segunda-feira, 11 de março de 2013

Salmo 53: 1-7 - DIZ O INSENSATO: NÃO HÁ DEUS!

Salmo bem pequenino, mas muito profundo! Talvez um dos mais profundos de toda a Bíblia. Paulo irá citá-lo em suas epístolas reforçando a ideia de que é tolice a ideia da não existência de Deus. Como já havíamos falado anteriormente, a Bíblia que é o livro de Deus – assim chamamos – jamais em suas letras questiona a existência de Deus.
Seu pressuposto básico é de que existe um Criador e sustentador da vida, soberano, sábio, tanto transcendente quanto imanente. Por isso que ela fala que o insensato diz no seu coração que não há Deus. Por que diria isso alguém?
Óbvio que é para ficarem à vontade em suas práticas que vão de encontro aos mandamentos de Deus. Não dá para fazer parceria da prática do pecado com Deus, por isso precisamos de desculpas para justificar os nossos atos.
A morte de Deus anunciada pelo filósofo alemão, filho de pastores evangélicos "Deus está morto" ("Gott ist tot" em alemão), Friedrich Nietzsche (1844-1900) foi uma tentativa desesperada de ficar a sós com seus pecados. A declaração forte foi uma justificativa de sua consciência que se perturbava com a ideia do pecado.
Não dá simplesmente para dizer para nossa consciência que Deus está morto ou que não existe Deus por que Deus existe. É loucura forçar isso e o máximo que conseguiremos serão momentos de uma falsa liberdade de Deus. Nunca foi, nem nunca serão livres os que fazem o que querem, antes aqueles que em tudo se dominam por causa da justiça, da verdade, do amor, em fim de Cristo!
Calvino, em sua introdução, bem pouco comentou sobre ele. Apenas disse que é semelhante ao Salmo 14 e que não careceria de maiores detalhes. Nós já segmentamos o Salmo 14: http://www.jamaisdesista.com.br/2013/01/salmo-14-1-7-Comentados e Segmentados.html e fizemos algumas reflexões – também está em vídeo: https://youtu.be/zAA6OfnnYg0.
Este salmo sendo quase idêntico ao décimo quarto, não foi considerado necessário subjugar qualquer comentário distinto.
Para o principal músico de Mahalath.
Um salmo de David para instrução.
Sl 53:1 Diz o insensato no seu coração:
Não há Deus.
Corrompem-se e praticam iniquidade;
já não há quem faça o bem.
Sl 53:2 Do céu,
olha Deus para os filhos dos homens,
para ver se há quem entenda,
se há quem busque a Deus.
Sl 53:3 Todos se extraviaram
e juntamente se corromperam;
não há quem faça o bem,
não há nem sequer um.
Sl 53:4 Acaso, não entendem os obreiros da iniquidade?
Esses, que devoram o meu povo como quem come pão?
Eles não invocam a Deus.
Sl 53:5 Tomam-se de grande pavor,
onde não há a quem temer;
porque Deus dispersa os ossos daquele que te sitia;
tu os envergonhas,
porque Deus os rejeita.
Sl 53:6 Quem me dera
que de Sião viesse já o livramento de Israel!
Quando Deus restaurar a sorte do seu povo,
então,
exultará Jacó,
e Israel se alegrará.

Davi como sempre em seus salmos encerra com uma palavra de vitória e de esperança para ele ou para seu povo. Ele anseia que já pudesse estar vindo o livramento de Israel QUANDO Deus irá restaurar todas as coisas. Nós aguardamos ansiosamente este dia juntamente com a própria natureza. Ele vai chegar e já não mais tardará! Maranata!
A Deus toda glória! p/ Daniel Deusdete – 
http://www.jamaisdesista.com.br

...

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Fique à vontade para tecer seus comentários.
No entanto, lembre-se de juntar Cl 3:17 com 1 Co 10:31 :
devemos tudo fazer para a glória de Deus e em nome de Jesus! Deus o abençoe.