Noé, em seu tempo, tinha parentes, amigos, vizinhos, primos e primas, tios e tias, irmãos e irmãs, mas somente 8 pessoas entraram no barco que estava construindo. Seu barco levou, com certeza, anos para ficar pronto e muita gente deve ter trabalhado nele, seguindo instruções de Noé. Eles devem ter ouvido a história de Noé, a sua advertência, a sua pregação, mas somente 8 pessoas entraram no barco.

 

Qual a população do planeta na época de Noé? Creio que alguns milhões ou milhares de milhões, mas somente 8 pessoas entraram no barco. E qual era a onda ou a moda dessas milhares de milhões de pessoas? O que rolava na sua TV e internet da época? Qual era o jornal mais famoso do mundo? Quais eram as notícias? Alguns deviam zombar e ter até charges mostrando o velho ancião maluco falando de algo estranho: o fim do mundo por meio de um dilúvio!

 

Será que tinha alguém que falava de família? Será que havia uma ONU? Será que havia um site da ONU que tinha um dia especial para comemorar o dia da família? Eu, sinceramente, gostaria muito de saber ou ter um quadro, um jornal da época do último dia desses milhares de milhões de vidas. Vamos supor e bota suposição nisso que a população na época de Noé fosse de 800.000.000 de vidas: matematicamente 8:800.000.000. Um de cada 100 milhões entrou no barco!

 

"11 A terra, porém, estava corrompida diante da face de Deus; e encheu-se a terra de violência. 12 E viu Deus a terra, e eis que estava corrompida; porque toda a carne havia corrompido o seu caminho sobre a terra. 13 Então disse Deus a Noé: O fim de toda a carne é vindo perante a minha face; porque a terra está cheia de violência; e eis que os desfarei com a terra." (Gn 6:11-13).

 

Hoje temos cerca de 7 bilhoes de vida habitando o planeta terra, todos filhos de Noé! Somos todos filhos de Noé, portanto descendentes de Sem, Cam e Jafé. Noé tinha seiscentos anos quando aconteceu o dilúvio.

 

Depois do dilúvio, diz as escrituras que Noé levantou um altar ao Senhor e lhe ofereceu sacrifícios que o Senhor Deus aspirou o suave cheiro e disse consigo mesmo que não tornaria a amaldiçoar a terra por causa do homem, pois é mau todo o seu desígnio íntimo desde a sua mocidade, nem que tornaria a ferir todo vivente, como fez.

 

Deus então com Noé faz uma aliança que se atentarmos bem, veremos que é uma renovação da aliança feita com o primeiro Adão e Eva. Ele renova e abençoa a família! Não se trata de uma nova aliança no sentido de ser outra, mas a mesma que tinha feito com os seus semelhantes, isto é, com aqueles que ele fez à sua imagem e semelhança.

 

Você sabia que Sem foi contemporâneo de Isaque, o filho querido de Abraão? E que Heber, bisneto de Sem e contemporâneo de Sem e de Isaque foi contemporâneo de Jacó o pai das 12 tribos de Israel? Noé também foi contemporâneo de Tera, pai de Abraão. Porque estou relacionando por meio da contemporaneidade Noé, Sem e Heber com Abraão, Isaque e Jacó? É para demonstrar que a história do dilúvio poderia ter sido fortemente contestada por eles se não fosse verdadeira! A contemporaneidade é mais um fator que dá crédito a história do dilúvio e da destruição de todos, pois:

 

APLICAÇÕES:  Já que Deus planejou e criou a família com um propósito: Irei ...continuar.... ou fazer novo sermão ou ambos...

   

A Deus toda a glória! - Acompanhamento de Minhas Leituras Diárias – estou pensando em armazenar essas informações em algum outro lugar, enquanto isso, as atualizações somente serão feitas nos fins de semana.

sexta-feira, 14 de maio de 2010

365 dias de propósito! Dia 297/365

TEMA: A Minha Família é Plano de Deus 5 – Tg 5:12-18

 

A Arca da Aliança ontem estava cheia, cheia de bênçãos! Tivemos muitos bons momentos de oração, de louvor, de testemunho, de palavra do Senhor e de confraternização.

 

Continuando nossa reflexão, nós podemos entender as ordens de Deus a Adão e a Eva como mandatos que didaticamente ficam melhores se agrupados em cultural, social e espiritual. Vejamos essas ordens para termos uma vaga idéia, pois nosso tempo, é muito escasso para permitir aprofundamentos:

 

28 "E Deus os abençoou e Deus lhes disse: Frutificai, e multiplicai-vos, e enchei a terra, e sujeitai-a; e dominai sobre os peixes do mar, e sobre as aves dos céus, e sobre todo o animal que se move sobre a terra." 

29 "E disse Deus: Eis que vos tenho dado toda erva que dá semente e que está sobre a face de toda a terra e toda árvore em que há fruto de árvore que dá semente; ser-vos-ão para mantimento." 

30 E a todo animal da terra, e a toda ave dos céus, e a todo réptil da terra, em que há alma vivente, toda a erva verde lhes será para mantimento. E assim foi. 

31 "E viu Deus tudo quanto tinha feito, e eis que era muito bom; e foi a tarde e a manhã: o dia sexto."

è Frutificai

è multiplicai

è enchei a terra

è sujeitai-a

è dominai

 

E ainda disse que nos deu:

 

è toda erva que dá semente e que está sobre a face de toda a terra

è toda árvore em que há fruto de árvore que dá semente; ser-vos-ão para mantimento

è todo animal da terra

è toda ave dos céus

è todo réptil da terra (ou todo ser que se arrasta na terra), em que há alma vivente (ou fôlego de vida)

è toda a erva verde lhes será para mantimento

 

Também disse sobre o Jardim do Éden e sobre a árvore do conhecimento do bem e do mal:

 

                    Gênesis 2:

15 E tomou o SENHOR Deus o homem e o pôs no jardim do Éden para o lavrar e o guardar. 

16 E ordenou o SENHOR Deus ao homem, dizendo: De toda árvore do jardim comerás livremente, 

17 "mas da árvore da ciência do bem e do mal, dela não comerás; porque, no dia em que dela comeres, certamente morrerás."

 

è pôs o homem no jardim do Éden para o lavrar e o guardar

è ordenou o SENHOR Deus ao homem, dizendo: De toda árvore do jardim comerás livremente, "mas da árvore da ciência do bem e do mal, dela não comerás; porque, no dia em que dela comeres, certamente morrerás." 

 

Se aprofundarmos o estudo, veremos que essas ordens de Deus ou mandatos que se dividem em culturais, sociais e espirituais não foram específicos a Adão e a Eva, mas a todas as famílias e isso inclui a minha e a sua família.

 

1.     Social (da frutificação, multiplicação e povoamento da Terra – Gen 1:28 )

2.     Cultural (de reinar, dominar e aflorar todas as influências e potencialidades grandes e maravilhosas na Terra, de acordo com as leis e modelos que Deus havia estabelecido – Gn 1:28)

3.     Espiritual (de continuar a andar com Deus. Ela e o seu marido são proibidos de comer do fruto da árvore – Gn 2:15-17)

 

Com a queda do homem, houve um grande desvio e rebeldia, mas com a redenção de Cristo, somos novamente convidados por Deus para reestabelecermos esses mandatos e os cumprirmos. Assim, são benditos os nossos trabalhos, estudos, arte, ciência, política, matemática, engenharia, etc. por exemplo, a ordem de Deus de crescer e multiplicar ainda está vigorando? É óbvio que sim, pois se não fosse desse jeito, seria o fim da humanidade.

 

Diante disso, eu não posso separar as coisas e ser espiritual na igreja, mas no meu trabalho, não. Não podemos separar essas ordens que funcionam de forma integrada. Jesus não valorizou o espiritual em detrimento do social e do cultural, mas sua mensagem, exemplo e testemunhos sempre buscaram atingir o homem como um todo. A redenção do homem é total.

 

Resumindo, Deus criou a família, planejou-a e lhe atribui tarefas ou mandatos que vigoram até o dia de hoje.

 

A unidade da família, homem, mulher e crianças, são a grande conquista de Deus na criação. Eles são a coroa da criação, mas eles devem ser sempre vistos como parte integral do reino cósmico.” (GVG).

 

Eu espero ter conseguido passar para você que a sua família é obra criadora do Pai, do Filho e do Espírito Santo de Deus que dentro do infinito de si mesmo, em amor e união, por meio de sua palavra, a planejou e a trouxe à existência para exercer, por meio de uma aliança entre o Criador e as suas criaturas, através do cumprimento de mandatos (social, cultural e espiritual) o papel de vice-gerente da obra criadora de Deus a fim de que tudo venha a redundar em honras e glórias ao Criador, bendito para sempre e sempre. Amém!

 

Portanto, nós concluímos dizendo que a família é colocada de maneira tão central que deve ser vista como o pivô [a base] no reino cósmico de Deus. Ele colocou a família como sua subgerente e administradora da Aliança. Nós vimos que a família é básica e central. A família é colocada no centro do reino de Deus e, portanto, a tarefa da família é sub-gerenciar a totalidade do reino cósmico de Deus. Deus está acima de toda a sua criação mas ele colocou seu povo para ser sub-gerente dentro do todo da criação. A Igreja tem o seu papel, deve proclamar a graça, a salvação e realizar o culto; a Igreja, como instituição, no entanto, não deve se tornar família. Todos os membros de qualquer família devem se tornar ativos nas dimensões culturais da vida. Este não é um papel da Igreja mas da família. O papel principal dos aspectos cultural, social e espiritual no reino cósmico deve ser assumido pelo marido. Assim mulheres devem permanecer ao lado dos maridos e apoiá-los.

 

Terça-feira, por exemplo, 11 de maio de 2010, quem deu e está dando uma palestra para nós no seminário sobre o tema APOLOGÉTICA é o Dr. Davi Charles Gomes, Professor Titular de Teologia Filosófica e Coordenador da área, Diretor do CPAJ. Ele está enfrentando uma luta terrível por causa do Design Inteligente, pois muitos educadores e cientistas não aceitam essa teoria e consideram que na ciência, na educação, e em tudo nesta vida tem de haver separação entre aquilo que é de fé e aquilo que é secular.

 

Eu não estou dizendo que o Design Inteligente é questão de fé e outras teorias, não; na verdade, para mim, leigo, todas são questões de fé e, creio ser mais necessário a fé para engolir certos conceitos e afirmações naturalistas do que os próprios conceitos formados por cientistas cristãos. Ora, tudo é reino de Deus! Não há como fragmentar a nossa fé e separá-la do contexto em que vivemos. Eu não posso ser santo somente na igreja e no meu trabalho, não. Tudo é reino de Deus! Essa separação entre o secular e o sagrado não vieram dos reformados. Calvino mesmo não pensava assim, pelo contrário.

 

APLICAÇÕES:

 

Já que Deus planejou e criou a família com um propósito:

 

Irei ...continuar.... ou fazer novo sermão ou ambos. Amanhã, decidirei.

 

 

Ref.: Groningen, G. Van. A FAMÍLIA DA ALIANÇA. Ed. Cultura Cristã (as citações em itálico)

         http://www.scribd.com/doc/19043917/Pregacao-Minha-Familia-da-Alianca-no-Plano-de-Deus-238

         http://www.bibliaonline.com.br

         http://www.jamaisdesista.com.br

         Biblia Shedd.

 

A Deus toda a glória! - Acompanhamento de Minhas Leituras Diárias – estou pensando em armazenar essas informações em algum outro lugar, enquanto isso, as atualizações somente serão feitas nos fins de semana.

quinta-feira, 13 de maio de 2010

365 dias de propósito! Dia 296/365

TEMA: A Minha Família é Plano de Deus 4 – Tg 5:12-18

 

Hoje, conforme prometemos veremos O PROPÓSITO DO CRIADOR DA FAMÍLIA: Ora, um ser inteligente e sábio como é o nosso Senhor, ao criar algo, esperamos que esse algo cumpra papéis. Deus não criou macho e fêmea por criá-los. Ele, prontamente lhe atribui tarefas, atividades. Essas atividades ou tarefas são chamados de mandatos.

 

Ora porque mandatos? Quem afinal está mandando, dando ordens? É Deus! Deus deu ordens àqueles que ele criou por último e quem foi que ele criou por último senão o homem e a mulher e os abençoou e disse, concluindo a criação de todas as coisas dizendo “muito bom”.

 

Há nisso um mistério interessante que devemos atentar. Era como se Deus estivesse dizendo: “Adão e Eva, eu criei vocês à minha imagem e à minha semelhança por último de tudo porque quero que vocês, doravante, sejam meus vice-gerentes na administração e cuidado do que criei”. Dá para perceber que agora há duas partes que estão se relacionando, conversando?

 

E assim, havendo duas partes, estabeleceu uma aliança eterna com eles e com todas as famílias da terra.

 

A Aliança, portanto, é um vínculo de amor real, de vida de amor caracterizada pelo relacionamento indestrutível entre duas partes, especialmente no contexto bíblico, entre Deus e os seres humanos. A Aliança é soberanamente administrada e quando Deus fez aliança, como, por exemplo, com Abraão, ele disse: "Eu sou o Deus Todo-poderoso; anda na minha presença e sê perfeito. Guardarás a minha aliança, tu e a tua descendência no decurso das suas gerações" (Gn 17.1, 9).

 

Quando Deus faz uma aliança, ele não somente estabelece um relacionamento entre ele mesmo e aqueles que refletem a sua imagem, mas ele usa esse relacionamento como um recurso adminis-trativo. Deus leva adiante a sua vontade, o seu plano, o seu propósito na criação e na redenção. Ele sempre faz isso nesse relacionamento de vida de amor e amor vivo e assim, a ligação amor-vida se torna a maneira e o caminho de Deus administrar tudo o que ele criou e, especialmente, mostra o que ele pretende fazer com a humanidade e em favor dela.

 

A Aliança, como geralmente aparece nas Escrituras, é a aliança que Deus iniciou unilateral e soberanamente com a criação e especialmente com os que possuem a sua imagem. Deus estabeleceu um vínculo com aqueles que criou à sua imagem. Deus estabeleceu esse vínculo como um relacionamento real e vivo com ambos, homem e mulher, a quem se refere como seus semelhantes.

 

Numa época em que as pessoas são instigadas a viverem apenas em função de sua própria felicidade, de buscarem apenas sua própria realização, o conceito de aliança precisa ser ensinado en-faticamente. Não vivemos por e para nós mesmos. Somos cidadãos do reino, um reino cuja estabilidade repousa sobre a fidelidade do próprio Deus das famílias.(...) a família tradicional é a família da Aliança. Essa família da Aliança, nós cremos, é a ideia de Deus para todos os tempos, para todas as sociedades e em todas as circunstâncias.” (os 4 parágrafos acima foram extraídos do livro A Família da Aliança, de Gerard Van Groningen).

 

Amanhã, com a graça de Deus, daremos sequência a esse assunto. Hoje fique com isso em mente: a sua família é plano de Deus, ou como alguns preferem uma idéia de Deus e se é uma idéia de Deus (e é), deve ser, realmente, muito boa. Até lá então.

 

A Deus toda a glória! - Acompanhamento de Minhas Leituras Diárias – estou pensando em armazenar essas informações em algum outro lugar, enquanto isso, as atualizações somente serão feitas nos fins de semana).

quarta-feira, 12 de maio de 2010

365 dias de propósito! Dia 295/365

TEMA: A Minha Família é Plano de Deus 3 – Tg 5:12-18

 

É hoje que eu estarei pela graça e misericórdia de Deus trazendo uma palavra de Deus para nossos corações ali na Primeira Igreja Presbiteriana de Taguatinga, na Sandu Norte e você é o meu convidado especial.

 

Deixem-me voltar um pouquinho somente para ainda falar da origem da família. Em primeiríssimo lugar: qual a origem da família? Será que a família teve uma origem? Vamos, então, começar por aqui, pela origem da família.

 

Obviamente para eu falar disso e muito mais, eu tenho que estabelecer alguns pressupostos importantes:

 

1.     Primeiro: Deus existe, é pessoa e se relaciona com a sua criação, especialmente com a sua criatura.

 

2.     Segundo: o Deus que existe, que é pessoa e que se relaciona, nos presenteou com uma Escritura.

 

3.     Terceiro: tudo o que preciso saber do Deus que existe e que nos presenteou com uma Escritura está, óbvio, nas Escrituras.

 

§  Porque tudo o que dantes foi escrito, para nosso ensino foi escrito, para que pela paciência e consolação das Escrituras tenhamos esperança.” (Rm 15:4).

§  Toda a Escritura é divinamente inspirada, e proveitosa para ensinar, para redargüir, para corrigir, para instruir em justiça;” (2 Tm 3:16).

§  Sabendo primeiramente isto: que nenhuma profecia da Escritura é de particular interpretação. Porque a profecia nunca foi produzida por vontade de homem algum, mas os homens santos de Deus falaram inspirados pelo Espírito Santo.” (2 Pe 1:21)

 

É mediante o estudo e a meditação das Escrituras que eu irei aprender as coisas sobre Deus e sobre o seu Reino e sua Justiça (a criação, a queda do homem, a redenção, a família, a escatologia e tantas outras).

 

Para nossa pequena reflexão do momento, basta sabermos que o Deus que existe e que nos presenteou com a Escritura é:

 

-      o Deus trino (Pai, Filho e Espírito Santo). O Deus pessoa. O Deus soberano, sábio e bom que se relaciona;

 

-      é aquele que se revela pela natureza e pelas coisas criadas tornando os homens indesculpáveis diante dele.

 

§  Porquanto o que de Deus se pode conhecer neles se manifesta, porque Deus lho manifestou. Porque as suas coisas invisíveis, desde a criação do mundo, tanto o seu eterno poder, como a sua divindade, se entendem, e claramente se vêem pelas coisas que estão criadas, para que eles fiquem inescusáveis;” (Rm 1: 19, 20).

 

Com relação à família, irei também estabelecer que quando eu estiver falando de família, eu estarei me referindo à família nuclear, isto é, àquela composta, normalmente de pai, mãe, filhos e filhas. Poderá ser que haja somente o pai e filhos e filhas, ou a mãe e filhos e filhas. Quando eu precisar me referir a outro tipo de família, mais abrangente envolvendo os parentes ou por exemplo, dos irmãos da fé ou de outra espécie de família, eu irei dar o devido destaque. Estamos combinados? Muito bem, vamos, então, dar prosseguimento.

 

Eu acabei de falar sucintamente sobre os meus pressupostos que servirão para sustentar minha fala doravante. Partindo-se, pois, desses pressupostos e  voltando ao que estávamos falando quanto à origem da família:

 

è A família não aconteceu – tem gente que acredita que ela simplesmente aconteceu por acaso sem qualquer lógica ou coerência.

 

è A família também não se desenvolveu nem se evoluiu ao longo dos anos dentro de um contexto social – há muitos pesquisadores sérios e estudiosos que irão apresentar diversas teorias interessantes relacionadas à família, mas infelizmente não levarão em conta um aspecto importante e fundamental: a sua criação! Sem um autor, um criador, estaremos apenas mergulhando em lamaçais do conhecimento humano.

 

A evolução teísta, tanto quanto a macroevolução, destrói a base bíblica da família. E fazem isso por ignorá-la. Tentam lidar com a família sem se referir à sua criação original. Ignoram ou rejeitam a vontade, a prescrição e os propósitos e alvos de Deus para ela.(G.V.G)

 

 Se nós nos aventurarmos e tirarmos, excluirmos, Deus de nossas vidas, todas as coisas são válidas e, portanto, deverá prevalecer o argumento ou fato que maior poder terá sobre a nossa razão até que outro surja e depois outro e assim sucessivamente. Ao final, deverão se convergirem para Deus, pois não há saída: Deus não pode ser perpetuamente ignorado.

 

è A família foi planejada – a Trindade está envolvida nesse processo de planejamento e criação - e criada. Deus a planejou. Deus a fez existir a partir de sua palavra. Assim, o Deus que existe, que é pessoa e que se relaciona conosco e consigo mesmo – a Trindade – planejou e criou a família.

 

(Porque nele foram criadas todas as coisas que há nos céus e na terra, visíveis e invisíveis, sejam tronos, sejam dominações, sejam principados, sejam potestades. Tudo foi criado por ele e para ele. – Cl 1:16)

 

O PROPÓSITO DO CRIADOR DA FAMÍLIA (ficará para amanhã, permitindo Deus)

 

A Deus toda a glória! - Acompanhamento de Minhas Leituras Diárias

 

Ø  Estou no capítulo 16 do livro de Mateus - Bíblia Shedd (Shedd Bible), ARA – 2ª ed. – Ed. Vida Nova, Russell P. Shedd.

Ø  Ainda estou (são muitas minhas atividade escolares) na página 75/192 página de CURA PARA O CORAÇÃO, de Howard Eyrich e William Hines, ed. Cultura Cristã (título original em inglês: Curing the Heart). Meu próximo livro: A ALMA DA CIÊNCIA – Fé Cristão e Filosofia Natural de Nancy R. Pearcey  e Charles B. Thaxton. Ed. Cultura Cristã. 294 páginas. (título original em inglês: The Soul of Science).

Ø  Estou com 3h de  08h075m05s de A FAMÍLIA DA ALIANÇA,  de Gerard Van Groningen, Ed. Cultura Cristã – é que irei pregar nesta quarta, na Primeira Igreja Presbiteriana de Taguatinga – Sandu Norte, sobre a família. Aindo estou por concluir (falta menos de meia hora) 03h35m42 de O AMOR DE DEUS DERRAMADO EM NOSSOS CORAÇÕES, de Airton Willians Vasconcelos Barbosa, da Fonte Editorial Ltda.

Ø  Já ouvi [em breve, relacionarei tudo que já li e ouvi nesses 365 dias de propósitos]:

§  Terminei 01h50m18s de  02h11m45s de DEUS É SOBERANO, de A. W. Pink.

§  Terminei 07h38m47s de áudio, MP3, do livro de Michaels Horton, O CRISTÃO E A CULTURA – Nem separatismo, nem mundanismo, ed. Mundo Cristão, 206p. (título original em inglês: Where in World is the Church).

§  Já li as 660 páginas, do livro Criação e Consumação (From Creation To Consummation), Vol. 1 – O Reino, a Aliança e o Mediador – ed. Cultura Cristã. Gerard Van Groningen.

§  08h06m54s de 13h26m47s de áudio do livro UMA HISTÓRIA DO PENSAMENTO CRISTÃO - Dos Primórdios ao Concílio de Calcedônia - Justo L. González

§  9h15m40s de áudio de CALVINISMO – o canal em que se moveu a Reforma do século 16, enriquecendo a vida cultural e espiritual dos povos que o adotaram. O sistema que hoje a igreja cristã deve reconhecer como bíblico – de Abraham Kuyper (1837 – 1920).

§  09h35m15s da segunda parte com 10h24m22s depois de terminar a primeira parte de 09h00m35s da parte 1/2 de áudio de VERDADE ABSOLUTA - Libertando o Cristianismo de seu Cativeiro Cultural, Nancy Pearcey, 1ª edição/2006, ed. CPAD.

 

Observações:

·         Eu tenho ciência da necessidade de me cuidar na alimentação correta e da necessidade de fazer exercícios físicos regulares por causa de minha vida altamente sedentária. Fica aqui o registro da necessidade, veremos quanto tempo levará para eu tomar uma atitude. (registrado em 02/04/2010).

terça-feira, 11 de maio de 2010

365 dias de propósito! Dia 294/365

TEMA: A Minha Família é Plano de Deus 2 – Tg 5:12-18

 

Há muito o que falar quando o assunto é família (relacionamentos, filhos, namoro, casamento e sexo, pais e filhos, etc…) e, óbvio, não conseguiremos esgotar qualquer assunto relacionado ao tema nesse nosso propósito, portanto, precisamos de objetividade e precisão.

 

A oração que eu tenho feito ao Espírito Santo de Deus desde quando resolvi postar essas mensagens, é essa: Senhor, a porta está aberta e foste tu mesmo quem a abriste, agora faze entrar por ela o Rei da Glória a fim de que saiamos daqui edificados no tema que está sendo proposto: a família.

 

Finalidade

Eu quero que você saia daqui deste blog sabendo que a tua família é obra criadora do Pai, do Filho e do Espírito Santo de Deus que dentro do infinito de si mesmo, em amor e união, por meio de sua palavra, planejaram-na e trouxeram-na à existência para exercer, por meio de uma aliança entre o Criador e as suas criaturas, através do cumprimento de mandatos (social, cultural e espiritual) o papel de vice-gerente da obra criadora de Deus a fim de que tudo venha a redundar em honras e glórias ao Criador, bendito para sempre e sempre. Amém!

 

Se nisso eu alcançar esse intento, eu estarei muito satisfeito por Deus me ter permitido entregar o seu recado ao seu povo por meu intermédio.

 

Reparem que eu estou falando de Deus, de plano, de criação, de família, de propósito, de aliança, de vínculo de amor, união e vida, de relacionamento, de tantas coisas...

 

A origem da família

è não aconteceu

è não se desenvolveu ao longo dos anos dentro de um contexto social

è foi planejada. Deus a planejou. Deus a fez existir a partir de sua palavra. (Cl 1:16 è Porque nele foram criadas todas as coisas que há nos céus e na terra, visíveis e invisíveis, sejam tronos, sejam dominações, sejam principados, sejam potestades. Tudo foi criado por ele e para ele.)

 

Quem, então, é este que a criou e a planejou dentro do infinito de seu próprio ser?

 

Deus! O Deus Soberano que reina e que, portanto, é regente – Deus está no controle de tudo. Primeiramente creio em um Deus Soberano, sábio e bom. Deus é o administrador e controla todas as coisas. Tudo ele faz muito bem. É o Deus que reina, que tem domínio, e seu trono está firmado desde a eternidade (Salmos 93). Reino. Rei. Domínio. Trono.

 

Salmos 93

1.     "O SENHOR reina; está vestido de majestade; o SENHOR se revestiu e cingiu de fortaleza; o mundo também está firmado e não poderá vacilar." 

2.     "O teu trono está firme desde então; tu és desde a eternidade." 

3.     Os rios levantam, ó SENHOR, os rios levantam o seu ruído, os rios levantam as suas ondas. 

4.     Mas o SENHOR nas alturas é mais poderoso do que o ruído das grandes águas e do que as grandes ondas do mar. 

5.     "Mui fiéis são os teus testemunhos; a santidade convém à tua casa, SENHOR, para sempre."

 

Sobre o salmos 93 e o reinado de Deus (primeiro Deus criou os céus e a terra, o reino cósmico, depois o homem e a mulher, a família, para ser vice-gerente e administrador da aliança). Depois, continuaremos... um bom dia na presença do Criador bendito para todo sempre, amém!

 

A Deus toda a glória! - Acompanhamento de Minhas Leituras Diárias

 

Ø  Estou no capítulo 12 do livro de Mateus - Bíblia Shedd (Shedd Bible), ARA – 2ª ed. – Ed. Vida Nova, Russell P. Shedd.

Ø  Ainda estou (são muitas minhas atividade escolares) na página 75/192 página de CURA PARA O CORAÇÃO, de Howard Eyrich e William Hines, ed. Cultura Cristã (título original em inglês: Curing the Heart). Meu próximo livro: A ALMA DA CIÊNCIA – Fé Cristão e Filosofia Natural de Nancy R. Pearcey  e Charles B. Thaxton. Ed. Cultura Cristã. 294 páginas. (título original em inglês: The Soul of Science).

Ø  Estou com 2h de  08h075m05s de A FAMÍLIA DA ALIANÇA,  de Gerard Van Groningen, Ed. Cultura Cristã – é que irei pregar nesta quarta, na Primeira Igreja Presbiteriana de Taguatinga – Sandu Norte, sobre a família. Aindo estou por concluir (falta menos de meia hora) 03h35m42 de O AMOR DE DEUS DERRAMADO EM NOSSOS CORAÇÕES, de Airton Willians Vasconcelos Barbosa, da Fonte Editorial Ltda.

Ø  Já ouvi [em breve, relacionarei tudo que já li e ouvi nesses 365 dias de propósitos]:

§  Terminei 01h50m18s de  02h11m45s de DEUS É SOBERANO, de A. W. Pink.

§  Terminei 07h38m47s de áudio, MP3, do livro de Michaels Horton, O CRISTÃO E A CULTURA – Nem separatismo, nem mundanismo, ed. Mundo Cristão, 206p. (título original em inglês: Where in World is the Church).

§  Já li as 660 páginas, do livro Criação e Consumação (From Creation To Consummation), Vol. 1 – O Reino, a Aliança e o Mediador – ed. Cultura Cristã. Gerard Van Groningen.

§  08h06m54s de 13h26m47s de áudio do livro UMA HISTÓRIA DO PENSAMENTO CRISTÃO - Dos Primórdios ao Concílio de Calcedônia - Justo L. González

§  9h15m40s de áudio de CALVINISMO – o canal em que se moveu a Reforma do século 16, enriquecendo a vida cultural e espiritual dos povos que o adotaram. O sistema que hoje a igreja cristã deve reconhecer como bíblico – de Abraham Kuyper (1837 – 1920).

§  09h35m15s da segunda parte com 10h24m22s depois de terminar a primeira parte de 09h00m35s da parte 1/2 de áudio de VERDADE ABSOLUTA - Libertando o Cristianismo de seu Cativeiro Cultural, Nancy Pearcey, 1ª edição/2006, ed. CPAD.

 

Observações:

·         Eu tenho ciência da necessidade de me cuidar na alimentação correta e da necessidade de fazer exercícios físicos regulares por causa de minha vida altamente sedentária. Fica aqui o registro da necessidade, veremos quanto tempo levará para eu tomar uma atitude. (registrado em 02/04/2010).

segunda-feira, 10 de maio de 2010

365 dias de propósito! Dia 293/365

TEMA: A Minha Família é Plano de Deus – Gn 1: 26-31

 

É hoje que irei trazer uma reflexão da Palavra de Deus no Grupo Evangélico dos Correios – GECOR e você é o meu convidado especial, pois Deus me tem dado um recado para compartilhar com você! Sim, com você, principalmente, você, homem semelhante a Elias? E também você, justo e justificado pelo Senhor.

 

O tema de nossa nova reflexão é: A MINHA FAMÍLIA É PLANO DE DEUS! Eu creio piamente que a família nem aconteceu ao longo dos tempos nem foi evoluindo num contexto social, mas foi criada por Deus. Para mim, ela foi planejada e veio a existir pela Palavra de Deus quando a Trindade reunida decidiu fazer o homem e a mulher. A leitura bíblica que iremos fazer se encontra, conforme a seguir:

 

GÊNESIS 1:

26 "E disse Deus: Façamos o homem à nossa imagem, conforme a nossa semelhança; e domine sobre os peixes do mar, e sobre as aves dos céus, e sobre o gado, e sobre toda a terra, e sobre todo réptil que se move sobre a terra." 

27 "E criou Deus o homem à sua imagem; à imagem de Deus o criou; macho e fêmea os criou." 

28 "E Deus os abençoou e Deus lhes disse: Frutificai, e multiplicai-vos, e enchei a terra, e sujeitai-a; e dominai sobre os peixes do mar, e sobre as aves dos céus, e sobre todo o animal que se move sobre a terra." 

29 "E disse Deus: Eis que vos tenho dado toda erva que dá semente e que está sobre a face de toda a terra e toda árvore em que há fruto de árvore que dá semente; ser-vos-ão para mantimento." 

30 E a todo animal da terra, e a toda ave dos céus, e a todo réptil da terra, em que há alma vivente, toda a erva verde lhes será para mantimento. E assim foi. 

31 "E viu Deus tudo quanto tinha feito, e eis que era muito bom; e foi a tarde e a manhã: o dia sexto." 

 

GÊNESIS 2:

7 "E formou o SENHOR Deus o homem do pó da terra e soprou em seus narizes o fôlego da vida; e o homem foi feito alma vivente." 

8 E plantou o SENHOR Deus um jardim no Éden, da banda do Oriente, e pôs ali o homem que tinha formado. 

(…)

15 E tomou o SENHOR Deus o homem e o pôs no jardim do Éden para o lavrar e o guardar. 

16 E ordenou o SENHOR Deus ao homem, dizendo: De toda árvore do jardim comerás livremente, 

17 "mas da árvore da ciência do bem e do mal, dela não comerás; porque, no dia em que dela comeres, certamente morrerás." 

18 "E disse o SENHOR Deus: Não é bom que o homem esteja só; far-lhe-ei uma adjutora que esteja como diante dele." 

(…)

21 "Então, o SENHOR Deus fez cair um sono pesado sobre Adão, e este adormeceu; e tomou uma das suas costelas e cerrou a carne em seu lugar." 

22 "E da costela que o SENHOR Deus tomou do homem formou uma mulher; e trouxe-a a Adão." 

23 "E disse Adão: Esta é agora osso dos meus ossos e carne da minha carne; esta será chamada varoa, porquanto do varão foi tomada." 

24 Portanto, deixará o varão o seu pai e a sua mãe e apegar-se-á à sua mulher, e serão ambos uma carne. 

25 "E ambos estavam nus, o homem e a sua mulher; e não se envergonhavam." 

 

MATEUS 19:

8 "Disse-lhes ele: Moisés, por causa da dureza do vosso coração, vos permitiu repudiar vossa mulher; mas, ao princípio, não foi assim." 

 

ATOS 17:

24 O Deus que fez o mundo e tudo que nele há, sendo Senhor do céu e da terra, não habita em templos feitos por mãos de homens. 

25 "Nem tampouco é servido por mãos de homens, como que necessitando de alguma coisa; pois ele mesmo é quem dá a todos a vida, a respiração e todas as coisas;" 

26 e de um só fez toda a geração dos homens para habitar sobre toda a face da terra, determinando os tempos já dantes ordenados e os limites da sua habitação, 

27 "para que buscassem ao Senhor, se, porventura, tateando, o pudessem achar, ainda que não está longe de cada um de nós;" 

28 porque nele vivemos, e nos movemos, e existimos, como também alguns dos vossos poetas disseram: Pois somos também sua geração.

 

Perguntas importantes que procuraremos responder ao longo de nossa reflexão:

 

  • Qual a origem e o significado de família?
  • Qual o significado de plano?
  • Quem é Deus para você?
  • O que é plano de Deus e no que isso implica?
  • O que vem a ser, então, “Família no plano de Deus?”
  • Quais são os fundamentos bíblicos e os propósitos do casamento e da família?
  • Quais os piores inimigos da família (o egoismo!)

 

Repare que são 3 palavras importantes que se destacam no tema: 1. família; 2. plano; 3. Deus. O próprio tema é perfeito e completo e se encaixa dentro do que creio e entendo.

 

A Deus toda a glória! - Acompanhamento de Minhas Leituras Diárias

 

Ø  Estou no capítulo 8 do livro de Mateus - Bíblia Shedd (Shedd Bible), ARA – 2ª ed. – Ed. Vida Nova, Russell P. Shedd.

Ø  Ainda estou (são muitas minhas atividade escolares) na página 75/192 página de CURA PARA O CORAÇÃO, de Howard Eyrich e William Hines, ed. Cultura Cristã (título original em inglês: Curing the Heart). Meu próximo livro: A ALMA DA CIÊNCIA – Fé Cristão e Filosofia Natural de Nancy R. Pearcey  e Charles B. Thaxton. Ed. Cultura Cristã. 294 páginas. (título original em inglês: The Soul of Science).

Ø  Reniciei 08h075m05s de A FAMÍLIA DA ALIANÇA,  de Gerard Van Groningen, Ed. Cultura Cristã – é que irei pregar nesta quarta, na Primeira Igreja Presbiteriana de Taguatinga – Sandu Norte, sobre a família. Aindo estou por concluir (falta menos de meia hora) 03h35m42 de O AMOR DE DEUS DERRAMADO EM NOSSOS CORAÇÕES, de Airton Willians Vasconcelos Barbosa, da Fonte Editorial Ltda.

Ø  Já ouvi [em breve, relacionarei tudo que já li e ouvi nesses 365 dias de propósitos]:

§  Terminei 01h50m18s de  02h11m45s de DEUS É SOBERANO, de A. W. Pink.

§  Terminei 07h38m47s de áudio, MP3, do livro de Michaels Horton, O CRISTÃO E A CULTURA – Nem separatismo, nem mundanismo, ed. Mundo Cristão, 206p. (título original em inglês: Where in World is the Church).

§  Já li as 660 páginas, do livro Criação e Consumação (From Creation To Consummation), Vol. 1 – O Reino, a Aliança e o Mediador – ed. Cultura Cristã. Gerard Van Groningen.

§  08h06m54s de 13h26m47s de áudio do livro UMA HISTÓRIA DO PENSAMENTO CRISTÃO - Dos Primórdios ao Concílio de Calcedônia - Justo L. González

§  9h15m40s de áudio de CALVINISMO – o canal em que se moveu a Reforma do século 16, enriquecendo a vida cultural e espiritual dos povos que o adotaram. O sistema que hoje a igreja cristã deve reconhecer como bíblico – de Abraham Kuyper (1837 – 1920).

§  09h35m15s da segunda parte com 10h24m22s depois de terminar a primeira parte de 09h00m35s da parte 1/2 de áudio de VERDADE ABSOLUTA - Libertando o Cristianismo de seu Cativeiro Cultural, Nancy Pearcey, 1ª edição/2006, ed. CPAD.

 

Observações:

·         Eu tenho ciência da necessidade de me cuidar na alimentação correta e da necessidade de fazer exercícios físicos regulares por causa de minha vida altamente sedentária. Fica aqui o registro da necessidade, veremos quanto tempo levará para eu tomar uma atitude. (registrado em 02/04/2010).