sábado, 28 de dezembro de 2013

Números 27: 1-23 - O ETERNO - DEUS IMANENTE...

Estamos na preparação do exército da segunda geração – 26:1 ao 36:13 e, dentro dela, ainda na primeira subparte de três, 1). O censo e a continuidade entre as gerações – 26:1 ao 27:23, a qual foi dividida em 5 seções, das quais já vimos três e agora veremos como Moisés lidou com 4). Um problema de herança – 27:1-11 e, finalmente, a seção 5). A apresentação do novo líder do exército – 27:12-23.
Neste capítulo, Deus avisa Moisés que ele não entrará na terra prometida e fala do motivo. Isso deve ter entristecido muito o coração daquele grande homem diante de Israel.
Vejamos primeiramente uma questão de direito apresentada pelas filhas de Zelofeade.
Elas estava se sentindo prejudicadas e correram atrás de seus direitos e apresentaram diante do grande juiz Moisés a sua queixa justa a qual foi analisada e ponderada, mas não conseguiu ele dar seu parecer sem antes consultar o Senhor sobre o assunto.
Que bom que toda causa que tivéssemos fosse assim apresentada diante de Deus para não torcemos o seu juízo, nem o acusarmos de injusto.
Ele mesmo poderia ter dado seu veredito e isso ter se tornado lei, mas pede ao Senhor direção e conselho e o Senhor lhe atende e julga a causa delas dizendo que o pleito delas é justo.
Não somente julga o Senhor a causa delas como depois disso estabelece como lei perpétua para ser observada por todas as gerações e apresenta as exceções e o como ela deveria ser executada caso estivesse ausente o legítimo dono do direito, mas estivessem vivos seus sucessores legítimos.
O Senhor nosso Deus não é um deus ausente e distante que não cuida dos seus adoradores, pelo contrário, somos dele filhos e filhas e seu cuidado é realmente nos mínimos detalhes, como demonstra claramente este episódio com as filhas de Zelofeade.
Se Deus tem assim cuidado das filhas de Zelofeade e estabelece a partir daí regras importantes para toda a nação, como não terá cuidado conosco que temos o Espírito Santo e que de dia e de noite pedimos a ele para julgar as nossas causas?
Depois disso é que Deus fala a Moisés para subir ao monte de Abarim para dali ver a terra prometida e ser recolhido aos seu povo como foi com seu irmão Arão. Deus explica porque ele estaria sendo recolhido.
Moisés, o grande líder, o homem mais manso da terra, humilde e zeloso das coisas de Deus, no deserto de Zim, na contenda da congregação foi rebelde ao mandado divino de o santificar nas águas de Meribá de Cades, diante dos seus olhos.
Foi rebelde e não santificou o Senhor! Por isso estaria sendo recolhido “antes da sua hora”. Interessante... existe de fato “antes” ou “depois” da hora? Creio que não.
Em sua resposta imediata, Moisés não dá as suas desculpas, mas manifesta uma preocupação com a condição do povo após a sua partida ali anunciada diante dele. Que preocupação. Que zelo. Que cuidado com as coisas do Senhor.
Deus lhe responde na bucha e apresenta a ele o novo sucessor o qual tem andado com ele todo o tempo: Josué, filho de Num, homem em que nele há do seu Espírito Santo.
Deus instrui Moisés a apresentá-lo, primeiramente, diante de Eleazer, o sacerdote e diante de toda a congregação, depois a impor sobre ele as suas mão e dar-lhe ordens de forma que todos fiquem sabendo que ali diante deles estava sendo empossado o novo grande líder no seu lugar.
Nm 27:1 E chegaram as filhas de Zelofeade, filho de Hefer, filho de Gileade,
                filho de Maquir, filho de Manassés, entre as famílias de Manassés,
                filho de José; e estes são os nomes delas;
                               Maalá, Noa, Hogla, Milca, e Tirza;
Nm 27:2 E apresentaram-se diante de Moisés, e diante de Eleazar,
                o sacerdote, e diante dos príncipes e de toda a congregação,
                               à porta da tenda da congregação, dizendo:
                Nm 27:3 Nosso pai morreu no deserto, e não estava entre
                               os que se congregaram contra o SENHOR no grupo de Coré;
                                               mas morreu no seu próprio pecado, e não teve filhos.
                Nm 27:4 Por que se tiraria o nome de nosso pai do meio
                               da sua família, porquanto não teve filhos?
                                               Dá-nos possessão entre os irmãos de nosso pai.
                Nm 27:5 E Moisés levou a causa delas perante o SENHOR.
Nm 27:6 E falou o SENHOR a Moisés, dizendo:
                Nm 27:7 As filhas de Zelofeade falam o que é justo;
                               certamente lhes darás possessão de herança entre os irmãos
                               de seu pai; e a herança de seu pai farás passar a elas.
                Nm 27:8 E falarás aos filhos de Israel, dizendo:
                               Quando alguém morrer e não tiver filho, então fareis passar
                                               a sua herança à sua filha.
                Nm 27:9 E, se não tiver filha, então a sua herança
                               dareis a seus irmãos.
                Nm 27:10 Porém, se não tiver irmãos, então dareis a sua herança
                               aos irmãos de seu pai.
                Nm 27:11 Se também seu pai não tiver irmãos,
                               então dareis a sua herança a seu parente,
                                               àquele que lhe for o mais chegado da sua família,
                               para que a possua; isto aos filhos de Israel
                                               será por estatuto de direito,
                                                               como o SENHOR ordenou a Moisés.
Nm 27:12 Depois disse o SENHOR a Moisés:
                Sobe a este monte de Abarim, e vê a terra que tenho dado
                               aos filhos de Israel. Nm 27:13 E, tendo-a visto,
                                               então serás recolhido ao teu povo,
                                                               assim como foi recolhido teu irmão Arão;
                Nm 27:14 Porquanto, no deserto de Zim,
                               na contenda da congregação, fostes rebeldes
                ao meu mandado de me santificar nas águas diante dos seus olhos
                               (estas são as águas de Meribá de Cades, no deserto de Zim). Nm 27:15 Então falou Moisés ao SENHOR, dizendo:
                Nm 27:16 O SENHOR, Deus dos espíritos de toda a carne,
                               ponha um homem sobre esta congregação,
                Nm 27:17 Que saia diante deles, e que entre diante deles,
                               e que os faça sair, e que os faça entrar;
                                               para que a congregação do SENHOR
                                                               não seja como ovelhas que não têm pastor. Nm 27:18 Então disse o SENHOR a Moisés:
                Toma a Josué, filho de Num, homem em quem há o Espírito,
                               e impõe a tua mão sobre ele.
                Nm 27:19 E apresenta-o perante Eleazar, o sacerdote,
                               e perante toda a congregação, e dá-lhe as tuas ordens
                                               na presença deles.
                Nm 27:20 E põe sobre ele da tua glória, para que lhe obedeça
                               toda a congregação dos filhos de Israel.
                Nm 27:21 E apresentar-se-á perante Eleazar, o sacerdote,
                               o qual por ele consultará, segundo o juízo de Urim,
                                               perante o SENHOR; conforme a sua palavra sairão,
                                               e conforme a sua palavra entrarão,
                               ele e todos os filhos de Israel com ele, e toda a congregação. Nm 27:22 E fez Moisés como o SENHOR lhe ordenara;
                porque tomou a Josué, e apresentou-o perante Eleazar, o sacerdote,
                               e perante toda a congregação;
                Nm 27:23 E sobre ele impôs as suas mãos, e lhe deu ordens,
                               como o SENHOR falara por intermédio de Moisés.
Tão bela é a história de um povo e de uma nação quando dela faz parte o Senhor e tudo os instrui e dela participa ativamente. A nossa vida também deve de ser assim. Em todo o tempo devemos estar atentos sabendo que perto está o Senhor.
Não posso deixar de mencionar algo que aconteceu em 27/12/2013, quando minha mãe de 74 anos enfrentou uma cirurgia de 8 horas de duração em sua coluna. Ao conversar com ela depois do fato e explicar a ela que a cirurgia tinha sido bem sucedida, ela me dizia: - eu sei meu filho, eu sei. Não me pergunte como, mas eu vi toda a cirurgia e sei que ela foi muito boa.
Eu logo a cortei e disse: - mas mãe, a senhora estava anestesiada e somente acordou agora da anestesia. Ela então me disse: - eu simplesmente não posso te explicar por que não sei explicar isso, mas que eu vi, eu vi tudo.

Este é o nosso Deus imanente como aqui se vê claramente sua imanência em questões simples e complexas ajudando o seu povo a ir conquistar a sua terra prometida.
A Deus toda glória! p/ Daniel Deusdete – 
...


Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Fique à vontade para tecer seus comentários.
No entanto, lembre-se de juntar Cl 3:17 com 1 Co 10:31 :
devemos tudo fazer para a glória de Deus e em nome de Jesus! Deus o abençoe.