sábado, 21 de dezembro de 2013

Números 20: 1-29 – O PECADO DE MOISÉS EM MERIBÁ.

Entramos no presente capítulo na quarta subparte: As Jornadas Posteriores – vs. 20:1 ao 25:18 que será subdividida em duas seções e cada seção terá suas subdivisões respectivas. São elas: 1. A mudança da geração – 20:1 a 21:35. 2.Israel e os moabitas – 22:1 a 25:18.
Neste capítulo, veremos o pecado de Moisés em Meribá – vs. 1 – 13; os problemas com Edom – vs. 14 – 21; e, a morte de Arão – vs. 22 a 29.
A história do povo tem sua continuidade e novas murmurações estão a caminho apesar do que já passaram e de como foram tratados todos os outros murmuradores e os que provocaram rebeliões dentre o povo contra as lideranças constituídas.
Aqui, os grandes  líderes irão cair em laço fatal que os impedirá de entrarem na terra prometida. Arão nem mesmo a pode ver, morreu antes, como o Senhor falara; e Moisés, em breve, também morrerá, sem entrar na terra. Este poderá apenas vê-la de longe.
Tudo porque não deram glória a Deus quando deveriam e deixaram de obedecer ao Senhor e o santificar no meio do povo por causa de que estavam irados, irritados como o povo.
O homem mais manso da terra – Nm 12:3 – assim falou o narrador da história de Números, provavelmente o próprio Moisés, autor deste livro e de todo o pentateuco, perde a paciência e entra na onda do inimigo e rejeita, por instantes, o conhecimento do Senhor dando brechas e por isso caí terrivelmente e sem chance de retroceder.
Se ele pudesse, ou se nós pudéssemos ter uma maquininha do tempo para recuarmos e desfazermos algumas de nossas tolas ações como seria isso útil... mas não podemos desrrasgar o papel, nem fazer recuar a pedra lançada, nem desquebrar o copo e a taça... uma vez cometida certas ações, adeus desfazimento...
Pior ainda, lá vem as consequências que acompanham todas as ações. Foi Newton quem disse: A toda ação corresponde uma reação, de mesmo módulo, mesma direção e de sentidos opostos.”[1]
Ou seja, somos responsáveis por tudo o que dizemos, falamos, agimos ou mesmo quando nos omitimos ou somente pensamos.
O povo se revoltou novamente por causa de água e a situação ficou complicada. Foram se queixar a Moisés e no queixume chegaram a dizer que gostariam de ser como foram seus irmãos que faleceram diante do juízo de Deus.
A queixa era amarga, forte, dura, cruel, cheia de veneno e de indignação contra tanto a liderança como contra Deus. O coração deles estava tomado pelo inimigo. Ainda assim, lá estava Moisés o homem mais manso da terra tudo suportando até que não aguentou mais e caiu.
Depois de anos de serviço, de dedicação, de humildade e paciência incomparável, sendo intercessor muitas vezes do povo, agindo em sua defesa contra até a sua própria pessoa, Moisés falhou ao:
1.     Falar com raiva.
2.     Usurpar o lugar de Deus quando fez a pergunta “...faremos sair água da rocha?” – vs. 10.
3.     Agir com violência, ferindo a rocha duas vezes, embora Deus lhe tenha dito apenas para falar à rocha – símbolo de Cristo Jesus.
Não podemos justificar Moisés, antes somente explicar, mas eles somente caíram porque foram provocados ao máximo e não suportaram a pressão. Hoje quem está vivo e conduzindo o povo de Deus somos nós que temos o Espírito Santo de Deus que nos faz ser ainda mais mansos.
Nosso dever é anunciar o evangelho e aproveitar todo tempo disponível antes que venham tempos que gostaríamos que eles voltassem e ai será tarde demais. O que tens de fazer, faze-o depressa, agora, mas não como Judas que foi trair o Senhor, antes como Paulo que se gastou e se deixou gastar por amor daquelas almas que ele tinha o sentimento de querer-lhes ser útil e assim glorificar ao Senhor. (Jo 13:27; 2 Co 12:15).
O triste nessa história de queda dos líderes foi que a jornada de 40 anos estava bem no seu final. Faltava tão pouco e se deixaram levar. Era já o primeiro mês do quadragésimo ano – vs. 22:29 e 33:38 – o último ano no deserto.
São registradas aqui neste capítulo a morte de duas personagens importantes na vida de Israel, de Moisés e de todo o povo: as mortes de Miriã e de Arão, irmãos de Moisés.
Nm 20:1 Chegando os filhos de Israel, toda a congregação, ao deserto de Zim,
                no mês primeiro, o povo ficou em Cades;
                               e Miriã morreu ali, e ali foi sepultada.
                Nm 20:2 E não havia água para a congregação;
                               então se reuniram contra Moisés e contra Arão.
Nm 20:3 E o povo contendeu com Moisés, dizendo:
                Quem dera tivéssemos perecido quando pereceram nossos irmãos
                               perante o SENHOR! Nm 20:4 E por que trouxestes
                                               a congregação do SENHOR a este deserto,
                                               para que morramos aqui, nós e os nossos animais?
                Nm 20:5 E por que nos fizestes subir do Egito, para nos trazer
                               a este lugar mau? lugar onde não há semente, nem de figos,
                               nem de vides, nem de romãs, nem tem água para beber.
Nm 20:6 Então Moisés e Arão se foram de diante do povo
                à porta da tenda da congregação, e se lançaram sobre os seus rostos;
                               e a glória do SENHOR lhes apareceu.
Nm 20:7 E o SENHOR falou a Moisés dizendo:
                Nm 20:8 Toma a vara, e ajunta a congregação, tu e Arão, teu irmão,
                               e falai à rocha, perante os seus olhos, e dará a sua água;
                assim lhes tirarás água da rocha, e darás a beber à congregação
                               e aos seus animais.
Nm 20:9 Então Moisés tomou a vara de diante do SENHOR,
                como lhe tinha ordenado. Nm 20:10 E Moisés e Arão reuniram
                               a congregação diante da rocha, e Moisés disse-lhes:
                Ouvi agora, rebeldes, porventura tiraremos água desta rocha
                               para vós?
                Nm 20:11 Então Moisés levantou a sua mão,
                               e feriu a rocha duas vezes com a sua vara,
                               e saiu muita água; e bebeu a congregação e os seus animais. Nm 20:12 E o SENHOR disse a Moisés e a Arão:
                Porquanto não crestes em mim, para me santificardes
                               diante dos filhos de Israel, por isso não introduzireis
                                               esta congregação na terra que lhes tenho dado.
                Nm 20:13 Estas são as águas de Meribá, porque os filhos de Israel
                               contenderam com o SENHOR; e se santificou neles.
Nm 20:14 Depois Moisés, de Cades, mandou mensageiros
                ao rei de Edom, dizendo:
Assim diz teu irmão Israel:
                Sabes todo o trabalho que nos sobreveio,
                Nm 20:15 Como nossos pais desceram ao Egito,
                               e nós no Egito habitamos muitos dias;
                e como os egípcios nos maltrataram, a nós e a nossos pais;
                Nm 20:16 E clamamos ao SENHOR, e ele ouviu a nossa voz,
                               e mandou um anjo, e nos tirou do Egito;
                e eis que estamos em Cades, cidade na extremidade dos teus termos.
                Nm 20:17 Deixa-nos, pois, passar pela tua terra;
                               não passaremos pelo campo, nem pelas vinhas,
                                               nem beberemos a água dos poços;
                               iremos pela estrada real; não nos desviaremos para a direita
                               nem para a esquerda, até que passemos pelos teus termos.
Nm 20:18 Porém Edom lhe disse:
                Não passarás por mim, para que eu não saia com a espada
                               ao teu encontro.
Nm 20:19 Então os filhos de Israel lhe disseram:
                Subiremos pelo caminho aplanado, e se eu e o meu gado bebermos
                               das tuas águas, darei o preço delas;
                                               não desejo alguma outra coisa, senão passar a pé. Nm 20:20 Porém ele disse:
                Não passarás. E saiu-lhe Edom ao encontro com muita gente,
                               e com mão forte.
Nm 20:21 Assim recusou Edom deixar passar a Israel pelo seu termo;
                por isso Israel se desviou dele.
Nm 20:22 Então partiram de Cades; e os filhos de Israel, toda a congregação,
                chegaram ao monte Hor.
Nm 20:23 E falou o SENHOR a Moisés e a Arão no monte Hor,
                nos termos da terra de Edom, dizendo:
Nm 20:24 Arão será recolhido a seu povo,
                porque não entrará na terra que tenho dado aos filhos de Israel,
                porquanto rebeldes fostes à minha ordem, nas águas de Meribá.
                Nm 20:25 Toma a Arão e a Eleazar, seu filho, e faze-os subir
                               ao monte Hor. Nm 20:26 E despe a Arão as suas vestes,
                               e veste-as em Eleazar, seu filho, porque Arão será recolhido,
                                               e morrerá ali.
Nm 20:27 Fez, pois, Moisés como o SENHOR lhe ordenara;
                e subiram ao monte Hor perante os olhos de toda a congregação.
Nm 20:28 E Moisés despiu a Arão de suas vestes, e as vestiu em Eleazar,
                seu filho; e morreu Arão ali sobre o cume do monte;
                               e desceram Moisés e Eleazar do monte.
Nm 20:29 Vendo, pois, toda a congregação que Arão era morto,
                choraram a Arão trinta dias, toda a casa de Israel.
Moisés e o povo enfrentam a oposição de Esaú contra eles, mas não os enfrentaram, antes fugiram deles para evitar o confronto naquele momento. Tiveram, por isso, que dar uma volta enorme para chegarem onde queriam por causa de Edom.
A morte de Arão não interrompeu os serviços sagrados dos sacerdotes. Eleazar sucedeu seu pai como sacerdote e a jornada continuou.
A nossa jornada também ainda continua e o mundo está por testemunhar o maior de todos os eventos de toda a sua existência: o retorno glorioso de Cristo Jesus que estamos pregando e esperando para qualquer momento. Não perca!

A Deus toda glória! p/ Daniel Deusdete – 
http://www.jamaisdesista.com.br
...


Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Fique à vontade para tecer seus comentários.
No entanto, lembre-se de juntar Cl 3:17 com 1 Co 10:31 :
devemos tudo fazer para a glória de Deus e em nome de Jesus! Deus o abençoe.