segunda-feira, 28 de julho de 2014

Jó 18:1-21 - SEGUNDO DISCURSO DE BILDADE CONTRA JÓ

Parte II - DIÁLOGOS ENTRE JÓ E SEUS AMIGOS – 3:1 a 27:23.
C. O segundo ciclo de discursos – 15:1 – 21:34.
Estamos, agora, nessa parte “C”, que foi dividida, como na BEG, em seis partes igualmente: 1. Elifaz – 15:1 – 35 – já vista. 2. A resposta de Jó a Elifaz – 16:1 – 17:16 – já vista. 3. Bildade – 18:1 – 21 – veremos agora. 4. A resposta de Jó a Bildade – 19:1 – 29. 5. Zofar – 20:1 – 29. 6. A resposta de Jó a Zofar – 21:1 – 34.
3. Bildade – 18:1 – 21.
Agora, novamente, como foi da última vez, é a oportunidade de fala de Bildade. A ordem das falas, das réplicas e das respostas de Jó parecem padrão.
Esta segunda série de discursos nada acrescenta em relação à primeira série. Os discursos continuam vazios, justamente por faltarem neles vida, prática, convivência, alinhamento entre a teoria e a prática.
Bildade acusa Jó pela segunda vez. O seu discurso pode ser dividido assim: primeiro ele repreende Jó – vs 1 ao 4. Depois, repete a sua exposição anterior sobre o destino dos ímpios – dos vs 5 ao 21; comparar com 8:8 a 19.
Na sua repreensão a Jó, a crueldade é notória além do que ela era dirigida a uma pessoa que naquele momento precisava primeiro de acolhida, amor, compreensão.
Bildade ao repreender Jó dá a entender que ele era o ofendido e Jó o ofensor, no entanto Jó estava sofrendo. Será que esqueceram disso? Uma característica interessante em Jó é que em nenhum momento ele ficou calado com relação às críticas de seus companheiros.
Jó sempre tinha uma resposta e sempre se defendia apelando para sua consciência e hombridade; além disso, Jó sempre se dirigia a Deus em suas respostas. Jó era uma pessoa de caráter que não abria mão disso.
Depois de repreender, se volta para o seu mesmo discurso pronunciado anteriormente baseado na afirmação da sabedoria proverbial.
Fala de certas coisas coerentes, mas que pessimamente aplicadas. Principalmente porque Jó não era aquela pessoa que eles pensavam que era.
Acho que esses amigos não eram aqueles amigos que temos de verdade que confiam na gente, que acreditam em tudo o que falamos e está disposto a nos ajudar.
Ele fala da morte e do desaparecimento ou fim do ímpio. O livro de salmos fala tanto disso. Toda a Bíblia nos aponta que um dia isso tudo vai mudar e a sua promessa par nós é que viveremos eternamente com o Senhor.
Jó 18:1 Então respondeu Bildade, o suíta, e disse:
                Jó 18:2 Até quando poreis fim às palavras?
                               Considerai bem, e então falaremos.
                Jó 18:3 Por que somos tratados como animais,
                               e como imundos aos vossos olhos?
                Jó 18:4 Oh tu, que despedaças a tua alma na tua ira,
                               será a terra deixada por tua causa?
                                               Remover-se-ão as rochas do seu lugar?
Jó 18:5 Na verdade, a luz dos ímpios se apagará,
                e a chama do seu fogo não resplandecerá.
                Jó 18:6 A luz se escurecerá nas suas tendas,
                               e a sua lâmpada sobre ele se apagará.
                Jó 18:7 Os seus passos firmes se estreitarão,
                               e o seu próprio conselho o derrubará.
                Jó 18:8 Porque por seus próprios pés é lançado na rede,
                               e andará nos fios enredados.
                Jó 18:9 O laço o apanhará pelo calcanhar,
                               e a armadilha o prenderá.
                Jó 18:10 Está escondida debaixo da terra uma corda,
                               e uma armadilha na vereda.
                Jó 18:11 Os assombros o espantarão de todos os lados,
                               e o perseguirão a cada passo.
                Jó 18:12 Será faminto o seu vigor,
                               e a destruição está pronta ao seu lado.
                Jó 18:13 Serão devorados os membros do seu corpo;
                               sim, o primogênito da morte devorará os seus membros.
                Jó 18:14 A sua confiança será arrancada da sua tenda,
                               onde está confiado,
                                               e isto o fará caminhar para o rei dos terrores.
                Jó 18:15 Morará na sua mesma tenda,
                               o que não lhe pertence;
                                               espalhar-se-á enxofre sobre a sua habitação.
                Jó 18:16 Por baixo se secarão as suas raízes
                               e por cima serão cortados os seus ramos.
                Jó 18:17 A sua memória perecerá da terra,
                               e pelas praças não terá nome.
                Jó 18:18 Da luz o lançarão nas trevas,
                               e afugentá-lo-ão do mundo.
                Jó 18:19 Não terá filho nem neto entre o seu povo,
                               e nem quem lhe suceda nas suas moradas.
                Jó 18:20 Do seu dia se espantarão os do ocidente,
                               assim como se espantam os do oriente.
                Jó 18:21 Tais são, na verdade, as moradas do perverso,
                               e este é o lugar do que não conhece a Deus.
Eu não vejo a hora de chegar o grande dia em que o Senhor voltar pela segunda vez para estar para sempre conosco e ressuscitarmos dos mortos.
Triunfar sobre a morte para nunca mais morrermos, será algo que não temos condições, no presente, de se quer imaginar. Jó falará disso em sua resposta. Enquanto Bildade mostra o fim, Jó fala da ressurreição dos mortos pela fé.
p.s.: link da imagem original:
Contagem regressiva: Faltam 372 dias para 04/08/2015, quando eu irei concluir a Segmentação de toda a Bíblia.

A Deus toda glória! p/ Daniel Deusdetehttp://www.jamaisdesista.com.br
...

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Fique à vontade para tecer seus comentários.
No entanto, lembre-se de juntar Cl 3:17 com 1 Co 10:31 :
devemos tudo fazer para a glória de Deus e em nome de Jesus! Deus o abençoe.