quarta-feira, 20 de abril de 2016

Apocalipse 22 1-21 - BEM-AVENTURADO AQUELE QUE GUARDA AS PALAVRAS DA PROFECIA DESTE LIVRO.

Como dissemos, o propósito de Apocalipse, conforme a BEG, é estimular a fidelidade a Cristo em meio ao sofrimento pela afirmação de que Deus governa a História e certamente a levará a uma gloriosa consumação de julgamento e bênção em Cristo. Estamos vendo o capítulo 22/22 e, com isso, concluindo a Bíblia.
Para um maior aprofundamento, vejam o vídeo do capítulo 22, explicado pelo Rev. Leandro Lima - https://youtu.be/mWHcriVFets (parte 2 - cap. 21 e 22);  https://youtu.be/fS2_-nPoJeE (cap. 22.6-21); https://youtu.be/G0yPm7p3uJU (Rev. Hernandes Dias Lopes – cap. 22).
Breve síntese do capítulo 22.
Concluímos, pela graça de Deus e para a glória de Deus, nosso pequenino trabalho de segmentação de Gênesis à Apocalipse.
João vai concluindo o seu trabalho acerca das coisas que viu e que ouviu. Apocalipse é o livro mostrado por um anjo grande e poderoso, nosso conservo, enviado por Jesus, a João que escreveu o que viu e ouviu mostrado pelo anjo que ele insistia em querer adorar, mas que o anjo não permitiu que caísse em terrível pecado.
Rio da água da vida, praça da cidade, árvore da vida, trono de Deus... glórias a Deus! A palavra final é para que quem é injusto e sujo que continue assim; bem como o que é justo e santo que também continue assim, pois Jesus Cristo vem sem demora. Maranata!
Há ainda mais uma bem-aventurança... falo delas, logo depois do último versículo, abaixo:
Vejamos o presente capítulo com mais detalhes, conforme ajuda da BEG:
C. Visões celestiais (4.1-22.5) - continuação.
Como já falamos, dos vs. 4.1 ao 22.5, estamos vendo essas visões celestiais de João. Por meio de Cristo e seus anjos (22 8-9,16) João recebeu uma série de sete ciclos de visões:
(1)   Sete selos do rolo (4.1-8.1) – já vimos.
(2)   Sete anjos e trombetas (8.2-11.19) – já vimos.
(3)   Sete histórias simbólicas (12.1-14.20) – já vimos.
(4)   Sete taças de ira (15.1-16.21) – já vimos.
(5)   Babilônia e a igreja (17.1-19.10) – já vimos.
(6)   A batalha final (19.11-21) – já vimos.
(7)   O reino dos santos e o julgamento final (20.1-21.8), seguidos por uma visão da nova Jerusalém – já vimos.
(8)   A nova Jerusalém (21.9 – 22.5) – concluiremos agora.
Essas visões tinham a intenção de advertir e encorajar as igrejas ao abrir seus olhos para a realeza e majestade de Deus, para a natureza da guerra espiritual, o julgamento de Deus sobre o mal e o resultado do conflito.
8. A nova Jerusalém (21.9 - 22.5) – continuação.
Dos vs. 21.9 ao 22.5, estamos vendo a nova Jerusalém. A descrição da Nova Jerusalém é agora revelada em detalhe.
Até ao vs. 5, repare que a descrição final do paraíso contém elementos que reportam ao Jardim do Éden.
A intimidade de Deus com o seu povo (vs. 3-4) e a abundância de suas bênçãos (vs. 1-2,5) são ainda mais enfatizadas aqui do que o foram nos versículos precedentes.
O estado final restaura a comunhão plena, idílica entre Deus e os seres humanos. Mas o ápice da História é sempre muito mais magnificente do que o seu início.
O jardim agora é também uma cidade, e a luz expulsou a noite. O livro do Apocalipse é concebido não apenas para informar e assegurar aos crentes a respeito dos propósitos finais de Deus, mas também para aumentar o anelo deles por Deus e pela realização de seus propósitos.
A certeza da felicidade final conforta os santos durante os períodos de tentação e perseguição.
Foi aquele anjo que mostrou para João o rio da água da vida. O suprimento abundante de água vivificadora vem de Deus. O Apocalipse entrelaça alusões a várias passagens (p. ex., Gn 2.10-14; SI 46 4; Ez 47.1-12; JI 3.18, Jo 4.10-14; 7.37-39).
O rio da água da vida é claro como cristal, flui do trono de Deus e do Cordeiro, e passa no meio da rua principal da cidade, sendo que de cada lado do rio estava a árvore da vida, que dá doze colheitas, dando fruto todos os meses. As folhas da árvore servem para a cura das nações.
O acesso às bênçãos vivificadoras de Deus que havia sido bloqueado após a queda, é aqui renovado (2.7; 22.14,19; Gn 2.9; 3.22-24; Ez 47.12).
João observa que já não haverá maldição nenhuma, pois o trono de Deus e do Cordeiro estará na cidade, e os seus servos o servirão.
Imaginem que agora eles – os vencedores - verão a sua face, e o seu nome estará em suas testas. Não haverá mais noite. Eles não precisarão de luz de candeia nem da luz do sol, pois o Senhor Deus os iluminará; e eles reinarão para todo o sempre.
Não há razões que se justifiquem para que no presente momento as grandes e terríveis e porque não temíveis tribulações roubem de nós a alegria e o prêmio que nos está proposto e assegurado pela palavra de Deus. É como diz Paulo que a leve e momentânea tribulação não se compara ao eterno peso de glória – II Co 4.17.
III.CONCLUSÃO (22.6-21).
João conclui a carta com várias palavras de estímulo e uma bênção. Depois de relatar suas extensas visões, João faz várias exortações (vs. 6-20) e termina com uma bênção para os leitores (v. 21).
A. Exortações finais (22.6-20).
Veremos dos vs. 6 ao 20, essas exortações finais. A parte visionária central de Apocalipse termina em 22.5.
O livro, agora, conclui com uma promessa, uma exortação e uma confirmação com o objetivo de incutir a mensagem das visões e despertar a esperança pela vinda do Senhor Jesus (vs. 20).
Seus temas principais continuam a ser entrelaçados nessa seção conclusiva. Há muitas alusões ao cap. 1.
Foi o anjo que testificou diante de João que essas palavras são fiéis e verdadeiras – vs. 6. Foi o Senhor, o Deus dos espíritos dos profetas, que enviou o seu anjo para mostrar aos seus servos as coisas que em breve hão de acontecer. Ele nos exorta: "Eis que venho em breve! Feliz é aquele que guarda as palavras da profecia deste livro".
João fala na primeira pessoa, dizendo que ele era aquele que ouviu e viu estas coisas e que as tendo ouvido e visto, caiu aos pés do anjo que lhe mostrou tudo aquilo para ele, para adorá-lo. João já tinha caído, mas o anjo n]ao permitiu e lhe disse: "Não faça isso! Sou servo como você e seus irmãos, os profetas, e como os que guardam as palavras deste livro. Adore a Deus! ". Então lhe disse ainda: "Não sele as palavras da profecia deste livro, pois o tempo está próximo.
O rolo de Daniel foi selado porque o tempo de cumprimento estava distante (Dn 12.4). Agora "o tempo está próximo" e, portanto, não poderia ser selado ainda. (Veja Ez 3.27; Dn 12.10; 2Co 2.15-16.)
O que acontecerá com os que ouvirem e não se arrependerem?
·       Se as pessoas não se arrependerem quando ouvirem a palavra de Deus, a dureza do coração delas aumentará.
·       Se o fato de ouvir o livro de Apocalipse não mudar completamente o curso da vida da pessoa, ele a fixa ainda mais firmemente em seu curso atual, qualquer que seja o lado da batalha em que ela possa estar.
O anjo continua a falar dizendo que seria para continuar o injusto a praticar injustiça; para continuar o imundo na imundícia; para continuar o justo a praticar justiça; e para continuar o santo a santificar-se", ou seja, vamos, por hora, vivendo nossa vida normal, mas sabendo que ela será bruscamente interrompida para lidarmos com Deus.
O vs. 12 é o próprio Jesus Cristo falando e testificando aos seus leitores e ouvintes da palavra de Deus: "Eis que venho em breve! A minha recompensa está comigo, e eu retribuirei a cada um de acordo com o que fez. Note em suas falas as palavras chaves: “venho”; “sem demora” e “retribuições”.
Ele se identifica no vs. 13 como o Alfa e o Ômega, o Primeiro e o Último, o Princípio e o Fim e pronuncia uma bem-aventurança das sete de apocalipse:
·       "Felizes os que lavam as suas vestes, para que tenham direito à árvore da vida e possam entrar na cidade pelas portas.
Fora ficam os cães, os que praticam feitiçaria, os que cometem imoralidades sexuais, os assassinos, os idólatras e todos os que amam e praticam a mentira.
Com relação aos que ficam de fora, veja 20.15; 21.8,27. Todos os malfeitores são banidos da cidade santa, não apenas para puni-los por sua maldade, mas também para proteger a cidade de sua contaminação.
Podemos nos sentir animados com a firmeza do compromisso de Deus em excluir o mal do seu reino definitivo.
No vs. 16, ele se revela:
·       "Eu, Jesus, enviei o meu anjo para dar a vocês este testemunho concernente às igrejas.
·       Eu sou a Raiz e o Descendente de Davi, e a resplandecente Estrela da Manhã".
O vs. 17 convida cada um a dizer “Vem”:
·       O Espírito e a noiva dizem: "Vem!".
·       E todo aquele que ouvir diga: "Vem!".
A palavra ainda não foi encerrada e o convite permanece aberto para todos os que tiverem sede – vs. 17b. Podem vir que estará garantida de graça a água da vida.
Os vs. 18 e 19 são uma advertência séria contra acrescentar ou subtrair dessas palavras alguma coisa. Isso coloca o livro do Apocalipse no mesmo nível das palavras de Deus no Antigo Testamento (Dt 4.2; 12.32). A palavra de Deus deve ser protegida de corrupção e diferenciada de meras palavras humanas.
O livro se encerra com convites do Espírito Santo: Aquele que dá testemunho destas coisas diz: "Sim, venho em breve! " Amém. Vem, Senhor Jesus! Todo o livro de Apocalipse destina-se a estimular o anseio e as orações dos crentes pela plena realização dos propósitos de Deus que acompanham a segunda vinda.  
B. Bênção final (22.21).
Apocalipse apropriadamente termina com essa nota (1 Co. 16.22, 23): a graça do Senhor Jesus seja com todos. Amém. Essa bênção praticamente padronizada conclui o livro do Apocalipse no estilo literário típico de uma carta.
1 E mostrou-me
o rio da água da vida,
claro como cristal,
que procedia do trono de Deus
e do Cordeiro.
2 No meio da sua praça,
e de ambos os lados do rio,
estava a árvore da vida,
que produz doze frutos,
dando seu fruto de mês em mês;
e as folhas da árvore são para a cura das nações.
3 Ali não haverá jamais maldição.
Nela estará o trono de Deus e do Cordeiro,
e os seus servos o servirão,
4 e verão a sua face;
e nas suas frontes estará o seu nome.
5 E ali não haverá mais noite,
e não necessitarão de luz de lâmpada
nem de luz do sol,
porque o Senhor Deus os alumiará;
e reinarão pelos séculos dos séculos.
6 E disse-me:
Estas palavras são fiéis e verdadeiras;
e o Senhor,
o Deus dos espíritos dos profetas,
enviou o seu anjo, para mostrar aos seus servos
as coisas que em breve hão de acontecer.
7 Eis que cedo venho;
Bem-aventurado aquele que guarda as palavras da profecia deste livro.
8 Eu, João, sou o que
ouvi
e vi estas coisas.
E quando as ouvi e vi,
prostrei-me aos pés do anjo que mas mostrava,
para o adorar.
9 Mas ele me disse:
Olha, não faças tal; porque
eu sou conservo teu
e de teus irmãos,
os profetas,
e dos que guardam as palavras deste livro.
Adora a Deus.
10 Disse-me ainda:
Não seles as palavras da profecia deste livro;
porque próximo está o tempo.
11 Quem é injusto,
faça injustiça ainda:
e quem está sujo,
suje-se ainda;
e quem é justo,
faça justiça ainda;
e quem é santo,
santifique-se ainda.
12 Eis que cedo venho
e está comigo a minha recompensa,
 para retribuir a cada um
segundo a sua obra.
13 Eu sou
o Alfa e ômega,
o primeiro e o derradeiro,
o princípio e o fim.
14 Bem-aventurados
aqueles que lavam as suas vestes [no sangue do Cordeiro]
para que tenham direito à arvore da vida,
e possam entrar na cidade pelas portas.
15 Ficarão de fora
os cães,
os feiticeiros,
os adúlteros,
os homicidas,
os idólatras,
e todo o que ama e pratica a mentira.
16 Eu, Jesus,
enviei o meu anjo
para vos testificar estas coisas
a favor das igrejas.
Eu sou
a raiz e a geração de Davi,
a resplandecente estrela da manhã.
17 E o Espírito e a noiva dizem:
Vem.
E quem ouve, diga:
Vem.
E quem tem sede,
venha;
e quem quiser,
receba de graça a água da vida.
18 Eu testifico a todo aquele que ouvir as palavras da profecia deste livro:
Se alguém lhes acrescentar alguma coisa,
Deus lhe acrescentará as pragas que estão escritas neste livro;
19 e se alguém tirar qualquer coisa das palavras do livro desta profecia,
Deus lhe tirará a sua parte da árvore da vida, e da cidade santa,
que estão descritas neste livro.
20 Aquele que testifica estas coisas diz:
Certamente cedo venho.
Amém;
vem, Senhor Jesus.
21 A graça do Senhor Jesus seja com todos.
Curiosidades: vejam quais são as sete bem-aventuranças escritas no livro de Apocalipse:
  1. Apocalipse 1:3 Bem-aventurados aqueles que lêem e aqueles que ouvem as palavras da profecia e guardam as coisas nela escritas, pois o tempo está próximo.
  2. Apocalipse 14:13 Então, ouvi uma voz do céu, dizendo: Escreve: Bem-aventurados os mortos que, desde agora, morrem no Senhor. Sim, diz o Espírito, para que descansem das suas fadigas, pois as suas obras os acompanham.
  3. Apocalipse 16:15 (Eis que venho como vem o ladrão. Bem-aventurado aquele que vigia e guarda as suas vestes, para que não ande nu, e não se veja a sua vergonha.)
  4. Apocalipse 19:9 Então, me falou o anjo: Escreve: Bem-aventurados aqueles que são chamados à ceia das bodas do Cordeiro. E acrescentou: São estas as verdadeiras palavras de Deus.
  5. Apocalipse 20:6 Bem-aventurado e santo é aquele que tem parte na primeira ressurreição; sobre esses a segunda morte não tem autoridade; pelo contrário, serão sacerdotes de Deus e de Cristo e reinarão com ele os mil anos.
  6. Apocalipse 22:7 Eis que venho sem demora. Bem-aventurado aquele que guarda as palavras da profecia deste livro.
  7. Apocalipse 22:14 Bem-aventurados aqueles que lavam as suas vestiduras [no sangue do Cordeiro], para que lhes assista o direito à árvore da vida, e entrem na cidade pelas portas.
p.s.: link da imagem original:
Contagem regressiva: Concluímos hoje, 20/04/16 (Inicio: 05/05/15). Tu, SENHOR, conservarás em perfeita paz aquele cujo propósito é firme; porque ele confia em ti. (Is 26.3). Próxima etapa de 1189 dias de revisão. Começaremos dia 21 de abril de 2016 e concluiremos em 23/07/2019 – faltarão apenas 19 dias para eu completar, pela graça de Deus, 21.915 dias de vida.
Obs.: nessa fase atual das postagens do Jamais Desista, a estruturação e a divisão dos assuntos e os comentários produzidos são, em sua grande maioria, baseados na Bíblia de Estudo de Genebra – BEG.

A Deus toda glória! p/ pr. Pr. Daniel Deusdete. 
...


Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Fique à vontade para tecer seus comentários.
No entanto, lembre-se de juntar Cl 3:17 com 1 Co 10:31 :
devemos tudo fazer para a glória de Deus e em nome de Jesus! Deus o abençoe.