quarta-feira, 27 de abril de 2011

Faltam 730 dias para 26/04/13

TEMA: ADORAÇÃO 24 – Sl 99:9
 
ATENÇÃO: faltam 2 dias para nossa vigília de adoração ao Senhor! Tema: ADORAÇÃO – Sl 99:9 “Exaltai ao SENHOR nosso Deus e adorai-o no seu monte santo, pois o SENHOR nosso Deus é santo.”. Realizar-se-á em 30/04/2011.
 
Antes de dar continuidade – o que é esperado – quero registra aqui um fato que me intrigou muito e estou sentindo vontade de pedir perdão a Deus. Ontem, tivemos uma reunião que está se tornando quinzenal com a liderança dos grupos familiares da Primeira Igreja Presbiteriana de Taguatinga – PTAG e liderada pelo amado Pr. Marcelo.
 
Éramos ao todo uns 10 a 12 líderes e o Pr. Marcelo a conduziu com a graça de Deus. Fez uma breve pregação com base em At 28:16-31 e lançou uma pergunta pra reflexão de todos. Em seguida, abriu a oportunidade para que cada um, livremente, falasse e expusesse sua opinião. Tais reuniões são muito edificantes e todos temos oportunidade de falarmos, de expressarmos e até de desabafarmos.
 
A pergunta estava relacionada à pregação. Será que devemos insistir com quem não quer ouvir? Paulo ao pregar aos judeus, uns creram e outros não. Paulo então apela e cita as Escrituras dizendo que bem disse o Espírito Santo que tendo olhos para ver, não vêem, tendo ouvidos para ouvir, não ouvem, nem sentem, nem percebem, pois os seus corações estão endurecidos. “25. ...Bem falou o Espírito Santo a nossos pais pelo profeta Isaías, 26. Dizendo: Vai a este povo, e dize: De ouvido ouvireis, e de maneira nenhuma entendereis; E, vendo vereis, e de maneira nenhuma percebereis. 27. Porquanto o coração deste povo está endurecido, E com os ouvidos ouviram pesadamente, E fecharam os olhos, Para que nunca com os olhos vejam, Nem com os ouvidos ouçam, Nem do coração entendam, E se convertam, E eu os cure.” (At 28:25-27).
 
Ele, então, diz a eles que iria pregar aos gentios. “Seja-vos, pois, notório que esta salvação de Deus é enviada aos gentios, e eles a ouvirão.” (at 28:28). Paulo não mais perderia tempo com quem não cria e iria agora pregar aos gentios. Bem, cada um dos líderes expressou sua opinião trazendo resultados muito bons para reflexão de todos e Deus também me deu uma palavra que não compartilhei (isso foi que me angustiou e eu fiquei triste de ter retido a minha opinião – eu sentia Deus falando comigo: Filho, se te dou é para que compartilhes e não para que retenhas, pois do contrário como irei te confiar os meus tesouros?).
 
Quero ter a oportunidade de pedir perdão ao Pr. Marcelo e a todos que estavam presentes. Não podemos ser negligentes com Deus e não podemos deixar que nossas idiossincrasias venham a entristecer o Espírito Santo que é santo. Eu dizia a mim mesmo, se Deus quiser que eu fale, ele mesmo providenciará isso provocando alguém. Só que ele, Deus, me deu e o apelo era claro: irmãos deixem o Espírito Santo falar por meio de suas vidas. Nas próximas reuniões, irei sugerir ao Pr. Marcelo que não deixe livre a expressão dos irmãos, mas que seja seqüencial, de forma que todos falem, nem que seja uma simples saudação.
 
Isso foi o que recebi, mas retive. Eu responderia a pergunta levantando algumas características que julgo importante no tocante à pregação (não a pregação de púlpito) do evangelho a judeus e a gentios:
 
  1. Eu mesmo pregando e vivendo “no” e “para o” Reino de Deus, eu estou me sentindo muito aquém do que gostaria. Sinto que eu deveria pregar mais. Eu explico: todos me conhecem na igreja e me vêem pregando, orando, testemunhando, trabalhando em diversas frentes, nas vigílias, no diaconato, na liderança do meu grupo familiar (Arca da Aliança), mas apesar disso, sinto que não prego nada, que falo pouco. É como se Deus falasse comigo dizendo-me: Filho testemunhe de mim, além do púlpito e além da igreja!
  2. Deus me deu o convencimento de que eu não devo me preocupar em convencer ninguém, mas em pregar a tempo e a fora de tempo, quer eu seja oportuno, quer não seja. Há muitos irmãos que se desgastam muito e ficam tristes e criam expectativas com relação a sua pregação e ao seu testemunho querendo ver resultados imediatos e conversões de vidas que sejam contabilizadas e registradas na hora, mas não creio ser meu papel, convencer, mas pregar. Deus me chamou para pregar!
  3. Eu devo falar e pregar não somente por palavras, mas pelo meu testemunho, pelo meu exemplo de homem de Deus que se importa com a justiça, com a verdade e com a misericórdia. Que se importa com seu trabalho e quer ser o exemplo de profissional que todo patrão sonha em ter ao seu lado.
  4. E quem eu devo evangelizar? Eu devo evangelizar aqueles que o Pai coloca no meu caminho e que comigo estão habitando confiadamente. São meus vizinhos, meus colegas de trabalho, meus colegas de escola, meus parentes, meu círculo de amizades, de irmãos e dos que cruzam por qualquer motivo o meu caminho e que portanto venho a participar de alguma forma de sua vida.
  5. Com relação à evangelização, eu creio que todos são “evangelizáveis”: Para buscar os perdidos, precisamos: 1.   - 1° Orar. 2.   - 2° Crer na transformação. Os meus Pressupostos da Transformação:
  1. Eu creio que Deus pode transformar a vida de qualquer um.
  2. Creio que a vida de qualquer um, por melhor que possa parecer, é um problema complicadíssimo quando este alguém está longe de Deus e, portanto, precisa ter sua vida transformada.
  3. Creio que Deus é poderoso para sustentar, manter, uma vida transformada.
  4. Creio, também, que há entre os homens, os filhos do malígno que não pertencem a Deus e que não se converterão a Deus apesar de todas as evidências do mundo confirmarem sua existência e propósitos. São os joios, mas mesmo assim meu dever não é o de separar o joio do trigo, mas de pregar a palavra de Deus, quer creiam, quer não creiam, meu dever é pregar a Palavra de Deus.
  1. Deus jamais me abandonará ou me desamparará na tarefa de evangelização: “E na noite seguinte, apresentando-se-lhe o Senhor, disse: Paulo, tem ânimo; porque, como de mim testificaste em Jerusalém, assim importa que testifiques também em Roma.”At 23:11 e “Sejam vossos costumes sem avareza, contentando-vos com o que tendes; porque ele disse: Não te deixarei, nem te desampararei.”Hb 13:5.
 
Foi muito edificante o nosso encontro de lideranças. Parabéns Pr. Marcelo! Parabéns Pr. Demerson! Deus continue a usá-los e contem comigo para a glória de Deus. Amém!
 
Com relação à continuação da mensagem, irei postergar mais uma vez.
 
A Deus toda a glória!
 

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Fique à vontade para tecer seus comentários.
No entanto, lembre-se de juntar Cl 3:17 com 1 Co 10:31 :
devemos tudo fazer para a glória de Deus e em nome de Jesus! Deus o abençoe.