sábado, 7 de dezembro de 2013

Números 6: 1-27 – OS NAZIREUS E A BÊNÇÃO ARAÔNICA.

Prosseguindo com a segunda parte de nossa divisão – O TABERNÁCULO CENTRAL – que vai do capítulo 5:1 ao 9:14, onde há três subdivisões principais, estamos vendo a primeira parte: 1. A importância do tabernáculo – 5:1 ao 6:27, a qual se encerrará neste capítulo.
A partir do próximo capítulo entraremos na parte 2: As ofertas para o tabernáculo – 7:1 a 8:4. Para depois, concluirmos com a parte 3: Outros aspectos importantes do tabernáculo – 8:5 ao 9:14.
Dentro da primeira subdivisão: importância do tabernáculo, já vimos os seguintes temas: 5:1 ao 4, a expulsão dos impuros. 5:5 ao 5:10, com os casos de restituição e do 5:11 ao 5:31, com a lei para o caso de ciúmes. No capítulo 6, fechando esta primeira parte, agora, veremos as questões relacionadas aos nazireus – 6:1 ao 21 e nos últimos versículos, as bênçãos araônicas do 6:22 ao 6:27.
Dessa forma, continuando sempre com nosso propósito, estaremos mesmo sempre aprendendo e, repito, sempre aprendendo, logo estaremos compartilhando e com o compartilhamento vem mais conhecimento e mais oportunidade de aprender, ainda mais.
Cumpre-se, realmente, o que diz Isaias que Deus conservará em perfeita paz aquele cujo propósito é firme por que ele confia nele – Is 26:3. Nada há melhor do que viver com propósitos sempre.
O voto de nazireu era um tipo voluntário de devoção. Não havia essa obrigação, mas os que assim se sentiam chamados por Deus poderiam se dedicar. Tanto poderia ser feito por homem como por mulher e poderia também ser temporário, conforme fosse o propósito da pessoa.
O voto consistia em nada consumir dos frutos da vide, nem mesmo a uva ou suco ou o suco fermentado e incluía também não cortar o cabelo e, no caso dos homens, não cortar a barba. O que estava votando deveria ter o máximo cuidado e não se contaminar.
Ele estava ali sempre por perto do tabernáculo e para lá corria todas as vezes que algo acontecia que o tornava impuro. O não consumir nada da vide significava que ele estava se abstendo de todos os prazeres e o não cortar cabelo e barba que ele estava valorizando outras coisas mais importantes do que sua aparência.
Realmente são duas coisas que mais valorizamos nas nossas relações horizontais: a alegria e nossa aparência pessoal.  O nazireu estava assim, por um período de tempo, se dedicando mais a Deus e rogando sua misericórdia na vida dele. Era como um grande lembrete de que era pecador e precisava prestar mais atenção a Deus.
Hoje, em Cristo Jesus, somos nazireus de Deus no sentido de estarmos separados nele e para ele. Estamos libertos do pecado e alegres com o sangue de Jesus e com nosso novo homem que se renova a cada manhã.
Nm 6:1 E falou o SENHOR a Moisés, dizendo:
               Nm 6:2 Fala aos filhos de Israel, e dize-lhes:
Quando um homem ou mulher se tiver separado, fazendo voto de nazireu,
               para se separar ao SENHOR, Nm 6:3 De vinho e de bebida forte
                              se apartará; vinagre de vinho, nem vinagre de bebida forte
                                            não beberá; nem beberá alguma beberagem de uvas;
                                            nem uvas frescas nem secas comerá.
               Nm 6:4 Todos os dias do seu nazireado não comerá de coisa alguma,
                              que se faz da vinha, desde os caroços até às cascas.
               Nm 6:5 Todos os dias do voto do seu nazireado sobre a sua cabeça
                              não passará navalha; até que se cumpram os dias,
                                            que se separou ao SENHOR, santo será,
                                            deixando crescer livremente o cabelo da sua cabeça.
               Nm 6:6 Todos os dias que se separar para o SENHOR
                              não se aproximará do corpo de um morto.
                              Nm 6:7 Por seu pai, ou por sua mãe, por seu irmão,
                              ou por sua irmã, por eles se não contaminará
                                            quando forem mortos; porquanto o nazireado do seu
                                                           Deus está sobre a sua cabeça.
               Nm 6:8 Todos os dias do seu nazireado santo será ao SENHOR.
               Nm 6:9 E se alguém vier a morrer junto a ele por acaso, subitamente,
                              que contamine a cabeça do seu nazireado,
                              então no dia da sua purificação rapará a sua cabeça,
                                            ao sétimo dia a rapará. Nm 6:10 E ao oitavo dia
                                            trará duas rolas, ou dois pombinhos, ao sacerdote,
                                                           à porta da tenda da congregação;
               Nm 6:11 E o sacerdote oferecerá, um para expiação do pecado,
                              e o outro para holocausto; e fará expiação por ele,
                                            do que pecou relativamente ao morto;
                                            assim naquele mesmo dia santificará a sua cabeça.
               Nm 6:12 Então separará os dias do seu nazireado ao SENHOR,
                              e para expiação da transgressão trará um cordeiro
                                            de um ano; e os dias antecedentes serão perdidos,
                                                           porquanto o seu nazireado foi contaminado.
               Nm 6:13 E esta é a lei do nazireu: no dia em que se cumprirem os dias
                              do seu nazireado, trá-lo-ão à porta da tenda da congregação;
               Nm 6:14 E ele oferecerá a sua oferta ao SENHOR,
                              um cordeiro sem defeito de um ano em holocausto,
                              e uma cordeira sem defeito de um ano para
                                            expiação do pecado, e um carneiro sem defeito
                                                           por oferta pacífica;
                              Nm 6:15 E um cesto de pães ázimos, bolos de flor de farinha                                              
                                      com azeite, amassados, e coscorões ázimos untados                                             
                                      com azeite, como também a sua oferta de alimentos,
                                                           e as suas libações.
               Nm 6:16 E o sacerdote os trará perante o SENHOR,
                              e sacrificará a sua expiação do pecado, e o seu holocausto;
               Nm 6:17 Também sacrificará o carneiro em sacrifício pacífico
                              ao SENHOR, com o cesto dos pães ázimos;
               e o sacerdote oferecerá a sua oferta de alimentos, e a sua libação.
               Nm 6:18 Então o nazireu à porta da tenda da congregação
                              rapará a cabeça do seu nazireado,
                                            e tomará o cabelo da cabeça do seu nazireado,
                              e o porá sobre o fogo que está debaixo do sacrifício pacífico.
               Nm 6:19 Depois o sacerdote tomará a espádua cozida do carneiro,
                              e um pão ázimo do cesto, e um coscorão ázimo,
                              e os porá nas mãos do nazireu,
                                            depois de haver rapado a cabeça do seu nazireado.
               Nm 6:20 E o sacerdote os oferecerá em oferta de movimento
                              perante o SENHOR:
                                            Isto é santo para o sacerdote,
                                            juntamente com o peito da oferta de movimento,
                                            e com a espádua da oferta alçada;
                                                           e depois o nazireu poderá beber vinho.
               Nm 6:21 Esta é a lei do nazireu, que fizer voto da sua oferta
                              ao SENHOR pelo seu nazireado, além do que suas posses
                                            lhe permitirem; segundo o seu voto, que fizer,
                                                           assim fará conforme à lei do seu nazireado.
Nm 6:22 E falou o SENHOR a Moisés, dizendo:
               Nm 6:23 Fala a Arão, e a seus filhos dizendo:
Assim abençoareis os filhos de Israel, dizendo-lhes:
               Nm 6:24 O SENHOR
                              te abençoe e te guarde;
               Nm 6:25 O SENHOR
                              faça resplandecer o seu rosto sobre ti,
                                            e tenha misericórdia de ti;
               Nm 6:26 O SENHOR
                              sobre ti levante o seu rosto
                                            e te dê a paz.
Nm 6:27 Assim porão o meu nome sobre os filhos de Israel,
               e eu os abençoarei.
A bênção Araônica e a bênção apostólica guardam uma semelhança em sua aplicação por estar fazendo de forma indireta uma menção à Trindade, sendo na araônica, mais discreta e na apostólica bem declarada.
BÊNÇÃO APOSTÓLICA
·       Que O amor de Deus Pai - (PAI)
·       A graça do Senhor Jesus – (FILHO)
·       E a comunhão do Santo Espírito Santo sejam com todos desde hoje e para sempre. Amém – (ESPÍRITO SANTO)
II Coríntios 13:13 A graça do Senhor Jesus Cristo, e o amor de Deus, e a comunhão do Espírito Santo sejam com todos vós.
BÊNÇÃO ARAÔNICA
·       Nm 6:24 O SENHOR te abençoe e te guarde; - (PAI)
·       Nm 6:25 O SENHOR faça resplandecer o seu rosto sobre ti, e tenha misericórdia de ti;  - (FILHO)
·       Nm 6:26 O SENHOR sobre ti levante o seu rosto e te dê a paz. - (ESPÍRITO SANTO).
A Deus toda glória! p/ Daniel Deusdete – 
http://www.jamaisdesista.com.br

...


Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Fique à vontade para tecer seus comentários.
No entanto, lembre-se de juntar Cl 3:17 com 1 Co 10:31 :
devemos tudo fazer para a glória de Deus e em nome de Jesus! Deus o abençoe.