domingo, 10 de maio de 2020

O DNA MATERNO

No universo materno
Um espaço vazio não é sinônimo de nada!

É apenas um fragmento de vácuo 
Reservado no tempo 
À espera do encontro 
Com o seu complemento.

Até que surjam Minúsculos genes Trazendo em seu cerne Incontáveis segredos. 

Mistérios ocultos 
Pelo véu da beleza Escondendo caprichos 
Da mãe natureza.

Intrincados nucleotídeos Se entrelaçam no espaço - abraço genético
De hélices simétricas - 
Quais braços maternos.

Sem DNA, a vida não se faz 
Sem corpo, o ser não se forma
Sem a mulher, a criação não prospera
Sem as mães, somos apenas quimeras!

É no aconchego do útero que a gênese acontece
É nas entranhas do ventre que o amor se aquece
É no âmago da alma que o gérmen encontra seu par - lugar ideal para o começo da gente. 

Mulher que faz da própria vida um ninho de amor
Emprestando seu corpo Como habitação primeira de cada um de nós.

FELIZ DIA DAS MÃES!

(Peniel Pacheco)

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Fique à vontade para tecer seus comentários.
No entanto, lembre-se de juntar Cl 3:17 com 1 Co 10:31 :
devemos tudo fazer para a glória de Deus e em nome de Jesus! Deus o abençoe.