domingo, 13 de maio de 2018

TRIBUTOS ÀS MÃES

Ouça uma linda homenagem na http://radio.ossemeadores.com

Maternidade é sacerdócio sem ócio.

É jugo desigual na sociedade laboral.
Falar de mãe não é tarefa fácil. É assunto complicado. Lhes sobram virtudes, gestos nobres, elementos vitais e um bocado de predicado...
Mãe, monossílabo universal que embute a força de um substantivo coletivo, simboliza energia e paz até aquele ser pouco amado e menos afetivo...  
Não se iluda, mãe não se destempera: dá tempero à vida efêmera...  
Que tal usar o latim, inglês, alemão ou um pouquinho de espanhol, e honrar essa pessoa tão especial, que ilumina vidas com a intrepidez de um raio e a intensidade de um caloroso sol...
Use um anagrama à palavra “mãe” e ache a razão de sua existência imperativa: ãme! uma ordem, uma linda diretiva...
Mãe-avó, mãe-coruja, mãe-parceira, mãe-trator pro que der e vier, mexa com sua prole e verás que o melhor jeito é fugir e dar no pé...
Mãe sentimento que exala poros pele afora doce e suave frescor do eterno mistério do amor, perfuma nossas vidas além d´alma com gostoso e profundo olor...
Quando o mundo parece não querer mais abraçar, trisca em nós singelo cafuné, afago e palavra que se assume santa, capaz de fazer voar e quiçá até sonhar...
Quem inventou mãe mascarou com zelo a fórmula e seu segredo. Quer saber, com tal sabedoria evitou assim um mundo menos insípido e tão azedo...
Mãe é luz, paixão e cumplicidade, não à toa desde o cordão umbilical rega vida com sal a gosto e doses de felicidade sem igual...
Filhos podem ser bastardos. Pais biológicos e sociais. Mães são de vários tipos, mas sempre originais... 
Aquele que diz que mãe ama mais a caçula que aquele irmão, desconhece pouco importar o tamanho da ação e reação, o que ela quer é repartir um colo quente e doar, vá lá, uma lasquinha mínima que seja pra todos de seu grande coração...  
Mãe é ser complexo, sem etnia, intrigante, angelical, amorosa, amante, com virtudes e defeitos sem iguais. A mais durona consegue destilar sutis traços de uma realeza espiritual, que rompe paradigmas e conceitos radicais.     
Mãe é igual à partitura de orquestra, quiçá de um coral. É ouvir a mais espetacular composição sob uma regência que proporciona benção descomunal... 
Mãe berimbau faz dançar quanto aprontas sem igual, busca educar com palavra tal, sempre em busca de teu bem, polindo caráter, sem nunca cultivar o mal....
Sem cuidar de tempos de tristezas e lutas pessoais, não se permite o capricho de esquecer de outros seres em suas angústias existenciais, opta relevar seus próprios descompassos emocionais...            
Mãe cosmopolita, trabalhadora, Geni, pura ou idealista. Por que um simples rótulo, pois sempre nos seduz, ajuda e reconquista?
Mãe não tem preço e é rica em apreço e que Deus te protejas sem limites. Jogues fora palavras duras e servidas a frio. Olhe mãezinha, fiques sempre bem e estejamos quites...
Nenhuma delas escolhe que tipo de mãe será. Somente a vida ensinará como proceder e compartilhar, seja ela de um quilombola, criada em Santos, BH ou veredas do Ceará...   
Qual mãe não deseja ser amada e sonhar sonhos pueris, não tão santos e bem desafiadores. Outros apenas precisam um pouquinho mais da atenção e parceria dos senhores...
Certo poeta ofereceu-lhes lírica e doce letra que se tornou densa e terna composição, pudera, falar de mãe é nadar gostoso e seguro rumo à alma e percorrer as trilhas sinuosas do amor incrustadas no coração...   


                                            DIA DAS MÃES –– IVAN PEDRO BRAGA FILHO
MAIO DE 2018

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Fique à vontade para tecer seus comentários.
No entanto, lembre-se de juntar Cl 3:17 com 1 Co 10:31 :
devemos tudo fazer para a glória de Deus e em nome de Jesus! Deus o abençoe.