domingo, 10 de maio de 2020

O DNA MATERNO

No universo materno
Um espaço vazio não é sinônimo de nada!

É apenas um fragmento de vácuo 
Reservado no tempo 
À espera do encontro 
Com o seu complemento.

Até que surjam Minúsculos genes Trazendo em seu cerne Incontáveis segredos. 

Mistérios ocultos 
Pelo véu da beleza Escondendo caprichos 
Da mãe natureza.

Intrincados nucleotídeos Se entrelaçam no espaço - abraço genético
De hélices simétricas - 
Quais braços maternos.

Sem DNA, a vida não se faz 
Sem corpo, o ser não se forma
Sem a mulher, a criação não prospera
Sem as mães, somos apenas quimeras!

É no aconchego do útero que a gênese acontece
É nas entranhas do ventre que o amor se aquece
É no âmago da alma que o gérmen encontra seu par - lugar ideal para o começo da gente. 

Mulher que faz da própria vida um ninho de amor
Emprestando seu corpo Como habitação primeira de cada um de nós.

FELIZ DIA DAS MÃES!

(Peniel Pacheco)

0 comentários:

Postar um comentário

Fique à vontade para tecer seus comentários.
No entanto, lembre-se de juntar Cl 3:17 com 1 Co 10:31 :
devemos tudo fazer para a glória de Deus e em nome de Jesus! Deus o abençoe.