sábado, 27 de setembro de 2014

II Crônicas 8:1-18 - A CONCLUSÃO DA CONSTRUÇÃO DO TEMPLO

Estamos no capítulo 8 e nossas reflexões se encontram aqui:
Parte II – O REINO UNIDO – 9:35 a II CR 9:31.
B. O reinado de Salomão – II Cr 1:1 a 9:31.
Como já dissemos, estamos seguindo o quiasmo encontrado nos primeiros nove capítulos deste início de II Crônicas. Trata-se, como já falamos, de um quiasmo amplo (A B C D D' C' B' A’).
O padrão do reinado de Salomão é:
(A) A grande sabedoria e riqueza de Salomão (1:1-17) – já vista.
(B) Assistência internacional (2:1-18) – já vista.
(C) A construção e os móveis e utensílios do templo (3:1-5:1) – concluiremos neste capítulo.
(D) A dedicação do templo (5:2-7:10) – estamos vendo agora.
(D') A resposta divina à dedicação (7:11-22).
(C') A conclusão da construção do templo (8:1-16).
(B') O reconhecimento internacional (8:17-9:21).
(A') A grande sabedoria e riqueza (9:22-28).
O cronista encerra com um relato sucinto da morte de Salomão (9:29-31).
Esta parte “B”, que irá até o capítulo 9, foi também dividido em nove partes, como o quiasmo acima, ao qual estamos já seguindo.
No presente capítulo 8, encontraremos somente um trecho paralelo em I Reis: As demais atividades de Salomão – vs 1 ao 17, texto paralelo em I Re 9:10 ao 28.
(C') A conclusão da construção do templo (8:1-16).
Aqui o cronista relatará vários projetos de construção e organização do templo, em paralelo com o material de 3:1 a 5:1 e para isso, segue aproximadamente o texto de I Re 9:10-28.
Dá para se notar a sua preocupação em mostrar ao povo do pós-exílio somente aspectos positivos e edificantes do reinado de Salomão e isso, verdadeiramente, não é bom!
Aqueles que serviram a Salomão depois das construções, num paralelo com 5:1-18, o narrador bíblico irá falar de 1. Hirão – 8:1-6; I Re 9:10-14 e, em seguida, de 2. Trabalhadores conscritos – 8: 7-16; I Re 9:15-23.
1. Hirão – 8:1-6; I Re 9:10-14.
Depois dos vinte anos de construções, Hirão que muito ajudou nessas obras, esperava da parte de Salomão uma melhor paga para ele, mas Salomão lhe deu terras que não foram bem recebidas.
Hirão chegou a dar para as construções cerca de quatro toneladas e meia de outro (120 talentos) e o pagamento que recebeu de Salomão foi de vinte cidades da Galiléia que não o agradou.
Salomão havia dado essas cidades a Hirão, e este, posteriormente, as devolveu (1 Rs 9.10-14). O autor omite esse detalhe a fim de se concentrar nas benfeitorias realizadas por Salomão nesses lugares.
2. Trabalhadores conscritos – 8: 7-16; I Re 9:15-23.
Ainda há mais detalhes sobre os trabalhadores e as obras que realizaram depois da construção do templo.
Houve na época das construções o emprego de mão de obra forçada tanto da parte dos egípcios como das terras que deveriam ter sido eliminadas de Israel como os amorreus, heteus, perizeus, heveus, e jebuseus. Salomão não se utilizou de trabalho escravo ou forçado da parte dos filhos de Israel.
As obras de Salomão construídas no período foram:
·         A Casa do Senhor.
·         A sua própria casa – seu palácio real.
·         As fortificações das cidades de Milo, Jerusalém – construção do muro -, Hazon, Megido e Gezer.
Com isso ele estava se garantindo nas rotas comerciais de forma que nada ali passava sem que ele tivesse controle e sem que pudesse exercer fiscalizações e cobrar taxas e impostos.
O narrador bíblico menciona novamente a mudança da filha de Faraó e as práticas de sacrifícios, exclusivamente, no templo como seria feito doravante.
O livro de Reis também relata que Salomão transferiu a sua esposa egípcia para outro lugar (1 Rs 9.24). O cronista aqui acrescenta o detalhe referente à sua motivação.
Salomão tirou a sua esposa gentia da cidade de Davi em consideração à arca e ao complexo constituído pelo templo e pelo palácio.
Ao contrário dos autores dos livros de Reis (1 Rs 11:1-13) e Neemias (Ne 13:26-27), o cronista não comenta de maneira negativa os casamentos de Salomão com as mulheres estrangeiras.
Assim, ele, nas festas instituídas por Deus – Festa dos Pães Asmos (incluindo a Páscoa), a Festa das Semanas e a Festa dos Tabernáculos (Ex 23:14-17; 34:18-24; Lv 23:1-44; Dt 16:1-17) - sempre estava a oferecer sacrifícios pacíficos e holocaustos ao Senhor.
Nos versos 12 e 13, podemos ver que motivado pelo interesse do templo, o cronista fornece detalhes acerca do culto, dos levitas e dos sacerdotes que vão além do material dos livros de Reis que lhe serviram de fonte.
II Cr 8:1 E sucedeu, ao fim de vinte anos,
                nos quais Salomão edificou a casa do SENHOR,
                               e a sua própria casa,
                II Cr 8:2 Que Salomão edificou as cidades que Hirão lhe tinha dado;
                               e fez habitar nelas os filhos de Israel.
                II Cr 8:3 Depois foi Salomão a Hamate-Zobá, e a tomou.
                II Cr 8:4 Também edificou a Tadmor no deserto,
                               e todas as cidades de provisões, que edificou em Hamate.
                II Cr 8:5 Edificou também a alta Bete-Horom, e a baixa Bete-Horom;
                               cidades fortes, com muros, portas e ferrolhos;
                II Cr 8:6 Como também a Baalate, e todas as cidades de provisões,
                                que Salomão tinha, e todas as cidades dos carros
                                               e as cidades dos cavaleiros;
                               e tudo quanto, conforme ao seu desejo,
                                               Salomão quis edificar em Jerusalém, e no Líbano,
                                                               e em toda a terra do seu domínio.
II Cr 8:7 Quanto a todo o povo, que tinha ficado dos heteus,
                amorreus, perizeus, heveus e jebuseus, que não eram de Israel,
                II Cr 8:8 Dos seus filhos, que ficaram depois deles na terra,
                               os quais os filhos de Israel não destruíram,
                                               Salomão os fez tributários, até ao dia de hoje.
                II Cr 8:9 Porém, dos filhos de Israel, Salomão não fez servos
                               para sua obra (mas eram homens de guerra, chefes dos seus
                                               capitães, e capitães dos seus carros e cavaleiros),
                II Cr 8:10 Destes, pois, eram os chefes dos oficiais
                               que o rei Salomão tinha, duzentos e cinqüenta,
                                               que presidiam sobre o povo.
II Cr 8:11 E Salomão fez subir a filha de Faraó da cidade de Davi
                para a casa que lhe tinha edificado; porque disse:
                               Minha mulher não morará na casa de Davi, rei de Israel,
                                               porquanto santos são os lugares nos quais entrou
                                                               a arca do SENHOR.
II Cr 8:12 Então Salomão ofereceu holocaustos ao SENHOR,
                sobre o altar do SENHOR, que tinha edificado diante do pórtico,
                II Cr 8:13 E isto segundo a ordem de cada dia, fazendo ofertas
                               conforme o mandamento de Moisés, nos sábados e nas luas
                                               novas, e nas solenidades, três vezes no ano;
                                                               na festa dos pães ázimos,
                                                               na festa das semanas,
                                                               e na festa das tendas.
II Cr 8:14 Também, conforme à ordem de Davi seu pai,
                designou as turmas dos sacerdotes para seus ministérios,
                               como também as dos levitas acerca dos seus cargos,
                                               para louvarem e ministrarem diante dos sacerdotes,
                                               segundo o que estava ordenado para cada dia,
                               e os porteiros pelas suas turmas a cada porta;
                                               porque assim tinha mandado Davi,
                                                               o homem de Deus.
                II Cr 8:15 E não se desviaram do mandado do rei aos sacerdotes
                               e levitas, em negócio nenhum, nem acerca dos tesouros.
                II Cr 8:16 Assim se preparou toda a obra de Salomão,
                               desde o dia da fundação da casa do SENHOR, até se acabar;
                                               e assim se concluiu a casa do SENHOR.
II Cr 8:17 Então foi Salomão a Eziom-Geber, e a Elote, à praia do mar,
                na terra de Edom.
                II Cr 8:18 E enviou-lhe Hirão, por meio de seus servos, navios,
                               e servos práticos do mar, e foram com os servos de Salomão
                                               a Ofir, e tomaram de lá quatrocentos e cinqüenta
                                                               talentos de ouro;
                               e os trouxeram ao rei Salomão.
Veremos a partir de agora mais informações sobre as relações internacionais de Salomão.
(B') O reconhecimento internacional (8:17-9:21)
A partir do verso 17, veremos Israel se envolvendo com várias relações comerciais internacionais que trouxeram bênçãos econômicas para Israel e, desse modo, ficaram extremamente valiosas para a nação, no entanto, por causa do envolvimento de Salomão com muitas mulheres estrangeiras, isso acabou pervertendo o seu coração e este acabou profanando o culto ao Senhor.
p.s.: link da imagem original:
Contagem regressiva: Faltam 311 dias para 04/08/2015, quando eu irei concluir a Segmentação de toda a Bíblia.

A Deus toda glória! p/ Daniel Deusdetehttp://www.jamaisdesista.com.br
...

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Fique à vontade para tecer seus comentários.
No entanto, lembre-se de juntar Cl 3:17 com 1 Co 10:31 :
devemos tudo fazer para a glória de Deus e em nome de Jesus! Deus o abençoe.