sábado, 5 de agosto de 2017

TODOS PECARAM EM ADÃO - por Pr. Éder Machado

Todos pecaram em  Adão[1]

O apóstolo Paulo escreveu em Romanos 5.12 o seguinte: “Portanto, assim como por um só homem [i.e., Adão] entrou o pecado no mundo, e pelo pecado, a morte, assim também a morte passou a todos os homens [i.e., todas as pessoas], porque todos pecaram [i.e., em Adão]” (cf. ARA). 
Sem dúvida, esse texto é claramente uma referência à narrativa da queda em Gênesis capítulo 3. E segundo F. F. Bruce,[2] essa mesma tecla é tocada no livro Apócrifo de 2 Esdras 7.118 que diz: ‘Ó Adão, que fizeste? Pois embora sejas tu quem pecou, a queda não foi só tua, mas também nossa, que somos teus descendentes’. No entanto, Bruce[3] entende que o escritor não vê coisa alguma da significação mais profundo da queda como agora desvendado por Paulo.
John Murray[4] comenta que, do versículo 12 a 21, o apóstolo Paulo “desenvolve uma analogia entre Adão e Cristo”, na qual Adão está “na qualidade de cabeça de toda raça humana e Cristo na qualidade de cabeça da nova humanidade”.     
Entretanto, o que chama a atenção nesse texto é a solidariedade[5] entre Adão e seus descendentes, os quais estão vinculados pelo pecado. 
Assim, conforme Murray,[6] a expressão ‘Por um só homem entrou o pecado no mundo’, “se refere a Adão”, “[...] ao início da existência do pecado na raça humana [...]” e “a esfera da existência humana”. O mencionado autor ainda explica que, a frase ‘E pelo pecado, a morte’, Paulo usa para fazer uma alusão a Gênesis 2.17 e 3.19. Murray[7] esclarece também que, na segunda metade do versículo 12, “a ênfase recai sobre a penetração universal da morte e do pecado de todos”. 
Porém, a grande pergunta é: o que Paulo quis dizer com a cláusula “porque todos pecaram”?
 Bruce[8] afirma que, “pecaram, quer dizer, em Adão, e não subseqüentemente, imitando o pecado de Adão, que é o sentido das palavras de Romanos 3:23”. Bruce diz ainda que, “Não é simplesmente porque Adão é o ancestral da humanidade que se diz que todos pecaram no pecado dele [...]”, mas “porque Adão é a humanidade”.[9]
Todavia, Shedd[10] enfatiza que essa questão tem dividido e deixado perplexos os intérpretes quanto a história da exegese paulina. E acrescenta que, “Se examinarmos essa passagem à luz do princípio da personalidade coletiva, é provável que se justifique uma resposta dupla”.  
John Stott[11] explica que, existem duas respostas gramaticalmente possíveis para esta questão. A primeira, segundo ele, “seria um caso de imitação (todos pecaram como Adão), e a segunda seria um caso de participação (todos pecaram em e com Adão)”.
Stott[12] diz que, a primeira explicação é geralmente associada ao monge Pelágio, o qual “negava o pecado original” e  ensinava que “Adão foi simplesmente o primeiro pecador, e desde então todo mundo acabou seguindo seu mau exemplo”.
No entanto, conforme Murray,[13] na tradição agostiniana, frequentemente “a cláusula em questão alude ao pecado original, ou seja, em Adão toda a sua posteridade tornou-se depravada”. Com isso, ele[14] entende que “esse ponto de vista fundamenta-se em alicerces bíblicos mais claros do que o anterior” (cf. Rm 5. 17-19).
Shedd[15] é de opinião que, “precisamos, numa primeira análise, admitir que o pecado de Adão foi coletivo, isto é, partilhado por todos os homens”. Isso por que, segundo ele, “o emprego do aoristo hēmarton [i.e., pecaram] é um indício nesse sentido”.
Bruce[16] diz que, “embora a tradução da Vulgata de ‘porque’ (grego eph’ hō) por ‘em quem’ (latim in quo) possa ser uma tradução errônea, é interpretação certa”. Portanto, ele afirma que, “é melhor tomar o eph’ hō (Velha latina in quo) como expondo a velha solidariedade corporificada na culpa humana — ‘todos pecaram em Adão’ ”.
Convém ressaltar ainda que, o termo, “pecaram”, no grego,  é um verbo aoristo indicativo,[17] o qual tem sua ação concluída no passado (pecaram) quando Adão transgrediu. Assim, fica claro que em Adão estava a culpa, a qual tornou toda humanidade participante do pecado original.[18]



[1] Tópico do livro “A origem da alma” do escritor Éder Machado. Lançamento em breve, no prelo.
[2] BRUCE, F. F. Romanos: introdução e comentário. São Paulo: Vida Nova, 2011, p. 105.
[3] Idem. 
[4] MURRAY, John. Comentário bíblico fiel Romanos. São Paulo: Editora Fiel, 2003, p. 205.
[5] Ensina que toda a humanidade está vinculada a Adão, como numa única entidade. Para uma discusão ampla sobre a Solidariedade, consulte SHEDD, Russell P. A solidariedade da raça: o homem em Adão e em Cristo. São Paulo: Vida Nova, 1995, p. 80-122.
[6] MURRAY, op.cit., p. 207.
[7] Idem, p. 208.
[8] Bruce, op.cit., p. 105.
[9] É verdade que o termo avnqrw,pou em Romanos 5.12 (ánthrôpou [homem, humanidade]) e em outras passagens são genéricos. Cf. Mc 2.27; Mt 4.4. 
[10] Consulte SHEDD, op.cit., p. 106.
[11] STOTT, John R. W. Romanos. São Paulo. ABU Editora, 2003, p. 175.
[12] Idem, p. 175, 176. 
[13] MURRAY, op.cit., p. 210.
[14] Idem, p. 211.
[15] SHEDD, op.cit., p. 106.  
[16] Bruce, op.cit., p. 105. 
[17] Para uma compeenção maior sobre o aoristo no modo indicativo veja REGA, Lourenço Stelio, BERGMANN, Johannes. Noções do grego bíblico: gramática fundamental. São Paulo: Vida Nova, 2004, p. 139 e 140.
[18] A continuação do tópico está no livro: “A origem da alma” do PROF: Éder Machado, Evangelista e Preletor itinerante da Assembleia de Deus de Brasília. É bacharel em Teologia (Th.B.) pela FATEH, especializado em Hebraico Bíblico e em Grego Bíblico pela SEBI (DF), pós-graduado em Teologia Sistemática pela Faculdade MAUÁ de Brasília. Licenciando em História pelo ICFP-Instituto Cristão de Formação Pedagógica. eder.more12@gmail.com

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Fique à vontade para tecer seus comentários.
No entanto, lembre-se de juntar Cl 3:17 com 1 Co 10:31 :
devemos tudo fazer para a glória de Deus e em nome de Jesus! Deus o abençoe.