segunda-feira, 17 de janeiro de 2011

Faltam 830 dias para 26/04/13 (Inicio: 31/07/10).

TEMA: Maridos, amai a vossas mulheres – Ef 5:22-33
 
Jesus Cristo foi, era e é o segredo de nosso casamento. Quando tomamos a decisão de convidá-lo a fazer parte de nossa união matrimonial, tudo passou a ser diferente e bom, aliás, muito bom. Nos casamos em janeiro de 1987, mas naquele mesmo ano tomamos a maior decisão de nossas vidas.
 
Um dia muito especial foi aquele que decidimos que Jesus Cristo faria parte de nossas vidas em nosso relacionamento conjugal. Tudo mudou. Não havia nada errado conosco, mas o que já era bom, tornou-se muito bom com a chegada do Mestre de nossas almas.
 
Contemos os dias como nos diz o Salmo 90:12: hoje estamos comemorando 8766 dias de união matrimonial em Cristo Jesus para a glória de Deus Pai. Sim, estamos comemorando 24 anos de casados hoje, neste 17 de janeiro de 2011.
 
Irmã minha no Senhor, a minha esposa é minha mulher, a mãe de nossos filhos e futuramente a mãe de nossos netos, é companheira, auxiliadora, ajudadora, idônea, além de inteligente, charmosa, bela: seus olhos são lindos e com eles me encanto.
 
Tantas histórias temos a contar nestes 24 anos... o que poderíamos dizer aos que estão caminhando, ou que começaram a sua caminhada, ou que ainda pensam em caminhar, mas têm medo do futuro, do esfriamento do amor, do desinteresse, da indiferença, da traição, da velhice, ou da ignorância, dos vícios, das mazelas ou da dor?
 
Eu posso testemunhar de que há muitas lutas e momentos de muitas contradições e ajustes de personalidades, mas em todo tempo, Jesus fez a diferença e passamos por todas as fases tranquilamente. Não tememos o presente, nem tememos o futuro, pois cremos que Ele nos ajuda sempre.
 
As nossas maiores dores e lutas foram vencidas na oração e no louvor. Estamos criando três lindos filhos e eles são a nossa alegria, a nossa vitória. Todos eles foram gerados em nosso amor e em oração e muita confiança em Deus. Criamos ou estamos criando três pessoas preparadas para enfrentarem o mundo no nome de Jesus e sairem vencedoras.
 
Muito me alegro do dia em que tive uma experiência que eu gosto de repetir. Por duas vezes, o Senhor me perguntou se eu amava minha mulher e eu lhe respondia que sim. Na terceira vez, perguntou-me se eu a amava como ele ama a igreja e por ela deu a sua vida. Ai, tive que ser honesto e dizer-lhe que era impossível. Ele então concluiu: tudo então, meu filho, de esforço que você fizer por amá-la, será insuficiente ao que quero de ti nesta área.
 
O resultado deste diálogo foi o entendimento de que em meu casamento eu preciso de Deus, pois de mim mesmo, eu nem dou conta do que ele me solicita. Por meio dele, não sou eu, mas a sua graça que me capacita a ir além, como Cristo que amou a sua igreja e deu a sua vida por ela. Eu te amo, meu amor! Meus parabéns a você que está cada vez mais meiga, doce, amável, linda e cheia de Deus.
 
22. Vós, mulheres, sujeitai-vos a vossos maridos, como ao Senhor;
23. Porque o marido é a cabeça da mulher, como também Cristo é a cabeça da igreja, sendo ele próprio o salvador do corpo.
24. De sorte que, assim como a igreja está sujeita a Cristo, assim também as mulheres sejam em tudo sujeitas a seus maridos.
25. Vós, maridos, amai vossas mulheres, como também Cristo amou a igreja, e a si mesmo se entregou por ela,
26. Para a santificar, purificando-a com a lavagem da água, pela palavra,
27. Para a apresentar a si mesmo igreja gloriosa, sem mácula, nem ruga, nem coisa semelhante, mas santa e irrepreensível.
28. Assim devem os maridos amar as suas próprias mulheres, como a seus próprios corpos.  Quem ama a sua mulher, ama-se a si mesmo.
29. Porque nunca ninguém odiou a sua própria carne; antes a alimenta e sustenta, como também o Senhor à igreja;
30. Porque somos membros do seu corpo, da sua carne, e dos seus ossos.
31. Por isso deixará o homem seu pai e sua mãe, e se unirá a sua mulher; e serão dois numa carne.
32.Grande é este mistério; digo-o, porém, a respeito de Cristo e da igreja.
33. Assim também vós, cada um em particular, ame a sua própria mulher como a si mesmo, e a mulher reverencie o marido.” (Ef 5:22-33).
 
A Deus toda a glória!
 

Reações:

1 comentários:

Postar um comentário

Fique à vontade para tecer seus comentários.
No entanto, lembre-se de juntar Cl 3:17 com 1 Co 10:31 :
devemos tudo fazer para a glória de Deus e em nome de Jesus! Deus o abençoe.