quinta-feira, 3 de outubro de 2013

Êxodo 8: 1-32 – AS PRAGAS CONTINUAM ...

As pragas continuam e estamos aqui neste capítulo diante de mais três delas, as rãs, os piolhos e as moscas.
Faraó continua ao final de cada uma delas endurecendo o seu coração, como bem falara o Senhor. Moisés deixa claro que ele está no controle da situação porque está seguindo as orientações de seu Deus.
Ele, Moisés, afirma que tal praga vai cessar, mas não deixa que ela cesse em qualquer hora. Ele define o momento certo diante de Faraó para ele saber que tem algo diferente nisso que vai muito além de simples coincidências.
Também Deus começou a fazer distinção entre o seu povo e o povo do Egito. As pragas começam a ser seletivas e somente estão vindo sobre os egípcios por causa de Faraó que insiste teimosamente em endurecer o seu coração.
Não poderia ser do mesmo modo durante o tempo da tribulação? Há estudiosos que afirmam que a igreja seria poupada desses tempos, mas não poderia ser poupada por livramento ao invés de arrebatamento? A igreja passará ou não pela grande tribulação? Se for livrada, será livrada por retirada do povo ou por livramento do povo?
Voltemos ao Egito, os magos, nos casos das rãs, conseguiram reproduzir com seus encantamentos a produção delas, mas Faraó agiu diferentemente aqui por não dar bolas ao que seus magos estavam fazendo, antes intercedeu a Moisés pelo fim das rãs e o fim veio exatamente como previu Moisés e Arão. As rãs eram deificadas na forma da deusa Hequete que ajudava as mulheres no trabalho de parto.
No caso dos piolhos, os magos tentaram, mas tiveram de reconhecer diante de Faraó que não eram capazes de assim conseguirem reproduzir os piolhos e reconheceram diante de Faraó tratar-se da mão de Deus. Faraó ouve isso, mas mesmo assim endurece seu coração novamente.
Ao final, ele cede e a praga deixa de acontecer, como dissera Moisés e ele novamente volta atrás e não deixa o povo ir. Com as pragas das moscas, tudo começa novamente, mas o final já é conhecido. Faraó continuará a endurecer seu coração.
Ex 8:1 Depois disse o SENHOR a Moisés:
Vai a Faraó e dize-lhe:
Assim diz o SENHOR:
Deixa ir o meu povo,
para que me sirva.
Ex 8:2 E se recusares deixá-lo ir,
eis que ferirei com rãs todos os teus termos.
Ex 8:3 E o rio criará rãs,
que subirão e virão à tua casa,
e ao teu dormitório,
e sobre a tua cama,
e as casas dos teus servos,
e sobre o teu povo,
e aos teus fornos,
e às tuas amassadeiras.
Ex 8:4 E as rãs subirão sobre ti, e sobre o teu povo,
e sobre todos os teus servos.
Ex 8:5 Disse mais o SENHOR a Moisés:
Dize a Arão:
Estende a tua mão com tua vara sobre as correntes,
e sobre os rios, e sobre os tanques,
e faze subir rãs sobre a terra do Egito.
Ex 8:6 E Arão estendeu a sua mão sobre as águas do Egito,
e subiram rãs,
e cobriram a terra do Egito.
Ex 8:7 Então os magos
fizeram o mesmo com os seus encantamentos,
e fizeram subir rãs sobre a terra do Egito.
Ex 8:8 E Faraó chamou a Moisés e a Arão, e disse:
Rogai ao SENHOR
que tire as rãs de mim
e do meu povo;
depois deixarei ir o povo,
para que sacrifiquem ao SENHOR.
Ex 8:9 E disse Moisés a Faraó:
Digna-te dizer-me quando é que hei de rogar por ti,
e pelos teus servos, e por teu povo,
para tirar as rãs de ti,
e das tuas casas,
e fiquem somente no rio?
Ex 8:10 E ele disse:
Amanhã.
E Moisés disse:
Seja conforme à tua palavra,
para que saibas que ninguém há como
o SENHOR nosso Deus.
Ex 8:11 E as rãs apartar-se-ão de ti,
das tuas casas, dos teus servos, e do teu povo;
somente ficarão no rio.
Ex 8:12 Então sairam Moisés e Arão da presença de Faraó;
e Moisés clamou ao SENHOR
por causa das rãs que tinha posto sobre Faraó.
Ex 8:13 E o SENHOR fez conforme a palavra de Moisés;
e as rãs morreram nas casas, nos pátios, e nos campos.
Ex 8:14 E ajuntaram-se em montões,
e a terra cheirou mal.
Ex 8:15 Vendo, pois, Faraó que havia descanso,
endureceu o seu coração,
e não os ouviu, como o SENHOR tinha dito.
Ex 8:16 Disse mais o SENHOR a Moisés:
Dize a Arão:
Estende a tua vara, e fere o pó da terra,
para que se torne em piolhos por toda a terra
do Egito.
Ex 8:17 E fizeram assim;
e Arão estendeu a sua mão com a sua vara,
e feriu o pó da terra,
e havia muitos piolhos nos homens e no gado;
todo o pó da terra se tornou em piolhos
em toda a terra do Egito.
Ex 8:18 E os magos fizeram também assim
com os seus encantamentos para produzir piolhos,
mas não puderam;
e havia piolhos nos homens e no gado.
Ex 8:19 Então disseram os magos a Faraó:
Isto é o dedo de Deus.
Porém o coração de Faraó
se endureceu,
e não os ouvia, como o SENHOR tinha dito.
Ex 8:20 Disse mais o SENHOR a Moisés:
Levanta-te pela manhã cedo
e põe-te diante de Faraó;
eis que ele sairá às águas;
e dize-lhe:
Assim diz o SENHOR:
Deixa ir o meu povo,
para que me sirva.
Ex 8:21 Porque se não deixares ir o meu povo,
eis que enviarei enxames de moscas sobre ti,
e sobre os teus servos, e sobre o teu povo,
e às tuas casas; e as casas dos egípcios
se encherão destes enxames,
e também a terra em que eles estiverem.
Ex 8:22 E naquele dia
eu separarei a terra de Gósen,
em que meu povo habita,
que nela não haja enxames de moscas,
para que saibas que eu sou o SENHOR
no meio desta terra.
Ex 8:23 E porei separação entre o meu povo
e o teu povo;
amanhã se fará este sinal.
Ex 8:24 E o SENHOR fez assim;
e vieram grandes enxames de moscas
à casa de Faraó e às casas dos seus servos,
e sobre toda a terra do Egito;
a terra foi corrompida destes enxames.
Ex 8:25 Então chamou Faraó a Moisés e a Arão, e disse:
Ide, e sacrificai ao vosso Deus nesta terra.
Ex 8:26 E Moisés disse:
Não convém que façamos assim,
porque sacrificaríamos ao SENHOR nosso Deus
a abominação dos egípcios;
eis que se sacrificássemos a abominação dos egípcios
perante os seus olhos,
não nos apedrejariam eles?
Ex 8:27 Deixa-nos ir caminho de três dias ao deserto,
para que sacrifiquemos ao SENHOR nosso Deus,
como ele nos disser.
Ex 8:28 Então disse Faraó:
Deixar-vos-ei ir,
para que sacrifiqueis ao SENHOR vosso Deus no deserto;
somente que, indo, não vades longe;
orai também por mim.
Ex 8:29 E Moisés disse:
Eis que saio de ti,
e orarei ao SENHOR,
que estes enxames de moscas se retirem amanhã
de Faraó, dos seus servos,
e do seu povo;
somente que Faraó não mais me engane,
não deixando ir a este povo para sacrificar ao SENHOR.
Ex 8:30 Então saiu Moisés da presença de Faraó,
e orou ao SENHOR.
Ex 8:31 E fez o SENHOR conforme a palavra de Moisés,
e os enxames de moscas se retiraram
de Faraó, dos seus servos, e do seu povo;
não ficou uma só.
Ex 8:32 Mas endureceu Faraó
ainda esta vez seu coração,
e não deixou ir o povo.
Com o final dessas três pragas, temos já realizadas 5 e ainda faltam mais 5 para acontecerem. Deus poderia tirar o seu povo do jeito que quisesse, mas escolhe desse modo e cada detalhe foi por ele imaginado e realizado.
Moisés e Arão se tornam os porta-vozes de Deus e os representantes, lideres, do povo de Israel. Dois velhos de idade acima dos oitenta anos. Eu imagino que apesar de suas idades, não lhes faltavam o vigor e a força necessária para isso.
Faraó e seu grupo de líderes do povo do Egito ali enfrentando um problemão que não sabiam resolver, nem nunca tinham antes enfrentado. Creio que já começaram a falar com ele e a darem conselhos para deixarem esse povo ir, mas Faraó permanecia resoluto por que Deus assim queria que fosse.

Nem Deus aqui foi dominador da vontade humana, nem o homem aqui foi um boneco chamado marionete. Deus continua soberano e o homem continua responsável. Assim foi com ele e assim continua ser com todos, inclusive comigo e contigo. 
A Deus toda glória! p/ Daniel Deusdete – 
http://www.jamaisdesista.com.br
...


quarta-feira, 2 de outubro de 2013

Êxodo 7: 1-25 – COMEÇAM AS PRAGAS.

Deus dá ordens a Moisés para que vá a Faraó juntamente com seu irmão, ele com 80 anos e seu irmão com 83, dois velhos na aparência, mesmo depois de Moisés ter acabado de dizer não, que tinha língua pesada.
A solução do Senhor a Moisés é que seu irmão iria como seu profeta e Moisés como Deus diante de Faraó, de modo que Moisés falaria a Arão e Arão falaria a Faraó e assim, lá se foi a desculpa de Moisés embora.
Sobre as desculpas, principalmente de Moisés que disse a Deus, neste capítulo 7, que tinha língua pesada, eu tenho dito: a falta de vontade, dá desculpas e a força de vontade, dá um jeito. Eu uso essa citação no final da minha assinatura de e-mail. Realmente, quanto não queremos fazer algo, por algum motivo, nunca nos faltará desculpas e jeito.
Neste caso foi Deus quem deu jeito e encontrou uma saída para eles e eles, sem como mais argumentarem, foram a Faraó seguindo as instruções de Deus, na fala e na realização dos milagres. Assim, tem-se início às maravilhas e aos sinais que Deus queria realizar ali no Egito.
Primeiramente, uma coisa mais simples – tente fazê-la: impossível – a vara de Arão se torna uma serpente na presença de Faraó. Este chama seus encantadores e pela magia realizam o feito de transformarem cada um deles a sua vara em serpente.
Se foi a realização de grande truques ou não, não sei. A Bíblia não deixa isso claro, pelo contrário, fala que houve mesmo a transformação misteriosa. Gerard Van Groningen, referencial no Antigo Testamento fala que foi mesmo o que dito está: houve a realização da transformação das varas dos magos em serpentes.
Talvez isso não fora decorrente de feitiços ou magias, mas porque Deus estava ali e atendeu aqueles magos para que assim se cumprisse seu propósito de endurecimento do coração de Faraó, em especial.
Ainda estes magos irão realizar outras façanhas incríveis como a próxima maravilha na forma de praga, transformar toda a água do Egito em sangue e fazer morrer todas as criaturas daqueles lugares a ponto de exalarem mal cheiro.
Quando os magos fizeram o mesmo, diz a Bíblia que ele deu de costas para Moisés e Arão e seu coração estava como pedra, nem atentou para o problema. Por misericórdia, Deus permitiu aos Egípcios uma saída para terem água que foi cavar poços para beberem.
A praga durou sete dias! Não há aqui nova menção do problema de opressão ao povo israelita que lá estava que motivara os diálogos com Deus, com Moisés intercedendo pelo povo. Era uma nova fase na vida de todos e Deus, claramente, estava se manifestando na terra. E isso era notório entre todos!
É incrível como Deus mantém o controle de tudo e sobre todas as coisas, inclusive a nossa história que pensamos seguir cursos totalmente aleatórios e ao acaso. A história que estava sendo escrita tinha, claramente, o dedo de Deus nela.
Será a nossa história atual diferente e as coisas fugiram totalmente do controle de Deus e até ele agora está perdido? Não creio! Assim, então, vamos adorar a Deus porque os tempos estão chegando ao seu clímax, onde em breve voltará para estar conosco para sempre nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo. Maranata!
Êx 7:1 Então disse o SENHOR a Moisés:
Eis que te tenho posto por deus sobre Faraó,
e Arão, teu irmão, será o teu profeta.
Ex 7:2 Tu falarás tudo o que eu te mandar;
e Arão, teu irmão, falará a Faraó,
que deixe ir os filhos de Israel da sua terra.
Ex 7:3 Eu, porém,
endurecerei
o coração de Faraó,
e multiplicarei na terra do Egito
os meus sinais
e as minhas maravilhas.
Ex 7:4 Faraó, pois, não vos ouvirá;
e eu porei minha mão sobre o Egito,
e tirarei meus exércitos,
meu povo, os filhos de Israel,
da terra do Egito,
com grandes juízos.
Ex 7:5 Então os egípcios saberão
que eu sou o SENHOR,
quando estender a minha mão sobre o Egito,
e tirar os filhos de Israel do meio deles.
Ex 7:6 Assim fizeram Moisés e Arão;
como o SENHOR lhes ordenara, assim fizeram.
Ex 7:7 E Moisés era da idade de oitenta anos,
e Arão da idade de oitenta e três anos quando falaram a Faraó.
Ex 7:8 E o SENHOR falou a Moisés e a Arão, dizendo:
Ex 7:9 Quando Faraó vos falar, dizendo:
Fazei vós um milagre,
dirás a Arão:
Toma a tua vara, e lança-a diante de Faraó;
e se tornará em serpente.
Ex 7:10 Então Moisés e Arão foram a Faraó,
e fizeram assim como o SENHOR ordenara;
e lançou Arão a sua vara diante de Faraó,
e diante dos seus servos,
e tornou-se em serpente.
Ex 7:11 E Faraó também chamou os sábios e encantadores;
e os magos do Egito
fizeram também o mesmo com os seus encantamentos.
Ex 7:12 Porque cada um lançou sua vara,
e tornaram-se em serpentes;
mas a vara de Arão
tragou as varas deles.
Ex 7:13 Porém o coração de Faraó
se endureceu,
e não os ouviu,
como o SENHOR tinha falado.
Ex 7:14 Então disse o SENHOR a Moisés:
O coração de Faraó está endurecido,
recusa deixar ir o povo.
Ex 7:15 Vai pela manhã a Faraó;
eis que ele sairá às águas;
põe-te em frente dele na beira do rio,
e tomarás em tua mão a vara que se tornou em cobra.
Ex 7:16 E lhe dirás:
O SENHOR Deus dos hebreus me tem enviado a ti, dizendo:
Deixa ir o meu povo,
para que me sirva no deserto;
porém eis que até agora não tens ouvido.
Ex 7:17 Assim diz o SENHOR:
Nisto saberás que eu sou o SENHOR:
Eis que eu com esta vara,
que tenho em minha mão,
ferirei as águas que estão no rio,
e tornar-se-ão em sangue.
Ex 7:18 E os peixes, que estão no rio,
morrerão,
e o rio cheirará mal;
e os egípcios terão nojo de beber da água do rio.
Ex 7:19 Disse mais o SENHOR a Moisés:
Dize a Arão:
Toma tua vara,
e estende a tua mão sobre as águas do Egito,
sobre as suas correntes,
sobre os seus rios,
e sobre os seus tanques,
e sobre todo o ajuntamento das suas águas,
para que se tornem em sangue;
e haja sangue em toda a terra do Egito,
assim nos vasos de madeira como nos de pedra.
Ex 7:20 E Moisés e Arão fizeram assim como o SENHOR tinha mandado;
e Arão levantou a vara,
e feriu as águas que estavam no rio,
diante dos olhos de Faraó,
e diante dos olhos de seus servos;
e todas as águas do rio
se tornaram em sangue,
Ex 7:21 E os peixes,
que estavam no rio, morreram,
e o rio cheirou mal,
e os egípcios não podiam beber a água do rio;
e houve sangue por toda a terra do Egito.
Ex 7:22 Porém os magos do Egito
também fizeram o mesmo com os seus encantamentos;
de modo que o coração de Faraó
se endureceu,
e não os ouviu,
como o SENHOR tinha dito.
Ex 7:23 E virou-se Faraó,
e foi para sua casa;
nem ainda nisto pôs seu coração.
Ex 7:24 E todos os egípcios cavaram poços junto ao rio,
para beberem água;
porquanto não podiam beber da água do rio.
Ex 7:25 Assim se cumpriram sete dias,
depois que o SENHOR ferira o rio.
Foram mais sete dias depois que o Senhor feriu o rio. Não é por acaso que ele está a ferir cada coisa, mas tem tudo a ver com as divindades do Egito que diziam eles serem os deuses das coisas.
Para cada maravilha de Deus, um deus egípcio humilhado e destruído e colocado em seu devido lugar: não é deus de nada. Só o EU SOU, o Deus de Abraão, de Isaque e de Jacó, é que é Senhor soberano e Todo-Poderoso.
Na BEG, o comentário das pragas segue o seguinte roteiro:
As nove pragas se iniciam no palácio de Faraó por um sinal divino (7:8-13) e se encerram com a praga da morte dos primogênitos (11:1 – 12:30). As nove pragas se dividem em grupos de três (7:14 – 8:19; 8:20; 9:13 – 10:29).
A primeira praga de cada grupo começa com uma advertência a Faraó dada pela manhã, quando ele ia ao Nilo (7:1415; 8:20; 9:13). A segunda praga de cada grupo começa com uma advertência dada a Faraó num lugar desconhecido (8:1; 9:1; 10:1-2). A terceira praga de cada grupo acontece sem advertência (8:6; 9:8; 10:21). A descrição da primeira praga de cada grupo revela o tema dele.
A primeira das três pragas demonstrou a superioridade absoluta do Senhor sobre Faraó (7:16-17).
Ela, a BEG, comenta nove e não dez por excluir dessa contagem a maravilha inicial diante de Faraó que foi a vara de Arão se transformar em serpente e ter acabado com as varas transformadas em serpentes de todos os magos ali presentes. Tudo isso diante de Faraó, na sua presença.
Eu novamente estou curioso e o tempo já passou. Mas, se pudesse, eu pegaria aquele sangue, diversas amostras deles, e faria exame de DNA. Daqui tiro uma hipótese minha particular que nada tem a ver com nada do que está escrito: é possível a fabricação de sangue para fins cirúrgicos. Fica aqui o desafio moderno para a engenharia genética.
A Deus toda glória! p/ Daniel Deusdete – 
http://www.jamaisdesista.com.br
...


terça-feira, 1 de outubro de 2013

Êxodo 6: 1-30 – DEUS FALA A MOISÉS COM PACIÊNCIA.

Neste capítulo temos a continuação do diálogo entre Deus e Moisés que começou no anterior quando Moisés estava zangado por causa da opressão que foi aumentada para com os filhos de Israel, depois que ele, atendendo ao Senhor, falou a Faraó.
Também no presente capítulo, veremos uma parte dos descendentes sendo narrada, principalmente e com mais detalhes sobre os filhos de Levi, explicando os nascimentos e gerações de Moisés e Arão.
Um fato que chama a atenção é o verso 23 onde Arão toma por mulher a Eliseba, filha de Aminadabe, irmã de Naasson. Este Naasson, cujo pai era Aminadabe, muito provavelmente, é o descendente de Judá de onde vem a semente messiânica. Dessa união, nascem Nadabe, Abiú, Eleazar e Itamar, linhagem sacerdotal que nada tem a ver com o Messias.
Embora aqui, no capítulo 6 de Êxodo, não conste, os pais de Naasson, foram: Aminadabe, Arão (não é o mesmo que é filho de Anrão), Esrom, Péres, Judá, Jacó, Isaque e Abraão.
Moisés e Arão eram os escolhidos de Deus para a liderança do povo e preservação, especialmente, da semente messiânica, daqueles que logo, logo, depois de alguns anos, uns 1500, traria ao mundo a Jesus Cristo de Nazaré.
O diálogo prossegue e Deus fala a Moisés, com paciência, explicando o seu nome, como se apresentou aos seus pais – o Deus Todo-Poderoso -, o que irá fazer e que com forte mão livrará o povo da opressão do Egito.
Também se apresenta como SENHOR e revela que assim não fora conhecido antes, mas somente agora. Explica ainda a sua aparição que é devida à sua aliança a qual ele quer preservar e que é também devida ao clamor do povo que estava sofrendo a opressão terrível do Egito. Essa aliança envolve necessariamente a posse da terra de Canaã.
Em função disso tudo que explicou pacientemente para Moisés, dá ordens como Deus, como mandamentos e ainda manda dizer aos filhos de Israel as suas palavras. Moisés é este líder que irá tudo registrar nos livros do pentateuco que o Senhor está preparando.
No entanto, por causa da angústia que pesava nos corações deles e da dura servidão, não ouviram, nem deram atenção ao que Moisés lhes falava da parte do Senhor. Moisés se queixa para Deus e este manda ele ir falar a Faraó.
Moisés retruca bem e diz que não irá falar a Faraó porque se ele falou aos filhos de Israel e estes não lhe deram qualquer atenção, como iria lhes atender Faraó quanto ao que falava?
Foi neste momento que o Senhor lhes ordenou e lhes deu mandamento para cumprirem o que ele lhes falava. A narrativa é interrompida bruscamente para apresentar as descendências de Ruben, Simeão e com maiores detalhes, Levi.
A narrativa volta para o diálogo sem uma conclusão ainda. Moisés continua ainda insistindo com Deus que é homem de pesada língua.
Ex 6:1 Então disse o SENHOR a Moisés:
Agora verás o que hei de fazer a Faraó;
porque por uma mão poderosa os deixará ir,
sim, por uma mão poderosa os lançará de sua terra.
Ex 6:2 Falou mais Deus a Moisés, e disse:
Eu sou o SENHOR.
Ex 6:3 E eu apareci
a Abraão, a Isaque, e a Jacó,
como o Deus Todo-Poderoso;
mas pelo meu nome,
o SENHOR,
não lhes fui perfeitamente conhecido.
Ex 6:4 E também estabeleci a minha aliança com eles,
para dar-lhes a terra de Canaã,
a terra de suas peregrinações,
na qual foram peregrinos.
Ex 6:5 E também tenho ouvido o gemido dos filhos de Israel,
aos quais os egípcios fazem servir,
e lembrei-me da minha aliança.
Ex 6:6 Portanto dize aos filhos de Israel:
Eu sou o SENHOR,
e vos tirarei de debaixo das cargas dos egípcios,
e vos livrarei da servidão,
e vos resgatarei com grandes juízos.
Ex 6:7 E eu vos tomarei por meu povo,
e serei vosso Deus;
e sabereis que eu sou o SENHOR vosso Deus,
que vos tiro de debaixo das cargas dos egípcios;
Ex 6:8 E eu vos levarei à terra,
acerca da qual levantei minha mão,
jurando que a daria
a Abraão, a Isaque e a Jacó,
e vo-la darei por herança,
eu o SENHOR.
Ex 6:9 Deste modo falou Moisés aos filhos de Israel,
mas eles não ouviram a Moisés,
por causa da angústia de espírito e da dura servidão.
Ex 6:10 Falou mais o SENHOR a Moisés, dizendo:
Ex 6:11 Entra,
e fala a Faraó rei do Egito,
que deixe sair os filhos de Israel da sua terra.
Ex 6:12 Moisés, porém, falou perante o SENHOR, dizendo:
Eis que os filhos de Israel não me têm ouvido;
como, pois, Faraó me ouvirá?
Também eu sou incircunciso de lábios.
Ex 6:13 Todavia o SENHOR falou a Moisés e a Arão,
e deu-lhes mandamento para os filhos de Israel,
e para Faraó rei do Egito,
para que tirassem os filhos de Israel da terra do Egito.
Ex 6:14 Estas são as cabeças das casas de seus pais:
Os filhos de Rúben, o primogênito de Israel:
Enoque e Palu, Hezrom e Carmi;
estas são as famílias de Rúben.
Ex 6:15 E os filhos de Simeão:
Jemuel, Jamin, Oade, Jaquim, Zoar e Saul,
filho de uma cananéia;
estas são as famílias de Simeão.
Ex 6:16 E estes são os nomes dos filhos de Levi,
segundo as suas gerações:
Gérson, Coate e Merari;
e os anos da vida de Levi foram cento e trinta e sete anos.
Ex 6:17 Os filhos de Gérson:
Libni e Simei, segundo as suas famílias;
Ex 6:18 E os filhos de Coate:
Anrão, Izar, Hebrom e Uziel;
e os anos da vida de Coate foram
cento e trinta e três anos.
Ex 6:19 E os filhos de Merari:
Mali e Musi;
estas são as famílias de Levi,
segundo as suas gerações.
Ex 6:20 E Anrão tomou por mulher a Joquebede,
sua tia,
e ela deu-lhe Arão e Moisés:
e os anos da vida de Anrão
foram cento e trinta e sete anos.
Ex 6:21 E os filhos de Izar:
Corá, Nefegue e Zicri.
Ex 6:22 E os filhos de Uziel:
Misael, Elzafã e Sitri.
Ex 6:23 E Arão tomou por mulher a Eliseba,
filha de Aminadabe,
irmã de Naasson;
e ela deu-lhe Nadabe, Abiú, Eleazar e Itamar.
Ex 6:24 E os filhos de Corá:
Assir, Elcana e Abiasafe;
estas são as famílias dos coraítas.
Ex 6:25 E Eleazar, filho de Arão,
tomou por mulher uma das filhas de Putiel,
e ela deu-lhe a Finéias;
estes são os cabeças dos pais dos levitas,
segundo as suas famílias.
Ex 6:26 Estes são Arão e Moisés,
aos quais o SENHOR disse:
Tirai os filhos de Israel da terra do Egito,
segundo os seus exércitos.
Ex 6:27 Estes são os que falaram a Faraó,
rei do Egito, para que tirasse do Egito
os filhos de Israel;
estes são Moisés e Arão.
Ex 6:28 E aconteceu que naquele dia,
quando o SENHOR falou a Moisés na terra do Egito,
Ex 6:29 Falou o SENHOR a Moisés, dizendo:
Eu sou o SENHOR;
fala a Faraó, rei do Egito,
tudo quanto eu te digo.
Ex 6:30 Então disse Moisés perante o SENHOR:
Eis que eu sou incircunciso de lábios;
como, pois, Faraó me ouvirá?
Deus estava mandando Moisés e Arão falarem a sua palavra e este Moisés estava relutante em falar qualquer coisa porque não via o resultado do que falava, pelo contrário, o povo passou a sofrer ainda mais depois que ele começou a falar. Ele estava com muito medo e inseguro.

Quantas não são as vezes que pregamos e parece que estamos pregando ao vento? Dentro de nosso coração parece arder em chamas as palavras do Senhor, mas nos outros corações elas parecem gelo. Isso desanima o pregador que quer ver resultados imediatos. O melhor a fazer é confiar no Senhor e pregar a sua palavra. Quanto aos resultados? Deixe isso com ele!
A Deus toda glória! p/ Daniel Deusdete – 
http://www.jamaisdesista.com.br
...