domingo, 22 de junho de 2014

II Reis 7:1-20 - ELISEU, O CERCO DOS SÍRIOS E A FOME EM SAMARIA

Veja onde nos encontramos, dentro de nossa divisão proposta, conforme a BEG:
Parte II: A MONARQUIA DIVIDIDA - I Reis 12:1 a II Reis17:41.
F. Em Israel 853-841 a.C. – I Re 22:51 a II Re 8:15.
3. Jorão (852-841 a.C.) – 3:1 – 8:15 – continuação.
Para melhor compreensão, essa parte 3, foi também dividida (oito partes), conforme se vê em seguida: a. O início do reinado (3:1-3) – já vimos. b. O serviço de Eliseu na guerra moabita (3:4-2:7) – já vimos. c. O ministério de Eliseu aos necessitados (4:1-44) – já vimos. d. Eliseu cura Naamã da Síria (5:1-27) – já vimos. e. Eliseu, os profetas e o rei da Síria (6:1-23) – já vimos. f. Eliseu e o cerco dos sírios a Samaria (6:24-7.20) – veremos agora, em continuação. g. Eliseu e a mulher sunamita (8:1-6). h. Eliseu e Hazael da Síria (8:7-15).
f. Eliseu e o cerco dos sírios a Samaria (6:24-7.20) - continuação
como havíamos terminado o capítulo anterior, o rei estava revoltado e indignado com o que estava acontecendo e atribuindo toda culpa a Deus e, principalmente, ao seu profeta Eliseu, por isso que o estava perseguindo com seu mensageiro para o matar, para arrancar a sua cabeça de sobre os seus ombros.
A verdade que se sobressai é que cometemos os nossos pecados, endurecemos os nossos corações, não nos arrependemos, nos queixamos e ainda atribuímos, insensatamente, toda culpa a Deus – Lm 3:39.
A fome estava mesmo de amargar e o que o rei tinha visto realmente era para se desanimar, mas o profeta deu uma resposta à altura para o rei de Israel de que no dia seguinte haveria comida e com tanta abastância que seu custo ficaria sendo uma medida de farinha por um siclo, e duas medidas de cevada por um siclo.
Isto arrancou de um dos capitães de confiança do rei um suspiro negativo e duvidoso contra as palavras proféticas de Eliseu, pois ainda que Deus, dos céus abrisse comportas nos céus, não seria suficiente para atender tanta gente.
O fato é que este capitão zombou de Eliseu, de Deus e simplesmente em nada creu, mas endureceu-se tremendamente. Eliseu, não deixou por menos e lhe deu uma dura palavra profética de que ele apenas veria se cumprir a sua palavra, mas da comida que entraria em Samaria não provaria, isto é,  morreria.
É melhor não brincar com quem tem a palavra de Deus em sua boca. Não porque este pode lançar uma maldição, antes porque Deus pode tomar as suas dores e se vingar.
Uma certa vez, meu professor de novo Testamento, contou-me um testemunho incrível quando servia a marinha como Capitão de Fragata no Oriente Médio e por causa do caminho que percorriam deu certo de fazerem uma visitinha para o filho de Daniel Högberg ou Gunnar Vingren na Suécia, já idoso.
Entraram em sua casa e esperaram todos na sala. Sua filha os recepcionou e anunciou sua presença pelo que começaram a se comover diante dele e choraram compulsivamente experimentando uma presença tão forte de Deus naquele ambiente.
Foi um encontro maravilhoso, de bons testemunhos, de palavras edificantes e confortadoras. Tanto que o homem de Deus anunciou que no dia seguinte estaria ali novamente para jantarem.
Meu professor, Pr. Orcélio, disse que não seria possível por causa da escala no navio e do meio militar que não lhes concederia nova folga, mas ele insistiu dizendo que apesar disso, no dia seguinte estariam ali com ele.
Então resolveram orar no navio e no dia seguinte houve um tão grande alvoroço que acabou acontecendo uma tragédia e um dos oficiais acabou morrendo. Por conta disso, houve a dispensa de todos.
Eles puderam ir no jantar e jantaram, conforme falara o homem de Deus. Todos ficaram assustados, cheios de temor a Deus, perplexos. O Pr. Orcélio, resolveu em solidão, buscar a Deus e a resposta divina para ele foi que Deus é soberano e o único criador e sustentador da vida.
Assim, aquele capitão acabou morrendo pisoteado quando se cumpriu a palavra profética do homem de Deus.
Para que se cumprisse, os sírios fugiram de “fantasmas” pois imaginaram que os israelitas tinham contratado mercenários para os ajudar e temeram a tal ponto de abandonarem tudo e deixarem para trás todas as suas coisas, inclusive animais de carga.
Isso me lembra um versículo bíblico que se encontra em Jó 3:25: Jó Porque aquilo que temia me sobreveio; e o que receava me aconteceu. Parece piada, mas não era não. O medo foi tão real que acho que até hoje se encontram fugindo de nem sei o quê.
Nesse interim, quatro leprosos meditando sobre suas vidas e situação desesperadora. Chegaram até filosofar sobre a morte e a vida e concluíram que seria melhor tentarem a sorte no acampamento dos sírios. Se sobrevivessem, sobreviveriam; se não, não. Essa era a filosofia deles.
Foram para o acampamento e cadê os sírios? Sumiram todos! Mas deixaram tudo, inclusive seus pertences e comida abundante. E então comeram, se abasteceram, pegaram jóias, roupas até que a consciência deles pesou.
Não poderiam estar ali somente em curtição quando Samaria morria de fome e saíram para avisar o rei de Samaria que chegou, à princípio, duvidar e temer como temeram os sírios, mas uma comitiva saiu para verificar e depois de constatarem que tudo estava limpo, foram para o acampamento sírio e ai somente foi festa.
No entanto, não foi festa para o capitão que endurecera seu coração para as palavras proféticas de Eliseu e vigiando o portão, acabou sendo atropelado pelo povo faminto de Samaria e nisso morreu, cumprindo-se a palavra profética do homem de Deus de que ele apenas veria as bênçãos, mas delas não provaria.
II Re 7:1 Então disse Eliseu:
            Ouvi a palavra do SENHOR; assim diz o SENHOR:
                        Amanhã, quase a este tempo, haverá uma medida de farinha
                                   por um siclo, e duas medidas de cevada por um siclo,
                                               à porta de Samaria.
            II Re 7:2 Porém um senhor, em cuja mão o rei se encostava,
                        respondeu ao homem de Deus e disse:
                                   Eis que ainda que o SENHOR fizesse janelas no
                                               céu, poder-se-ia fazer isso?
            E ele disse:
                        Eis que o verás com os teus olhos, porém disso não comerás.
II Re 7:3 E quatro homens leprosos estavam à entrada da porta,
            os quais disseram uns aos outros:
                        Para que estaremos nós aqui até morrermos?
            II Re 7:4 Se dissermos:
                        Entremos na cidade, há fome na cidade, e morreremos aí;
                                   e se ficarmos aqui, também morreremos.
                        Vamos nós, pois, agora, e passemos para o arraial dos sírios;
                                   se nos deixarem viver, viveremos, e se nos matarem,
                                               tão-somente morreremos.
            II Re 7:5 E levantaram-se ao crepúsculo, para irem ao arraial dos
                        sírios; e, chegando à entrada do arraial dos sírios, eis que não
                                   havia ali ninguém.
            II Re 7:6 Porque o Senhor fizera ouvir no arraial dos sírios
                        ruído de carros e ruído de cavalos, como o ruído de um grande
                                   exército; de maneira que disseram uns aos outros:
            Eis que o rei de Israel alugou contra nós os reis dos heteus
                        e os reis dos egípcios, para virem contra nós.
            II Re 7:7 Por isso se levantaram, e fugiram no crepúsculo,
                        e deixaram as suas tendas, os seus cavalos, os seus jumentos
                                   e o arraial como estava; e fugiram para salvarem
                                               a sua vida.
            II Re 7:8 Chegando, pois, estes leprosos à entrada do arraial,
                        entraram numa tenda, e comeram, beberam e tomaram dali
                                   prata, ouro e roupas, e foram e os esconderam;
                        então voltaram, e entraram em outra tenda,
                                   e dali também tomaram alguma coisa e a esconderam.
            II Re 7:9 Então disseram uns para os outros:
                        Não fazemos bem; este dia é dia de boas novas, e nos calamos;
                                   se esperarmos até à luz da manhã, algum mal nos
                                   sobrevirá; por isso agora vamos, e o anunciaremos
                                               à casa do rei.
            II Re 7:10 Vieram, pois, e bradaram aos porteiros da cidade,
                        e lhes anunciaram, dizendo:
                        Fomos ao arraial dos sírios e eis que lá não havia ninguém,
                                   nem voz de homem, porém só cavalos atados, jumentos
                                               atados, e as tendas como estavam.
            II Re 7:11 E chamaram os porteiros,
                        e o anunciaram dentro da casa do rei.
            II Re 7:12 E o rei se levantou de noite, e disse a seus servos:
                        Agora vos farei saber o que é que os sírios nos fizeram;
                                   bem sabem eles que esfaimados estamos,
                                   pelo que saíram do arraial, a esconder-se pelo campo,
                                   dizendo: Quando saírem da cidade, então os
                                               tomaremos vivos, e entraremos na cidade.
            II Re 7:13 Então um dos seus servos respondeu e disse:
                        Tomem-se, pois, cinco dos cavalos que restam aqui dentro
                                   (eis que são como toda a multidão dos israelitas que
                                   ficaram aqui; e eis que são como toda a multidão dos
                                               israelitas que já pereceram)
                                                           e enviemo-los, e vejamos.
            II Re 7:14 Tomaram, pois, dois cavalos de carro; e o rei os enviou com
                        mensageiros após o exército dos sírios, dizendo:
                                   Ide, e vede.
            II Re 7:15 E foram após eles até ao Jordão,
                        e eis que todo o caminho estava cheio de roupas e de aviamentos
                                   que os sírios, apressando-se, lançaram fora;
                                   e voltaram os mensageiros e o anunciaram ao rei.
            II Re 7:16 Então saiu o povo, e saqueou o arraial dos sírios;
                        e havia uma medida de farinha por um siclo,
                        e duas medidas de cevada por um siclo,
                                   conforme a palavra do SENHOR.
            II Re 7:17 E pusera o rei à porta o senhor em cuja mão se encostava;
                        e o povo o atropelou na porta, e morreu, como falara o homem
                                   de Deus, o que falou quando o rei descera a ele.
            II Re 7:18 Porque assim sucedeu como o homem de Deus falara ao rei
                        dizendo: Amanhã, quase a este tempo, haverá duas medidas
                                   de cevada por um siclo, e uma medida de farinha por
                                               um siclo, à porta de Samaria.
            II Re 7:19 E aquele senhor respondeu ao homem de Deus, e disse:
                        Eis que ainda que o SENHOR fizesse janelas no céu poderia
                                   isso suceder?
            E ele disse:
                        Eis que o verás com os teus olhos, porém dali não comerás.
            II Re 7:20 E assim lhe sucedeu, porque o povo o atropelou à porta,
                        e morreu.
Quando estamos diante de um homem de Deus, sabidamente conhecido, melhor ficarmos em alerta para não cairmos no endurecimento de nossos corações por causa de sua pregação.
Toda palavra de Deus pregada pode gerar no ouvinte ou a salvação, quando esta encontra guarida, ou, perdição, quando a palavra pregada endurece o coração do ouvinte.
p.s.: link da imagem original:
Contagem regressiva: Faltam 408 dias para 04/08/2015, quando eu irei concluir a Segmentação de toda a Bíblia.

A Deus toda glória! p/ Daniel Deusdetehttp://www.jamaisdesista.com.br
...

Reações:

1 comentários:

Postar um comentário

Fique à vontade para tecer seus comentários.
No entanto, lembre-se de juntar Cl 3:17 com 1 Co 10:31 :
devemos tudo fazer para a glória de Deus e em nome de Jesus! Deus o abençoe.