quarta-feira, 20 de agosto de 2014

Jó 41:1-34 - DEUS ENCERRA SEU SEGUNDO DISCURSO A JÓ - O FIM DOS ÍMPIOS

Parte IV – OS MONÓLOGOS – 29:1 A 42:6.
C. As respostas de Deus – 38:1 a 42:6.
Nessas respostas ,estamos vendo que Deus estava falando com Jó corrigindo-o e convocando-o a um serviço fiel. Já vimos que podemos reparar que Deus nem menciona o assunto do seu sofrimento, muito menos dá uma resposta à pergunta que os seus conselheiros e o próprio Jó consideram tão importante – a razão para o seu sofrimento.
Enfatizamos que a lição que fica é que a confiança em Deus e a gratidão decorrentes devem estar impregnadas em nossas mentes e corações independentemente de quaisquer fatos, sejam eles bons ou não, quer tenham ou não explicações.
Essa parte “C” foi também dividida: 1. O primeiro discurso de Deus – 38:1 a 40:2 – já vimos. 2. A humildade de Jó – 40:3-5 – já vimos. 3. O segundo discurso de Deus – 40:6 a 41:34 – concluiremos neste capítulo. 4. O arrependimento de Jó – 42:1-6.
3. O segundo discurso de Deus – 40:6 ao 41:37 - continuação.
Nós já tínhamos falado que do vs 6 a 41:34, se trata do segundo discurso de Deus, no qual ele começa do mesmo jeito do primeiro (40:6,7 com 38:1-3). Não obstante, uma nova linha de raciocínio aborda o problema de Jó com a justiça de Deus em julgar os ímpios.
Recapitulando, estamos vendo que no primeiro discurso, Deus se revelou como o Senhor da natureza onde Jó tinha sido intimado a ver Deus como o Criador e aqui, no segundo, ele está se revelando como o Senhor do reino moral, o Salvador.
A partir do verso primeiro ele começa a descrever o crocodilo ou o tal de leviatã onde, junto com o hipopótamo – 40:15 – forma uma repetição poética.
Tanto um como o outro, o hipopótamo como o crocodilo, tipificam a perversidade. Na Bíblia, essas não são consideradas criaturas mitológicas, mas como o crocodilo em Sl 74:14 e o dragão em Is 27:1, representam forças do mal tanto do reino celestial como do reino terrestre – ver também Ap 12 e 13.
No verso 10 fica implícita a ideia de que os seres humanos tremem diante das forças do mal, mas Deus é muito superior ao maior mal e deve ser reverenciado ainda mais por essa razão. É somente continuar lendo, que o verso 11 já falará da soberania de Deus e não de uma dualidade de forças em disputa do bem contra o mal.
Ao falar Deus e perguntar quem primeiro lhe deu, ele está dizendo que não há ninguém maior do que ele, senão ele mesmo teria recebido deste alguém e assim retribuído a ele.
O seu domínio é completo nos céus e na terra e em todas as dimensões possíveis, por isso que tudo o que está abaixo é seu, inclusive esses dois terríveis monstros o hipopótamo e o crocodilo, tanto na natureza como no reino espiritual.
Dos versos 18 ao 21 a descrição rica em detalhes parece apontar para uma criatura comum, como um crocodilo ou mesmo uma baleia, mas ela também parece ser extremamente hiperbólica o que significa que são representações poéticas do mal, segundo a BEG, extraídas do antigo mundo do Oriente Próximo.
Seria oportuno, agora, comparar-se 40:11,12 com os últimos versos deste capítulo, vs 33 e 34.
Jó 41:1 Poderás tirar com anzol o leviatã,
                ou ligarás a sua língua com uma corda?
                               Jó 41:2 Podes pôr um anzol no seu nariz,
                                               ou com um gancho furar a sua queixada?
                Jó 41:3 Porventura multiplicará as súplicas para contigo,
                               ou brandamente falará?
                Jó 41:4 Fará ele aliança contigo,
                               ou o tomarás tu por servo para sempre?
                Jó 41:5 Brincarás com ele, como se fora um passarinho,
                               ou o prenderás para tuas meninas?
                Jó 41:6 Os teus companheiros farão dele um banquete,
                               ou o repartirão entre os negociantes?
                Jó 41:7 Encherás a sua pele de ganchos,
                               ou a sua cabeça com arpões de pescadores?
                Jó 41:8 Põe a tua mão sobre ele, lembra-te da peleja,
                               e nunca mais tal intentarás.
                Jó 41:9 Eis que é vã a esperança de apanhá-lo;
                               pois não será o homem derrubado só ao vê-lo?
Jó 41:10 Ninguém há tão atrevido, que a despertá-lo se atreva;
                quem, pois, é aquele que ousa erguer-se diante de mim?
                Jó 41:11 Quem primeiro me deu,
                               para que eu haja de retribuir-lhe?
                                               Pois o que está debaixo de todos os céus é meu.
                Jó 41:12 Não me calarei a respeito dos seus membros,
                               nem da sua grande força, nem a graça da sua compostura.
                Jó 41:13 Quem descobrirá a face da sua roupa?
                               Quem entrará na sua couraça dobrada?
                Jó 41:14 Quem abrirá as portas do seu rosto?
                               Pois ao redor dos seus dentes está o terror.
                Jó 41:15 As suas fortes escamas são o seu orgulho,
                               cada uma fechada como com selo apertado.
                Jó 41:16 Uma à outra se chega tão perto,
                               que nem o ar passa por entre elas.
                Jó 41:17 Umas às outras se ligam;
                               tanto aderem entre si, que não se podem separar.
                Jó 41:18 Cada um dos seus espirros faz resplandecer a luz,
                               e os seus olhos são como as pálpebras da alva.
                Jó 41:19 Da sua boca saem tochas;
                               faíscas de fogo saltam dela.
                Jó 41:20 Das suas narinas procede fumaça,
                               como de uma panela fervente, ou de uma grande caldeira.
                Jó 41:21 O seu hálito faz incender os carvões;
                               e da sua boca sai chama.
                Jó 41:22 No seu pescoço reside a força;
                               diante dele até a tristeza salta de prazer.
                Jó 41:23 Os músculos da sua carne estão pegados entre si;
                               cada um está firme nele, e nenhum se move.
                Jó 41:24 O seu coração é firme como uma pedra
                               e firme como a mó de baixo.
                Jó 41:25 Levantando-se ele, tremem os valentes;
                               em razão dos seus abalos se purificam.
                Jó 41:26 Se alguém lhe tocar com a espada,
                               essa não poderá penetrar, nem lança, dardo ou flecha.
                Jó 41:27 Ele considera o ferro como palha,
                               e o cobre como pau podre.
                Jó 41:28 A seta o não fará fugir;
                               as pedras das fundas se lhe tornam em restolho.
                Jó 41:29 As pedras atiradas são para ele como arestas,
                               e ri-se do brandir da lança;
                Jó 41:30 Debaixo de si tem conchas pontiagudas;
                               estende-se sobre coisas pontiagudas como na lama.
                Jó 41:31 As profundezas faz ferver, como uma panela;
                               torna o mar como uma vasilha de ungüento.
                Jó 41:32 Após si deixa uma vereda luminosa;
                               parece o abismo tornado em brancura de cãs.
                Jó 41:33 Na terra não há coisa que se lhe possa comparar,
                               pois foi feito para estar sem pavor.
                Jó 41:34 Ele vê tudo que é alto;
                               é rei sobre todos os filhos da soberba.
Um dia olharemos para a terra e para toda a criação e não mais acharemos o ímpio nela porque ele se terá ido para sempre!
No momento atual, vivemos e convivemos com eles. São os que nos roubam, mas andam conosco; são os que tem a bolsa que deveriam cuidar, mas que delas tiram recursos para seu sustento próprio; são os que comem conosco em nossas ceias, mas que estão prontos a nos traírem por quaisquer 30 moedas de prata; são os que nos beijam diante dos outros, mas somente para servir de sinal do mal que estão por fazer.
A Bíblia os chama de joios. Eles serão exterminados na hora certa, mas não agora e quaisquer tentativas de serpará-los agora, diz o Senhor, é temerária e reprovada por ele.
p.s.: link da imagem original:
Contagem regressiva: Faltam 349 dias para 04/08/2015, quando eu irei concluir a Segmentação de toda a Bíblia.

A Deus toda glória! p/ Daniel Deusdetehttp://www.jamaisdesista.com.br
...

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Fique à vontade para tecer seus comentários.
No entanto, lembre-se de juntar Cl 3:17 com 1 Co 10:31 :
devemos tudo fazer para a glória de Deus e em nome de Jesus! Deus o abençoe.