Vamos conhecer o Caminho do Senhor?

Saiba que "O caminho do SENHOR é fortaleza para os íntegros, mas ruína aos que praticam a iniqüidade." (Pv 10:29). Saiba também que aqui no 'JAMAIS DESISTA do Caminho do Senhor' você encontrará, todos os dias uma mensagem baseada na Bíblia que representa o pensamento do autor na sua contínua busca das coisas pertencentes ao reino de Deus e a sua justiça.

quinta-feira, 28 de fevereiro de 2013

Salmos 42: 1-11 Segmentado

Belíssimo salmo de Davi onde ele está a conversar com sua alma. Ele olha para si mesmo no profundo de seu desespero e luta e pergunta por que a sua alma está abatida? Ele sente sua alma abatida, mas isso não combina com a sua fé e crença no Deus Todo-Poderoso que com ele está.
Neste salmo Davi está fugindo de Saul e de sua brutal e sem sentido algum perseguição. Ele nada tinha feito contra ele, mesmo assim Saul o está obrigando a viver em exílio e ele se sente chateado com isso de ter de enfrentar tal situação gratuitamente.
Forçado a viver uma vida assim, ele está ou tem todos os motivos paa entrar no desespero e ser assaltado por ele, por isso é que se derrama em orações com seu Deus sabendo que tudo aquilo era de seu conhecimento e que logo seu Deus haveria de intervir em seu favor.
Nós também tendo recebido a promessa do Pai anunciada pela boca do Filho e testemunhada em nossos corações pelo seu Espírito Santo que ele nos deu como penhor, também nós, fugindo de Saul, isto é do mundo e de tudo o que ele representa agora, somos tentados a entrar no desespero.
Calvino comenta isso muito bem em sua introdução abaixo deste Salmo.
In the first place, David shows that when he was forced to flee by reason of the cruelty of Saul, and was living in a state of exile, what most of all grieved him was, that he was deprived of the opportunity of access to the sanctuary; for he preferred the service of God to every earthly advantage. In the second place, he shows that being tempted with despair, he had in this respect a very difficult contest to sustain. In order to strengthen his hope, he also introduces prayer and meditation on the grace of God. Last of all, he again makes mention of the inward conflict which he had with the sorrow which he experienced.
To the chief musician. A lesson of instruction to the sons of Korah.
The name of David is not expressly mentioned in the inscription of this psalm. Many conjecture that the sons of Korah were the authors of it. This, I think, is not at all probable. As it is composed in the person of David, who, it is well known, was endued above all others with the spirit of prophecy, who will believe that it was written and composed for him by another person? He was the teacher generally of the whole Church, and a distinguished instrument of the Spirit. He had already delivered to the company of the Levites, of whom the sons of Korah formed a part, other psalms to be sung by them. What need, then, had he to borrow their help, or to have recourse to their assistance in a matter which he was much better able of himself to execute than they were? To me, therefore, it seems more probable, that the sons of Korah are here mentioned because this psalm was committed as a precious treasure to be preserved by them, as we know that out of the number of the singers, some were chosen and appointed to be keepers of the psalms. That there is no mention made of David's name does not of itself involve any difficulty, since we see the same omission in other psalms, of which there is, notwithstanding, the strongest grounds for concluding that he was the author. As to the word mskyl, maskil, I have already made some remarks upon it in the thirty-second psalm. This word, it is true, is sometimes found in the inscription of other psalms besides those in which David declares that he had been subjected to the chastening rod of God. It is, however, to be observed, that it is properly applied to chastisements, since the design of them is to instruct the children of God, when they do not sufficiently profit from doctrine. As to the particular time of the composition of this psalm, expositors are not altogether agreed. Some suppose that David here complains of his calamity, when he was expelled from the throne by his son Absalom. But I am rather disposed to entertain a different opinion, founded, if I mistake not, upon good reasons. The rebellion of Absalom was very soon suppressed, so that it did not long prevent David from approaching the sanctuary. And yet, the lamentation which he here makes refers expressly to a long state of exile, under which he had languished, and, as it were, pined away with grief. It is not the sorrow merely of a few days which he describes in the third verse; nay, the scope of the entire composition will clearly show that he had languished for a long time in the wretched condition of which he speaks. It has been alleged as an argument against referring this psalm to the reign of Saul, that the ark of the covenant was neglected during his reign, so that it is not very likely that David at that time conducted the stated choral services in the sanctuary; but this argument is not very conclusive: for although Saul only worshipped God as a mere matter of form, yet he was unwilling to be regarded in any other light than as a devout man. And as to David, he has shown in other parts of his writings with what diligence he frequented the holy assemblies, and more especially on festival days. Certainly, these words which we shall meet with in Psalm 55:14, "We walked unto the house of God in company," relate to the time of Saul.
Sl 42:1 Como suspira a corça pelas correntes das águas,
assim, por ti, ó Deus, suspira a minha alma.
Sl 42:2 A minha alma tem sede de Deus,
do Deus vivo;
quando irei e me verei perante a face de Deus?
Sl 42:3 As minhas lágrimas têm sido o meu alimento dia e noite,
enquanto me dizem continuamente:
O teu Deus, onde está?
Sl 42:4 Lembro-me destas coisas
- e dentro de mim se me derrama a alma -,
de como passava eu com a multidão de povo
e os guiava em procissão à Casa de Deus,
entre gritos de alegria e louvor, multidão em festa.
Sl 42:5 Por que estás abatida, ó minha alma?
Por que te perturbas dentro de mim?
Espera em Deus, pois ainda o louvarei,
a ele, meu auxílio e Deus meu.
Sl 42:6 Sinto abatida dentro de mim a minha alma;
lembro-me, portanto, de ti, nas terras do Jordão,
e no monte Hermom, e no outeiro de Mizar.
Sl 42:7 Um abismo chama outro abismo,
ao fragor das tuas catadupas;
todas as tuas ondas e vagas passaram sobre mim.
Sl 42:8 Contudo, o SENHOR, durante o dia,
me concede a sua misericórdia,
e à noite
comigo está o seu cântico,
uma oração ao Deus da minha vida.
Sl 42:9 Digo a Deus, minha rocha:
por que te olvidaste de mim?
Por que hei de andar eu lamentando
sob a opressão dos meus inimigos?
Sl 42:10 Esmigalham-se-me os ossos,
quando os meus adversários me insultam, dizendo e dizendo:
O teu Deus, onde está?
Sl 42:11 Por que estás abatida, ó minha alma?
Por que te perturbas dentro de mim?
Espera em Deus, pois ainda o louvarei,
a ele, meu auxílio e Deus meu.
Por que está abatida a tua alma meu irmão? Deus está no controle de tudo e de todas as coisas e você é especial para ele, como a menina de seus próprios olhos. Ele não se esqueceu de ti, por isso, como Davi, conclua dizendo para sua alma abatida: espera em Deus mais um pouquinho que ainda o louvarei a ele que é meu Deus e auxílio meu.
p.s.: link da imagem original:
Contagem regressiva: Faltam 59 dias para 26/04/13 (Inicio: 31/07/10). (hoje: 28/02/2013) e 469 dias para a Copa, sem álcool nos estádios....
A Deus toda glória! p/ Daniel Deusdetehttp://www.jamaisdesista.com.br

quarta-feira, 27 de fevereiro de 2013

Salmo 41: 1-13 segmentado


O salmo 41 de Davi primeiramente começa falando daquele que tem bom coração e que não se ocupa apenas com o seu umbigo, mas que é capaz de dividir o que tem recebido e compartilhar com o seu próximo, por simplesmente se importar com quem ali com ele está tendo a graça de Deus de conviver.
Ele diz que este que assim procede, não será esquecido de Deus que o retribuirá e lhe afofará até a sua cama, livrando-o do dia mal e dos tantos infortúnios que podemos receber nesta vida. Como sou apaixonado pelo tema da soberania de Deus e como creio que ele é o governador absoluto de toda a vida, então entendo que Deus é quem nos dá de suas bênçãos sem fim.
Ontem, por exemplo, fui dormir chateado por causa de algumas coisas; no entanto, na hora de dormir, não resisti em elevar meu coração em gratidão a Deus pelo afofamento da minha caminha gostosa e que me proporcionou um bom sono reparador.
Eu creio que a gratidão deve explodir em nossos corpos,  poros, pensamentos e imaginações em todo tempo por que Deus está a cada instante provendo suas maravilhosas bênçãos e graças para nós.
Davi reconhece seu pecado e pede perdão a Deus e a cura devida. Ele conhece a Deus  por isso que ora a ele e apresenta a ele suas petições. Ele apresenta aqueles que estão tramando contra ele e até do amigo íntimo que o trai ele fala. O Messias vai aproveitar o texto e aplica-lo a ele mesmo e a Judas.
Há tantos mistérios na palavra de Deus e nos relacionamentos com seus servos e servas ao longo de toda a história dos homens do primeiro ao último Adão.
Veja o comentário de Calvino, em sua introdução sobre este salmo:
David, while he was severely afflicted by the hand of God, perceived that he was unjustly blamed by men who regarded him as one who had already been condemned and devoted to eternal destruction. Under this trial he fortifies himself by the consolation of hope. At the same time, he complains partly of the cruelty, and partly of the treachery, of his enemies. And although he recognises the affliction with which he is visited as a just punishment of his sins, yet he charges his enemies with cruelty and malice, inasmuch as they troubled and afflicted one who had always endeavored to do them good. Finally, he records an expression of his gratitude and joy, because he had been preserved by the grace of God.
To the chief musician. A Psalm of David.
Sl 41:1 Bem-aventurado
o que acode ao necessitado;
o SENHOR
o livra no dia do mal.
Sl 41:2 O SENHOR
o protege,
preserva-lhe a vida
e o faz feliz na terra;
não o entrega à discrição dos seus inimigos.
Sl 41:3 O SENHOR
o assiste no leito da enfermidade;
na doença, tu lhe afofas a cama.
Sl 41:4 Disse eu:
compadece-te de mim, SENHOR;
sara a minha alma,
porque pequei contra ti.
Sl 41:5 Os meus inimigos falam mal de mim:
Quando morrerá e lhe perecerá o nome?
Sl 41:6 Se algum deles me vem visitar,
diz coisas vãs, amontoando no coração malícias;
em saindo, é disso que fala.
Sl 41:7 De mim rosnam à uma
todos os que me odeiam;
engendram males contra mim, dizendo:
Sl 41:8 Peste maligna deu nele, e:
Caiu de cama, já não há de levantar-se.
Sl 41:9 Até o meu amigo íntimo,
em quem eu confiava,
que comia do meu pão,
levantou contra mim o calcanhar.
Sl 41:10 Tu, porém, SENHOR,
compadece-te de mim
e levanta-me, para que eu lhes pague segundo merecem.
Sl 41:11 Com isto conheço que tu te agradas de mim:
em não triunfar contra mim o meu inimigo.
Sl 41:12 Quanto a mim,
tu me susténs na minha integridade
e me pões à tua presença para sempre.
Sl 41:13 Bendito seja o SENHOR,
Deus de Israel,
da eternidade para a eternidade!
Amém e amém!
Como será que sei que te agradas de mim Senhor se não em ver que não triunfa sobre mim o meu inimigo? E você como sabe que o Senhor se agrada de ti? Ele conclui seu salmo bendizendo ao Senhor de eternidade a eternidade. Sabe como eu sei que ele se agrada de mim? Por causa de Jesus Cristo que morreu por mim para que eu pudesse hoje ser feito filho de Deus.
p.s.: link da imagem original:
Contagem regressiva: Faltam 60 dias para 26/04/13 (Inicio: 31/07/10). (hoje: 27/02/2013) e 470 dias para a Copa, sem álcool nos estádios....
A Deus toda glória! p/ Daniel Deusdetehttp://www.jamaisdesista.com.br

terça-feira, 26 de fevereiro de 2013

Salmo 40: 1-11 segmentado


Davi esperou com paciência pelo Senhor e o Senhor se inclinou para ele que o esperava. Não está o Espírito Santo falando com você nesta hora que está querendo se desanimar e parar de esperar pelo Senhor por que acha que o tempo já avançou demais e as suas promessas foram esquecidas?
Davi aqui foi livrado de um grande laço e perigo de morte que armavam contra a sua vida, por isso exalta ao Deus que ele conhece que sempre o livra dos perigos. Não havia como evitar certas coisas, como o passar por elas, mas em passando, lá estava o Senhor o livrando. Ele conhecia seu Deus muito bem e o exalta pelo livramento maravilhoso.
Queridos a vida é um dom de Deus gratuito. Nada fizemos por merecê-la, mas nós costumeiramente não damos valor nem temos gratidão ao nosso Deus que tanto nos tem livrado e nos tem sustendado. Recebemos um simples prato de feijão com arroz e ovo com murmurações não reconhecendo de onde veio a grande bênção, mas o mesmo prato seria recebido com festa diante de muitos que não tem o que comer, por exemplo em certos lugares da África.
Davi conhecia seu Deus por isso exalta a esperança por que ela tem endereço certo. Ninguém que põe a sua esperança em Deus há de ser frustrado. Então ele passa a proclamar e anunciar a palavra de Deus que foi o que o Messias veio fazer. Ele veio e anunciou a palavra de Deus sendo ele mesmo a palavra. Depois, seus discípulos e agora nós que somos os arautos da vez viemos também para proclamarmos igualzinho ao Senhor a sua palavra diante da congregação e de todos os viventes.
Vejamos a introdução do comentário de Calvino sobre este salmo:
David, being delivered from some great danger, and it may be, not from one only, but from many, extols very highly the grace of God, and by means of this, his soul is filled with admiration of the providence of God, which extends itself to the whole human race. Then he protests that he will give himself wholly to the service of God, and defines briefly in what manner God is to be served and honored. Afterwards, he again returns to the exercise of thanksgiving, and celebrates the praises of the Eternal by rehearsing many of his glorious and powerful deeds. Lastly, when he has complained of his enemies, he concludes the psalm with a new prayer.
To the chief musician. A Psalm of David.
Sl 40:1. Esperei com paciência pelo Senhor,
e ele se inclinou para mim
e ouviu o meu clamor
Sl 40:2. Também me tirou duma cova de destruição,
dum charco de lodo;
pôs os meus pés sobre uma rocha,
firmou os meus passos
Sl 40:3. Pôs na minha boca um cântico novo,
um hino ao nosso Deus;
muitos verão isso e temerão,
e confiarão no Senhor
Sl 40:4. Bem-aventurado
o homem que faz do Senhor a sua confiança,
e que não atenta para os soberbos
nem para os apóstatas mentirosos
Sl 40:5. Muitas são, Senhor,
Deus meu,
as maravilhas que tens operado
e os teus pensamentos para conosco;
ninguém há que se possa comparar a ti;
eu quisera anunciá-los,
e manifestá-los,
mas são mais do que se podem contar
Sl 40:6. Sacrifício e oferta não desejas;
abriste-me os ouvidos;
holocauto e oferta de expiação pelo pecado
não reclamaste
Sl 40:7. Então disse eu:
Eis aqui venho;
no rolo do livro está escrito a meu respeito:
Sl 40:8. Deleito-me em fazer a tua vontade,
ó Deus meu;
sim, a tua lei está dentro do meu coração
Sl 40:9. Tenho proclamado
boas-novas de justiça na grande congregação;
eis que não retive os meus lábios;
10. Não ocultei dentro do meu coração
a tua justiça;
apregoei a tua fidelidade
e a tua salvação;
não escondi da grande congregação
a tua benignidade
e a tua verdade
Sl 40:11. Não detenhas para comigo,
Senhor a tua compaixão;
a tua benignidade
e a tua fidelidade sempre me guardem
Sl 40:12. Pois males sem número me têm rodeado;
as minhas iniqüidades me têm alcançado,
de modo que não posso ver;
são mais numerosas do que
os cabelos da minha cabeça,
pelo que desfalece o meu coração
Sl 40:13. Digna-te, Senhor,
livra-me; Senhor,
apressa-te em meu auxílio
Sl 40:14. Sejam à uma
envergonhados e confundidos
os que buscam a minha vida para destruí-la;
tornem atrás
e confundam-se os que me desejam o mal
Sl 40:15. Desolados sejam em razão da sua afronta os que me dizem: Ah! Ah!
Sl 40:16. Regozijem-se e alegrem-se em ti
todos os que te buscam.
Digam continuamente os que amam a tua salvação:
Engrandecido seja o Senhor
Sl 40:17. Eu, na verdade,
sou pobre e necessitado,
mas o Senhor cuida de mim.
Tu és o meu auxílio
e o meu libertador;
não te detenhas, ó Deus meu
O Senhor também cuida de mim e também de ti e de todos nós. Anunciemos a sua mensagem e gozemos o dia de hoje com coração agradecido por mais um dia e pela sua grande misericórdia que não tem fim. No que depender de você, não fuja do seu dever de ser um arauto de Deus da geração presente. Ao crescer com os talentos que Deus te deu, jamais cobre pelos seus serviços para não se tornar mercenário da palavra de Deus.
p.s.: link da imagem original:
Contagem regressiva: Faltam 61 dias para 26/04/13 (Inicio: 31/07/10). (hoje: 26/02/2013) e 471 dias para a Copa, sem álcool nos estádios....
A Deus toda glória! p/ Daniel Deusdetehttp://www.jamaisdesista.com.br

segunda-feira, 25 de fevereiro de 2013

Salmo 39: 1-13 segmentado


Outro dos salmos de Davi em que começa contando de sua resolução de não abrir a sua boca diante do ímpio. Até aqui tudo bem, mas ele também resolve se calar quanto ao bem e ai começa o seu sofrimento.
A resolução dele de se calar diante do bem perante o ímpio é por que ele se encontrava zangado com alguma coisa e seu comportamento revela um pouco de infantilidade de sua parte. Todos nós humanos temos problemas com nossas emoções. Davi não era diferente.
Alguns conseguem superar e resolver isso magistralmente, mas a maioria de nós não sabe lidar com as suas emoções e por isso vivem presas de si mesmas e produzem comportamentos que trazem à tona nossa natureza adâmica caída. É somente vermos os jornais que diariamente há crimes envolvendo esse aspecto.
Deveria haver em nossas escolas desde quando entramos no Jardim da Infância uma disciplina que deveria nos acompanhar até a nossa formatura numa faculdade: INTELIGÊNCIA EMOCIONAL ou algo assim que nos ensinasse a lidarmos com nossas emoções.
Davi teve a sua vida toda se lamentando por causa de seus pecados e pela péssima educação de seus filhos. Apesar de ser um exemplo em muitas áreas, principalmente na oração e no conhecimento impar de seu Deus com quem teve um excelente relacionamento, era um homem frágil e débil emocionalmente.
Calvino faz um comentário sobre este salmo que vale a pena conhecermos. O comentário citado abaixo é apenas a sua introdução.
In the beginning of the psalm, David intimates that his heart had been seized with extreme bitterness of grief, which forced him to give utterance to complaints with too much vehemence and ardor. He confesses that whilst he was disposed to be silent, and to exercise patience, he was nevertheless compelled, by the vehemence of his sorrow, to break out into an excess which he by no means intended. Then he relates the complaints which he had made mingled with prayers, which indicate great trouble of mind; so that from this it appears that he had wrestled with no ordinary effort in resisting temptation, lest he should fall into despair.
To the chief musician, Jeduthun. A Psalm of David.
It is well known that Jeduthun was one of the chief singers of whom sacred history makes mention. (1 Chronicles 9:16; 1 Chronicles 16:38, 41, 42) It is, therefore, probable that this psalm was delivered to the chief singer, who was of his household. Some, indeed, understand it as denoting the particular kind of tune, and suppose that it was the beginning of some other song; but this I consider too forced an interpretation. Nor can I agree with others who suppose that David here complains of some disease; for unless some urgent reason require it, it is improper to limit general statements to particular cases. On the contrary, from the extreme character of the sufferings which he here describes, it may be presumed that a variety of afflictions is here included, or, at least, that some one is referred to which was more severe than all the others, and one which had continued for a long time. Besides, it ought to be considered that in this psalm David is not proclaiming his own merit, as if in his affliction he had presented his prayers to God in the language, and according to the spirit dictated by true piety: he rather confesses the sin of his infirmity in bursting forth into immoderate sorrow, and in being led by the vehemence of this affection to indulge in sinful complaints.
Sl 39:1 Disse comigo mesmo:
guardarei os meus caminhos,
para não pecar com a língua;
porei mordaça à minha boca,
enquanto estiver na minha presença o ímpio.
Sl 39:2 Emudeci em silêncio,
calei acerca do bem,
e a minha dor se agravou.
Sl 39:3 Esbraseou-se-me no peito o coração;
enquanto eu meditava,
ateou-se o fogo;
então, disse eu com a própria língua:
Sl 39:4 Dá-me a conhecer, SENHOR,
o meu fim e qual a soma dos meus dias,
para que eu reconheça a minha fragilidade.
Sl 39:5 Deste aos meus dias
o comprimento de alguns palmos;
à tua presença,
o prazo da minha vida é nada.
Na verdade,
todo homem,
por mais firme que esteja,
é pura vaidade.
Sl 39:6 Com efeito,
passa o homem como uma sombra;
em vão se inquieta;
amontoa tesouros
e não sabe quem os levará.
Sl 39:7 E eu, Senhor,
que espero?
Tu és a minha esperança.
Sl 39:8 Livra-me de todas as minhas iniqüidades;
não me faças o opróbrio do insensato.
Sl 39:9 Emudeço,
não abro os lábios porque tu fizeste isso.
Sl 39:10 Tira de sobre mim o teu flagelo;
pelo golpe de tua mão,
estou consumido.
Sl 39:11 Quando castigas o homem com repreensões,
por causa da iniqüidade,
destróis nele, como traça,
o que tem de precioso.
Com efeito,
todo homem é pura vaidade.
Sl 39:12 Ouve, SENHOR,
a minha oração,
escuta-me
quando grito por socorro;
não te emudeças
à vista de minhas lágrimas,
porque sou forasteiro à tua presença,
peregrino como todos os meus pais o foram.
Sl 39:13 Desvia de mim o olhar,
para que eu tome alento,
antes que eu passe
e deixe de existir.
Na verdade, na verdade todos nós somos, como dizem as Escrituras, pura vaidade. Até o mais firme e valente entre nós é assim cheio de vaidades e frágil emocionalmente. Davi se consolava e se apoiava em seu Deus e nele buscava as suas respostas e a saída para seus problemas.
p.s.: link da imagem original:
Contagem regressiva: Faltam 62 dias para 26/04/13 (Inicio: 31/07/10). (hoje: 25/02/2013) e 472 dias para a Copa, sem álcool nos estádios....
A Deus toda glória! p/ Daniel Deusdete  http://www.jamaisdesista.com.br