sábado, 15 de junho de 2013

Salmo 149: 1-22 segmentado

Nós não fomos criados pelo Criador e abandonados em seu reino cósmico para sermos entregues a nós mesmos e vivermos como se nem existisse Deus. Se cremos no Criador, temos de crer na sua imanência, como na sua transcendência. Se não cremos, nosso pressuposto será outro e bem assim qualquer tipo de reflexão, mas não é este o nosso caso.
Cremos em Deus e que ele criou o universo inteiro e conosco interage embora nossos olhos não o possam ver. O fato de existirmos e interagirmos com o mundo por meio de nossos sentidos já é mais do que suficiente para percebermos que não estamos sós em nossa caminhada nunca. Sentir a presença de Deus em seu mundo criado por ele deveria ser algo forte em nós.
Ao contemplarmos a sua criação e os seres criados portadores todos da imagem e da semelhança de Deus deveríamos ter mais respeito. É por isso que salmos fala sempre de louvarmos ao Senhor porque ele já parte do pressuposto de que ele está conosco.
Assim, devemos louvá-lo, cantar a ele pela manhã, adorá-lo, reconhece-lo em nossos caminhos, regozijarmo-nos, alegrarmo-nos diante dele porque, a própria palavra responde, o Senhor se agrada de seu povo e os vestirá com a sua salvação.
Calvino em seu comentário de Salmos, na introdução deste diz que comparando este Salmo com os anteriores, e com o próximo, que é o último salmo, a única diferença é que, enquanto o autor do Salmo, seja ele quem for, até agora tem falado de um cuidado especial de Deus e da proteção de sua Igreja, em conexão com o governo providencial comum do mundo, aqui, neste, ele fala de seus benefícios para a Igreja exclusivamente. No próximo Salmo a menção será apenas feita do poder de Deus em geral.
If we may be allowed to compare this Psalm with the former ones, and the next, which is the last, the only difference is, that while the author of the Psalm, whoever he was, has hitherto spoken of God's special care and protection of his Church in connection with the common providential government of the world, here he speaks of his benefits to the Church exclusively. In the next Psalm mention is only made of the power of God in general.
Hallelujah
Sl 149:1 Louvai ao SENHOR.
Cantai ao SENHOR
um cântico novo,
e o seu louvor na congregação dos santos.
Sl 149:2 Alegre-se Israel
naquele que o fez,
regozijem-se os filhos de Sião
no seu Rei.
Sl 149:3 Louvem o seu nome
com danças;
cantem-lhe o seu louvor
com tamborim e harpa.
Sl 149:4 Porque o SENHOR se agrada do seu povo;
ornará os mansos com a salvação.
Sl 149:5 Exultem os santos na glória;
alegrem-se nas suas camas.
Sl 149:6 Estejam na sua garganta
os altos louvores de Deus,
e espada de dois fios nas suas mãos,
Sl 149:7 Para tomarem vingança dos gentios,
e darem repreensões aos povos;
Sl 149:8 Para prenderem os seus reis com cadeias,
e os seus nobres com grilhões de ferro;
Sl 149:9 Para fazerem neles o juízo escrito;
esta será a glória de todos os santos.
Louvai ao SENHOR.
Jesus veio para salvar os homens e não para destruí-los. O caminho que estava bloqueado de acesso a Deus por causa do pecado, ele mesmo se fez pecado por nós e no cumprimento da justiça divina quebrou a barreira de separação entre Deus e os homens, venceu o pecado e permitiu, pelo seu sangue, nosso pleno acesso à presença do Pai.
p.s.: link da imagem original:
Contagem regressiva: Faltam 362 dias para a Copa, sem álcool nos estádios.... também faltam 780 dias para 05/05/2015, quando eu irei concluir a Segmentação de toda a Bíblia.

A Deus toda glória! p/ Daniel Deusdetehttp://www.jamaisdesista.com.br

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Fique à vontade para tecer seus comentários.
No entanto, lembre-se de juntar Cl 3:17 com 1 Co 10:31 :
devemos tudo fazer para a glória de Deus e em nome de Jesus! Deus o abençoe.