domingo, 2 de maio de 2010

365 dias de propósito! Dia 285/365


 TEMA: O Que Você Tem nas Mãos? – Jo 6: 1-14

 

Prosseguindo em nossa meditação, Jesus viu ali uma multidão faminta e ele era o verdadeiro pão que descendo dos céus é capaz de satisfazer as necessidade do povo. Está na hora de irmos para a EBD aprendermos um pouco mais do Reino de Deus e de sua Justiça. Um bom dia para você que está acordando agora! A nossa reflexão continua...

 

Jesus então escolhe um discípulo, Felipe (aquele que era de Betsaída, cidade de André e de Pedro que Jesus o achou quando ia para Galiléia; aquele que disse a Natanael que tinha encontrado o Messias e que o estava seguindo... é dele a frase: "VEM E VÊ!"; aquele que foi trasladado – teletransporte – pelo Espírito Santo quando testemunhou ao eunuco da Etiópia, por sugestão/ordem  tanto do Anjo do Senhor como do Espírito Santo, cuja história está em At 8:29; aquele que disse a Jesus: "Senhor, mostra-nos o Pai, e isto nos basta" em Jo 14) e lhe faz uma pergunta, mostrando-lhe toda aquela multidão: "onde compraremos pão para eles comerem?"

 

Diz a Palavra de Deus que Jesus sabia o que ia fazer e fez isso só para experimentar a Felipe e os demais. A resposta pronta de Felipe sai como se automaticamente, o seu raciocínio é todo natural e rapidamente calcula o custo que seria alimentar aquela multidão de 5000 pessoas: 200 dinheiros de pão não seriam suficientes.

 

André, o irmão de Pedro, logo localiza um rapaz que tinha 5 pães de cevada e 2 peixinhos, mas interroga o Senhor: "o que é isto para tantos?"

 

Jesus lhes tinha dado um problemão e o testara para ver sua reação. Ele poderia ter deixado o povo sem o alimentar. Porque Jesus se preocupou com isso uma vez que cada um tinha sua própria vida? a razão, para mim, é que Deus se importa conosco!

Qual era o desafio proposto aos discípulos? Alimentar o povo (saciar uma necessidade básica e fundamental do povo). O que percebemos:

 

  • Foi Jesus que viu o povo
  • Foi Jesus que identificou a necessidade do povo (o povo nem estava pedindo comida!)
  • Foi Jesus que se propôs saciar a necessidade do povo – ele até instigou os discípulos para ver o que fariam
  • Foi Jesus que saciou a necessidade do povo.

 

A lição de Jesus ali era clara: era como se ele estivesse dizendo nas entrelinhas: eu sou o pão da vida! o verdadeiro pão que alimenta e satisfaz! Aquele que comer do pão que eu lhe der, jamais terá fome. (Jo 6: 33-40).

 

Analisando a proposta e o desafio de Jesus aos discípulos, poderíamos deduzir que se tratava de algo IMPOSSÍVEL de ser solucionado e Jesus sabia disso.

 

Outra lição que aprendemos é que quando estamos com Jesus, assentados com ele, ele faz tudo e cuida de todas as nossas necessidades. Nós nunca saberemos o que teremos de fazer, mas Jesus SEMPRE estará conosco, tomando a frente da questão, do problema impossível, Jesus:

 

  • Mandou assentar os homens

 

Não é Jesus que manda ao povo nem quem executa, mas manda aos discípulos e eles executam. Jesus apenas os instrui. Deve ter dado trabalho aquela organização, mas era trabalho deles, dos dicípulos.

 

  • Tomou os pães e os peixes

 

Os pães e peixes pertenciam a um jovem (ora, Jesus poderia ter saceado a fome daquele povo com apenas um estalar de seus dedos, mas não o faz assim, mas usando um recurso que já existia e que estava ali mesmo.

 

  • Abençoou os pães e os peixes (continuaremos amanhã – se você desejar ouvir essa pregação, compareça amanhã no GECOR). Um bom domingo na presença do Senhor.

 

A Deus toda a glória! - Acompanhamento de Minhas Leituras Diárias

 

Ø       Avancei e terminei Habacuque - Bíblia Shedd (Shedd Bible), ARA – 2ª ed. – Ed. Vida Nova, Russell P. Shedd.

Ø       Ainda estou na página 75/192 página de CURA PARA O CORAÇÃO, de Howard Eyrich e William Hines, ed. Cultura Cristã (título original em inglês: Curing the Heart). Meu próximo livro: A ALMA DA CIÊNCIA – Fé Cristão e Filosofia Natural de Nancy R. Pearcey  e Charles B. Thaxton. Ed. Cultura Cristã. 294 páginas. (título original em inglês: The Soul of Science).

Ø       Iniciei 03h35m42 de O AMOR DE DEUS DERRAMADO EM NOSSOS CORAÇÕES, de Airton Willians Vasconcelos Barbosa, da Fonte Editorial Ltda. Terminei 07h38m47s de áudio, MP3, do livro de Michaels Horton, O CRISTÃO E A CULTURA – Nem separatismo, nem mundanismo, ed. Mundo Cristão, 206p. (título original em inglês: Where in World is the Church).

Ø       Já ouvi [em breve, relacionarei tudo que já li e ouvi nesses 365 dias de propósitos]:

§         Já li as 660 páginas, do livro Criação e Consumação (From Creation To Consummation), Vol. 1 – O Reino, a Aliança e o Mediador – ed. Cultura Cristã. Gerard Van Groningen.

§         08h06m54s de 13h26m47s de áudio do livro UMA HISTÓRIA DO PENSAMENTO CRISTÃO - Dos Primórdios ao Concílio de Calcedônia - Justo L. González

§         9h15m40s de áudio de CALVINISMO – o canal em que se moveu a Reforma do século 16, enriquecendo a vida cultural e espiritual dos povos que o adotaram. O sistema que hoje a igreja cristã deve reconhecer como bíblico – de Abraham Kuyper (1837 – 1920).

§         09h35m15s da segunda parte com 10h24m22s depois de terminar a primeira parte de 09h00m35s da parte 1/2 de áudio de VERDADE ABSOLUTA - Libertando o Cristianismo de seu Cativeiro Cultural, Nancy Pearcey, 1ª edição/2006, ed. CPAD.

 

Observações:

Eu tenho ciência da necessidade de me cuidar na alimentação correta e da necessidade de fazer exercícios físicos regulares por causa de minha vida altamente sedentária. Fica aqui o registro da necessidade, veremos quanto tempo levará para eu tomar uma atitude. (registrado em 02/04/2010).

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Fique à vontade para tecer seus comentários.
No entanto, lembre-se de juntar Cl 3:17 com 1 Co 10:31 :
devemos tudo fazer para a glória de Deus e em nome de Jesus! Deus o abençoe.