segunda-feira, 10 de fevereiro de 2014

Josué 1:-1-18 – DEUS É DEUS DE PROPÓSITOS.


Começaremos a trabalhar com o livro de Josué depois de termos passado por toda a Torah (Gn – Nm – Lv – Ex – Dt). Foram 187 capítulos ou 187 dias, conforme nos propusemos a fazer – um vídeo por dia. Nosso projeto total é de 1189 vídeos, portanto ainda nem atingimos os 16%.
Nosso projeto total levará – cálculos matemáticos exatos – 3a3m3d para ser concluído. Vamos trabalhar que ainda falta muito.
Se eu fosse dar um nome ao livro de Josué, eu daria o nome de Deus de promessas. Na verdade, pensei em diversos títulos apropriados, mas o que mais falou ao meu coração foi esse escolhido. No capítulo 21, versos 43, 44 e 45, temos, como muitos entendem, um resumo teológico de todo o livro de Josué.
Deus apareceu a Abraão e lhe prometeu essa terra. Deus conduz o povo ao longo da história e ainda o faz passar pelo Egito e depois o tira de lá com sua forte mão e braço poderoso e o faz entrar na Terra Prometida. Deus fez uma aliança com Abraão, fez uma promessa e a cumpriu.
Josué foi o líder escolhido por Deus para cumprir a sua promessa ao povo de Israel.
Deus ainda fez uma promessa maior para o homem quando houve a sua queda de que enviaria um Messias que iria cumprir toda sua palavra. Deus assim vem nos conduzindo pela história e em Cristo Jesus também cumpriu sua promessa.
Estamos também aguardando suas promessas de redenção e vida eterna onde teremos novo corpo e uma nova vida não mais sujeitos ao pecado. Deus fez a promessa! Deus gosta de promessas! Deus nos faz viver esperando suas promessas! Deus cumprirá suas promessas!
Seguindo a divisão proposta pela Bíblia de Estudo de Genebra, também dividiremos o livro de Josué em três grandes partes:
I.                   A conquista da terra – 1:1 – 12:24.
II.                A distribuição da Terra Prometida – 13:1-21:45.
III.             A lealdade à aliança na terra – 22:1 – 24:33.
Josué, o sexto livro da Bíblia, foi escrito por Josué e registra a invasão da Terra Prometida, começando com a conquista de Jericó, a cidade toda cercada de muros e uma fortaleza considerada, à época, imbatível.
Depois de Jericó, tem-se início uma série de conquistas, sendo que enfrentam alguns obstáculos e fracassos que farão com que repensem suas estratégias. Foram dois os mais significativos fracassos de Israel. Primeiro, devido ao pecado de Acã que prevaricando contra o Senhor, prejudicou todo acampamento, depois, a parceria errada e enganosa que fizeram com os gibeonitas, por não terem consultado ao Senhor nem confiado em suas forças.
Tirando esses fracassos que ensinaram grandes lições ao líder Josué e a todo o povo de Israel, os relatos somente apontam vitórias e conquistas. Josué e o povo de Israel estavam seguindo fielmente as instruções do Senhor e o Senhor com eles cooperava dando-lhes vitórias sobre todos os seus inimigos.
Em seguida às vitórias, começa-se a distribuição da Terra Prometida e tudo foi feito de forma pacífica, ordeira, seguindo as instruções de Moisés, do Senhor e não há registro algum de qualquer inconveniente ameaçador à nação de Israel.
Os que receberam suas partes, ficaram satisfeitos. E toda distribuição foi feita por meio de sortes que foram lançadas diante do Senhor, provavelmente com o uso do urim e do tumim.
Somente a tribo de Dã questionará, com razão, o tamanho de sua porção, mas a solução fora providenciada ajustando melhor seu território com sua subida conta Lesém, ou Laís. Eles a dominaram e a tomaram para si e aí acabou-se toda questão.
Também houve uma outra questão em relação à Terra Prometida por parte das tribos dos rubenitas, dos gaditas e da meia tribo de Manassés que edificaram uma altar simbólico no território deles. À princípio, todo o Israel se levantou para pelejar contra eles, mas a controvérsia foi explicada quando disseram que não era um altar, mas um memorial. Fineias e todas as outras tribos aceitaram a explicação.
Encerrando nosso estudo deste livro, entraremos na sua terceira parte onde Josué chama o povo, os anciãos, juízes e os principais líderes e com eles renova a aliança do Senhor Deus.
Ao final, faremos uma conclusão e colocaremos a bibliografia utilizada. Espero que esta obra de estudo seja útil, proveitosa para o ensino, aprendizagem e compartilhamentos.
O que você encontrará aqui neste estudo além das reflexões e segmentação e dos comentários? Uma palavra de fé, de encorajamento, de certeza e de convicção de que não estamos aqui por acaso, nem somos frutos das circunstâncias aleatórias do universo.
Tudo na vida tem um propósito, uma função e você já descobriu a sua ou o seu propósito? Estude conosco que Deus falará contigo em seu coração.
A ordem e a organização do texto segue a mesma da narrativa bíblica.
Palavras finais dessa introdução.
Eu tenho me esmerado em estudar a Bíblia de forma sistemática e mais aprofundada possível e o que mais tenho visto nas histórias da Bíblia é Deus falando, Deus fazendo, Deus mostrando, Deus instruindo, Deus aparecendo, Deus se revelando, Deus fazendo alianças, Deus se aproximando, Deus conduzindo. E o homem? Este sendo convidado a pregar a palavra de Deus e não suas opiniões e filosofias.
Josué não é diferente! Antes de exaltar este homem que Deus mesmo fez questão de exaltá-lo diante do povo de Israel, não há como não deixar de registrar que a obra de Josué é pura graça divina de um Deus misericordioso, bondoso e cumpridor de suas promessas e que zela de sua palavra para a cumprir e servir de exemplo para nós termos a mesma fidelidade.
Vamos então a nossa primeira parte:
A conquista da terra – 1:1 – 12:24.
Para isso vamos também começar o livro de Josué pelo primeiro capítulo, óbvio.
Josué 1:-1-18 – Deus é Deus de propósitos.
Antes de iniciarmos as reflexões no capítulo primeiro do livro de Josué, façamos um pequeno tour por ele, conforme as propostas de divisões e explicações gerais da Bíblia de Estudo de Genebra – BEG.
Deus é Deus de propósitos. Eu assim creio e assim tenho ensinado e pregado e em Josué o propósito é apresentar o cumprimento das promessas de Deus nos dias de Josué e ensinar àquela segunda geração e a todas as outras como servir ao Senhor nas batalhas, na distribuição da Terra Prometida, entre as tribos e na renovação de sua aliança com Deus.
São suas verdades fundamentais: Por intermédio de Josué: 1. Deus abençoou Israel com muitas vitórias na Terra Prometida, mas ainda havia inúmeras batalhas a serem travadas. 2. Deus distribuiu a terra do modo em que deveria ser mantida no futuro. E, 3. A renovação da aliança realizada nos dias de Josué serviram de modelo para as renovações em gerações futuras.
O que Josué apenas começou e deveria ter terminado, Cristo cumpriu na sua primeira vinda ao derrotar Satanás – Ef: 4:8-9; Cl 2:15; Hb 2:14,15 -, continua a cumprir na guerra santa espiritual que a igreja enfrenta (estamos vivendo este período agora mesmo) – At 15:15-17; Ef 6:10-18 -, e cumprirá de modo definitivo na sua segunda vinda – Ap 19:11-21; 21:1-5.
Josué também será didaticamente – conforme BEG - dividido em três grandes partes as quais terão as suas subdivisões, as quais iremos comentando ao longo de nosso avanço no presente livro. São elas: I. A conquista da terra – 1:1 – 12:24. II. A distribuição da Terra Prometida – 13:1-21:45. III. A lealdade à aliança na terra – 22:1 – 24:33.
A primeira parte falará de como Josué foi bem sucedido na guerra santa da conquista de Canaã a qual será dividida em seis partes: 1. A comissão de Deus para início da guerra – 1:1-18. 2. O contraste entre as batalhas iniciais, apresentando os exemplos de maneiras apropriadas e impróprias de conduzir uma batalha – 2:1-8:29. 3.  A renovação da aliança – 8:30-35. 4. As últimas batalhas da expansão – 9:1-11:15. 5. A tomada de toda a terra – 11:16-23. 6. A lista dos reis e territórios conquistados.
1. A comissão de Deus para início da guerra – 1:1-18.
Começa Josué a liderar o povo depois dos discursos de Moisés e depois de todo preparativo que ele mesmo presenciou. Seu coração devia estar ansioso, mas era homem temente a Deus e valente e não iria recuar diante de nada.
Já tinha demonstrado ser um homem de Deus de grande fé e já tinha passado pela melhor escola do mundo junto com o maior líder de todos os tempos do povo de Israel abaixo do próprio Senhor.
Deus mesmo se manifesta a Josué e lhe diz palavras fortes de encorajamento e força que o ajudarão a caminhar a caminhada e jornada de sua vida conduzindo o povo de Deus.
O discurso de Deus é praticamente o mesmo discurso de Moisés quando Moisés falou com ele antes de Deus lhe falar. Não é que Moisés fosse maior, nem melhor, mas para demonstrar que o Espírito Santo já falava por Moisés, e Deus estava ali confirmando, ratificando o que Moisés já tinha dito de encorajamento para Josué.
Vamos recordar. Examinemos novamente Dt 31:1-8 e comparemos com o presente discurso:
Deuteronômio 31:1 Depois foi Moisés, e falou estas palavras a todo o Israel,
Deuteronômio 31:2 E disse-lhes: Da idade de cento e vinte anos sou eu hoje; já não poderei mais sair e entrar; além disto o SENHOR me disse: Não passarás o Jordão.
Deuteronômio 31:3 O SENHOR teu Deus passará adiante de ti; ele destruirá estas nações de diante de ti, para que as possuas; Josué passará adiante de ti, como o SENHOR tem falado.
Deuteronômio 31:4 E o SENHOR lhes fará como fez a Siom e a Ogue, reis dos amorreus, e à sua terra, os quais destruiu.
Deuteronômio 31:5 Quando, pois, o SENHOR vo-los der diante de vós, então com eles fareis conforme a todo o mandamento que vos tenho ordenado.
Deuteronômio 31:6 Esforçai-vos, e animai-vos; não temais, nem vos espanteis diante deles; porque o SENHOR teu Deus é o que vai contigo; não te deixará nem te desamparará.
Deuteronômio 31:7 E chamou Moisés a Josué, e lhe disse aos olhos de todo o Israel: Esforça-te e anima-te; porque com este povo entrarás na terra que o SENHOR jurou a teus pais lhes dar; e tu os farás herdá-la.
Deuteronômio 31:8 O SENHOR, pois, é aquele que vai adiante de ti; ele será contigo, não te deixará, nem te desamparará; não temas, nem te espantes.
Do vs. 1-8, Josué é apresentado como o sucessor de Moisés. Moisés se dirige a todo Israel e lhes explica que já está com 120 anos e que não passará o Jordão com eles, mas que não era para temerem porque Deus tinha preparado a Josué que entraria com eles naquela terra.
O que Moisés diz a Josué na frente do povo, logo, logo, em Josué, capítulo primeiro, o qual estamos agora vendo, o próprio Senhor fala com ele da mesma forma e usando praticamente as mesmas palavras, inclusive: “não te deixarei, nunca jamais te abandonarei”.
Paulo também, muito tempo depois usando a mesma palavra, agora aplica a todo crente em Cristo Jesus, inclusive eu e você, amado leitor.
Moisés orienta Josué e todo o povo quanto à lei e à sua leitura e à sua importância. Todos deveriam ser juntados – o povo, homens, mulheres, meninos estrangeiros – para ouvirem, aprenderem e temerem ao Senhor Deus.
Ainda Moisés anuncia da parte de Deus que o povo haveria de se esquecer dele, de suas leis, de sua aliança e logo estariam entregues ao juízo.
Após os discursos de Moisés e após ele ter falado e lido a todo Israel, ele escreveu toda a lei – 31:24 - que hoje temos disponível em muitos idiomas e a colocou ao lado da Arca, não dentro. Dentro, como sabemos, estavam as pedras com a lei escritas pelo próprio Deus.
Josué tinha participado de tudo isso e sabia exatamente de todas as coisas por que ele mesmo tinha passado por aquilo tudo e fora ele que tinha sido apresentado ao povo e agora estava ele ali, sem Moisés, mas com sua liderança e todo o povo era com ele.
O encorajamento e as palavras de Deus, confirmaram as palavras de Moisés e deram a Josué mais confiança ainda. Ele não deveria se afastar do livro da lei e nele, no livro, deveria meditar, estudar, se aprofundar, honrar e respeitar e ele seria bem sucedido em tudo que fizesse.
Josué animado e fortalecido anuncia a partida do povo dentro de três dias! Os rubenitas, e aos gaditas, e à meia tribo de Manassés são alertados e intimados por Josué para cumprirem suas palavras e apoiá-los nas lutas vindouras e eles lho obedecem como se a Moisés ou ao Senhor estivessem obedecendo.
Js 1:1 E sucedeu depois da morte de Moisés,
                servo do SENHOR, que o SENHOR falou a  Josué, filho de Num,
                               servo de Moisés, dizendo:
Js 1:2 Moisés, meu servo, é morto;
                levanta-te, pois, agora, passa este Jordão,
                               tu e todo este povo, à terra que eu dou aos filhos de Israel.
               Josué 1:3 Todo o lugar que pisar a planta do vosso pé,
                               vo-lo tenho dado, como eu disse a Moisés.
               Josué 1:4 Desde o deserto e do Líbano, até ao grande rio, o rio Eufrates,
                               toda a terra dos heteus, e até o grande mar para o poente                                                     do sol, será o vosso termo.
               Josué 1:5 Ninguém te poderá resistir, todos os dias da tua vida;
                               como fui com Moisés, assim serei contigo;
                                               não te deixarei nem te desampararei.
               Josué 1:6 Esforça-te, e tem bom ânimo; porque tu farás a este povo
                               herdar a terra que jurei a seus pais lhes daria.
               Josué 1:7 Tão-somente esforça-te e tem mui bom ânimo,
                               para teres o cuidado de fazer conforme a toda a lei que meu
                                         servo Moisés te ordenou;
                              dela não te desvies, nem para a direita nem para a esquerda,
                                             para que prudentemente te conduzas por onde quer
                                                               que andares.
               Josué 1:8 Não se aparte da tua boca o livro desta lei;
                               antes medita nele dia e noite, para que tenhas cuidado de
                                               fazer conforme a tudo quanto nele está escrito;
                               porque então farás prosperar o teu caminho,
                                               e serás bem sucedido.
               Josué 1:9 Não to mandei eu? Esforça-te, e tem bom ânimo;
                               não temas, nem te espantes; porque o SENHOR teu Deus
                                               é contigo, por onde quer que andares.
Js 1:10 Então  Josué deu ordem aos príncipes do povo, dizendo:
               Josué 1:11 Passai pelo meio do arraial e ordenai ao povo, dizendo:
                             Provede-vos de comida, porque dentro de três dias passareis
                                        este Jordão, para que entreis a possuir a terra que
                                               vos dá o SENHOR vosso Deus, para a possuirdes.
Js 1:12 E falou  Josué aos rubenitas, e aos gaditas,
                e à meia tribo de Manassés, dizendo:
                              Josué 1:13 Lembrai-vos da palavra que vos mandou Moisés,
                                               o servo do SENHOR, dizendo:
                O SENHOR vosso Deus vos dá descanso, e vos dá esta terra.
           Josué 1:14 Vossas mulheres, vossos meninos e vosso gado fiquem na terra
                               que Moisés vos deu deste lado do Jordão;
                                               porém vós passareis armados na frente de vossos
                               irmãos, todos os valentes e valorosos, e ajudá-los-eis;
            Josué 1:15 Até que o SENHOR dê descanso a vossos irmãos, como a vós,
                               e eles também possuam a terra que o SENHOR vosso Deus
                                               lhes dá; então tornareis à terra da vossa herança,
                                                               e possuireis a que vos deu Moisés,
                                               o servo do SENHOR, deste lado do Jordão,
                                                               para o nascente do sol.
Js 1:16 Então responderam a  Josué, dizendo:
                Tudo quanto nos ordenaste faremos,
                               e onde quer que nos enviares iremos.
               Josué 1:17 Como em tudo ouvimos a Moisés, assim te ouviremos a ti,
                               tão-somente que o SENHOR teu Deus seja contigo,
                                               como foi com Moisés.
               Josué 1:18 Todo o homem, que for rebelde às tuas ordens,
                               e não ouvir as tuas palavras em tudo quanto lhe mandares,
                                               morrerá.
                Tão-somente esforça-te, e tem bom ânimo.
“Tão somente sê forte e corajoso”: assim Deus falara com ele no vs. 7 e ele acatou a fala de Deus e foi forte e corajoso conduzindo o povo de Deus em suas aventuras. O capítulo encerra-se com a mesma fala, mas agora era os rubenitas e os gaditas e a meia tribo de Manassés, junto com todo o povo, que falava a ele as mesmas palavras de incentivo e de força.
Como é bom meditar na palavra de Deus! A mesma frase fora dita por Moisés, pelo Senhor e pelo povo a Josué! Eu irei me atrever e dizer para você também, meu caro leitor: TÃO SOMENTE SÊ FORTE E CORAJOSO!
Reparem ainda que na literatura hebraica, encontraremos aqui um valioso quiasmo - disposição cruzada da ordem das partes simétricas de duas frases, de modo que formem uma antítese ou um paralelo.
Na Bíblia e na literatura hebraica há muitos usos dessa figura de linguagem ou figura de música em que elementos são dispostos de forma cruzada.
O nome se deriva da letra grega X (Chi), e é em latim chiasmus, como ainda hoje no inglês, alemão e outras línguas, e sofreu uma alteração no português por causa da pronúncia do italiano, que pronuncia o ch como k.[1]
Sendo a letra grega X a primeira da palavra Χριστός (Xristo ou Christo, em português Cristo), o motivo simboliza na língua, como na música, o Cristo. Pela forma, representa a cruz, e em adição dos dois sentidos a morte de Jesus na cruz.
O quiasmo foi muito usado na época do barroco na música sacra para indicar a presença do Cristo. A figura musical consiste de quatro notas e se ligam a primeira nota com a quarta por uma linha imaginária reta, e a segunda com a terça.
Por coincidência o nome do compositor Bach forma as notas B-A-C-H, que na música alemã significa Sib-Lá-Dó-Si natural. Assim o nome de Bach em notas virou um motivo muito citado na música, que alude além aos três sentidos ao nome do grande compositor luterano.
Um outro exemplo famoso é o motivo do coro "And with his stripes" ("Por suas chagas") do oratório O Messias de Georg Friedrich Handel.
A Deus toda glória! p/ Daniel Deusdete – 
http://www.jamaisdesista.com.br
...


Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Fique à vontade para tecer seus comentários.
No entanto, lembre-se de juntar Cl 3:17 com 1 Co 10:31 :
devemos tudo fazer para a glória de Deus e em nome de Jesus! Deus o abençoe.