quarta-feira, 12 de junho de 2013

Salmo 146: 1-22 - A FRAQUEZA DO HOMEM E A FIDELIDADE DE DEUS

Toda a nossa esperança deve estar centrada em Deus! Este é o recado deste salmo de Davi. Assim como ele começa este salmo, ele termina: louvando ao Senhor. Veja você que se levantou neste dia já teve a sua oportunidade de louvar ao Senhor? Sim, louvá-lo por reconhecer nele o seu poder, glória, majestade, graça?
A primeira atitude nossa deve ser de agradecimento a Deus por mais um dia e hoje é um dia especial que o Senhor nos fez.
Ele primeiro louva e canta louvores e se encanta com seu Deus. Em seguida, nos adverte para não confiarmos no homem uma vez que este é passageiro e vão todo seu socorro. No que nos pode ajudar o homem que carece primeiramente da graça de Deus? Sem a sua graça e misericórdia todos os dias, o homem seria totalmente imprestável por causa da queda de Adão, o primeiro homem.
A bem-aventurança deste salmo se dirige àqueles que tem Deus por seu socorro e auxílio. O Deus que tudo governa e controla; o Deus que tudo fez e faz de forma sábia e duradoura. Ele executa a justiça e com ele está a verdade que o mundo perdeu ou preferiu relativizá-la. Assim fizeram para ficarem à vontade com suas práticas pecaminosas e reprovadas por Deus.
Ele, Deus, é quem faz a justiça e nos dá o mantimento diário; que nos solta dos encarceramentos e prisões; que nos abre os olhos das cegueiras; que nos levanta quando estamos abatidos; que ama os justos que seguem o seu caminho e não o rejeitam, mas lhe obedecem; que guarda os estrangeiros, sustenta os órfãos e as viúvas; e, que transtorna o caminho dos ímpios.
Calvino em seu comentário dos salmos, na introdução deste, diz que depois de incentivar os outros com o seu exemplo, para louvar a Deus, Davi adverte para não cairmos na alienação doente, quase universal, para enganar-nos e nos entretermos com expectativas de vários quadrantes. Ele, ao mesmo tempo, aponta o remédio: que toda nossa esperança deve estar centrada em Deus. Para convencer-nos a recorrer a ele mais facilmente, ele apresenta algumas provas do seu poder e misericórdia.
Sl 146:1 Louvai ao SENHOR.
O minha alma,
louva ao SENHOR.
Sl 146:2 Louvarei ao SENHOR
durante a minha vida;
cantarei louvores
ao meu Deus enquanto eu for vivo.
Sl 146:3 Não confieis em príncipes,
nem em filho de homem,
em quem não há salvação.
Sl 146:4 Sai-lhe o espírito,
volta para a terra;
naquele mesmo dia perecem os seus pensamentos.
Sl 146:5 Bem-aventurado
aquele que tem o Deus de Jacó por seu auxílio,
e cuja esperança está posta no SENHOR seu Deus.
Sl 146:6 O que fez os céus e a terra,
o mar e tudo quanto há neles,
e o que guarda a verdade para sempre;
Sl 146:7 O que faz justiça aos oprimidos,
o que dá pão aos famintos.
O SENHOR
solta os encarcerados.
Sl 146:8 O SENHOR
abre os olhos aos cegos;
o SENHOR
levanta os abatidos;
o SENHOR
ama os justos;
Sl 146:9 O SENHOR
guarda os estrangeiros;
sustém o órfão e a viúva,
mas transtorna o caminho dos ímpios.
Sl 146:10 O SENHOR
reinará eternamente;
o teu Deus,
ó Sião,
de geração em geração.
Louvai ao SENHOR.
A palavra final deste salmo é de vitória, como sempre. Ela mostra que Deus já reina e seu reino é eterno e durará para todo o sempre. O seu domínio é de geração em geração, mesmo que no presente, na era da graça e da misericórdia, os homens ainda insistem em continuar a rejeitar o Deus de Jacó para sua própria ruína e destruição. Não desanimemos pois de nossa esperança!
A Deus toda glória! p/ Daniel Deusdete – 
http://www.jamaisdesista.com.br


...


Reações:

1 comentários:

Postar um comentário

Fique à vontade para tecer seus comentários.
No entanto, lembre-se de juntar Cl 3:17 com 1 Co 10:31 :
devemos tudo fazer para a glória de Deus e em nome de Jesus! Deus o abençoe.