domingo, 16 de maio de 2010

365 dias de propósito! Dia 299/365

 

TEMA: A Minha Família é Plano de Deus 7 – Tg 5:12-18

 

Ainda estamos com o tema da família como plano de Deus e gostaria de entrar em aplicações, mas não usando o "se", mas o "já".

 

Já que minha família é obra criadora do Pai, do Filho e do Espírito Santo de Deus que dentro do infinito de si mesmo, em amor e união, por meio de sua palavra, a planejou e a trouxe à existência para exercer, por meio de uma aliança entre o Criador e as suas criaturas, através do cumprimento de mandatos (social, cultural e espiritual) o papel de vice-gerente da obra criadora de Deus a fim de que tudo venha a redundar em honras e glórias ao Criador, então:

 

Antes mesmo de entrarmos em cada aplicação ("já"), reparem só nesse meu conceito de família as afirmações que estou fazendo e que se constituiram em pressupostos para a continuação dessa meditação:

 

·         Deus criou a família

·         O Pai e o Filho e o Espírito Santo estavam envolvidos na criação num relacionamento infinito de amor e vida

·         A família foi planejada lá dentro desse infinito do ser de Deus

·         O Pai, o Filho e o Espírito Santo fizeram com Adão e Eva, representando a família, uma aliança

·         A aliança entre eles foi soberanamente administrada num vínculo de amor e vida para atribuir a família tarefas

·         As tarefas oriundas da aliança foram os mandatos eternos de Deus à família

·         Os mandatos são classificados didaticamente, para melhor compreensão e entendimento, em sociais, culturais e espirituais

·         Ao cumprirem os mandatos de Deus, obedecendo assim a sua ordem, a família estava desempennado o papel de vice-gerente

·         O conceito de vice-gerente implica em que Deus é o gerente, não o homem e a mulher

·         A família foi a última coisa a ser criada e a única que Deus disse: "muito bom"

 

Se formos mais imaginativos poderemos ir mais longe dentro desse conceito e começarmos até a escrevermos um livro, mas isso não é objetivo nosso e sim entrarmos em aplicações desse conceito e é o que pretendemos fazer agora com a ajuda de Deus.

 

APLICAÇÕES - Já que Deus planejou e criou a família com um propósito, então:

 

1.      O marido deve amar a esposa como Cristo amou a sua igreja.

2.      A mulher deve respeitar o marido.

3.      O objetivo do casal não é nem ser nem fazer o outro feliz, mas antes glorificar a Deus e cumprir os mandatos de Deus para a sua honra e glória.

 

Vejamos o que encontramos no livro de Efésios, no capítulo 5:

 

Efésios 5:

22

Vós, mulheres, sujeitai-vos a vossos maridos, como ao Senhor;

23

Porque o marido é a cabeça da mulher, como também Cristo é a cabeça da igreja, sendo ele próprio o salvador do corpo.

24

De sorte que, assim como a igreja está sujeita a Cristo, assim também as mulheres sejam em tudo sujeitas a seus maridos.

25

Vós, maridos, amai vossas mulheres, como também Cristo amou a igreja, e a si mesmo se entregou por ela,

26

Para a santificar, purificando-a com a lavagem da água, pela palavra,

27

Para a apresentar a si mesmo igreja gloriosa, sem mácula, nem ruga, nem coisa semelhante, mas santa e irrepreensível.

28

Assim devem os maridos amar as suas próprias mulheres, como a seus próprios corpos. Quem ama a sua mulher, ama-se a si mesmo.

29

Porque nunca ninguém odiou a sua própria carne; antes a alimenta e sustenta, como também o Senhor à igreja;

30

Porque somos membros do seu corpo, da sua carne, e dos seus ossos.

31

Por isso deixará o homem seu pai e sua mãe, e se unirá a sua mulher; e serão dois numa carne.

32

Grande é este mistério; digo-o, porém, a respeito de Cristo e da igreja.

33

Assim também vós, cada um em particular, ame a sua própria mulher como a si mesmo, e a mulher reverencie o marido.

 

Transpondo a mesma palavra para uma visão gráfica nós vemos:


Marido = é o cabeça da mulher

Cristo = é o cabeça da igreja

         = é o salvador do corpo

Mulheres = sujeitas em tudo ao marido

Igreja = sujeita em tudo a Cristo

Maridos

= amai as vossas mulheres como...

Cristo:

=  amou a sua igreja      

=  a si mesmo se entregou por ela

Ø       Para a santificar

Ø       Purificando-a com a lavagem da água, pela palavra

Ø       Para apresentar a si mesmo igreja gloriosa

§   Sem mácula e sem ruga

§   Santa e irrepreensível

Maridos

= devem amar as esposas como a seus próprios corpos, pois quem ama a sua mulher ama a si mesmo

= quem ama a sua mulher ama a si mesmo

= devem alimentar e sustentar a mulher, porque ninguém odeia a sua própria carne

Amar a mulher como a si mesmo

 

Maridos e mulheres:

= são os dois uma só carne, por isso deixarão pai e mãe e se unirão um ao outro sendo após uma só carne no Senhor

= são membros do corpo, da carne, e dos ossos de Cristo.

 

Mulheres:

= sujeitai-vos a vossos maridos como ao Senhor

= respeitem ao seu marido

 

Cristo

= alimenta a sua igreja

= sustenta a sua igreja

 

Um grande mistério:

Cristo e a sua Igreja

 

A família iniciada pelo relacionamento macho e fêmea, homem e mulher, por meio de sua união física devem trazer a sua semente que são os seus filhos. Satanás viveu a caça da semente da mulher por muitos e muitos tempos e até hoje odeia a semente da mulher. Gerar filhos é uma bênção do Todo-Poderoso! Até amanhã... bom domingo: já vai começa a melhor escola do mundo, a EBD. Vamos?

   

A Deus toda a glória! - Acompanhamento de Minhas Leituras Diárias – estou pensando em armazenar essas informações em algum outro lugar, enquanto isso, as atualizações somente serão feitas nos fins de semana.

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Fique à vontade para tecer seus comentários.
No entanto, lembre-se de juntar Cl 3:17 com 1 Co 10:31 :
devemos tudo fazer para a glória de Deus e em nome de Jesus! Deus o abençoe.