Vamos conhecer o Caminho do Senhor?

Saiba que "O caminho do SENHOR é fortaleza para os íntegros, mas ruína aos que praticam a iniqüidade." (Pv 10:29). Saiba também que aqui no 'JAMAIS DESISTA do Caminho do Senhor' você encontrará, todos os dias uma mensagem baseada na Bíblia que representa o pensamento do autor na sua contínua busca das coisas pertencentes ao reino de Deus e a sua justiça.

segunda-feira, 30 de novembro de 2009

365 dias de propósito! Dia 132/365

Minha LBH: Li até o capítulo 27 de 2 Crônicas e no livro NÃO ERA PARA SER ASSIM – Um resumo da dinâmica e natureza do pecado, de Cornelius Platinga Jr, ed. Cultura Cristã, avancei para a página 105/204. As Institutas de João calvino, parte III, apenas iniciei. Amanhã, no caminho de meu trabalho, no meu UNO, irei ouvir bastante.

 

Hoje, 30/11/2009, é comemorado o dia do evangélico no Distrito Federal. Eu, sinceramente, apesar de ser evangélico não acho boa essa idéia, pois abre precedentes justos para outras crenças pleitearem o mesmo. Também não concordo com certos feriados católicos em nosso país que nos obrigam a, indiretamente, uma certa veneração a outros deuses estranhos. Eu sou a favor do estado laico. O Estado não tem de ter religião oficial.

 

Ontem, o Pr. Raimundo pregou novamente sobre a humildade. Ele disse que a humildade não é uma virtude, mas a mãe de todas as virtudes. Interessante. Humildade! Primeiro fez uma apresentação de Deus como ser supremo e maioral que governa e administra todas as coisas. É o Deus soberano, sábio e bom.

 

Depois falou do homem e procurou demonstrar de todos os modos que o homem é vaso. Não existe excelência no vaso. Todo vaso é oco e se destina a conter algo. Todo vaso que estiver cheio, não poderá conter mais nada. Vaso vazio é vaso útil; vaso cheio é vaso inútil. A excelência do poder pertence a Deus, sempre; nunca, nunca estará no vaso. O homem que Deus procura. O homem que para Deus é útil é o homem vaso, mas vaso vazio. Somente seremos úteis a Deus e ao seu Reino e à sua Justiça, se formos vasos, vasos vazios.

 

O vaso nada pode demonstrar nem ter sem que tenha recebido. O homem foi criado unicamente para a glória de Deus. Eu sou vaso. Vaso vazio é vaso útil. Vaso cheio, não serve. Vaso cheio é vaso inútil. A humildade diz que eu sou vaso. Somente sirvo para servir se eu for vaso, vaso vazio. Vaso vazio. Deus enche o vaso vazio. A excelência do poder agora é de Deus, sempre foi, sempre será. Eu continuarei vaso. Eu continuarei vazio para continuar útil. É Deus quem continua a encher o vaso. Vaso cheio é vaso de Deus. O óleo jamais irá faltar na botija (2 Re 4: 1-7) enquanto houver botija, botija vazia, vazia para ser cheia. Botija ou vaso, não importa, tem de estar vazio. Vaso vazio, humildade. Vaso vazio, vaso útil. Vaso útil, vaso de Deus! Aleluias! Glórias a Deus!

 

Como vaso que irá pregar a palavra de Deus em um púlpito ou em alguma tribuna ou em algum local qualquer, eu não tenho de pregar bem, nem mal (eu não fui chamado para pregar nem bem, nem mal); eu não tenho de pregar de forma agradável, nem desagradável. Eu simplesmente tenho de ser vaso, vaso vazio. O recado, a palavra não é do vaso, do vaso vazio, mas de Deus, do dono do vaso. É Deus que usando o vaso, o vaso vazio transmite o seu recado. Se eu não for, vaso, vaso vazio, eu não serei usado, mas um abusado. Deixe Deus te urar vaso, vaso de Deus!

 

A Deus toda a glória.

domingo, 29 de novembro de 2009

365 dias de propósito! Dia 131/365

Minha LBH: Li até o capítulo 24 de 2 Crônicas e no livro NÃO ERA PARA SER ASSIM – Um resumo da dinâmica e natureza do pecado, de Cornelius Platinga Jr, ed. Cultura Cristã, avancei para a página 92204. As Institutas de João calvino, parte III, já iniciei.

 

Aleluias! Hoje é um dia especial para mim e para minha esposa querida. Há exatos 22 anos eu e ela fomos agraciados, após uma campanha nossa de 7 dias, com o batismo do Espírito Santo. O relato dessa experiência se encontra no SCRIBD (http://www.scribd.com/doc/16854904/333). Hoje, 29/11/2009, estamos fazendo 8036 dias de batizados, sendo que ela tem 14.914 dias de vida e eu 18.373. A soma das nossas idades será 33.333 dias em 22/12/2009. É só uma brincadeirinha com os números. Não fiquem preocupados, pois nada temos de cabalísticos, mas apreciamos ver certas coincidências incríveis. No salmos 90:12 está escrito: "ensina-nos Senhor a contar os nossos dias a fim de que alcancemos corações sábios".

 

O testemunho já postado no SCRIBD vai a seguir transcrito para os irmãos para conhecimento:

 

"Eram 3 horas da tarde daquele abençoado domingo de 29 de novembro de 1987. Curiosamente, 29/11, foi o 333º dia daquele ano (é óbvio que 29/11 será também o 333º dia de todos os anos não bissextos) e para o primeiro dia do próximo ano, ou seja, até 01/01/1988, faltavam exatos 33 dias! Eu e minha esposa estávamos casados a menos de um ano, em dia, 316 dias de casados. Na época eu estava com 10.33? dias de vida (é somente fazer as contas: 11/08/1959 a 29/11/1987).

 

Foi repentinamente que aconteceu, foi incrível, jamais imaginei que isso pudesse ocorrer comigo e, pasmem, aconteceu o mesmo para nós dois ao mesmo tempo. É muita, muita coincidência para não falar outra coisa. Para mim o que ocorreu, foi sobrenatural!

 

Donde já se viu a língua ficar, literalmente, fora de controle? Imagine você, por exemplo, que sua mão ou seu pé, ou outro de seu órgão, começasse a se movimentar sozinho, como se houvesse alguém dentro de você fazendo dele uso, pois foi assim que aconteceu com minha língua! Ela não parava de falar, falava, falava, uma língua num idioma para mim totalmente desconhecido. Eu me senti assim como se estivesse num cantinho, apenas vendo aquele mistério se desenrolando, mas isso não é tudo.

 

Foi me dada também em meu coração, em minha mente o entendimento (não me pergunte o como, pois eu não sei) de tudo o que minha língua falava. A voz audível, pronunciada pela minha língua, que minha esposa estava ali escutando era desconhecida para ela, mas em meu interior, tudo era revelado. E as palavras eram palavras de exaltação, glorificação e agradecimentos a Deus. Incrível!

 

Você já pássou por isso, mas sem perder a consciência e podendo, a qualquer hora, pelo seu exercício de sua vontade, interromper esse mistério que estava se desenrolando? Afinal de contas, como começou isso tudo e o que se seguiu?  E minha esposa, ficou ali observando ou algo a envolveu também em grande mistério?

 

Aquele domingo de 29 de novembro de 1987 era o sétimo dia da campanha (mais uma curiosidade interessante: eu completei 10.333 dias de vida no 3º dia dessa campanha!) que nós dois resolvemos fazer buscando o que se chamava de batismo no Espírito Santo, conforme relatado na Bíblia, mais precisamente no Novo Testamento, em diversas passagens. Eu bem poderia, neste momento, enveredar-me por um caminho de demonstração bíblica exegética desse fenômeno, mas prefiro não fazê-lo, não agora.

 

Como eu estava falando, no sexto dia da campanha, brigamos por conta de um espírito de ciúmes e eu ainda fumava (pouca vergonha...). A briga ficou muito séria e minha amada ameaçou jogar fora a aliança, mas na hora do culto, conforme nossa programação de busca do batismo no Espírito Santo, resolvemos ceder e fazer o nosso culto doméstico de busca. Foi muito complicado, sem clima, nossos rostos e expressões faciais estavam carrancudas, mesmo assim, cantamos, louvamos, oramos. Ao término de nosso culto, ela foi dormir e eu fui para cozinha lavar louça e eu não parava de cantar uma canção cuja letra dizia:

1ª parte: " Eu te louvarei, Senhor, de todo meu coração. " (2x)

2ª parte: " Na presença dos anjos, a ti cantarei louvo-o-res " (2x)

 

Fui dormir na sala, enquanto minha esposa dormiu no quarto e a noite inteira louvei ao Senhor e isso se prolongou durante o dia daquele domingo até por volta das 3hs da tarde quando me aproximei dela, peguei o maço de cigarros que eu ainda usava, amassei-o juntamente com os cigarros, atirei-os longe e lhe disse que não fumaria mais a partir daquele momento. Em seguida, meio ajoelhado, meio debruçado em seu colo, pedi-lhe perdão por tudo e comecei um ato simples de oração de agradecimento a Deus pela vida dela, pela minha vida, por aquele momento e foi nesse instante que, repentinamente (eu não estava sentindo nada, nada, nada mesmo, a não ser aquela manifestação de oração simples, despretenciosa de graças a Deus), fui tomado em línguas estranhas.

 

Minha esposa ao ver aquela cena e ouir o que ouvia, abriu a sua boca e eu pude perceber que dos seus lábios somente sairam: "Meu Deus, ele está falando...." pronto, ela também entrou no mistério e ficamos ali naquele clima pentecostal por mais de 2 horas, ininterruptas. Aleluias, glórias a Deus! Tem gente que diz que precisamos ficar repetindo palavras como "glória", "glória", "glória", "glória" ... que logo haverá uma enrolação da língua e... pronto,  passaremos a falar em línguas! Bem,  conosco não foi assim. Tudo foi muito natural...sobrenatural... "

 

A Deus toda a glória!

sábado, 28 de novembro de 2009

365 dias de propósito! Dia 130/365


Minha LBH: Li até o capítulo 21 de 2 Crônicas e no livro NÃO ERA PARA SER ASSIM – Um resumo da dinâmica e natureza do pecado, de Cornelius Platinga Jr, ed. Cultura Cristã, avancei para a página 82/204. As Institutas de João calvino, parte III, já estão no meu N95, prontinhas para eu começar a ouvi-las. Aleluias!

 

Hoje é sábado e terei aula o dia inteirinho, das 8h30 às 17h, no IMPAR. Estou concluindo meu curso de teologia – Bacharel em Teologia reconhecido pelo MEC, pela Faculdade de Roraima. Já fiz também minha inscrição no vestibular unificado da Presbiteriana. Farei prova no dia 18/01/2010. A minha intenção é fazer o curso teológico deles e tornar-me pastor presbiteriano. Isso tudo deverá levar ainda uns 2 ou 3 anos.

 

Tanto estudo e preparo, não é? Mas enquanto o Senhor estiver comigo, eu irei sem recuar, sem JAMAIS DESISTIR. Ainda estou de olho em dois cursos que darei um jeito de fazê-los de forma paralela, idiomas, principalmente o inglês (eu até leio muito bem, mas não falo, não escrevo, nem consigo manter uma conversação) e na área de WebDesign (asp, php, java, css, webdesigner). Haja tempo para isso e para muito mais.

 

Como irei para os quatros cantos desta terra sem ter o domínio, ao menos, do inglês? Preciso estudar mais. Deus me pede muito mais, pois sabe que posso dar mais de mim e eu terei mais de Deus quando eu dar mais de mim a Deus.

 

Encantei-me com 2 Crônicas 20. O verso de número 22 diz que quando começaram a cantar e a dar louvores, pôs o Senhor emboscada contra os filhos de Amon e de Moabe. Josafá estava com medo deles e foi buscar ajuda do Senhor e orou. Primeiro a oração. Qual é o teu inimigo que está te afrontando e te inquietando? Será que é uma perseguição no ambiente da empresa cuja porta foi Deus quem te abriu? Ou será um vizinho ou um negociante ou um inimigo mesmo que quer ver a tua ruína? Lembre-se de Josafá: contou tudo para Deus por meio da oração.

 

Josafá reuniu todo o povo e unidos estavam em pé diante do Senhor (vs 13) esperando algo. Quem está na presença do Senhor pode esperar que Deus vai falar. E falou! Veio o Espírito de Deus sobre Jaaziel (Deus vigia sobre mim) e os consolou, os instruiu e lhes prometeu a vitória. Ficaram tão certos da vitória que ao invés de armas (não são de armas e de força que um exército se mostra vigoroso?) levaram instrumentos para cantarem e louvarem ao Senhor.

 

Lembram de Paulo e Silas quando estavam na prisão e começaram a cantar e a louvar ao Senhor o que aconteceu e quais as conseqüências? Foi algo tremendo, terremotos, quebras de cadeias, salvação de almas, grande gozo e alegria. E agora? Novamente, cantaram e louvaram o Senhor e as conseqüências? O Senhor pôs emboscadas diante do inimigo. Olha ai a tua vitória, meu irmão! Ao invés de murmurares, canta um hino de louvor a Deus e tua vitória será grande.

 

Josafá no entanto cometeu um grande e grave deslize, fez alianças com Acazias, rei de Israel que procedeu iniquamente! Cuidado com as tuas alianças estranhas em busca de tuas vitórias: políticos, 'amigos' que estão no poder, poderosos deste mundo, mas que não são do Senhor. Espera, pois, pelo Senhor. Ele já te ouviu e te dará vitórias. Espera, pois, pelo Senhor.

 

A Deus toda a glória. Amém.

sexta-feira, 27 de novembro de 2009

365 dias de propósito! Dia 129/365

Minha LBH: Li até o capítulo 18 de 2 Crônicas e no livro NÃO ERA PARA SER ASSIM – Um resumo da dinâmica e natureza do pecado, de Cornelius Platinga Jr, ed. Cultura Cristã, avancei para a página 70/204. As Institutas de João Calvino estão prontas para serem ouvidas: são mais de 20hs. Deverei levar mais de 10 dias para ouvi-la.
 
Deu-me vontade de conhecer a obra de Santo Agostinho: A CIDADE DE DEUS. Se você a tem, empresta-me? O desejo nasceu por conta do livro que estou lendo NÃO ERA PARA SER ASSIM. Hoje vendo o capítulo que fala do progresso da corrupção, deparei-me com a frase: “Se um homem é atraído pelas coisas deste mundo e separado das coisas de seu Criador, não é somente ele que é corrompido, mas o mundo todo é corrompido com ele.” (Mesillat Yesharim).
 
Quão terrível é o pecado! Falar do progresso da corrupção me despertou o desejo de meditar no quanto é terrível fazer uma santificação reversa. Há quem faça sem nem saber o que faz e ainda dá graças a Deus, devia, sim, dar graças ao Diabo. Há quem faça de propósito com a finalidade já malígna de servir mesmo ao Diabo.
 
Ontem, preguei a mensagem: EM TUDO DAÍ GRAÇAS! Na Primeira Igreja Presbiteriana de Taguatinga. Meu sermão está disponível no link: http://www.scribd.com/doc/23234746/Pregacao-na-IPB-Dia-Nacional-de-Acao-de-Gracas-26-11. Eu criei este hábito de escrever o meu inteiro sermão antes de ministrá-los e, depois, publicá-los na internet, geralmente no http://www.scribd.com/crerparaver. Caso queiram e tenham oportunidade, fiquem à vontade para baixar outros sermões. A pregação que mais tenho visitas, mais de 2150 visualizações até a data de hoje, é o sermão intitulado: “Pregação - Minha Família (da Aliança) no Plano de Deus - 23.8”.
 
Acho que Deus está me levantando para pregar e anunciar a sua palavra e eu estou querendo fazer a minha parte como José e Daniel fizeram a sua parte em sua época. Eu quero fazer o meu melhor, mas não melhor comparativamente a ninguém, mas o meu melhor para Deus. Eu não quero ser melhor nem igual a ninguém do presente século ou do passado. Deus levanta os seus em todo canto. Eu apenas quero cumprir o propósito dele na minha vida do jeito que ele quiser fazer.
 
Não tenha medo de ser usado por Deus! Não tenha medo de buscá-lo de todo o teu CAFÉ. A obra que Deus deu a você para fazer, somente você pode, em todo o universo, pode fazer. Não queira ser igual nem diferente a ninguém, mas se deixe ser usado por Deus. Vamos combinar algo sobre isso? Que tal incendiarmos o planeta terra? Para o fogo começar e não parar mais é necessário primeiro uma simples fagulha. Deus te abençoe neste dia maravilhoso. A Deus toda a glória.
 

quinta-feira, 26 de novembro de 2009

365 dias de propósito! Dia 128/365 - Muito Obrigado Senhor!

Minha LBH: Li até o capítulo 15 de 2 Crônicas e no livro NÃO ERA PARA SER ASSIM – Um resumo da dinâmica e natureza do pecado, de Cornelius Platinga Jr, ed. Cultura Cristã, avancei para a página 63/204.

 

É hoje, meu irmão. É hoje o DIA NACIONAL DE AÇÃO DE GRAÇAS!

 

Pare tudo o que estiver fazendo e agradeça a Deus por você estar ai de frente a este computador, surfando na internet e lendo este blog. Diga: muito obrigado Senhor por este dia! Foi o Senhor quem nos fez este dia, portanto, alegremo-nos nele. Não esqueçam que hoje estarei trazendo uma meditação na Primeirona e você é meu convidado de honra. O culto começara às 19h30 horas.

 

Antes eu havia falado do Autor do Doador de todas as dádivas e agora quero aproveitar para refletirmos um pouco sobre as dádivas, as bênçãos, o favor, a graça, como havia prometido. O que é e quais são as dádivas?

 

Há tantas dádivas de Deus para nós, não é verdade? Somente o fato de você estar vivo, já não é uma tremenda dádiva? E o que é que você tem ai contigo que você não tenha recebido?

 

-         "Porque, quem te faz diferente? E que tens tu que não tenhas recebido? E, se o recebeste, por que te glorias, como se não o houveras recebido?" (I Co 4:7).

 

Eu desafio você (permitam-me o uso do eu, pois também a mim me aplica esta palavra) que está sentado, lendo ou ouvindo esta mensagem a me mostrar uma coisa que você possa dizer assim para mim: isto é meu! Nem a roupa de teu corpo te pertence; nem teu próprio corpo é teu, pois se tombares morto aqui agora, a terra irá comê-lo; o teu dinheiro, as tuas posses estão contigo por um tempo e tempos, depois terás que prestar contas de tudo o que recebestes ao Senhor que, de fato, é o dono de todas as coisas.

 

"E não há criatura que não seja manifesta na sua presença; pelo contrário, todas as coisas estão descobertas e patentes aos olhos daquele a quem temos de prestar contas." (Hb 4:13).

 

Ao Senhor pertence os céus e a terra e tudo o que neles há. Todas as coisas são dele e para ele.

 

-         "Porque dele e por ele, e para ele, são todas as coisas; glória, pois, a ele eternamente. Amém." (Rm 11:36).

 

-         "Porque nele foram criadas todas as coisas que há nos céus e na terra, visíveis e invisíveis, sejam tronos, sejam dominações, sejam principados, sejam potestades. Tudo foi criado por ele e para ele." (Cl 1:16).

 

Será que ainda há dúvidas sobre as dádivas? Tudo é, ou são, dádivas! Então, por uns instantes, vamos parar um pouquinho agora mesmo para dizermos em alto e bom som ao Senhor Deus todo-poderoso: obrigado Senhor! Obrigado Senhor! Obrigado Senhor! Aleluias! Glórias a Deus!

 

Reparem que até nossas produções intelectuais pertencem ao Senhor. Esta meditação pertence ao Senhor. Os dons, a inteligência, o Espírito Santo... tudo vem de Deus e é para a glória de Deus!

 

Se sairmos daqui da leitura deste blog entendendo que devemos viver doravante dando glórias a Deus e dizendo graças a Deus, graças a Deus, graças a Deus, então começaremos a entender um pouquinho, apenas um pouquinho, tanto o autor, o doador de todas as coisas quanto as suas dádivas. Aleluias!

 

Sabendo ou entendendo quem é o Autor/Doador e quais são as dádivas (Tudo é ou são dádivas!) qual deve ser o nosso papel diante do Senhor? A nossa resposta está no Salmo 100.

 

O NOSSO PAPEL DIANTE DO AUTOR, DOADOR E DA DÁDIVA.

 

1. Celebrai com júbilo ao SENHOR, todas as terras.

2. Servi ao SENHOR com alegria, apresentai-vos diante dele com cântico.

3. Sabei que o SENHOR é Deus; foi ele quem nos fez, e dele somos; somos o seu povo e rebanho do seu pastoreio.

4. Entrai por suas portas com ações de graças e nos seus átrios, com hinos de louvor; rendei-lhe graças e bendizei-lhe o nome.

5. Porque o SENHOR é bom, a sua misericórdia dura para sempre, e, de geração em geração, a sua fidelidade.

 

Nesse salmo está clarificado qual deve ser o nosso papel diante do Senhor. Vejam que é um salmo que fala de "júbilo", de "alegria", de "cânticos", de "ação de graças" e de "louvor". Vejam o verso central, vs. 3. É impressionante!

 

-         O Senhor é Deus.

-         Ele é o criador de todas as coisas e por isso, nos fez.

-         Ele nos fez para sermos dele.

-         Ele nos fez para sermos seu povo.

-         Ele nos fez rebanho de seu pastoreio.

 

O que isso quer dizer? Novamente, é Deus nos falando que é o Senhor e que cuida de todas as coisas e é o soberano Senhor de todo o universo e que o sustenta pela sua graça e misericórdia. Ao dizer que nos fez e que fomos criados, vemos que ele faz questão de dizer que nos fez para sermos dele, para sermos seu povo, para sermos seu rebanho. Que maravilha! Como Deus é bom!

 

Muito obrigado Senhor!

quarta-feira, 25 de novembro de 2009

365 dias de propósito! Dia 127/365

Minha LBH: Li até o capítulo 12 de 2 Crônicas e no livro NÃO ERA PARA SER ASSIM – Um resumo da dinâmica e natureza do pecado, de Cornelius Platinga Jr, ed. Cultura Cristã, avancei para a página 51/204.

 

Ontem, excepcionalmente, tivemos reunião na ARCA DA ALIANÇA, pois nesta quinta-feira, fui convidado a pregar no culto de ação de graças da Primeira Igreja Presbiteriana de Taguatinga (espero você lá!). Hoje, na mesma igreja, teremos o nosso culto cuja campanha é pelos impossíveis. Se você tem uma causa impossível, eu o convido e o desafio a colocar essa causa diante do Senhor. (espero você lá!).

 

Eu iria falar das dádivas e dar seqüência ao tema de ação de graças, mas resolvi postar nossa atividade de ontem na Arca onde tivemos a nossa sessão pipoca com refrigerantes. O filme exibido foi providenciado pela Ledi e, abaixo, segue nossa impressão sobre o filme exibido.

 

Nome do filme: O FAZENDEIRO E DEUS.

 

Ontem, tivemos uma gostosa e agradável noite de sessão pipoca e refrigerante onde tivemos a oportunidade de assistir um lindo filme evangélico baseado em fatos reais que narra a história de um fazendeiro e sua família e seu relacionamento com Deus.

 

No inglês, o nome do filme é FAITH LIKE POTATOES (fé como batatas). Foi muito edificante ver, curtir todos nós juntos as lutas, sofrimentos, alegrias e tristezas, derrotas, frustrações e grandes vitórias, para mim, de toda a família, incluindo os trabalhadores zulus que se achegaram ao ator principal buscando trabalho.

 

A sinopse do filme escrita no verso da fita diz: "Um fazendeiro mudou-se para a África do Sul com a famíliae sofre uma série de perdas que julga ser incapaz de superar. Com amizades insólitas e intervenção divina providencial, ele descobre o verdadeiro propósito de sua vida e uma crença inabalável no poder da fé. A história de vida comovente de um homem que assim como as suas batatas , desenvolve as raízes da fé,que só se tornam viáveis quando chega a hora da colheita.".

 

O elenco do filme: Elenco: Frank Rautenbach ... Angus Buchan; Jeanne Neilson ... Jill Buchan; Hamilton Dlamini ... Simeon; Sean Cameron Michael ... Fergus Buchan; Casper Badenhorst ... Koos; Matthew Dylan Roberts ... Percy; Anton Treurnich ... Steyn; Candice D'Arcy ... Joanne; Morné Theunissen ... John; Rochelle Buchan ... Morag.

 

Se você ainda não assistiu, nós da Arca da Aliança recomendamos. Muitas coisas nos marcaram nesse filme:

 

A mulher do fazendeiro foi excepcional: batalhadora, de oração, fiel, sempre apoiando, acreditando, incentivando, muitas vezes sofrendo calada, mas sem desanimar. Inclusive levou os solteiros a exclamarem: eu quero que minha mulher seja assim!

 

O ator principal era aquele homem trabalhador, mas bruto, rústico e tinha tudo para cair nos vícios, na violência, mas a sua mulher foi o diferencial que o levou aos pés de Jesus. Quando se converteu, tornou-se mesmo crente. Crente de verdade! Pregador! Homem de fé! Transformado foi capaz de lotar um estádio e se dedicar ao Reino de Deus e sua Justiça. A sua fé, demonstrada ao longo do filme e, principalmente, por ocasião da plantação de batatas, mexeu comigo a ponto de eu me questionar se realmente a fé que eu tenho é uma fé como a de Angus Buchan. Sua mulher que já era boa, agora tinha um sorriso de orelha a orelha.

 

A família: sempre unida. Lutas e mais lutas, mas unida. A família venceu por conta da mulher e de sua fé. A mulher sábia edifica o seu lar! "Toda mulher sábia edifica a sua casa; mas a tola a derruba com as próprias mãos." (Pv 14:1). Gostei de ver essa família e sua união e firmeza numa terra distante em meio a estrangeiros. Pensei muito nos missionários.

 

No filme encontramos: valorização da família, conversão genuína, fé – muita fé, união, amizade, trabalho e prosperidade. Gostamos e recomendamos.

 

A Deus toda a glória!

terça-feira, 24 de novembro de 2009

365 dias de propósito! Dia 126/365

Minha LBH: Li até o capítulo 9 de 2 Crônicas e no livro NÃO ERA PARA SER ASSIM – Um resumo da dinâmica e natureza do pecado, de Cornelius Platinga Jr, ed. Cultura Cristã, avancei para a página 46/204 (é um livro mais elaborado, robusto e difícil, por isso o lento progresso).
 
Nesta semana a temática é ação de graças. Em nosso post anterior explicamos um pouco da história desse dia nos EUA e no Brasil. Também falamos da criação do Dia Nacional de Ação de Graças pela Lei 781/1949. São 60 anos de história de Ação de Graças no Brasil.
 
Não há, obviamente, que se falar em ação de graças se não partirmos de alguns pressupostos para nossa reflexão. Por exemplo, se eu não creio que Deus exista, nem que haja um Senhor, porque haveria eu de ter tal atitude de ação de graças? Irei agradecer o quê? e a quem? Logo, para eu agradecer ou ter uma atitude de gratidão em relação a qualquer coisa, eu preciso de um motivo, favor, graça (isso irá responder “o quê?”) e de um autor, doador (isso irá responder “a quem?”).
 
Os meus pressupostos relativamente ao autor ou doador das dádivas são basicamente três:
 
  1. Primeira: Deus existe.
 
2.      Segunda: o Deus que existe nos deixou legado uma Escritura.
 
3.      Terceira: tudo o que preciso saber do Deus que existe nos deixou legado uma Escritura está, óbvio, nas Escrituras.
 
  • Porque tudo o que dantes foi escrito, para nosso ensino foi escrito, para que pela paciência e consolação das Escrituras tenhamos esperança.” (Rm 15:4).
  • Toda a Escritura é divinamente inspirada, e proveitosa para ensinar, para redargüir, para corrigir, para instruir em justiça;” (2 Tm 3:16).
  • Sabendo primeiramente isto: que nenhuma profecia da Escritura é de particular interpretação. Porque a profecia nunca foi produzida por vontade de homem algum, mas os homens santos de Deus falaram inspirados pelo Espírito Santo.” (2 Pe 1:21)
 
É mediante o estudo e a meditação das Escrituras que eu irei aprender as coisas sobre Deus e sobre o seu Reino e sua Justiça (a criação, a queda do homem, a redenção, a escatologia e tantas outras). Para nossa pequena reflexão do momento, basta sabermos que o Deus que existe e que nos deixou legado a Escritura é:
 
  • o Deus trino (Pai, Filho e Espírito Santo). O Deus pessoa. O Deus soberano, sábio e bom;
  • é aquele que se revela pela natureza e pelas coisas criadas tornando os homens indesculpáveis diante dele.
  • Porquanto o que de Deus se pode conhecer neles se manifesta, porque Deus lho manifestou. Porque as suas coisas invisíveis, desde a criação do mundo, tanto o seu eterno poder, como a sua divindade, se entendem, e claramente se vêem pelas coisas que estão criadas, para que eles fiquem inescusáveis;” (Rm 1: 19, 20).
 
Feita essa pequena introdução sobre o autor e doador de todas as dádivas, poderemos refletir agora sobre a própria dádiva: quais? O que é dádiva? Mas, isso vai ficar para amanhã. Deus abençoe a todos nós. A Deus toda a glória. Amém.
 

segunda-feira, 23 de novembro de 2009

365 dias de propósito! Dia 125/365 (segunda-feira, 23 de novembro de 2009)

Minha LBH: Li até o capítulo 6 de 2 Crônicas e no livro NÃO ERA PARA SER ASSIM – Um resumo da dinâmica e natureza do pecado, de Cornelius Platinga Jr, ed. Cultura Cristã, avancei para a página 41/204. Estou ainda preparando também para ouvir AS INSTITUTAS, de João calvino para tentar começar a ouvir em breve. Ontem o Pr. Sabino disse: “quando o homem trabalha, trabalha, mas quando ora, Deus trabalha”. O registro é para nossa reflexão.
 
Ontem o culto foi diferente e, creio, um marco divisor na história da “Primeirona”. O Pr. Sabino, cheio do Espírito Santo ousou e pregou uma palavra desafiadora à nossa fé. Sem ofender ninguém e com muita classe exaltou os irmãos que são apaixonados e zelosos pela doutrina, mas que não deviam somente ficar com a doutrina e esquecer de dividir o pão e abraçar o irmão por quem Cristo também morreu. Nós devemos amar a doutrina, mas também devemos amar o nosso irmão. Propôs que estivéssemos todos JUNTOS num só propósito.
 
Pregou e despertou o povo a orar pedindo ao Senhor curas, sinais, prodígios e maravilhas na igreja. Orou pelos que tinham dores de cabeça, pelos DA, por problemas de coluna, males incuráveis, depressão. Enfatizou que Deus é o mesmo ontem, hoje e sempre e que seu Espírito está aí pronto para realizar os sinais de Deus para a glória de Deus. Disse que quer ver na igreja essas manifestações e que a timidez, doravante, acabara e, em seu lugar, entrou para ficar e permanecer a ousadia. Em todos os seus cultos que terá, a partir de agora, a oportunidade de ministrar, pedirá ao Senhor e ousará cada vez mais por curas, sinais, prodígios e milagres. Que Deus te abençoe e prospere o teu caminho, pastor Sabino. Eu também, tendo minha oportunidade, somarei e contribuirei com o tema, pois creio que Deus é maior do que as nossas tolas tolices doutrinárias.
 
Está chegando ai o DIA NACIONAL DE AÇÃO DE GRAÇA! Ele é comemorado na quarta quinta-feira de Novembro e a deste ano, cairá no dia 26 de novembro. Se fizermos os devidos cálculos, veremos que esse dia pode cair somente entre os dias 22 e 28 de novembro. Nos anos bissextos que a quinta cair no dia 28, teremos a seguinte coincidência: o dia 28 será o 333° dia do ano e para o dia primeiro do ano seguinte estarão também faltando 33 dias. Como a nossa 4ª quinta-feira, deste ano, caiu no dia 26 e o ano não é bissexto, dia 26 de novembro será o 330° dia do ano.
 
Conforme a tradição, considerando que o primeiro Dia de Ação de Graças, americano, aconteceu em 1621, o próximo dia 26 será o 488° ano em que se comemora o dia de ação de graça. No Brasil, em 1949, no 128º da Independência e no 61º da República, foi votada no Congresso Nacional e sancionada pelo Presidente Eurico Gaspar Dutra, a Lei n° 781, de 17 de agosto de 1949. Essa lei instituiu no Brasil o DIA NACIONAL DE AÇÃO DE GRAÇAS, o qual seria comemorado na última quinta-feira de novembro. Todavia, pela Lei 5.110, de 22 de setembro de 1965, já no governo do Marechal Humberto de Alencar Castello Branco, da família do escritor José de Alencar, primeiro presidente do regime militar instaurado pelo Golpe Militar de 1964, mudou-se da última quinta-feira de novembro para a quarta quinta-feira do mês de novembro. Portanto, estaremos comemorando, nesta quinta-feira, 60 anos de ação de graças no Brasil.
 
Não podemos deixar de esquecer que na história, Joaquim Nabuco, Embaixador do Brasil nos Estados Unidos, no ano de 1909, assistiu a um Culto de Ação de Graças americano e extasiado, declarou: "Quisera que toda a humanidade se unisse, num mesmo dia, para um universal agradecimento a Deus".
 
E você já agradeceu a Deus hoje pela sua vida? Que Deus te abençoe e te prospere em seus caminhos santos. A Deus toda a glória. Amém!
 

domingo, 22 de novembro de 2009

365 dias de propósito! Dia 124/365

Minha LBH: Li até o capítulo 3 de 2 Crônicas e no livro NÃO ERA PARA SER ASSIM – Um resumo da dinâmica e natureza do pecado, de Cornelius Platinga Jr, ed. Cultura Cristã, avancei para a página 34/204. Estou já preparando também para ouvir AS INSTITUTAS, de João calvino para tentar começar já na segunda-feira próxima. Como já me disse o Pr. José Orcélio, DEUS OPERA QUANDO O HOMEM COOPERA. Estou fazendo, diariamente, minha parte. Deus ainda vai me usar por conta disso.

 

Essa questão do pecado é muito delicada. Modernamente, a idéia do pecado parece até descabida e de que o homem precisa de um salvador, pior ainda. Vai falar disso no meio acadêmico secular, num curso sério e renomado de psicologia, de sociologia ou em até em alguns cursos de teologia. Você será tachado de retrógrado, antiquado e falso moralista.

 

No entanto, temos de resgatar a idéia do pecado, pois é o mal e velho pecado o problema do homem moderno, da sociedade e do mundo em que vivemos. Se descartarmos a idéia de Deus ou readaptá-la às nossas conveniências, conforme nossas crenças e razão, estaremos livres para falarmos e estudarmos o comportamento humano e produzirmos teorias fabulosas procurando explicar as variações, desvios e doenças. Mas não podemos descartá-la, simplesmente porque Deus existe.

 

Se Deus existe, logo o pecado existe. Se o pecado existe, logo o problema do homem está direta e indiretamente relacionado ao seu relacionamento com Deus. O pecado é uma afronta a Deus. O pecado é uma declaração do homem a Deus dizendo-lhe: afasta-te de mim, pois quero seguir o meu caminho, conforme a minha vontade. A Palavra de Deus é clara ao dizer que por causa do homem haver rejeitado o conhecimento de Deus, Deus os entregou a si mesmos.

 

A dinâmica do pecado, em primeiro lugar, tem de considerar a rejeição do conhecimento de Deus, pois em o havendo, não se há liberdade para o agir pecaminoso. Para pecar, seja ele qual pecado for, o homem precisa, primeiro, rejeitar o conhecimento que ele mesmo possui de Deus (pois como haveria de rejeitar algo que já não o possuisse?).

 

Ao rejeitar primeiro o conhecimento de Deus, o caminho para o pecado estará aberto, preparado. Simplesmente não dá para pecar tendo Deus como cúmplice, pois ele odeia, detesta o pecado. Para você poder pecar, primeiro você tem de MATAR a Deus e somente depois de sua morte é que você conseguirá liberdade para pecar. Entendeu? O presente assunto me consome, por isso, com certeza, voltaremos a ele.

 

Agora estou indo para a igreja. Será meu primeiro dia na EBD como professor, sendo a minha disciplina: COSMOVISÃO CRISTÃ – Enxergando o mundo com os olhos de Deus, texto de Rev. Filipe Costa Pontes. Senhor, ensina-me e eu aprenderei; capacita-me, e eu serei capacitado. Amém. Soli Deo Gloria.

sábado, 21 de novembro de 2009

365 dias de propósito! Dia 123/365

Minha LBH: Acabei hoje o primeiro livro de Crônicas e também a leitura do livro de Kris Lundgaard, O MAL QUE HABITA EM MIM (158p/6d – média de 26p/dia). Eu somente não me animei a fazer a resenha da leitura. Iniciei a leitura de outro livro, mas não aquele O ESCÂNDALO DO COMPORTAMENTO EVANGÉLICO - Por que os evangélicos estão vivendo exatamente como o resto do mundo?, de Ronald J. Sider, mas outro que trata da temática do pecado: NÃO ERA PARA SER ASSIM – Um resumo da dinâmica e natureza do pecado, de Cornelius Platinga Jr, ed. Cultura Cristã. Estou gostando e já me encontro às páginas 26, onde o autor vai apresentar a definição do termo pecado.

 

Gostaram da nova cara do JAMAISDESISTA!? Ainda é somente um pequenino ensaio, pois é minha pretensão melhorar o visual e agregar mais valor ao site dando-lhe maior poder comunicativo que possibilite interação e interabilidade entre o JAMAISDESISTA! e os internautas do mundo da internet. Eu mesmo pretendo no ano que vem, em minhas folgas (será que as terei? Ou terei de fabricá-las?) estudar webdesigner, php, java, css, etc – tudo, todavia, seja feito para a glória de Deus!

 

Vocês pensam que é brincadeira? Não é fácil não, mas Deus é quem me sustenta e me dá forças para caminhar, caminhar, sempre avante, esquecendo-me das coisas que para trás ficam e avançando para as que estão diante de mim estão, vou prosseguindo olhando para o alvo. Eu tenho meus 50 anos, mas me sinto como um jovem de 18, sonhador, idealizador e com vontade de realizar grandes feitos em e para o nome e glória do Senhor. Aleluias!

 

Um de meus alvos já está sendo alcançado com o JAMAISDESISTA! Estou querendo ser um exemplo, em primeiro lugar, para mim mesmo, meu desejo é o de sempre querer me superar; em segundo lugar, para os que são jovens, pois um senhor de meia idade insiste e persiste em correr sem jamais recuar – se eu puder realizar 10x mais, vocês jovens, poderão realizar 10x100 vezes mais!; em terceiro lugar, para os que já acham que sua vida acabou e que agora é somente sentar e ver a vida passar até a sua morte chegar: não pensem assim, pois no céu não há aposentados.

 

A minha campanha não irá parar (disso, todos vocês são testemunhas, pois estão 'vendo ao vivo' o meu dia-a-dia), pelo contrário, irei sempre agregar maior valor que me farão crescer ainda mais. Iniciei com meia hora de oração diária, a primeira meia hora do dia, geralmente das 5 às 5h30; depois, meia hora diária de leitura bíblica sistemática, preferencialmente na ordem dos livros, isto é, de Gênesis à Apocalípse (atualmente estou em 2 Crônicas); incluí a leitura diária e sistemática de bons livros evangélicos, sendo que meu progresso vai sendo registrado diariamente; também, diariamente, coloco uma mensagem bíblica reflexiva, como esta que você está lendo (isso tudo, consome horas).

 

Ademais, sou pai de família; trabalho 8h/dia em atividades muito intensas e de muitas responsabilidades; na igreja presbiteriana onde congrego, carinhosamente conhecida como a "Primeirona", sou: diákono; líder de grupo familiar Arca da Aliança; professor de Escola Bíblica Dominical e participante do coral Arautos do Rei; além disso, sou gideão, dos Gideões Internacionais; estou no último semestre do curso reconhecido pelo MEC de Bacharel em Teologia, pelo IMPAR e estou fazendo meu TCC (só a graça de Deus para nos fortalecer). Também acabo de fazer minha matrícula para o vestibular unificado da Igreja Presbiteriana do Brasil sendo minha intenção fazer o curso teológico presbiteriano e tornar-me no tempo apropriado, pastor presbiteriano.

 

Quer mais? Farei também um curso de idiomas, sendo minha intenção estudar e falar o inglês, principalmente e sendo ainda possível: espanhol, francês e alemão. Faltam 8 anos para eu me aposentar em meu emprego. Logo, aos 58 anos estarei livre sem ser pesado financeiramente a ninguém. Enquanto a chama do amor de Deus queimar em meu interior, o fogo não se apagará, nem a minha lâmpada se extinguirá, antes nos consumiremos todinho para a glória de Deus!

 

Desde o dia em que resolvi voltar meus olhos para Jesus e nele colocar todo o foco de meu ser, as coisas estão se encaminhando de uma maneira espetacular. Senhor, de que adianta correr e conquistar o mundo se o Senhor não me abençoar para que eu cumpra aquilo que me tens designado para fazer? Eu não quero, Senhor, ser melhor do que ninguém, nem maior, mas o melhor e o maior para ti, somente para ti. Que meus olhos jamais se desviem de ti e então estarei seguro sabendo que nada fiz, apenas fui teu instrumento no qual arranjaste a tua melodia para tocar a tua música na presente geração malígna e afastada de ti. Amém. Soli Deo Gloria!

sexta-feira, 20 de novembro de 2009

365 dias de propósito! Dia 122/365

Minha LBH: I Cr 26:32. Minha leitura do livro de Kris Lundgaard, O MAL QUE HABITA EM MIM, estou na página 137/158. Ontem, tivemos nossa 29ª reunião de nosso Grupo Familiar Arca da Aliança e Deus nos deu uma reunião maravilhosa onde a graça, o amor e a misericórdia de Deus foram abundantes. Quem pregou foi meu filho de 16 anos, Miguel.
 
Abaixo reproduzo em linhas gerais a sua ministração e o recado de Deus passado a todos do grupo. Tema e Ref. Bíblica: UNIDOS, EM NOME DE JESUS, VENCEREMOS. Ref. Bíblica: Jz 20: 7-11
 
Primeiramente, nosso preletor, fez uma exposição bíblica do fato relatado em Juízes envolvendo um episódio desagradável de afrontamento à concubina de um levita que foi abusada toda uma noite pelos filhos de Belial na cidade de Gibeá, dos Benjamitas.
 
Aborrecido o Levita cortou a mulher em 12 partes e as enviou as 12 tribos de Israel narrando o que acontecerá. Como não houve colaboração dos Benjamitas em revelar e entregar os responsáveis pelo feito, todos se uniram e partiram contra Benjamim.
 
Nas duas primeiras investidas, foram seriamente derrotados e já estavam se desanimando. O sucesso do ataque aos Benjamitas somente aconteceu quando consultaram ao Senhor, se uniram e traçaram estratégias, com divisão de tarefas.
 
Embora seja um episódio triste (falta de hospitalidade, abuso sexual, guerras internas – tribos x tribo) de violência, de ignorância e de pecado, que por muito pouco não eliminou de vez uma das tribos de Israel, o fato relatado pode nos ensinar muitas coisas. O interessante da Palavra de Deus é que tanto os sucessos quanto os fracassos, todos estão relatados para nosso aprendizado.
 
Aproveitando da situação e do contexto criado enfatizou que qualquer empreendimento que seguir esse caminho terá enormes chances de sucesso, inda que não lícito.
 
Quando, dentro de um grupo, ocorrer objetivo comum, forem traçadas estratégias e desenhados planos, feita divisão de tarefas e, principalmente, consulta ao Senhor, o sucesso é bem provável.
 
Ressaltou a união do grupo e a importância de um propósito e nada poderá impedira a conquista, a vitória e o sucesso do negócio. No entanto para que o grupo esteja e fique unido é necessário tratar e tirar todas as mágoas dos corações exercitando tanto o pedido de perdão quanto a liberação do mesmo que, por ventura, nos tenha afrontado.
 
Se não tratarmos das magoas em cada coração o nosso avanço redundará em fracasso e nosso esforço será em vão. A aplicação foi perfeita, principalmente, por conta do problema testemunhado pela irmã Geraldina. Deus então nos levou a um movimento de oração pela irmã, pelo Johnatas e pela Talita. Ainda pretendemos (eu e o Pr. Nelsinho), estrategicamente, fazermos um trabalho pastoral de visita ao irmão afastado.
 
A Deus toda a glória!
 

quinta-feira, 19 de novembro de 2009

365 dias de propósito! Dia 121/365

Minha LBH: I Cr 23:32. Minha leitura do livro de Kris Lundgaard, O MAL QUE HABITA EM MIM, estou na página 123/158. Preguei ontem, 18/11/2009, na “Primeirona” na campanha dos impossíveis. O tema foi: ENQUANTO HOUVER HOMENS DE DEUS, VIZINHOS E VASILHAS – VAZIAS – O AZEITE NÃO IRÁ FALTAR, baseado em 2 Reis 4:1-7. O inteiro sermão, na forma escrita, está disponível em: http://www.scribd.com/doc/22735306/Pregacao-na-Primeirona-O-Azeite-nao-vai-faltar-18-11.
 
Pretendo incluir em minha próxima leitura, o livro O ESCÂNDALO DO COMPORTAMENTO EVANGÉLICO - Por que os evangélicos estão vivendo exatamente como o resto do mundo?, de Ronald J. Sider.
 
O autor de O Escândalo do Comportamento Evangélico, Ronald Sider, é professor de teologia, ministério holístico e de políticas públicas. É presidente dos Evangélicos pela Ação Social. Orador e escritor mundialmente conhecido, falou em seis continentes e publicou vinte e sete livros e vários artigos. O seu livro Cristãos Ricos em Tempo de Fome foi reconhecido pela Christianity Today com um dos cem livros religiosos mais influentes do século 20. É editor da revista PRISM e colaborador de Christianity Today e de Sojourners. Leciona em diversas universidades ao redor do mundo, incluindo Yale, Harvard, Princeton e Oxford.” (http://www.ultimato.com.br/?pg=show_livros&util=1&registro=363 ).
 
O tema me parece muito interessante principalmente nos tempos modernos onde Mamon e não Deus tem a primazia nas escolhas de muitas pessoas, inclusive as ditas evangélicas. É triste!
 
Hoje é dia de reunião na ARCA DA ALIANÇA e você é o meu convidado. Quem irá pregar será meu filho Miguel, 16 anos, mas um menino cheio do Espírito Santo. Eu moro na QNF 08, em Taguatinga Norte.
 
Sobre a pregação de ontem, disponho abaixo um pequeno trecho:
 
“...O que fazer nos momentos de crises em nossas vidas em que a qualquer momento estarão na porta de nossa casa credores querendo levar de nós nossos bens mais preciosos?
 
Ela clamou à pessoa certa! Um homem de Deus que, sem dúvidas, tinha a fama na região de uma pessoa que andava com Deus, cujo testemunho era de todos conhecido.
 
Nós poderíamos ousar e fazer um paralelo da seguinte maneira:
 
A mulher somos nós que estamos na estrada da vida rumo a Canaã celestial.
 
Eliseu representa o Pai, o Senhor, sempre pronto a nos socorrer diante de nossos problemas: “que te hei de fazer?” (vs 2), “Que quereis que eu vos faça” (Mt 20:32). O Senhor assim perguntou aos dois cegos de Jericó que clamavam diante dele dizendo: “Senhor, Filho de Davi, tem misericórdia de nós” (Mt 20:31).
 
Ressalte-se que aqueles dois cegos tinham diante de si o seu problema impossível e ainda tinham de enfrentarem a oposição dos que tentavam impedi-los de se achegarem ao Senhor para apresentarem o seu clamor, mas foram insistentes e não desistiram até que Jesus parou... ele sempre irá parar, sempre, quando ouvir o clamor de um de seus filhos que a ele o invocam.
 
Ele parou e lhes disse: “Que quereis que eu vos faça”. E qual foi a resposta divina do Senhor Jesus? Ele ficou condoído, sim Jesus também fica condoído, isso mesmo, ele sabe de nossas dores e lutas. Jesus tocou-lhe os olhos e IMEDIATAMENTE recuperaram a vista e o foram seguindo! Aleluias! Nesta noite o Senhor está passando por aqui, pronto a ouvir o teu clamor de misericórdia. Ele vai te tocar e você IMEDIATAMENTE será curado, visitado.
 
Voltando a nossa história, aquela mulher clamou a Eliseu e este lhe fez duas perguntas:
 
  1. O que te hei de fazer?
  2. O que tens em casa?
 
Isso nos mostra duas coisas importantes. Primeiro, devemos pedir ao Senhor e apresentar diante dele o nosso pedido, a nossa oração. Segundo, por pior que seja a nossa situação, sempre temos alguma coisa que pode ser usada por Deus e ser multiplicada redundando em bênçãos.
 
Ela diz que não tem nada em casa, se não somente uma botija de azeite. E você o que tens em casa? Também não tens nada a não ser uma botija de azeite? É suficiente para Deus operar um grande milagre na sua vida que você jamais se esquecera. ...”
 
A Deus toda a glória. Amém!
 

quarta-feira, 18 de novembro de 2009

365 dias de propósito! Dia 120/365 (quarta-feira, 18 de novembro de 2009)

Minha LBH: I Cr 20:08. Minha leitura do livro de Kris Lundgaard, O MAL QUE HABITA EM MIM, estou na página 107/158. Hoje é quarta-feira, 18/11/2009, dia de culto na “Primeirona” da campanha dos impossíveis. Eu tenho minha causa impossível... impossível mesmo... será meu quarto dia da minha campanha. Eu creio que o meu Deus realiza o impossível.
 
Como vocês sabem, tenho por hábito escrever e isso já vem de longas datas. Além deste blog, do blog da Arca da Aliança e de outros blogs, SCRIBD, twitter, eu também sempre ando com o meu caderninho de anotações e meditações e folheando ele ontem deparei-me com uma reflexão que fiz em maio de 2009 e vou reproduzi-la abaixo.
 
Bom, acredito que hoje aprendi o que é pregação e o segredo de pregar bem. Sabe o segredo?
 
  • Ele não está na eloqüência, no dom, na técnica;
  • Ele não está no domínio das letras, livros e escritos;
  • Ele não está no conhecimento, na história, no testemunho;
  • Ele não está na arte da oratória, do discurso, da fala.
 
O segredo de uma boa e eficaz pregação está no pregador!
O pregador é, ou não, a excelência da pregação.
Quando o pregador tem uma vida com Deus, as suas palavras serão aquelas que Deus quer falar àqueles a quem Deus quer comunicar.
No entanto, o pregador consciente de que sabe que Deus o usa deve também buscar aperfeiçoar:
 
  • Sua eloqüência, seu dom, sua técnica;
  • O seu domínio das letras, livros e escritos;
  • O seu conhecimento, na história, no testemunho;
  • A sua arte da oratória, do discurso, da fala.
 
Além disso, como a palavra é de Deus, que é quem nos usa, é dever do pregador depois de preparar sua palavra, incuba-la, rega-la, com orações e lágrimas, pois é somente Deus quem pode gerar vida em um sermão!”
 
Eu havia escrito essa meditação logo após eu ter pregado meu primeiro sermão em uma igreja evangélica, no culto dos adolescentes “SIMPLESMENTE JOVEM”, da Igreja Batista Ebenézer, em 16/05/2009 – essa pregação e todas que eu tenho o privilégio de ministrar, eu as publico no SCRIBD. O link dessa, especificamente, é: http://www.scribd.com/doc/15533772/O-Senhor-e-bom-e-a-sua-misericordia-dura-para-sempre (ele está com 627 visualizações e 13 downloads, isso em 18/11/2009, às 08h15).
 
Deus está me chamando para pregar! A responsabilidade é grande, mas se a obra é de Deus, quem poderá impedi-la? Ainda sobre o tema da pregação, estou preparando um documento que me servirá de guia sempre que eu pregar. Ele foi preparado em 05/03/2009 e quando eu conclui-lo, também publicarei no SCRIBD:
 
A MINHA PREGAÇÃO
 
CONJURO{-TE} pois diante de Deus, e do Senhor Jesus Cristo, que há de julgar os vivos e os mortos, na sua vinda e {no} seu reino, Que pregues a palavra, instes a tempo e fora de tempo, redarguas, repreendas, exortes, com toda a longanimidade e doutrina.” 2 Tm 4:1 e 2.
 
Na hora de pregar a palavra de Deus, quais os meus principais objetivos:
 
Eu devo esforçar-me por dar glórias a Deus. Tanto o que prega quanto os que ouvem devem ser levados a glorificar a Deus, não somente no culto, mas também, e principalmente, fora do culto. Isso deve se constinuir numa disposição mental contínua.
 
Eu devo esforçar-me por pregar a palavra de Deus. A palavra tem de ser de Deus, recebida dele, gerada em agonia e dores como de um parto. A palavra é de Deus, primeiramente dirigida a mim mesmo.
 
Eu devo esforçar-me por pregar uma palavra que produza vida e gere mudanças. A palavra a ser pregada deverá ter como objetivo produzir vida, gerar mudanças de atitudes.
 
Eu devo esforçar-me por pregar uma palavra que desperte a fé. A palavra deverá gerar esperanças e produzir no ouvinte a convicção de que vale a pena crer, trabalhar e esperar em Deus. Agregar à pregação, sempre, testemunhos e/ou ilustrações edificantes que se encaixem no tema, mas sem exageros.
 
Eu devo esforçar-me por pregar uma palavra centrada nas Escrituras. A palavra deve estar centralizada e alicerçada nas Escrituras e deve ser pregada com entusiasmo, convicção, autoridade.
 
Eu devo esforçar-me por respeitar o ouvinte. A palavra deve ser pregada com amor, muito amor, com respeito, muito respeito. Cada ouvinte é uma criatura de Deus que exige do pregador, no mínimo, respeito, inda que seus pensamentos, comportamentos e vida sejam contrários aos ensinos bíblicos.
 
Eu devo esforçar-me por não querer agradar ao homem. A palavra a ser pregada não deverá agradar quem quer que seja. Que jamais seja o foco da minha pregação a satisfação dos ouvintes, mas a entrega da palavra de Deus.
 
Se possível, compareça hoje na “Primeirona”, eu estarei pregando. Será uma honra recepciona-lo. A Deus toda a glória! Amém!
 

terça-feira, 17 de novembro de 2009

Transformando a amargura dos porquês em doçura da doação e do perdão - altamente recomendado!

Boa noite, meus amigos.

Ao escutar essa pregação (http://www.youtube.com/watch?v=KEKzUMwEbrI), não pude deixar de compartilhá-la, pois sei, tenho certeza, Deus irá falar com você tremendamente. O pregador é o Rev. Sabino Cordeiro Dourado, da "Primeirona", Primeira Igreja Presbiteriana de Taguatinga: http://www.primeiraipt.org.br, homem de Deus, cheio do Espírito Santo e de temor a Deus.

Se você perdeu algum ente querido, seu irmão/irmã, pai/mãe, filho/filha, amigo/amiga e vive cabisbaixo, triste e decepcionado com a vida e se interrogando sobre o porquê? porquê? porquê? então você precisa ouvir essa pregação.

Essa é a parte 1 de 6. As demais partes, são fáceis de localizar. Deus irá abençoá-lo e curar toda a amargura da tua alma e trazer de volta a doçura à sua vida. Eu creio nisso, por isso te recomendo. Visite também http://www.jamaisdesista.com.br e todos os dias receba uma palavra de Deus. Estamos também no twitter: http://twitter.com/jamaisdesista e também no SCRIBD: http://www.scribd.com/crerparaver: será uma honra receber a sua visita.

365 dias de propósito! Dia 119/365

Minha LBH: I Cr 17:27. Minha leitura do livro de Kris Lundgaard, O MAL QUE HABITA EM MIM, estou na página 95/158. Estou também ouvindo as Institutas de João Calvino, terminei o tomo II. Pretendo, no entanto, ouvir dois livros, em breve, que são exigidos como conhecimento básico para se prestar o vestibular unificado da IPB. São eles: Orígenes Lessa - O Feijão e o Sonho e de Machado de Assis, O Alienista.
 
Eu vou ser muito franco com relação ao livro de Kris Lundgaarg, eu prefiro John Owen, mesmo com aquela péssima tradução. Há muitas coisas interessantíssimas no O MAL QUE HABITA EM MIM, mas a sua maneira de lidar com o pecado do tipo nos dando uma fórmula para não pecar ou querendo fazer nascer dentro de nós um temor que não existe quando se está cego pelo engano do pecado, fez com que eu perdesse um pouco o interesse nele, mas o lerei até o fim. Eu já ouvi de alguns que tem por hábito ao término de suas leituras fazer uma resenha crítica de sua leitura. Amei a idéia, mas confesso que ainda não consegui superar a preguiça...
 
Se você quer ir longe, meu amigo, se queres vencer a corrida, se queres se sobressair, a tua maior inimiga se chama a preguiça! É fruto do espírito Santo a disciplina (Gl 5:22) e somente os disciplinados conseguem manter um rítimo constante, perseverante e atuante. Eu disse aos meus filhos que quem fala um idioma a mais tem melhor chance no mercado e na vida em geral. Também lhes disse que se tocassem algo (instrumento musical), também iriam se sobressair de alguma forma, pois estariam à frente de muitos. Tudo o que você puder fazer que coloque a preguiça debaixo de teus pés será bom para você e para todos os que estão ao seu redor.
 
Voltando à questão do pecado e, principalmente, dos hábitos pecaminosos que como praga insistem e persistem em nos dominar, nos controlar e nos subjugar, eu não creio em fórmulas, mas no domínio do pecado! Você jamais irá vencê-lo! Eu sinto muito te dar essa notícia cruel e, se por acaso, por uns tempos, você o dominar, você está, lamentavelmente, em grande laço. Há somente um que consegui vencê-lo, Jesus Cristo e ele não somente venceu para ele mesmo, mas para te dar a vitória sobre o pecado.
 
Sabe quem não peca de modo algum? Os mortos! Se você está vivo, você será, fatalmente, dominado. Para vencer o pecado, você tem de estar morto para o pecado. Mas, ... como é isso? Na prática, por exemplo, eu não consigo abandonar, por exemplo, a lascívia. Quando menos espero, lá estou eu flertando com ela e me lambuzando em suas iguarias e me embriagando em seu vinho (Dn 1:8). Pelo amor de Deus, como me hei de ver-me livre do corpo desta morte? Você quer saber o que eu penso e como eu lido com isso? Coloco-me à disposição!
 
Na leitura de hoje me deparei com o capítulo 15 que narra a forma correta que Davi empregou para conduzir a Arca da Aliança para Jerusalém. Seria interessante fazer um paralelo entre as entradas gloriosas: - a da Arca narrada em I Cr 15 e - a do Senhor Jesus em Mateus 25: 1-11. Quem está na presença de Deus não pode andar nem conduzir nada do que é de Deus da sua forma, à sua maneira, mas como Deus orienta e direciona. Ainda assim, seguindo o que Deus orienta e se alegrando na presença do Senhor, a sua mulher o rejeitou, o desprezou em seu coração. As conseqüências para ela foram terríveis! CUIDADO! CUIDADO COM VOCÊ QUE ANDA NA PRESENÇA DO SENHOR!
 
Russel Shedd fala de 4 bênçãos de Deus para Davi, em I Crônicas 17:
 
  1. Tornou o pastor de ovelhas em rei de Israel – vs 7.
  2. O Senhor andava com ele – vs 8.
  3. O Senhor eliminou os seus inimigos – vs 8.
  4. O Senhor lhe deu um renome – vs 8.
 
Ah, como é bom andar e estar com Deus! A tua fidelidade e busca constante não ficará em vão: continue a buscá-lo de todo CAFÉ! A Deus toda a glória!
 

segunda-feira, 16 de novembro de 2009

365 dias de propósito! Dia 118/365

Minha LBH: 2 Cr 14:17 e a leitura do livro de Kris Lundgaard, O MAL QUE HABITA EM MIM, estou na página 75/158. Doravante, como já dantes disse, minhas leituras incluirão a Bíblia e um ou mais livros que estarei lendo e/ou ouvindo. Que tudo seja feito para a glória de Deus.
 
As muitas mulheres arruinaram tanto a vida de Davi quanto a de Salomão e de muitos outros. Vejam o que diz Deuteronômio 17:17: “Tampouco para si multiplicará mulheres, para que o seu coração se não desvie; nem multiplicará muito para si prata ou ouro.” Tanto mulheres demais quanto dinheiro demais são laço para nossa alma. Se Deus o fizer prosperar muito, cuidado: tire os teus olhos e coração dessas coisas. Mujlheres especiais para mim, na minha vida, bastam umas cinco, sendo que apenas uma como esposa, as demais: filhas, netas, mãe, avó.
 
A Bíblia fala que Davi foi um homem segundo o coração de Deus e aproveitando o comentário de Russel Shedd de 2 Cr 14:10, com pequeninas adaptações, eu explico porque (as referências são de 2 Crônicas):
 
  1. Reconhecia que Deus o fizera rei – 14:2.
  2. Reconhecia que era um instrumento nas mãos de Deus – 14:2.
  3. Consultava, inquiria, Deus em tempos de tribulação – 14:10.
  4. Não Confiava em sua própria sabedoria – 14:10.
  5. Dava a Deus as glórias devidas por suas vitórias – 14:11.
  6. Obedecia sem perguntas ou reservas e assim obtinha suas vitórias – 14:12.
  7. Esperava pelo sinal de Deus para fazer algo – 14:14.
 
Davi era esse homem segundo o coração de Deus. Era humano, pecador, mas Deus, nele, encontrou admiráveis qualidades. Diz um ditado popular, diga-me com quem andas, e eu te direi quem és. Davi escolheu para andar consigo o temor a Deus e a humildade. O seu pecado foi terrível e as conseqüências piores ainda, mas foi capaz de reconhecer seu erro e aceitar pacificamente, sem rebeldia, rebelião, sem endurecer o seu coração, as correções do Senhor.
 
Não há homem que não peque, portanto, não somos melhores nem maiores que Davi porque pecou, caiu, errou feio. Deus de Davi testemunhou e não se envergonhou de dizer que ele era um homem segundo o seu próprio coração. Nada justifica o erro de Davi, tanto é que foi severamente punido, mas receber de Deus esse testemunho, fez de Davi um homem digno de imitação naquilo que ele foi exemplar. E você quando comete erros, endurece o seu coração e procura por a culpa em outros?
 
O tema Davi, um homem segundo o coração de Deus, dá uma linda mensagem. Quem sabe um dia desses, não irei ministrá-la. Deus tem falado comigo de muitas maneiras nos últimos dias e eu estou estupefato. Sinto a necessidade de aumentar meu período de oração, de jejum (confesso minha fraqueza nisso, mas reconheço a importância espiritual), de boa meditação na Palavra de Deus (em Deus e com Deus).
 
Se minha vida piedosa com Deus se constituir em moeda de barganha de bênçãos ou em justificativas de maior santidade, eu sinto muito, estou perdendo tempo. Eu sinto a necessidade de maior disciplina e zelo na minha vida piedosa porque sinto que Deus está, de alguma forma, correspondendo (é um pouco estranho falar assim, mas tenham paciência um pouquinho na minha insanidade) e muito. Eu não quero barganhar jamais com Deus, mas servi-lo e ser-lhe útil. A Deus toda a glória. Amém!