domingo, 2 de junho de 2013

Salmo 136: 1-26 - A MISERICÓRDIA DE DEUS

O presente salmo começa com a exortação imperativa de louvar ao Senhor. E nos três primeiros comandos ele chama o Senhor de três formas: ele é o Senhor; ele é o Deus dos deuses; e, ele é o Senhor dos senhores. Para todos os 26 versículos deste salmo a explicação é uma só, à exceção do primeiro versículo: PORQUE A SUA MISERICÓRDIA DURA PARA SEMPRE.
No primeiro versículo temos uma razão a mais de motivo para louvarmos ao Senhor: PORQUE O SENHOR É BOM. Aliás, o único que é bom é de fato o Senhor. De onde vem a nossa bondade? Do ar, do além? Do aprendizado? Da genética? Ela não vem de lugar algum a não ser de Deus.
Eu somente sei que tenho tendências à bondade porque Deus é bom. O pequeno senso de bondade em mim, não vem de mim, nem é aprendido, mas vem do Senhor, o Deus eternamente bom. Assim quando a sua criatura mostra evidências de atos bons, não significa que ela, a criatura, seja boa, mas que Deus é bom.
Se pudéssemos materializar a bondade diante de nós, sabe qual seria o seu nome? Deus! Deus é bom e por isso, sua misericórdia dura para sempre e também a sua benignidade dura para sempre. Assim, nos demais versículos deste salmo que vai apresentando características e detalhes, todos os versículos apontam ou para a misericórdia de Deus que dura para sempre ou para a sua benignidade que também duram para sempre.
No verso 4 ele é o Deus que só faz maravilhas! E quais são as suas maravilhas? Elas estão explicitadas no próprio salmo indo dos versos 5 até o verso 25. Aqui temos o Deus imanente, sempre presente em nossas vidas e histórias.
Reparem que do vs 5 ao 9, ele está fazendo as maravilhas da criação e portanto é o Deus criador; do vs 10 ao 24, ele está fazendo as maravilhas com seu povo, pois é o Deus governador, administrador e que se interessa pelo nosso destino e nos ajuda com a sua forte mão. No vs 25, ele faz as maravilhas de nos sustentar, pois ele é o Deus provedor.
O último versículo deste salmo nos mostra a sua transcendência. Assim como ele é imanente, ele também é transcendente. Ele não é homem nem criação dos homens. Deus está acima de todas as coisas. Assim, no vs 26, finalmente, mostra que ele não é da terra, mas sim do céu e que, portanto, é maravilhoso!
E agora? Iremos adorar a Deus pelo que ele pode fazer por nós ou iremos adorá-lo pelo que ele é, em essência: um Deus bom que sua misericórdia e benignidade duram para sempre?
Calvino, em seu comentário, na introdução de seu comentário vai falar que o salmista lembra ao povo do Senhor, que a menos que eles eram assíduos em seus louvores, eles estavam a cargo de fraudar-lhe o que era justamente devido a ele por seus benefícios.
E, ao mencionar cada benefício, ele toma conhecimento específico da misericórdia de Deus, para nos ensinar como é necessária para a celebração adequada de seus louvores. Tudo o que recebemos dele é concedido gratuitamente.
O salmista lembra o povo do Senhor, que, a menos que eles fossem assíduos em seus louvores, eram imputáveis ao defraudá-lo do que era devidamente devido a ele por seus benefícios. E, ao mencionar cada benefício, ele toma nota especial da misericórdia de Deus, para nos ensinar o quão necessário é para a celebração adequada de seus louvores de que nós possuímos tudo o que recebemos dele para ser concedido gratuitamente
Sl 136:1 Louvai ao SENHOR,
porque ele é bom;
porque a sua benignidade dura para sempre.
Sl 136:2 Louvai ao Deus dos deuses;
porque a sua benignidade dura para sempre.
Sl 136:3 Louvai ao Senhor dos senhores;
porque a sua benignidade dura para sempre.
Sl 136:4 Aquele que só faz maravilhas;
porque a sua benignidade dura para sempre.
Sl 136:5 Aquele que por entendimento fez os céus;
porque a sua benignidade dura para sempre.
Sl 136:6 Aquele que estendeu a terra sobre as águas;
porque a sua benignidade dura para sempre.
Sl 136:7 Aquele que fez os grandes luminares;
porque a sua benignidade dura para sempre;
Sl 136:8 O sol para governar de dia;
porque a sua benignidade dura para sempre;
Sl 136:9 A lua e as estrelas para presidirem à noite;
porque a sua benignidade dura para sempre;
Sl 136:10 O que feriu o Egito nos seus primogênitos;
porque a sua benignidade dura para sempre;
Sl 136:11 E tirou a Israel do meio deles;
porque a sua benignidade dura para sempre;
Sl 136:12 Com mão forte, e com braço estendido;
porque a sua benignidade dura para sempre;
Sl 136:13 Aquele que dividiu o Mar Vermelho em duas partes;
porque a sua benignidade dura para sempre;
Sl 136:14 E fez passar Israel pelo meio dele;
porque a sua benignidade dura para sempre;
Sl 136:15 Mas derrubou a Faraó com o seu exército no Mar Vermelho;
porque a sua benignidade dura para sempre.
Sl 136:16 Aquele que guiou o seu povo pelo deserto;
porque a sua benignidade dura para sempre;
Sl 136:17 Aquele que feriu os grandes reis;
porque a sua benignidade dura para sempre;
Sl 136:18 E matou reis famosos;
porque a sua benignidade dura para sempre;
Sl 136:19 Siom, rei dos amorreus;
porque a sua benignidade dura para sempre;
Sl 136:20 E Ogue, rei de Basã;
porque a sua benignidade dura para sempre;
Sl 136:21 E deu a terra deles em herança;
porque a sua benignidade dura para sempre;
Sl 136:22 E mesmo em herança a Israel, seu servo;
porque a sua benignidade dura para sempre;
Sl 136:23 Que se lembrou da nossa baixeza;
porque a sua benignidade dura para sempre;
Sl 136:24 E nos remiu dos nossos inimigos;
porque a sua benignidade dura para sempre;
Sl 136:25 O que dá mantimento a toda a carne;
porque a sua benignidade dura para sempre.
Sl 136:26 Louvai ao Deus dos céus;
porque a sua benignidade dura para sempre.
O convite está feito a todos os viventes da terra. Quanto aos desprezadores, continuem a desprezar, pois serão desprezados também. Ah se o homem reconhecesse que todo bem que ele agora desfruta vem do Senhor... Ele deveria reconhecer, mas não reconhece, antes despreza!!!
A Deus toda glória! p/ Daniel Deusdete – 
http://www.jamaisdesista.com.br


...


Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Fique à vontade para tecer seus comentários.
No entanto, lembre-se de juntar Cl 3:17 com 1 Co 10:31 :
devemos tudo fazer para a glória de Deus e em nome de Jesus! Deus o abençoe.