quarta-feira, 5 de fevereiro de 2014

Deuteronômio 30: 1-20 – AS BÊNÇÃOS, OFERTA E TESTEMUNHAS.

Estamos no último discurso de Moisés àquela segunda geração que estava prestes a entrar em Canaã. A impressão que temos lendo este capítulo é que estamos lendo o Novo Testamento, principalmente o apóstolo Paulo.
Moisés está neste momento dando continuidade ao seu discurso com a finalidade de que o povo reafirmasse seu compromisso pactual – 28:1 – 30:20. O presente capítulo, o 30, faz parte do chamado à renovação, que se iniciou no 29:2 e será concluído agora no 30, vs. 1-20, o qual também é chamado de o quarto discurso de Moisés.
Este chamado à renovação foi dividido em 6 seções. Nela já vimos, no capítulo 29, o prólogo, vs. 2-8; as condições, vs. 9-18; as maldições, vs. 19-19. Já no capítulo 30, finalizando esta parte, em continuação, veremos, agora, as bênçãos, vs. 1-10; a oferta, vs. 11-18 e, finalmente, as testemunhas, vs. 19 e 20.
O início do capítulo 30 nos lembra Jeremias 29:11-14. Vejamos:
Jeremias 29:11 Porque eu bem sei os pensamentos que tenho a vosso respeito, diz o SENHOR; pensamentos de paz, e não de mal, para vos dar o fim que esperais.
Jeremias 29:12 Então me invocareis, e ireis, e orareis a mim, e eu vos ouvirei.
Jeremias 29:13 E buscar-me-eis, e me achareis, quando me buscardes com todo o vosso coração.
Jeremias 29:14 E serei achado de vós, diz o SENHOR, e farei voltar os vossos cativos e congregar-vos-ei de todas as nações, e de todos os lugares para onde vos lancei, diz o SENHOR, e tornarei a trazer-vos ao lugar de onde vos transportei.
O próprio discurso de Moisés, repetindo o que já disse no capítulo anterior, segue os padrões de como eram feitas essas alianças à época, com prólogo, condições, maldições, bênçãos, oferta e, não podendo faltar, as testemunhas da aliança que estava sendo feita.
As bênçãos estavam dispostas e entregues ao povo de Deus que ele tanto amava, mas com condições sem as quais não haveria como abençoá-los. Tem gente que pensa que porque é filho está isento de obedecer e pode fazer qualquer coisa que o papai está com ele.
Terrível engano de quem pensa assim, aliás chega a ser até doentio e maligno tal pensamento. Não somos filhos de Deus para fazermos nossa vontade, antes filhos de Deus para cumprir a vontade de Deus e não a nossa.
O objetivo maior aqui era a aliança com Deus sendo as bênçãos consequências da obediência natural a Deus e as maldições justamente o contrário. Não estavam aliançando-se com Deus por causa da bênção, nem era ela o principal, mas consequência natural.
Quem segue e está de olho na bênção, está com o espírito voltado não à aliança, mas à recompensa e o resultado será cair na maldição, por que não seria capaz o homem de obedecer a lei como deveria. Por isso que veio Cristo e cumpriu toda a lei e desfrutou de todas as bênçãos decorrentes.
Deus prometeu que circuncidaria os nossos corações já no momento daquele discurso. Isso revelava já que a obediência não seria alcançada pelas obras, mas pela fé. Somente Deus seria capaz de dar ao homem condições para ele ser salvo.
Paulo interpreta perfeitamente e aplica de forma surpreendente o trecho de Deuteronômio 30:11-18 - que fala da oferta, no caso da aliança que estamos analisando -, ao falar da salvação em Romanos 10. Ler Dt 30:11-18 é como ler Rm 10. Assim, é pela fé que nascemos, pois o homem estava morto, não se podia salvar e precisava de um salvador.
1.       O homem estava morto por causa do pecado!
2.       O homem não podia salvar a si mesmo e em sua tentativa inventou a religião: que é a busca de Deus pelo homem, por isso existem tantas...
3.       Deus proveu, então para o homem, a sua salvação como proveu no Jardim do Éden, a sua vestimenta. Era ali o Espírito Santo dizendo ao homem que viria de Deus a sua salvação e cobertura.
É isso que vai falar Romanos 10. Eu separei um acróstico: EPOCIS para me lembrar dessa palavra. E – enviar – P – pregar – O – ouvir – C – crer – I – invocar – S – salvar.
ü Quem salva e envia é Deus!
ü Quem prega é o homem: Deus escolheu o homem para levar a palavra de salvação dos homens!
ü Quem ouve, crê e depois invoca é aquele que recebe a pregação da fé; Deus, em seguida salva.
Reparem na figura acima contendo um quadro demonstrativo da salvação de almas, conforme Rm 10.
Como serão salvos se não invocarem ao Senhor? Como haverão de invocá-lo se não crerem? E como irão crer, como irão ter a fé desenvolvida, se não ouvirem a pregação da Palavra de Deus? E como ouvirão se não houver quem pregue? Mas como pregarão se não forem enviados?
A finalidade da pregação é para que os ouvintes, aqueles que estão mortos em seus pecados, recebam a palavra de Deus, que gerará neles vida – à semelhança dos ossos secos de Ezequiel no capítulo 37 -, ouçam o evangelho, invoquem ao Senhor e assim, recebam a salvação de suas almas.
Bebel[1] entendeu perfeitamente isso. Ela assimilou tão bem a mensagem de Romanos 10 que eu fiquei pasmo. Eu somente podia crer que isso não era obra humana, mas do Espírito de Deus que ali a estava ensinando e revelando a ela coisas profundas do reino de Deus, com certeza ela estava com mais conteúdo bíblico do que muitos pregadores e pastores por ai. Realmente, fiquei surpreso pela sua capacidade de entender e assimilar a palavra que era falada sobre Romanos 10.
Nascemos pela fé gerada por Deus por meio da pregação! A pregação é a semente de Deus. O pregador é o que lança a semente: a palavra de Deus pregada! O ouvido é por onde a semente entra; o coração é a terra onde ela é gerada por Deus e a boca é por onde o salvo e regenerado invoca e faz confissão do Senhor. Vejam o que diz Paulo:
Rm 10:5 Ora, Moisés escreveu
que o homem que praticar a justiça decorrente da lei viverá por ela.
Rm 10:6 Mas a justiça decorrente da fé assim diz:
                Não perguntes em teu coração:
                               Quem subirá ao céu?, isto é,
                                               para trazer do alto a Cristo;
                               Rm 10:7 ou: Quem descerá ao abismo?, isto é,
                                               para levantar Cristo dentre os mortos.
                Rm 10:8 Porém que se diz?
                               A palavra está perto de ti,
                               na tua boca e no teu coração; isto é,
                                               a palavra da fé que pregamos.
Rm 10:9 Se, com a tua boca,
confessares Jesus como Senhor
e, em teu coração, creres que Deus o ressuscitou dentre os mortos,
                serás salvo.
Rm10:10 Porque com o coração
se crê para justiça
e com a boca
se confessa a respeito da salvação.
Então, entendemos pela palavra acima, que a fé é gerada pela pregação da palavra de Deus.
Se você hoje é crente, saiba que você o é por que alguém pregou o evangelho para você e você creu na mensagem do evangelho. Também pode ser que você tenha tido contato com o evangelho pela palavra escrita, a Bíblia ou por algum sermão ou por algum escrito ou porção da palavra de Deus que gerou em você a fé que hoje você tem e que, talvez, nem saiba que tem.
Eu agora pergunto a você que está lendo este texto: você tem fé em Deus?
A fé que você tem foi dada a você gratuitamente por Deus: é a pura graça de Deus!
A nossa fé vem:
1. Da graça de Deus ( Efésios 2:8 ; Romanos 12:3 )
2. Da Palavra de Deus ( Romanos 10:17 ; 2 Timóteo 3:15 ).
3. Da obra de Deus ( 1 João 5:1 ; Colossenses 2:12 ).
4. Do nosso coração ( Romanos 10:10 ).[2]
Dt 30:1 E será que, sobrevindo-te todas estas coisas,
                a bênção ou a maldição, que tenho posto diante de ti,
                e te recordares delas entre todas as nações, para onde te lançar
                               o SENHOR teu Deus,
                Dt 30:2 E te converteres ao SENHOR teu Deus,
                e deres ouvidos à sua voz, conforme a tudo o que eu te ordeno hoje,
                               tu e teus filhos, com todo o teu coração,
                                               e com toda a tua alma,
                Dt 30:3 Então o SENHOR teu Deus te fará voltar do teu cativeiro,
                               e se compadecerá de ti, e tornará a ajuntar-te dentre todas as
                               nações entre as quais te espalhou o SENHOR teu Deus.
                Dt 30:4 Ainda que os teus desterrados estejam na extremidade do céu,
                               desde ali te ajuntará o SENHOR teu Deus, e te tomará dali;
                Dt 30:5 E o SENHOR teu Deus te trará à terra que teus pais
                               possuíram, e a possuirás; e te fará bem, e te multiplicará
                                               mais do que a teus pais.
                Dt 30:6 E o SENHOR teu Deus circuncidará o teu coração,
                               e o coração de tua descendência, para amares ao SENHOR
                                               teu Deus com todo o coração, e com toda a tua alma,
                                                               para que vivas.
                Dt 30:7 E o SENHOR teu Deus porá todas estas maldições
                               sobre os teus inimigos, e sobre os teus odiadores,
                                               que te perseguiram.
                Dt 30:8 Converter-te-ás, pois, e darás ouvidos à voz do SENHOR;
                               cumprirás todos os seus mandamentos que hoje te ordeno.
                Dt 30:9 E o SENHOR teu Deus te fará prosperar em toda a obra das
                               tuas mãos, no fruto do teu ventre, e no fruto dos teus animais,
                                               e no fruto da tua terra para o teu bem;
                               porquanto o SENHOR tornará a alegrar-se em ti
                                               para te fazer bem, como se alegrou em teus pais,
                Dt 30:10 Quando deres ouvidos à voz do SENHOR teu Deus,
                               guardando os seus mandamentos e os seus estatutos,
                                               escritos neste livro da lei, quando te converteres
                                               ao SENHOR teu Deus com todo o teu coração,
                                                               e com toda a tua alma.
Dt 30:11 Porque este mandamento, que hoje te ordeno,
                não te é encoberto, e tampouco está longe de ti.
                               Dt 30:12 Não está nos céus, para dizeres:
                                               Quem subirá por nós aos céus, que no-lo traga,
                                                               e no-lo faça ouvir, para que o cumpramos?                                               Dt 30:13 Nem tampouco está além do mar, para dizeres:
                                               Quem passará por nós além do mar, para que no-lo
                                                               traga, e no-lo faça ouvir,
                                                                              para que o cumpramos?
                Dt 30:14 Porque esta palavra está mui perto de ti,
                               na tua boca, e no teu coração, para a cumprires.
                Dt 30:15 Vês aqui, hoje te tenho proposto
                               a vida e o bem, e a morte e o mal;
                Dt 30:16 Porquanto te ordeno hoje
                               que ames ao SENHOR teu Deus,
                               que andes nos seus caminhos,
                               e que guardes os seus mandamentos, e os seus estatutos,
                                               e os seus juízos,
                               para que vivas,
                               e te multipliques,
                                               e o SENHOR teu Deus
                                                               te abençoe na terra a qual entras a possuir.
                Dt 30:17 Porém se o teu coração se desviar,
                               e não quiseres dar ouvidos, e fores seduzido para te
                                               inclinares a outros deuses, e os servires,
                Dt 30:18 Então eu vos declaro hoje que, certamente, perecereis;
                               não prolongareis os dias na terra a que vais,
                                               passando o Jordão, para que, entrando nela,
                                                               a possuas;
Dt 30:19 Os céus e a terra tomo hoje por testemunhas contra vós,
                de que te tenho proposto a vida e a morte, a bênção e a maldição;
                               escolhe pois a vida, para que vivas, tu e a tua descendência,
                Dt 30:20 Amando ao SENHOR teu Deus,
                dando ouvidos à sua voz,
                e achegando-te a ele;
                               pois ele é a tua vida,
                               e o prolongamento dos teus dias;
                               para que fiques na terra que o SENHOR jurou a teus pais,
                                               a Abraão, a Isaque, e a Jacó, que lhes havia de dar.
Quanto às testemunhas, ele mesmo invoca os céus e a terra, obra da criação divina, para serem suas testemunhas de que ele estava propondo a vida e a morte, a bênção e a maldição, condicionadas à obediência ou não.
Podemos ver outros exemplos nas Escrituras onde a criação de Deus é chamada para testemunhar contra o seu povo como se vê em Isaias 1:2 e Miquéias 1:2.



[1] Bebel é minha filha de 9 anos que assimilou bem o EPOCIS e como se dá o envio, a pregação, o ouvir, o crer, o invocar e o ser salvo ao final.
[2] Trecho em itálico: Extraído do livro CRESCENDO A FÉ, DIMINUI A DÚVIDA – APRENDA COMO CONTROLAR O NÍVEL DA SUA Fé, de Daniel Deusdete.
A Deus toda glória! p/ Daniel Deusdete – 
http://www.jamaisdesista.com.br
...


Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Fique à vontade para tecer seus comentários.
No entanto, lembre-se de juntar Cl 3:17 com 1 Co 10:31 :
devemos tudo fazer para a glória de Deus e em nome de Jesus! Deus o abençoe.