segunda-feira, 5 de janeiro de 2015

Isaías 39:1-8 - O FRACASSO E O JULGAMENTO DE EZEQUIAS.



Estamos no capítulo 39/66, na terceira parte do livro de Isaías, na subparte “B”. Como temos dito, a época corresponde ao período entre 740 a.C e 686 a.C que se encontra detalhada em II Re 15:1 a 20:21, envolvendo os públicos de Israel e Judá. Veja nosso mapinha de nossas reflexões:
Parte III – A RESPOSTA DE ISAÍAS AO JULGAMENTO ASSÍRIO – 7:1 – 39:8.
C. A invasão de Senaqueribe – 28:1 a 39:8.
b. A invasão e seus desdobramentos (36.1-39.8).
Estaremos vendo, como já dissemos, nesses capítulos de ligação, o relato da invasão de Senaqueribe pela ótica de Isaías. Grande parte do material presente aqui, conforme nossa BEG, é paralelo a II Re 18:13 a 20:19 e essas duas passagens formam uma ponte histórica entre os blocos compostos pelos caps. 1 a 35, aos quais acabamos de ver, e do bloco do capítulo 40 ao 66, que ainda veremos. Ligando esses dois blocos temos essa invasão de Senaqueribe que ocupa os capítulos de 36 ao 39.
A presente seção foi dividida em três partes para nossa melhor compreensão: (1) O primeiro encontro com o exército assírio (36:1 – 37:8) – já vimos. (2) O segundo encontro (37:9 - 38) – já vimos; e (3) O resultado da escolha fatal de Ezequias (38:1 a 39:8) – concluiremos agora.
(3) O resultado da escolha fatal de Ezequias (38:1 a 39:8) - continuação.
Como já dissemos, até 39:8 estaremos vendo a bênção e a maldição na vida de Ezequias. Nós acabamos de meditar na cura maravilhosa de Ezequias na qual Deus respondeu sua oração e lhe concedeu mais quinze anos de vida e ainda lhe proporcionou um sinal, fazendo o tempo retroceder por dez minutos.
Dos versos de 1 a 8, veremos o fracasso e o julgamento de Ezequias. Esses versículos descrevem a infidelidade de Ezequias e o exílio de Judá (ver II Re 20:12-19).
Por conta de sua enfermidade, recebe a visita de ilustres homens da Babilônia que lhe mandaram cartas e o presentearam. Os babilônios, tão atentos à astronomia (II Cr 32:31), teriam tido um especial interesse pelo movimento retrógrado do sol, o sinal dado pela recuperação de Ezequias (38:8).
Em retribuição a sua gentileza, Ezequias, meio inocente e ingênuo, mostra-lhe tudo o que tem para aqueles enviados. Na verdade, Ezequias apresentou provas de sua capacidade de apoiar a Babilônia numa rebelião contra a Assíria. Ele estava tentando formar uma aliança.
Isaias soube do acontecido e o indaga e ele afirma que recebeu e ainda mostrou todos os seus tesouros e nada lhes ocultou. Movido pelo Senhor, Isaias lhe entrega uma dura palavra a se cumprir no futuro por causa desse momento.
Tudo será levado para Babilônia, juntamente com todos os seus filhos para serem eunucos lá no palácio deles.
 Is 39:1 Naquele tempo enviou Merodaque-Baladã, filho de Baladã,
                rei de Babilônia, cartas e um presente a Ezequias,
                               porque tinha ouvido dizer que havia estado doente
                                               e que já tinha convalescido.
                Is 39:2 E Ezequias se alegrou com eles, e lhes mostrou
                               a casa do seu tesouro, a prata, e o ouro, e as especiarias,
                               e os melhores unguentos, e toda a sua casa de armas,
                                               e tudo quanto se achava nos seus tesouros;
                                                               coisa nenhuma houve, nem em sua casa,
                                                                              nem em todo o seu domínio,
                                                               que Ezequias não lhes mostrasse.
                Is 39:3 Então o profeta Isaías veio ao rei Ezequias, e lhe disse:
                               Que foi que aqueles homens disseram, e de onde vieram a ti?
                E disse Ezequias:
                               De uma terra remota vieram a mim, de Babilônia.
                Is 39:4 E disse ele:
                               Que foi que viram em tua casa? E disse Ezequias:
                                               Viram tudo quanto há em minha casa;
                                               coisa nenhuma há nos meus tesouros que eu deixasse
                                                               de lhes mostrar.
                Is 39:5 Então disse Isaias a Ezequias:
                               Ouve a palavra do SENHOR dos Exércitos:
                               Is 39:6 Eis que virão dias em que tudo quanto houver em tua
                                               casa, e o que entesouraram teus pais até ao dia de
                                                               hoje, será levado para Babilônia;
                                                               não ficará coisa alguma, disse o SENHOR.
                Is 39:7 E até de teus filhos, que procederem de ti,
                               e tu gerares, tomarão, para que sejam eunucos
                                               no palácio do rei de Babilônia.
                Is 39:8 Então disse Ezequias a Isaías:
                               Boa é a palavra do SENHOR que disseste.
                                               Disse mais:
                                                               Pois haverá paz e verdade em meus dias.
Ezequias se mostrando egoísta, alegrou-se de que tais coisas não se sucederiam enquanto fosse vivo, mas com os de sua geração, no futuro. Por isso é que disse que boas eram as palavras do profeta. Como rei estaria cumprindo pessimamente seu papel com relação ao povo de Deus.
Sua ação demonstrou que ele buscava ajuda contra problemas futuros por meio de uma aliança com a Babilônia, em vez de procurar o socorro do Senhor.
Ezequias afirmou que em seus dias haveria paz e verdade, no entanto, a palavra profética era clara de que "para os perversos, todavia., não haveria paz" (48:22; 57:21); contudo, a paz de Deus se estenderia aos filhos de Sião (66:12).
p.s.: link da imagem original:
Contagem regressiva: Faltam 211 dias para 04/08/2015, quando eu irei concluir a Segmentação de toda a Bíblia.
A Deus toda glória! p/ Daniel Deusdetehttp://www.jamaisdesista.com.br
...

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Fique à vontade para tecer seus comentários.
No entanto, lembre-se de juntar Cl 3:17 com 1 Co 10:31 :
devemos tudo fazer para a glória de Deus e em nome de Jesus! Deus o abençoe.