sábado, 9 de janeiro de 2016

II Coríntios 9 1-15 - O DOM DE OFERTAR E CONTRIBUIR COM ALEGRIA, EM AMOR.

Ressaltamos que II Coríntios foi escrita para expressar carinho e gratidão pelo arrependimento que houve em Corinto e encorajar uma maior lealdade a Paulo como um apóstolo de Cristo. Estamos vendo a parte III, cap. 9/13.
Breve síntese do capítulo 9.
O assunto do capítulo 8, tem continuidade no 9. São contribuições e ofertas que devemos fazer aos irmãos a fim de que todos tenhamos sempre em abundância e isso redunde em glórias a Deus.
O maior segredo do amor não é a cobrança ou a espera do retorno pelo benefício, mas a entrega voluntária de nossas dádivas.
Quem dá e oferta esperando a recompensa, essa será a sua recompensa, mas quem ama voluntariamente, sem esperar nada em troca, tem em si o amor de Deus. 
Vejamos o presente capítulo com mais detalhes, conforme ajuda da BEG:
III. A OFERTA PARA OS CRISTÃOS EM JERUSALÉM (8.1-9.15)
Nós dissemos que os coríntios não haviam terminado de fazer a coleta da oferta para os pobres da igreja de Jerusalém. Paulo relembrou-os do privilégio que eles tinham, como o corpo de Cristo, de cuidar dos crentes em Jerusalém.
Assim, dividimos esta parte III, em três seções: A. O exemplo da Macedônia (8.1-7) – já vimos; B. O exemplo de Jesus (8.8-9) – já vimos; e, C. Um pedido razoável (8.10-9.5) – concluiremos agora.
C. Um pedido razoável (8.10-9.5) - continuação.
Já falamos que de 8.10 a 9.15, estamos vendo um apelo razoável aos coríntios para coletar fundos para Jerusalém. Eles haviam começado a dar de acordo com as instruções de Paulo em 1 Co 16.1-3.
Paulo bem reconhecia a presteza deles em contribuir, por isso não recomendava mais nada e deles se orgulhava diante dos macedônios. Desde o ano passado aqueles que eram da Acaia - sul da Grécia, onde Corinto estava localizada – eles estavam prontos para contribuírem. A dedicação deles era motivadora para outros que precisavam fazer o mesmo.
Paulo continuou a relembrar aos coríntios que eles deveriam terminar de fazer a coleta, porque a doação deles seria vista por Tito, pelos outros representantes de outras igrejas, os Macedónios, Paulo e, principalmente, por Deus (8.23-24; 9.2,4,7).
Paulo queria preservar o motivo da doação voluntária e generosa. A quantia que ele levou para Jerusalém era de importância secundária à sua preocupação.
Paulo usou no vs. 6 uma metáfora agrícola - o fazendeiro que planta muitas sementes no final recolhe uma boa quantidade, mas um pequeno plantio vai resultar numa colheita proporcionalmente menor.
Paulo certificou os coríntios de que Deus não faria vista grossa à generosidade deles. O que é dado não é perdido; é disseminado.
Nesse versículo, Paulo falou da semeadura não no "campo" dos investimentos de negócios, mas no "campo" do reino espiritual.
A colheita esperada também seria nesse reino. Algumas vezes, Deus dá bênçãos generosas físicas e materiais para aqueles que são generosos, mas essas bênçãos não são garantidas nesta vida (cf. 8.9; 11.27; Lc 6.20-21,24-25; Tg 2.5).
O Espírito Santo é a única bênção garantida dada a todo crente durante a sua vida nesta terra (1.22; 5.5; Ef 1.14).
Ao dar de boa vontade, os crentes honram a Deus por imitar a generosidade de seu Criador. Deus ama a quem dá com alegria. Dar pode e deve ser motivo de alegria, porque dar é um ato de obediência. A obediência deve ser um motivo de prazer para os crentes.
Se os coríntios ofertassem generosamente, eles não deveriam se preocupar com suas necessidades futuras. Eles estariam sob a bênção da soberania de Deus, que supriria as suas necessidades na medida em que ele julgasse necessário (Fp 4.19).
À medida que ofertavam, Deus aumentaria a habilidade deles de darem mais.
Os benefícios de dar são no mínimo estes:
·         As necessidades são supridas.
·         Agradecimentos são dirigidos a Deus.
·         Os que recebem oram por aqueles que deram.
Nossa doação é apenas uma modesta imitação da própria generosidade excelente de Deus para conosco, particularmente na doação de seu Filho (Jo 3.16).
II Co 9:1 Ora, quanto à assistência a favor dos santos,
                é desnecessário escrever-vos,
II Co 9:2 porque bem reconheço a vossa presteza,
                da qual me glorio junto aos macedônios,
                dizendo que a Acaia está preparada desde o ano passado;
e o vosso zelo
                tem estimulado a muitíssimos.
II Co 9:3 Contudo, enviei os irmãos,
                para que o nosso louvor a vosso respeito,
                               neste particular, não se desminta,
a fim de que, como venho dizendo,
                estivésseis preparados,
                               II Co 9:4 para que, caso alguns macedônios forem comigo
                               e vos encontrem desapercebidos,
                                               não fiquemos nós envergonhados
(para não dizer, vós)
                                                                               quanto a esta confiança.
II Co 9:5 Portanto, julguei conveniente
                recomendar aos irmãos
                               que me precedessem entre vós
                               e preparassem de antemão              
                                               a vossa dádiva já anunciada,
                               para que esteja pronta
                                               como expressão de generosidade
                                               e não de avareza.
II Co 9:6 E isto afirmo: aquele que semeia pouco
                pouco também ceifará;
e o que semeia com fartura
                com abundância também ceifará.
II Co 9:7 Cada um contribua
                segundo tiver proposto no coração,
                não com tristeza ou por necessidade;
                               porque Deus ama
                                               a quem dá com alegria.
II Co 9:8 Deus pode fazer-vos abundar em toda graça,
                a fim de que, tendo sempre,
                               em tudo,
                                               ampla suficiência,
                                               superabundeis em toda boa obra,
                               II Co 9:9 como está escrito:
                                               Distribuiu,
                                               deu aos pobres,
                                               a sua justiça permanece para sempre.
II Co 9:10 Ora, aquele que dá semente
                ao que semeia
e pão
                para alimento
também suprirá
e aumentará
                a vossa sementeira
e multiplicará
                os frutos da vossa justiça,
II Co 9:11 enriquecendo-vos,
                em tudo,
                               para toda generosidade,
a qual faz que,
                por nosso intermédio,
                               sejam tributadas graças a Deus.
II Co 9:12 Porque o serviço desta assistência
                não só supre a necessidade dos santos,
                               mas também redunda em muitas graças a Deus,
II Co 9:13 visto como, na prova desta ministração,
                glorificam a Deus
                               pela obediência
                                               da vossa confissão
                                                               quanto ao evangelho de Cristo
                               e pela liberalidade
                                               com que contribuís
                                                               para eles
                                                               e para todos,
II Co 9:14 enquanto oram eles a vosso favor,
                com grande afeto,
                               em virtude da superabundante graça de Deus
                                               que há em vós.
II Co 9:15 Graças a Deus
                pelo seu dom
                               inefável!
A lógica da generosidade não está no semear, nem no dar, por esperar nisso o retorno, mas no demonstrar voluntária e graciosamente o amor sabendo que estaremos sendo imitadores de Deus e com ele participantes não só no semear e dar como também na colheita sempre abundante em tudo.
p.s.: link da imagem original:
Contagem regressiva: Faltam 105 dias para 20/04/16 (Inicio: 05/05/15). Tu, SENHOR, conservarás em perfeita paz aquele cujo propósito é firme; porque ele confia em ti. (Is 26.3).
A Deus toda glória! p/ pr. Daniel Deusdete.

...


Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Fique à vontade para tecer seus comentários.
No entanto, lembre-se de juntar Cl 3:17 com 1 Co 10:31 :
devemos tudo fazer para a glória de Deus e em nome de Jesus! Deus o abençoe.