quinta-feira, 21 de agosto de 2014

Jó 42:1-17 - DEUS MUDA A SORTE DE JÓ QUANDO ESTE ORAVA POR SEUS AMIGOS

Parte IV – OS MONÓLOGOS – 29:1 A 42:6.
C. As respostas de Deus – 38:1 a 42:6.
Já vimos que essa parte “C” foi também dividida: 1. O primeiro discurso de Deus – 38:1 a 40:2 – já vimos. 2. A humildade de Jó – 40:3-5 – já vimos. 3. O segundo discurso de Deus – 40:6 a 41:34 – já vimos. 4. O arrependimento de Jó – 42:1-6 – veremos agora.
4. O arrependimento de Jó – 42:1-6.
Estamos já chegando ao final do livro de Jó e Deus já fez os seus dois discursos e nada explicou de nada pelo que passara Jó. Muitas das perguntas que fizeram ficaram sem respostas e agora Jó se diz arrependido, pede perdão e entende que não pode entender ainda que Deus a eles explicasse tudo conforme desejavam em seus corações.
Muito mais do que submisso, Jó se arrepende, mas não de uma vida pecaminosa pela qual estava sofrendo, como assim mesmo pensavam seus conselheiros, mas dos momentos em que seus gritos de sofrimento questionaram a justiça e a bondade de Deus.
Cabe aqui uma explicação para o fato de Jó estar dizendo que agora ele estava vendo a Deus com seus olhos físicos. Sabemos ser isso impossível, conforme nos dizem as Escrituras: homem nenhum verá a minha face e viverá – Ex 33:20 e 23. Trata-se, pois, de algo mais profundo, pois ele não conseguia penetrar com seus olhos aquele redemoinho, naquela manifestação teofânica de Deus a ele, por pura graça e misericórdia.
Ele antes conhecia Deus num nível verbal e racional, mas agora experimentava, naquela experiência teofânica, a presença viva de Deus que ia além do físico, mas penetrava no íntimo do seu ser e chegava assim a conhecê-lo como Salvador e Amigo, e acima de tudo como Deus.
Parte V – O EPÍLOGO – 42:7-17.
O drama apresentado no prólogo em prosa – 1:1 A 2:13 – volta ao ponto de partida nessa seção final da prosa. Deus repreendeu os amigos de Jó pela arrogância deles e pela falta de amor e compreensão, mas abençoou Jó com mais do que ele tinha antes porque Jó, humildemente, se arrependeu e honrou a Deus.
O desfecho divide-se em duas seções: A. A repreensão dos amigos de Jó – 42:7-9. Bênçãos para Jó – 42:10-17.
A. A repreensão dos amigos de Jó – 42:7-9.
Os conselheiros falharam terrivelmente, uma vez que não sabiam por que Jó estava sofrendo, e falaram de modo presunçoso, arrogante e equivocado, não somente acusando Jó de uma perversidade desenfreada como também falando de Deus o que não era correto.
Logo no verso 7, Deus fala também a Elifaz e aos seus dois amigos e diz que não falaram corretamente dele, do Senhor, como tinha falado Jó, chamando-o de seu servo.
Então aconselha eles que se quisessem de fato o perdão, teriam de procurar por Jó, pois Deus não aceitaria a oração deles, mas somente se intermediada por Jó.
Em suas visões equivocadas, somente tiveram o interesse em acusar Jó sem ao menos se preocupar com seu estado físico, emocional e espiritual.
No princípio, até parecia que iriam estar ali com ele dando a maior força, como de fato ficaram calados por uma semana manifestando sua dor junto com ele, no entanto, depois dessa semana inicial, ao invés de consolo, conforto e mão amiga, uma pesada língua venenosa.
Agora com a fala de Deus os papeis são invertidos. Antes eram os seus amigos que estavam ali como se estivessem entre Jó e Deus e agora era Jó que estava sendo colocado por Deus, como mediador deles. Eles se achavam superiores, mas agora teriam de se humilhar diante de Jó como seu intercessor.
B. Bênçãos para Jó – 42:10-17.
Tudo o que Jó tinha perdido, agora recebe em dobro.
Ressalte-se, pois, que Jó teve a sua sorte restaurada depois de ter orado por seus amigos! – verso 10. E se Jó não tivesse orado por seus amigos?
Jó é restaurado, em vida, e aqueles que se recusaram a estar ao seu lado na hora tenebrosa – 19:13-20 – foram perdoados e lhe levaram presentes.
Deus permitiu Satanás, o acusador, ferisse Jó para provar que o servo de Deus permaneceria fiel.
Embora Jó nunca tenha entendido por que havia sofrido, o leitor sabe, desde o início, que há propósitos para tudo! Satanás provou ser um mentiroso e Deus foi glorificado. Ou seja, tudo é feito com propósitos e aqui fica claro tanto os propósitos divinos quanto os propósitos satânicos.
Há propósito em tudo e em todas as coisas, exceto para os que não creem em nada e que acham que não há nada para se crer.
Os propósitos de Satanás é tirar a glória de Deus. já o de Deus é glorificar seu próprio nome. E o nosso, qual deve ser? Busquemos a resposta simples em I Co 10:31: Portanto, quer comais quer bebais, ou façais outra qualquer coisa, fazei tudo para glória de Deus.
Até mesmo em Jó e em seus amigos haviam propósitos, conforme eram seus pressupostos básicos.
Aprouve, soberanamente, a Deus recompensar o servo fiel. Embora o que aconteceu com Jó não seja uma garantia de que todos os justos que sofrem terão de volta as bênçãos nesta vida, Deus assegura que aqueles que permanecerem fiéis, durante as provações, serão recompensados no novo mundo que está por vir – Rm 8:18-39.
Por isso que sempre acreditei na justiça de Deus embora nem ainda conhecesse ao nosso Deus Santo e Justo.
Nem todos teremos a mesma sorte de Jó de termos a justiça sendo feita durante o nosso transcurso de vida aqui na presente era, mas com certeza, Deus fará justiça para nós, mesmo que seja na vida por vir.
Quero aproveitar o momento e valer-me de uma publicação do Rev. Joel Paulo Sousa Filho, postada em seu FaceBook, o qual achei oportuna sua colocação bem nesse momento em que finalizo minhas meditações em Jó:
MEDITAÇÃO - MUDOU DEUS A SORTE DE JÓ. JÓ 42:1-17
Aqui estamos no último ato da peça que é o livro de Jó. As calamidades passaram e chegamos a este ponto com algumas lições apreendidas.
Em primeiro lugar, o sofrimento de Jó é um mistério, mas o cristão sabe que Deus está no controle e “nenhum cabelo da nossa cabeça cairá sem o seu consentimento.” (Mateus 10:30).
Em segundo lugar, ao longo desta história , não há uma resposta clara do por quê Deus permitiu que acontecesse o que aconteceu com Jó. Malgrado a insistência de Jó em questionar Deus, este apenas ressalta a sua ignorância.
Em terceiro lugar, não existe na história a presença de um dualismo, ou seja, uma luta entre o Bem e o Mal. Deus é soberano , não corre risco nenhum e em todas as circunstâncias , Satanás não toma nenhuma decisão sem que Deus permita.(Isaías 46:9-11).
Em quarto lugar, Jó foi extremamente abençoado, inclusive declara sem explicar: “Eu te conhecia só de ouvir , mas agora os meus olhos te veem.” (42:5).
Em quinto lugar, Jó não guarda mágoa dos amigos. Inclusive ora por eles e Deus ouve a sua oração. O texto informa: “Mudou o Senhor a vida de Jó, quando ele orava pelos seus amigos.” (42:10) A oração de intercessão cura quem ora e quem recebe a oração, mas não ocorre cura sem confissão de pecados.
Em sexto lugar, o Senhor abençoa quem lhe é fiel pelo que Ele é, independentemente de tempo e espaço.
Em sétimo lugar, a história de Jó, está na Escritura para nossa edificação e ponto de referência: “Estas coisas lhes sobrevieram como exemplos e foram escritas para advertência nossa, de nós outros sobre quem os fins dos séculos têm chegado.”( I Coríntios 10:11).
Jó 42:1 Então respondeu Jó ao SENHOR, dizendo:
                Jó 42:2 Bem sei eu que tudo podes,
                               e que nenhum dos teus propósitos pode ser impedido.
                Jó 42:3 Quem é este, que sem conhecimento encobre o conselho?
                               Por isso relatei o que não entendia;
                                               coisas que para mim eram inescrutáveis,
                                                               e que eu não entendia.
                Jó 42:4 Escuta-me, pois, e eu falarei; eu te perguntarei,
                               e tu me ensinarás.
                Jó 42:5 Com o ouvir dos meus ouvidos ouvi,
                               mas agora te veem os meus olhos.
                Jó 42:6 Por isso me abomino
                               e me arrependo no pó e na cinza.
Jó 42:7 Sucedeu que, acabando o SENHOR de falar a Jó aquelas palavras,
                o SENHOR disse a Elifaz, o temanita:
                               A minha ira se acendeu contra ti,
                                               e contra os teus dois amigos,
                                                               porque não falastes de mim o que era reto,
                                                                              como o meu servo Jó.
                               Jó 42:8 Tomai, pois, sete bezerros e sete carneiros,
                                               e ide ao meu servo Jó, e oferecei holocaustos
                                                               por vós, e o meu servo Jó orará por vós;
                                                                              porque deveras a ele aceitarei,
                                               para que eu não vos trate conforme a vossa loucura;
                                                               porque vós não falastes de mim
                                                               o que era reto como o meu servo Jó.
Jó 42:9 Então foram Elifaz, o temanita, e Bildade, o suíta, e Zofar,
                o naamatita, e fizeram como o SENHOR lhes dissera;
                               e o SENHOR aceitou a face de Jó.
Jó 42:10 E o SENHOR virou o cativeiro de Jó,
                quando orava pelos seus amigos;
                               e o SENHOR acrescentou, em dobro,
                                               a tudo quanto Jó antes possuía.
                Jó 42:11 Então vieram a ele todos os seus irmãos,
                               e todas as suas irmãs, e todos quantos dantes o conheceram,
                                               e comeram com ele pão em sua casa,
                                               e se condoeram dele,
                                               e o consolaram acerca de todo o mal que o SENHOR
                                                               lhe havia enviado;
                               e cada um deles lhe deu uma peça de dinheiro,
                                               e um pendente de ouro.
                Jó 42:12 E assim abençoou o SENHOR o último estado de Jó,
                               mais do que o primeiro; pois teve catorze mil ovelhas,
                                               e seis mil camelos, e mil juntas de bois,
                                                               e mil jumentas.
                Jó 42:13 Também teve sete filhos e três filhas.
                Jó 42:14 E chamou o nome da primeira Jemima,
                               e o nome da segunda Quezia,
                                               e o nome da terceira Quéren-Hapuque.
                Jó 42:15 E em toda a terra não se acharam mulheres tão formosas
                               como as filhas de Jó; e seu pai lhes deu herança
                                               entre seus irmãos.
                Jó 42:16 E depois disto viveu Jó cento e quarenta anos;
                               e viu a seus filhos, e aos filhos de seus filhos,
                                               até à quarta geração.
                Jó 42:17 Então morreu Jó, velho e farto de dias.
Depois disto – verso 16 – Jó viveu ainda 140 anos! Ele deveria ter na faixa de seus, talvez 60 anos quando tudo aconteceu com ele, portanto calculamos sua vida com mais de 200 anos.
Ele pode ver os filhos e os filhos de seus filhos até a quarta geração e ai, sim, morreu bem farto de dias! Mesmo assim, morreu!
Você já parou para pensar que a promessa de Cristo Jesus para nós agora é a VIDA ETERNA! Jamais morreremos! No entanto, por hora, temos de passar como Jó e todos os homens de Deus, exceto, talvez, Enoque e Elias pela morte natural.
A resposta para o sofrimento humano não foi dada explicitamente, mas fica claro que o convite de Deus para Jó, seus amigos, leitores e todos os crentes é que devemos confiar nele sempre e que para tudo há propósitos que nem sempre saberemos quais sejam eles.
p.s.: link da imagem original:
Contagem regressiva: Faltam 348 dias para 04/08/2015, quando eu irei concluir a Segmentação de toda a Bíblia.

A Deus toda glória! p/ Daniel Deusdetehttp://www.jamaisdesista.com.br
...

Reações:

1 comentários:

Postar um comentário

Fique à vontade para tecer seus comentários.
No entanto, lembre-se de juntar Cl 3:17 com 1 Co 10:31 :
devemos tudo fazer para a glória de Deus e em nome de Jesus! Deus o abençoe.