sexta-feira, 9 de janeiro de 2015

Isaías 43:1-28 - O GRANDE DESAFIO DA PREGAÇÃO DE ISAÍAS JUNTO AOS INCRÉDULOS.



Para você não se perder na leitura capítulo por capítulo, nós nos encontramos aqui:
Parte IV – ISAÍAS E O JULGAMENTO BABILÔNICO – 40:1 – 66:24.
B. A capacidade e a determinação de Deus de trazer restauração para o seu povo na Babilônia (40:12 – 44:23).
Como também já dissemos, dos versos 40:12 ao cap. 44.23, estaremos vendo o poder de Deus na restauração do povo de Deus, sendo que muitos duvidavam de que isso seria mesmo possível. As profecias proferidas visavam assegurar aos israelitas no exílio que eles não precisavam temer, pois que Deus seria plenamente capaz de cumprir a promessa da aliança.
Também essa parte “B” foi dividida em 13 blocos ou seções: 1. Uma discussão sobre o poder de Deus (40:12-31) – já vista; 2. Um pronunciamento judicial contra as nações (41:1-7) – já vista; 3. Salvação para Israel (41:8-20) – já vista; 4. Um pronunciamento judicial contra os ídolos (41:21-29) – já vista; 5. Salvação para Israel (42:1-17) – já vista; 6. Uma discussão sobre a cegueira e a surdez de Deus (42:18-25) – já vista; 7. Salvação para Israel (43:1-7) – veremos agora; 8. Um pronunciamento judicial contra as nações e os ídolos (43:8-13) – veremos agora; 9. Salvação para Israel (43:14-21) – veremos agora; 10. Uma discussão sobre a justiça de Deus (43:22-28) – veremos agora; 11. Salvação para Israel (44:1-5); 12. Um pronunciamento judicial contra as nações e os ídolos (44:6-20);  e, 13. Salvação para Israel (44:21-23).
7. Salvação para Israel (43:1-7).
A origem da palavra profética é do Senhor (ela é divina: vs. 14,16; 44:2,6,24; 45:1,11,14,18; 48:17; 49:7-8; 49,25; 50:1; 52:3; 56:1; 56:4; 65:8; 66:1,12), o criador e o que formou Israel.
Sua primeira fala aqui é para que Jacó a quem criou e Israel a quem formou não temesse e explica por quê: eles eram seus remidos! Ainda os consola dizendo que os chamou pelo seu próprio nome. Ele, o Senhor, os chamou para serem seu povo, por isso que conhecia a cada um pelo seu nome (45:3-5; 48:1,19; 49:1; 56,5; 62:2,4; 65:15; 66:22; Ex 33:12,17). Eles são o bendito povo de Deus (Éx 19:5-6), assim, como em Cristo somos seus filhos, também seu povo escolhido.
A seguir por meio de algumas metáforas traz uma alívio para a aflição (Sl 66:12) e novamente os consola dizendo que seria conosco. A confirmação da presença de Deus significava que ele lutaria pelo seu povo e o protegeria.
Isto porque ele, Deus, é o Senhor, o Santo de Israel, o Salvador, o Redentor ou Resgatador, pois fora precioso aos olhos do Senhor e os honrou (o povo de Deus é exaltado por eleição - 45:4; 49:5; 54:12; Ex 19:5; Dt 7:6-8)) e os amou (54:10 63,9; Éx 19:4: 43:5-6) e homens deu por ele e povos pela sua vida – vs 4.
Ele diz que traria a sua descendência desde o Oriente e os ajuntaria desde o Ocidente, ou seja, de todos os lugares onde os filhos de Deus pudessem ser encontrados, incluindo aqueles na época do exílio.
8. Um pronunciamento judicial contra as nações e os ídolos (43:8-13).
Numa quarta abordagem de Isaías contra a descrença nessa seção de 4 capítulos envolvendo os versos 40:12 a 44:23, veremos que o profeta pede aos espiritualmente cegos e surdos de Israel que prestem atenção nesse pronunciamento contra as nações e seus ídolos e que percebam o erro de seus caminhos.
O povo cego e o surdo que era para ser trazido – vs 8 – eram justamente estes que insistiam que Deus não poderia salvá-los tamanha era a situação contraria vivida por eles no exílio.
Nos versos 9  e 10, o Senhor pede que as nações se congreguem e os povos se reúnam como se fosse para estarem presentes num tribunal onde a disputa iria começar e Israel deveria estar presente e não somente isso, mas serem suas testemunhas de como o Senhor tinha demonstrado a sua superioridade sobre todas as nações e sobre todos os seus deuses.
De fato, Deus já tinha agido na história de Israel envolvendo muitos outros povos com suas culturas, seus deuses e suas crenças e contra todos eles prevaleceu.
O exílio não seria diferente, mas ao invés da nação israelita estar por cima, ela era a que estava sendo subjugada, não por causa do poder das outras nações sobre o Senhor, mas por sua vontade que usava as nações como meio de disciplinar os seus filhos queridos, os quais tanto amava e ama.
A alegação da divindade do Senhor estava sustentada e residia em seu poder de decretar (seus decretos são eternos – 40:6; Am 1:3, 6, 9, 11, 13), revelar e agir – 41:4, 22, 26; 42:9. Era somente o Senhor que tinha desejado desde a eternidade a redenção do seu povo – 40:21; 41:4,26.
9. Salvação para Israel (43:14-21).
Novamente Isaías reafirma, pela quarta vez, a Israel a salvação do exílio ao explicar que Deus estava prestes a fazer uma coisa ainda maior do que fizera no êxodo sob a liderança de Moisés.
O Senhor com certeza libertaria o seu povo dos seus opressores. Ele reafirma que ele é o Senhor, o Santo, o Criador, o Rei – vs 15 - e que preparou no mar um caminho e nas águas impetuosas uma vereda.
O êxodo foi menos importante e menos espetacular do que a nova era de redenção que estaria por vir, com o Messias esperado. Até mesmo Moisés predisse que a restauração depois do exílio envolveria bênçãos ainda maiores do que as que já haviam sido recebidas – Dt 30:5.
Bastava agora de coisas passadas e antigas, pois o Senhor faria algo novo que sufocaria o primeiro brilho e que traria mais luz de forma que seria posto no deserto caminhos e no ermo, rios de águas vivas, como diz as Escrituras sob aqueles que crerem em Jesus Cristo.
Até a natureza daria louvor a Deus juntamente com os redimidos, os quais constituiriam uma nova comunidade de glorificação a Deus – 42:12.
10. Uma discussão sobre a justiça de Deus (43:22-28).
Contudo, algo inesperado. Jacó que deveria invocar o Senhor, não o invoca, antes de enfada e cansa do Senhor. E pela quinta vez nessa seção de 4 capítulos envolvendo os versos 40:12 a 44:23, Isaías discute as objeções dos céticos de que Deus não cumpriria a sua palavra, destacando que Israel não satisfizera os requisitos de Deus para a restauração.
Por causa de seus corações endurecidos pelo pecado, o povo de Deus que tinha se enfadado do Senhor, não apresenta ofertas e sacrifícios motivados pela devoção. Eles estavam deixando de adorá-lo porque haviam se cansado do Senhor ou melhor, preferiam antes o pecado do que o Senhor.
Is 43:1 Mas agora, assim diz o SENHOR
                que te criou, ó Jacó,
                e que te formou, ó Israel:
                               Não temas, porque eu te remi;
                               chamei-te pelo teu nome, tu és meu.
                Is 43:2 Quando passares pelas águas estarei contigo,
                               e quando pelos rios, eles não te submergirão;
                                               quando passares pelo fogo, não te queimarás,
                                                               nem a chama arderá em ti.
                Is 43:3 Porque eu sou o SENHOR teu Deus,
                               o Santo de Israel, o teu Salvador;
                                               dei o Egito por teu resgate, a Etiópia
                                                               e a Seba em teu lugar.
                Is 43:4 Visto que foste precioso aos meus olhos,
                               também foste honrado, e eu te amei,
                                               assim dei os homens por ti, e os povos pela tua vida.
                Is 43:5 Não temas, pois, porque estou contigo;
                               trarei a tua descendência desde o oriente,
                                               e te ajuntarei desde o ocidente.
                Is 43:6 Direi ao norte:
                               Dá;
                e ao sul:
                               Não retenhas;
                               trazei meus filhos de longe e minhas filhas
                                               das extremidades da terra.
                Is 43:7 A todos os que são chamados pelo meu nome
                e os que criei para a minha glória,
                               os formei, e também os fiz.
                Is 43:8 Trazei o povo cego, que tem olhos;
                               e os surdos, que têm ouvidos.
                Is 43:9 Todas as nações se congreguem, e os povos se reúnam;
                               quem dentre eles pode anunciar isto,
                                               e fazer-nos ouvir as coisas antigas?
                               Apresentem as suas testemunhas, para que se justifiquem,
                                               e se ouça, e se diga: Verdade é.
                Is 43:10 Vós sois as minhas testemunhas,
                               diz o SENHOR, e meu servo, a quem escolhi;
                                               para que o saibais, e me creiais, e entendais
                               que eu sou o mesmo, e que antes de mim
                                               deus nenhum se formou,
                               e depois de mim
                                               nenhum haverá.
                Is 43:11 Eu, eu sou o SENHOR, e fora de mim não há Salvador.
                Is 43:12 Eu anunciei, e eu salvei, e eu o fiz ouvir,
                               e deus estranho não houve entre vós,
                                               pois vós sois as minhas testemunhas, diz o SENHOR;
                                                               eu sou Deus.
                Is 43:13 Ainda antes que houvesse dia, eu sou;
                               e ninguém há que possa fazer escapar das minhas mãos;
                                               agindo eu, quem o impedirá?
                Is 43:14 Assim diz o SENHOR, vosso Redentor, o Santo de Israel:
                               Por amor de vós enviei a Babilônia,
                                               e a todos fiz descer como fugitivos, os caldeus,
                                                               nos navios com que se vangloriavam.
                Is 43:15 Eu sou o SENHOR, vosso Santo,
                               o Criador de Israel, vosso Rei.
                Is 43:16 Assim diz o SENHOR, o que preparou no mar um caminho,
                               e nas águas impetuosas uma vereda;
                Is 43:17 O que fez sair o carro e o cavalo, o exército e a força;
                               eles juntamente se deitaram, e nunca se levantarão;
                                               estão extintos; como um pavio se apagaram.
                Is 43:18 Não vos lembreis das coisas passadas,
                               nem considereis as antigas.
                Is 43:19 Eis que faço uma coisa nova, agora sairá à luz;
                               porventura não a percebeis?
                               Eis que porei um caminho no deserto, e rios no ermo.
                Is 43:20 Os animais do campo me honrarão,
                               os chacais, e os avestruzes; porque porei águas no deserto,
                                               e rios no ermo, para dar de beber ao meu povo,
                                                               ao meu eleito.
                Is 43:21 A esse povo que formei para mim;
                               o meu louvor relatarão.
                Is 43:22 Contudo tu não me invocaste a mim, ó Jacó,
                               mas te cansaste de mim, ó Israel.
                Is 43:23 Não me trouxeste o gado miúdo dos teus holocaustos,
                               nem me honraste com os teus sacrifícios;
                                               não te fiz servir com ofertas,
                                                               nem te fatiguei com incenso.
                Is 43:24 Não me compraste por dinheiro cana aromática,
                               nem com a gordura dos teus sacrifícios me satisfizeste,
                                               mas me deste trabalho com os teus pecados,
                                                               e me cansaste com as tuas iniquidades.
                Is 43:25 Eu, eu mesmo, sou o que apago as tuas transgressões
                               por amor de mim, e dos teus pecados não me lembro.
                Is 43:26 Faze-me lembrar; entremos juntos em juízo;
                               conta tu as tuas razões, para que te possas justificar.
                Is 43:27 Teu primeiro pai pecou,
                               e os teus intérpretes prevaricaram contra mim.
                Is 43:28 Por isso profanei os príncipes do santuário;
                               e entreguei Jacó ao anátema,
                               e Israel ao opróbrio.
No entanto, é o Senhor quem apaga as transgressões por amor dele mesmo e dos nossos pecados nem se lembra. Se tal não fosse como estaria o povo de Deus depois do episódio do bezerro de outro, por exemplo, no deserto? Deus perdoou os seus pecados – Ex 34:6; Lc 5:21.
Deus desafiou o povo de Deus abertamente – vs 26 – para que argumentassem e apresentassem suas reinvindicações, mas Israel se mostrou totalmente condenável, incapaz de refutar a verdade. Judá sofreu a desgraça pela destruição do seu templo e o exílio do seu povo – 44:26; 63:18; II Re 25:18-21.
p.s.: link da imagem original:
Contagem regressiva: Faltam 249 dias para 04/08/2015, quando eu irei concluir a Segmentação de toda a Bíblia.
A Deus toda glória! p/ Daniel Deusdetehttp://www.jamaisdesista.com.br

Reações:

2 comentários:

Postar um comentário

Fique à vontade para tecer seus comentários.
No entanto, lembre-se de juntar Cl 3:17 com 1 Co 10:31 :
devemos tudo fazer para a glória de Deus e em nome de Jesus! Deus o abençoe.