sábado, 9 de agosto de 2014

Jó 30:1-31 - JÓ LAMENTA SUA SITUAÇÃO NO PRESENTE DIANTE DE SEUS "AMIGOS"

Vimos a experiência passada de Jó, no capítulo anterior, e hoje, veremos a sua experiência presente, onde ele lamentará ponto a ponto como as bênçãos de que desfrutara lhe haviam sido tiradas.
2. A experiência presente de Jó – 30:1-31.
Já no primeiro versículo a contradição difícil de suportar no presente momento, pois aqueles que ele desprezaria por causa de sua má conduta e mal exemplo na sociedade, os seus filhos estavam se rindo dele, como se rindo de um miserável.
Não que devamos nos rir dos miseráveis, mas há miseráveis e miseráveis, ou seja, há aqueles que, enfrentando situações adversas passam por privações, mas não por causa de vícios, mas pela contingência e há aqueles que se acostumaram com essa vida de miséria e fazem dela o motivo de sua vida.
Eu não acredito em miseráveis, pela simples razão de que cada um de nós carrega a imago-dei e, mesmo não tendo nada e passando por todo mal, mantêm em si sua dignidade, honra, caráter e vontade de superação.
Se cada um de nós tem a imagem de Deus em si, não há miseráveis, pois Deus não faz acepção de pessoas e todos, indistintamente, são tanto alvos de sua graça, como de sua misericórdia.
Só existe um tipo de miserável: aquele que se faz miserável! Quanto aos demais, o sol que cai sobre os justos e a chuva que os molha, igualmente cai sobre cada um dos filhos de Adão, nesta terra, mesmo ainda que sejam joio.
Jó desprezaria sim, esses filhos de Belial que insistiam no mal, como o urubu que não larga a carniça ou como o porco que não se afasta do lamaçal. No entanto, esse desprezar não significa uma atitude também maligna de Jó contra aqueles que foram criados à imagem e à semelhança de Deus, mas mais um afastamento deles por causa da ausência de comunhão devido as suas práticas costumeiras.
Jesus nos ensinou a amar todos, mesmo os sabidamente filhos de Belial, ou seja o joio, até o fim e, para isso nos deu o seu exemplo, ao aceitar, chamar e conviver com Judas – que era do maligno – até o fim.
A lição que ele nos passou – Mt 13:24 a 30 - é que quem fará a diferença no final e a separação dos que irão para o seu celeiro, ou não, será o Pai que enviará seus anjos com a ordem certa. Os seus, ele recolherá em seu celeiro e os filhos de Belial, o joio, os atará e, juntos, os lançará no lago de fogo e enxofre, a saber a segunda morte – Ap 20:14.
Eu não quero comunhão de jeito nenhum com quem insistentemente despreza Deus e seus mandamentos e valoriza o vício, o engano e a mentira, mas apesar disso, de não querer comunhão, eu quero sim, anunciar-lhes o evangelho, a palavra de Deus, na esperança de que se convertam e sejam curados.
A situação aqui presente de Jó é de puro lamento por causa de sua terrível situação agravada pela falta de compaixão e de confiança de seus amigos conselheiros que pareciam ter o objetivo certo de fazê-lo cair.
Jó 30:1 Agora, porém, se riem de mim os de menos idade do que eu,
                cujos pais eu teria desdenhado de pôr com os cães do meu rebanho.
                 Jó 30:2 De que também me serviria a força das mãos daqueles,
                               cujo vigor se tinha esgotado?
                Jó 30:3 De míngua e fome se debilitaram;
                               e recolhiam-se para os lugares secos, tenebrosos,
                                               assolados e desertos.
                Jó 30:4 Apanhavam malvas junto aos arbustos,
                                e o seu mantimento eram as raízes dos zimbros.
                Jó 30:5 Do meio dos homens eram expulsos, e gritavam contra eles,
                               como contra o ladrão;
                Jó 30:6 Para habitarem nos barrancos dos vales,
                               e nas cavernas da terra e das rochas.
                Jó 30:7 Bramavam entre os arbustos,
                               e ajuntavam-se debaixo das urtigas.
                Jó 30:8 Eram filhos de doidos, e filhos de gente sem nome,
                               e da terra foram expulsos.
                Jó 30:9 Agora, porém, sou a sua canção,
                               e lhes sirvo de provérbio.
                Jó 30:10 Abominam-me, e fogem para longe de mim,
                               e no meu rosto não se privam de cuspir.
                Jó 30:11 Porque Deus desatou a sua corda, e me oprimiu,
                               por isso sacudiram de si o freio perante o meu rosto.
                Jó 30:12 A direita se levantam os moços;
                               empurram os meus pés,
                               e preparam contra mim os seus caminhos de destruição.
                Jó 30:13 Desbaratam-me o caminho; promovem a minha miséria;
                               contra eles não há ajudador.
                Jó 30:14 Vêm contra mim como por uma grande brecha,
                               e revolvem-se entre a assolação.
                Jó 30:15 Sobrevieram-me pavores;
                               como vento perseguem a minha honra,
                                               e como nuvem passou a minha felicidade.
                Jó 30:16 E agora derrama-se em mim a minha alma;
                               os dias da aflição se apoderaram de mim.
                Jó 30:17 De noite se me traspassam os meus ossos,
                               e os meus nervos não descansam.
                Jó 30:18 Pela grandeza do meu mal está desfigurada a minha veste,
                               que, como a gola da minha túnica, me cinge.
                Jó 30:19 Lançou-me na lama,
                               e fiquei semelhante ao pó e à cinza.
                Jó 30:20 Clamo a ti, porém, tu não me respondes;
                               estou em pé, porém, para mim não atentas.
                Jó 30:21 Tornaste-te cruel contra mim;
                               com a força da tua mão resistes violentamente.
                Jó 30:22 Levantas-me sobre o vento, fazes-me cavalgar sobre ele,
                               e derretes-me o ser.
                Jó 30:23 Porque eu sei que me levarás à morte
                               e à casa do ajuntamento determinada a todos os viventes.
                Jó 30:24 Porém não estenderá a mão para o túmulo,
                               ainda que eles clamem na sua destruição.
                Jó 30:25 Porventura não chorei sobre aquele que estava aflito,
                               ou não se angustiou a minha alma pelo necessitado?
                Jó 30:26 Todavia aguardando eu o bem,
                               então me veio o mal,
                esperando eu a luz,
                               veio a escuridão.
                Jó 30:27 As minhas entranhas fervem e não estão quietas;
                               os dias da aflição me surpreendem.
                Jó 30:28 Denegrido ando, porém não do sol;
                               levantando-me na congregação, clamo por socorro.
                Jó 30:29 Irmão me fiz dos chacais,
                               e companheiro dos avestruzes.
                Jó 30:30 Enegreceu-se a minha pele sobre mim,
                               e os meus ossos estão queimados do calor.
                Jó 30:31 A minha harpa se tornou em luto,
                               e o meu órgão em voz dos que choram.
Havia uma expectativa em Jó – vs 26 – pelo bem e pela luz da presença e da companhia de seus amigos, no entanto deles recebeu o mal e ao invés da luz, a escuridão.
Cada dia comunicava ao outro dia mais aflições que surpreendiam ele a cada instante e sua alma se tornou denegrida, mas não pelo sol, sua alma clamava por socorro, mas o que recebia era apenas o desprezo e a ignomínia.
A situação presente de Jó era um terror que somente a morte, desejada, poderia por um basta e um ponto final, no entanto, Jó permaneceu com sua fé inabalável, sua consciência imperturbável e sua vida de oração constante e perseverante na esperança de que seus olhos ainda veriam o seu Redentor.
p.s.: link da imagem original:
Contagem regressiva: Faltam 360 dias para 04/08/2015, quando eu irei concluir a Segmentação de toda a Bíblia.

A Deus toda glória! p/ Daniel Deusdetehttp://www.jamaisdesista.com.br
...

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Fique à vontade para tecer seus comentários.
No entanto, lembre-se de juntar Cl 3:17 com 1 Co 10:31 :
devemos tudo fazer para a glória de Deus e em nome de Jesus! Deus o abençoe.