quinta-feira, 20 de maio de 2010

365 dias de propósito! Dia 303/365

TEMA: Contentai-vos Com o Que Tendes – Hb 13: 5-8

 

Finalidade dessa meditação: demonstrar pela exposição da Palavra de Deus que o que você é, o que você tem e onde você está é o que Deus usará para abençoar o seu povo e a sua própria vida e ainda, exortá-lo, em conseqüência, a ficares sempre contentes com o que tendes.

 

Hb 13:5-8

Sejam vossos costumes sem avareza, contentando-vos com o que tendes; porque ele disse: Não te deixarei, nem te desampararei. E assim com confiança ousemos dizer: O Senhor é o meu ajudador, e não temerei O que me possa fazer o homem. Lembrai-vos dos vossos pastores, que vos falaram a palavra de Deus, a fé dos quais imitai, atentando para a sua maneira de viver. Jesus Cristo é o mesmo, ontem, e hoje, e eternamente.

 

O autor de Hebreus começa o capítulo 13 dando diversos conselhos sobre muitas coisas, mas o que me chamou a atenção de uma forma especial foram os vs de 5 a 8:

 

·           Os nossos costumes devem ser sem avareza e

·           Devemos nos contentarmos com o que nós temos.

 

Ele fala isso, em seu raciocínio, porque o Senhor, disse: Não te deixarei, nem te desampararei.  É por causa dessa forte declaração do Senhor para nós, que devemos, com confiança e ousadia, dizermos:

 

·           O Senhor é o meu ajudador, e não temerei. O que me possa fazer o homem?

 

Foi ele quem nos prometeu: "JAMAIS TE DEIXAREI, NUNCA JAMAIS TE ABANDONAREI" (Hb 13:5). Se ele prometeu, ele cumprirá, então eu te convido a ousar e replicar a ele, ao Senhor, com toda a convicção de teu coração, almas, forças e entendimento: - Senhor, eu jamais te abandonarei, nunca jamais te deixarei.

 

A ação da palavra de Deus sendo dirigida a mim dessa forma provoca em mim uma reação. Eu sou obrigado a reagir. Pela ênfase com que o Espírito Santo se dirige a mim, a garantia que tenho é reforçada pelo fato de que não serei deixado, nem abandonado. Sendo assim, posso, com ousadia também afirmar, como se a palavra pronunciada por Deus estivesse se rebatendo num espelho e se voltando para ele mesmo que a pronunciou: Senhor, eu também jamais te abandonarei, nunca também jamais te deixarei. Eu apenas estou pegando carona no reflexo de sua palavra. Eu somente tenho essa ousadia porque Deus foi ousado. Eu somente tenho esta convicção porque o Senhor a pronunciou. A minha garantia não é minha própria: é Deus falando com Deus na infinitude de seu ser a meu respeito.

 

Em seguida, pede para lembrarmos dos nossos pastores (os pastores aqui são os que nos falaram a palavra de Deus e aqueles a quem imitamos a fé e atentamos para a sua maneira de viver – será que temos muitos bons exemplos hoje em dia? Misericórdias!). Ele conclui seu argumento com a frase chavão:

 

·           Jesus Cristo é o mesmo, ontem, e hoje, e eternamente

 

O que poderíamos entender por costume sem avareza? Avareza aqui tem o sentido de ganância? Vamos pesquisar no grego: φιλάργυρος Transliteration: aphilarguros uma única ocorrência e seu significado é sem amor ao dinheiro.

 

Cremos então que o Espírito Santo está a nos falar para termos e vivermos o nosso cotidiano de forma a que estejamos contentes quer tenhamos, quer não tenhamos, pois não é isso, o ter a essência da nossa vida, nem do nosso viver.

 

E aproveitando esse gancho eu quero ir mais além, muito mais além (e pare de reclamar!). Já que Jesus Cristo é o mesmo, ontem, e hoje, e eternamente e, ainda, que ele nos disse "JAMAIS TE DEIXAREI, NUNCA JAMAIS TE ABANDONAREI", então: - continuaremos amanhã, se Deus quiser.

 

 A Deus toda a glória! - Acompanhamento de Minhas Leituras Diárias – estou pensando em armazenar essas informações em algum outro lugar, enquanto isso, as atualizações somente serão feitas futuramente.

Reações:

1 comentários:

Postar um comentário

Fique à vontade para tecer seus comentários.
No entanto, lembre-se de juntar Cl 3:17 com 1 Co 10:31 :
devemos tudo fazer para a glória de Deus e em nome de Jesus! Deus o abençoe.