domingo, 8 de junho de 2014

I Reis 15:1-34 - REIS DE JUDÁ X REIS DE ISRAEL

Vejamos nosso mapa e nossa posição na leitura e meditação:
Parte II – A monarquia dividida – 21:1 a II Re 17:41.
C. Em Judá (930-869 a.C.) – 14:21 a 15:24 – continuação.
Aqui, nesta subparte “C”, conforme já dissemos, o autor e narrador de Reis passa para os acontecimentos em Judá, começando com Roboão – 14:21-31 (já vimos) – continuando com Abias, o filho de Roboão – 15:1-8 – e encerrando com Asa, o filho de Abias – 15:9-24 – vermos a seguir.
Já terminamos de ver a história de Roboão, filho de Salomão, com uma amonita que não perseverou em seguir os retos caminhos do Senhor como fizera Davi e agora, veremos seus descendentes primeiro Abias e depois Asa.
2. Abias de Judá (913-910 a.C.) – 15:1 a 8.
Era o décimo oitavo ano em Israel quando ocorreu a troca de rei em Judá. Jeroboão ainda estaria no poder por mais 4 anos. Abias somente reinou por três anos em Israel e durante o seu reinado sempre esteve em guerra contra Jeroboão.
Abias fez o que era mal e não perseverou em seguir ao Senhor como Davi, seu pai, no entanto Deus ainda por amor de Davi, conforme sua palavra de aliança com ele, lhe deu uma lâmpada e estabilidade: Asa, seu filho!
3. Asa de Judá (910-869 a.C.) – 15:9 a 24.
Asa começa a reinar em Judá e Jeroboão ainda era o rei de Israel. No entanto, agora este rei vai permanecer no reinado por longos 41 anos, mais do que todos os reis até agora.
A referência ao governo de Asa já não foi má, antes andou ele nos retos caminhos do Senhor e se interessou em governar Judá com justiça e temor a Deus, eliminando práticas abomináveis que eram praticadas à sua época como os prostitutos cultuais, os ídolos que fizeram seus pais e até Maaca, sua mãe, filha de Absalão, depôs de sua dignidade de rainha-mãe, porquanto tinha feito uma imagem sua de poste-ídolo.
Como rainha-mãe poderia ter exercido muitas influências no reinado de seu filho, como assim eram os costumes nas nações pagãs vizinhas,
Somente os altos não foram removidos. Esses altos ou poderia ser consagrados ao Senhor, ou aos deuses ou a ambos. Asa preferiu deixa-los para consagração ao Senhor, mas o perigo ali existia do povo se desviar.
Asa em Judá e Baasa em Israel viveram em guerra também todo o tempo.
Baasa em uma de suas subidas contra Judá, edificou a Ramá, cidade estratégica próxima de Jerusalém que limitaria o acesso mesmo de Judá. Isso se tornou uma ameaça grave que obrigou Asa a negociar com Bem-Hadade e por ouro e prata tirados indevidamente do templo comprou sua traição.
Bem-Hadade que estava aliado com Baasa, por causa desse ouro e prata, passou a se aliançar com Asa e os judeus. Para ele, arameu, também foi ótimo no ponto de vista comercial e militar, pois recebeu espólios de Judá e território em Israel  e todo o distrito de Quinerete, com toda terra de Naftali.
Baasa teve de abandonar os seus projetos e todo material empregado na construção daquelas cidades foram capturados por Asa para edificação de outras cidades, como Geba de Benjamim e Mispa.
Em sua velhice, padeceu dos pés e foi sepultado. Josafá, seu filho, reinou em seu lugar.
D. Em Israel (909-853 a.C.) – 15:25 a 22:40.
Aqui o escritor volta-se agora para o relato dos acontecimentos no Reino do Norte. Essa série de reis abrange 1. Nadabe - 15:25 a 32, 2. Baasa - 15:3 a 16:7, 3. Elã – 16:8 a 14, 4. Zinri – 16:15 a 20, 5. Onri – 16:21 a 28 e 6. Acabe – 16:29 a 22:40.
Em cada um deles veremos os detalhes mais significativos sem perdermos os propósitos que estamos mantendo em mente que é de acompanhar o relator bíblico em suas narrativas demonstrando os motivos das quedas de cada rei que irá refletir na vida deles no exílio e os orientará no futuro, no pós exílio.
O resumo de todo relato, ao final, será se andaram nos retos caminhos do Senhor e fizeram o bem ou se andaram desviados do Senhor e fizeram o que era mal aos olhos do Deus de Israel.
O modelo de comparação para o bem, geralmente é o rei Davi, com a exceção do que fizera no caso de Bate-Seba e Urias. Jeroboão, logo começou a ser usado como referência negativa. Quanto a Saul, nem se em notícia de se quer tenha existido!
1. Nadabe de Israel (909-908 a.C.) – 15:25 a 32.
Enquanto um e outro faziam o bem em Judá, em Israel, nenhum dos seus reis fará bem algum, todos eles, sem exceções, farão o que seria mal aos olhos do Senhor.
Nadabe, filho de Jeroboão, aqui era um deles. Fez o que era mal por dois anos. Baasa, filho de Aías, conspirou contra Nadabe e o feriu em Gibetom durante um ataque àquela cidade dos filisteus e passou a reinar em seu lugar.
1.       Baasa de Israel (908-886 a.C.) – 15:3 a 16:7.
Era o terceiro ano do reinado de Asa em Judá quando Baasa começou a reinar. Ele cumpriu a profecia do profeta Aías ao exterminar toda a casa de Jeroboão.
Baasa fez o que era mal aos olhos do Senhor e andou em todo caminho de malignidade de Jeroboão.
I Re 15:1 E no décimo oitavo ano do rei Jeroboão, filho de Nebate,
            Abias começou a reinar sobre Judá.
                        I Re 15:2 E reinou três anos em Jerusalém; e era o nome de
                                   sua mãe Maaca, filha de Absalão.
            I Re 15:3 E andou em todos os pecados que seu pai tinha cometido
                        antes dele; e seu coração não foi perfeito para com o
                        SENHOR seu Deus como o coração de Davi, seu pai.
            I Re 15:4 Mas por amor de Davi o SENHOR seu Deus lhe deu uma
                        lâmpada em Jerusalém, levantando a seu filho depois dele, e
                                   confirmando a Jerusalém.
            I Re 15:5 Porquanto Davi tinha feito o que era reto aos olhos do
                        SENHOR, e não se tinha desviado de tudo quanto lhe
                                   ordenara em todos os dias da sua vida, senão só no
                                               negócio de Urias, o heteu.
                        I Re 15:6 E houve guerra entre Roboão e Jeroboão todos os
                                   dias da sua vida.
            I Re 15:7 Quanto ao mais dos atos de Abias, e a tudo quanto fez,
                        porventura não está escrito no livro das crônicas dos reis de
                                   Judá? Também houve guerra entre Abias e Jeroboão.
            I Re 15:8 E Abias dormiu com seus pais, e o sepultaram na cidade de
                        Davi; e Asa, seu filho, reinou em seu lugar.
I Re 15:9 E no vigésimo ano de Jeroboão, rei de Israel,
            começou Asa a reinar em Judá. I Re 15:10 E quarenta e um anos
                        reinou em Jerusalém; e era o nome de sua mãe Maaca,
                                   filha de Absalão.
            I Re 15:11 E Asa fez o que era reto aos olhos do SENHOR, como
                        Davi seu pai. I Re 15:12 Porque tirou da terra os sodomitas,
                                   e removeu todos os ídolos que seus pais fizeram.
                        I Re 15:13 E até a Maaca, sua mãe, removeu para que não
                                   fosse rainha, porquanto tinha feito um horrível ídolo a
                                   Asera; também Asa desfez o seu ídolo horrível,
                                               e o queimou junto ao ribeiro de Cedrom.
            I Re 15:14 Os altos, porém, não foram tirados; todavia foi o coração de
                        Asa reto para com o SENHOR todos os seus dias.
            I Re 15:15 E à casa do SENHOR trouxe as coisas consagradas
                        por seu pai, e as coisas que ele mesmo consagrara;
                                   prata, ouro e vasos.
            I Re 15:16 E houve guerra entre Asa e Baasa, rei de Israel,
                        todos os seus dias. I Re 15:17 Porque Baasa, rei de Israel,
                                   subiu contra Judá, e edificou a Ramá, para que a
                                               ninguém fosse permitido sair, nem entrar a
                                                           ter com Asa, rei de Judá.
            I Re 15:18 Então Asa tomou toda a prata e ouro que ficaram nos
                        tesouros da casa do SENHOR, e os tesouros da casa do rei,
                                   e os entregou nas mãos de seus servos;
                        e o rei Asa os enviou a Ben-Hadade, filho de Tabrimom,
                                   filho de Heziom, rei da Siría, que habitava em
                                               Damasco, dizendo:
                        I Re 15:19 Haja acordo entre mim e ti, como houve entre meu
                                   pai e teu pai; eis que te mando um presente, prata e
                                               ouro; vai, e anula o teu acordo com Baasa,
                                               rei de Israel, para que se retire de sobre mim.
                        I Re 15:20 E Ben-Hadade deu ouvidos ao rei Asa,
                                   e enviou os capitães dos seus exércitos contra as
                                               cidades de Israel; e feriu a Ijom, e a Dã,
                                               e a Abel-Bete-Maaca, e a toda a Quinerete,
                                                           com toda a terra de Naftali.
                        I Re 15:21 E sucedeu que, ouvindo-o Baasa, deixou de
                                   edificar a Ramá; e ficou em Tirza.
            I Re 15:22 Então o rei Asa fez apregoar por toda a Judá que todos,
                        sem exceção, trouxessem as pedras de Ramá, e a sua madeira
                                   com que Baasa edificara; e com elas edificou o rei Asa
                                               a Geba de Benjamim e a Mizpá.
            I Re 15:23 Quanto ao mais de todos os atos de Asa, e a todo o seu
                        poder, e a tudo quanto fez, e as cidades que edificou,
                                   porventura não está escrito no livro das crônicas dos
                                               reis de Judá?
                        Porém, no tempo da sua velhice, padeceu dos pés.
            I Re 15:24 E Asa dormiu com seus pais, e foi sepultado com seus pais
                        na cidade de Davi, seu pai;
                                   e Jeosafá, seu filho, reinou em seu lugar.
            I Re 15:25 E Nadabe, filho de Jeroboão, começou a reinar sobre Israel
                        no ano segundo de Asa, rei de Judá; e reinou sobre Israel dois
                                   anos. I Re 15:26 E fez o que era mau aos olhos do
                                               SENHOR; e andou nos caminhos de seu
                                               pai, e no seu pecado com que seu pai fizera
                                                           pecar a Israel.
                        I Re 15:27 E conspirou contra ele Baasa, filho de Aías,
                                   da casa de Issacar, e feriu-o Baasa em Gibetom,
                                               que era dos filisteus, quando Nadabe
                                                           e todo o Israel cercavam a Gibetom.
                        I Re 15:28 E matou-o, pois, Baasa no ano terceiro de Asa,
                                   rei de Judá, e reinou em seu lugar.
                        I Re 15:29 Sucedeu que, reinando ele, feriu a toda a casa de
                                   Jeroboão; nada de Jeroboão deixou que tivesse fôlego,
                                   até o destruir, conforme à palavra do SENHOR
                                   que dissera pelo ministério de seu servo Aías,
                                               o silonita.
                        I Re 15:30 Por causa dos pecados que Jeroboão cometera, e fez
                                   pecar a Israel, e por causa da provocação com que
                                               irritara ao SENHOR Deus de Israel.
            I Re 15:31 Quanto ao mais dos atos de Nadabe, e a tudo quanto fez,
                        porventura não está escrito no livro das crônicas dos reis de
                                   Israel?
            I Re 15:32 E houve guerra entre Asa e Baasa, rei de Israel,
                        todos os seus dias.
I Re 15:33 No ano terceiro de Asa, rei de Judá, Baasa, filho de Aías,
            começou a reinar sobre todo o Israel em Tirza,
                        e reinou vinte e quatro anos.
            I Re 15:34 E fez o que era mau aos olhos do SENHOR;
                        e andou no caminho de Jeroboão,
                        e no pecado com que ele tinha feito Israel pecar.
Baasa irá superar em tempos o reinado de Jeroboão que ficou apenas 22 anos. Ele será caracterizado como um rei perverso e poderemos ver em sua história, o seu início – 15:33,34 -, o julgamento profético de Jeú – 16:1-4 - e o fim do seu reinado – 16:5,6, com o acréscimo de um comentário final sobre a profecia de Jeú – 17:7-8.
p.s.: link da imagem original:
Contagem regressiva: Faltam 4 dias para a Copa, sem álcool nos estádios.... também faltam 423 dias para 04/08/2015, quando eu irei concluir a Segmentação de toda a Bíblia.

A Deus toda glória! p/ Daniel Deusdetehttp://www.jamaisdesista.com.br
...

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Fique à vontade para tecer seus comentários.
No entanto, lembre-se de juntar Cl 3:17 com 1 Co 10:31 :
devemos tudo fazer para a glória de Deus e em nome de Jesus! Deus o abençoe.