sábado, 21 de junho de 2014

II Reis 6:1-33 - O MINISTÉRIO DE ELISEU E A INSENSATEZ DO REI DE ISRAEL

Veja onde nos encontramos, dentro de nossa divisão proposta, conforme a BEG:
Parte II: A MONARQUIA DIVIDIDA - I Reis 12:1 a II Reis17:41.
F. Em Israel 853-841 a.C. – I Re 22:51 a II Re 8:15.
3. Jorão (852-841 a.C.) – 3:1 – 8:15 – continuação.
Para melhor compreensão, essa parte 3, foi também dividida (oito partes), conforme se vê em seguida: a. O início do reinado (3:1-3) – já vimos. b. O serviço de Eliseu na guerra moabita (3:4-2:7) – já vimos. c. O ministério de Eliseu aos necessitados (4:1-44) – já vimos. d. Eliseu cura Naamã da Síria (5:1-27) – já vimos. e. Eliseu, os profetas e o rei da Síria (6:1-23) – veremos agora, juntamente com a parte seguinte. f. Eliseu e o cerco dos sírios a Samaria (6:24-7.20) – veremos agora. g. Eliseu e a mulher sunamita (8:1-6) h. Eliseu e Hazael da Síria (8:7-15).
e. Eliseu, os profetas e o rei da Síria (6:1-23).
Estavam Eliseu e seus filhos, seus seguidores, discípulos, num lugar pequeno, estreito e resolveram ampliar. Para isso foram apanhar mais madeira para as construções.
Durante o trabalho um deles deixou cair o seu machado, a parte de ferro dele, no rio e veio a afundar sem possibilitar alguém de ir buscá-lo nas profundezas do rio. O machado, a parte de ferro dele, estava perdida, pelo que seu usuário desesperou-se uma vez que era emprestado.
Eliseu o socorreu e orou e lançou uma madeira no lugar da queda e imediatamente aquela madeira atraiu o ferro como um ima e este veio para a superfície pelo que apanharam o ferro.
Eliseu parecia ser alguém muito especial e com poderes, mas devemos nos lembrar de Tiago, o apóstolo que nos ensinou que Elias era homem sujeito às mesmas paixões que nós somos, dando a entender que qualquer profeta por maiores que sejam as suas realizações, também são homens sujeitos às mesmas paixões – Tg 5:17. E eles oraram com insistência e Deus lhes atendeu.
Nós, que fique isso bem claro, não temos um Deus a nosso dispor para a realização de nossas vontades como se fosse um gênio da lâmpada dos filmes, antes somos de Deus servos para a realização da sua vontade soberana.
No entanto, creio que Deus se preocupa, sim, com meu machado que afundou no rio e estará sempre disposto a me ajudar e me abençoar.
Novamente estavam os sírios em guerra contra Israel como já estiveram e foram derrotados inúmeras vezes.
Tudo o que o rei planejava em secreto – provavelmente Ben-Hadade II - com seus generais para atacarem Israel, Eliseu avisava com antecedência os passos dos sírios e eles eram surpreendidos e derrotados.
Isso foi virando uma constância a ponto do rei suspeitar de traição entre eles e ficou muito zangado. Até que aparece um de seus servos e fala sobre Eliseu e sua capacidade profética de saber o que o rei da Síria planejava antes de acontecer.
Sua estratégia então mudou. Ao invés de ir contra Israel, enviou suas tropas para apanharem um homem.
Eliseu estava tranquilo, calmo que nem via o perigo. Seu servo, inquieto, avistou o exército dos sírios e tremeu. Avisou Eliseu dizendo o que faremos agora? Este, em resposta disse para ele não temer porque mais eram os que estavam com eles do que os que vinham da Síria.
O servo não entendeu nadinha, mas Eliseu orou: - Senhor, peço-te que abras os olhos para que veja. O narrador bíblico então continua: - O Senhor abriu os olhos do moço, e ele viu que o monte estava cheio de cavalos e de carros de fogo, em redor de Eliseu. Era o exército das hostes celestiais que os crentes creem estar sempre ao seu lado – Js 5:13-15; II Cr 32:7,8; Dn 10:5,6,20; 12:1 e ainda Ex 15:1-12; Dt 20:1-4; II Sm 7:16, 31-51; Mt 26:53.
Novamente, enquanto descia o exército contra eles, orou Eliseu ao Senhor pedindo-lhe que ferisse aquele povo de cegueira e o Senhor atendeu a Eliseu.
Então Eliseu os conduz para o meio de Samaria. Nem sabiam eles para onde estavam indo. Era como se fossem enfeitiçados ou que estivessem sob encantamento.
Ao chegarem no meio de Samaria, Eliseu novamente pede ao Senhor que lhes abram os olhos e eles perceberam que estavam no meio de Samaria e que poderia ser esse o fim deles.
O próprio rei de Israel perguntou para Eliseu se era para destruí-los, mas Eliseu aponta-lhes outro caminho. Não era para destruí-los, mas para alimentá-los e deixa-los partir.
Seu conselho de misericórdia para com os sírios capturados por Eliseu resultou no fim dos ataques da Síria e territórios israelitas – vs 22, 23.
f. Eliseu e o cerco dos sírios a Samaria (6:24-7.20).
Passados algum tempo, novamente os sírios resolveram cercar Samaria e o cerco foi muito extremado a ponto de a comida tornar-se escassa e objeto de disputas terríveis.
Em um dado momento o rei passava pelos muros e pode contemplar e ser mesmo chamado a resolver uma disputa por comida envolvendo os filhos de uma e de outra. Num dia comeram do filho de uma, mas quando chegou o outro dia para comerem o outro filho, a outra não aceitou e isso gerou demanda.
O rei ficou horrorizado e assustado tamanha a fome que estava instalada e a loucura do povo que estava perdendo a compostura, o bom-senso e se tornando semelhantes a bestas feras.
As maldições da aliança sináitica previam exatamente esse tipo de canibalismo hediondo que assustou o rei – Lv 26:29; Dt 28:52-57; Lm 2:20; 4:10; Ex 3:10.
Assim o rei rasgou as suas vestes e se humilhou trazendo panos de saco por dentro sobre a pele. Irritado e mesmo assustado jurou a si mesmo que Eliseu iria pagar por tudo aquilo. Enviou, pois, o rei um homem após Eliseu.
No entanto, Eliseu estava em conferência, mas não com o rei e sim com os anciãos o que demonstra que esses líderes já nem estavam mais fazendo caso do rei incompetente.
Eliseu avisa aos anciãos o que o rei fizera e o chamou de “filho do homicida”. Aquele mensageiro estaria indo após ele para lhe tirar a sua cabeça.
Eliseu os orienta para não o deixarem entrar por que imediatamente depois de seu mensageiro o próprio rei estaria vindo. E o rei veio e lhe fez uma pergunta: - Foi o Senhor Deus quem fez cair toda esta desgraça sobre nós. Por que iria eu ficar mais tempo esperando que ele fizesse alguma coisa?
II Re 6:1 E disseram os filhos dos profetas a Eliseu:
            Eis que o lugar em que habitamos diante da tua face, nos é estreito.
            II Re 6:2 Vamos, pois, até ao Jordão e tomemos de lá, cada um de nós,
                        uma viga, e façamo-nos ali um lugar para habitar.
E disse ele:
            Ide.
II Re 6:3 E disse um:
            Serve-te de ires com os teus servos.
E disse:
            Eu irei.
            II Re 6:4 E foi com eles; e, chegando eles ao Jordão, cortaram madeira.
            II Re 6:5 E sucedeu que, derrubando um deles uma viga, o ferro caiu
                        na água; e clamou, e disse:
                                   Ai, meu senhor! ele era emprestado.
            II Re 6:6 E disse o homem de Deus:
                        Onde caiu? E mostrando-lhe ele o lugar, cortou um pau,
                                   e o lançou ali, e fez flutuar o ferro.
            II Re 6:7 E disse:
                        Levanta-o. Então ele estendeu a sua mão e o tomou.
II Re 6:8 E o rei da Síria fazia guerra a Israel;
            e consultou com os seus servos, dizendo:
                        Em tal e tal lugar estará o meu acampamento.
            II Re 6:9 Mas o homem de Deus enviou ao rei de Israel, dizendo:
            Guarda-te de passares por tal lugar; porque os sírios desceram ali.
            II Re 6:10 Por isso o rei de Israel enviou àquele lugar, de que o homem
                        de Deus lhe dissera, e de que o tinha avisado, e se guardou ali,
                                   não uma nem duas vezes.
            II Re 6:11 Então se turbou com este incidente o coração do rei da Síria,
                        chamou os seus servos, e lhes disse:
                        Não me fareis saber quem dos nossos é pelo rei de Israel?
            II Re 6:12 E disse um dos servos:
                        Não, ó rei meu senhor; mas o profeta Eliseu,
                                   que está em Israel, faz saber ao rei de Israel as
                                   palavras que tu falas no teu quarto de dormir.
            II Re 6:13 E ele disse:
                        Vai, e vê onde ele está, para que envie, e mande trazê-lo.
            E fizeram-lhe saber, dizendo:
                        Eis que está em Dotã.
            II Re 6:14 Então enviou para lá cavalos, e carros, e um grande
                        exército, os quais chegaram de noite, e cercaram a cidade.
            II Re 6:15 E o servo do homem de Deus se levantou muito cedo e saiu,
                        e eis que um exército tinha cercado a cidade com cavalos
                                   e carros; então o seu servo lhe disse:
                                               Ai, meu senhor! Que faremos?
            II Re 6:16 E ele disse:
                        Não temas; porque mais são os que estão conosco do que os
                                   que estão com eles.
            II Re 6:17 E orou Eliseu, e disse:
                        SENHOR, peço-te que lhe abras os olhos, para que veja.
                                   E o SENHOR abriu os olhos do moço, e viu;
                                               e eis que o monte estava cheio de cavalos e
                                                           carros de fogo, em redor de Eliseu.
            II Re 6:18 E, como desceram a ele, Eliseu orou ao SENHOR e disse:
                        Fere, peço-te, esta gente de cegueira. E feriu-a de cegueira,
                                   conforme a palavra de Eliseu.
            II Re 6:19 Então Eliseu lhes disse:
                        Não é este o caminho, nem é esta a cidade; segui-me,
                                   e guiar-vos-ei ao homem que buscais.
                                               E os guiou a Samaria.
            II Re 6:20 E sucedeu que, chegando eles a Samaria, disse Eliseu:
                        O SENHOR, abre a estes os olhos para que vejam.
                                   O SENHOR lhes abriu os olhos, para que vissem,
                                               e eis que estavam no meio de Samaria.
            II Re 6:21 E, quando o rei de Israel os viu, disse a Eliseu:
                        Feri-los-ei, feri-los-ei, meu pai?
            II Re 6:22 Mas ele disse:
                        Não os ferirás; feririas tu os que tomasses prisioneiros com a
                                   tua espada e com o teu arco?
                        Põe-lhes diante pão e água, para que comam e bebam,
                                   e se vão para seu senhor.
            II Re 6:23 E apresentou-lhes um grande banquete, e comeram
                        e beberam; e os despediu e foram para seu senhor;
                        e não entraram mais tropas de sírios na terra de Israel.
II Re 6:24 E sucedeu, depois disto, que Ben-Hadade, rei da Síria,
            ajuntou todo o seu exército; e subiu e cercou a Samaria.
            II Re 6:25 E houve grande fome em Samaria, porque eis que a
                        cercaram, até que se vendeu uma cabeça de um jumento por
                                   oitenta peças de prata, e a quarta parte de um cabo de
                                               esterco de pombas por cinco peças de prata.
            II Re 6:26 E sucedeu que, passando o rei pelo muro,
                        uma mulher lhe bradou, dizendo:
                                   Acode-me, ó rei meu senhor.
            II Re 6:27 E ele lhe disse:
                        Se o SENHOR te não acode, donde te acudirei eu?
                                   Da eira ou do lagar?
            II Re 6:28 Disse-lhe mais o rei:
                        Que tens?
            E disse ela:
                        Esta mulher me disse: Dá cá o teu filho, para que hoje
                                   o comamos, e amanhã comeremos o meu filho.
            II Re 6:29 Cozemos, pois, o meu filho, e o comemos;
                        mas dizendo-lhe eu ao outro dia: Dá cá o teu filho, para que o
                                   comamos; escondeu o seu filho.
            II Re 6:30 E sucedeu que, ouvindo o rei as palavras desta mulher,
                        rasgou as suas vestes, e ia passando pelo muro; e o povo viu que
                                   o rei trazia cilício por dentro, sobre a sua carne,
            II Re 6:31 E disse:
                        Assim me faça Deus, e outro tanto, se a cabeça de Eliseu,
                                   filho de Safate, hoje ficar sobre ele.
            II Re 6:32 Estava então Eliseu assentado em sua casa,
                        e também os anciãos estavam assentados com ele.
            E enviou o rei um homem adiante de si; mas, antes que o mensageiro
                        viesse a ele, disse ele aos anciãos:
                        Vistes como o filho do homicida mandou tirar-me a cabeça?
                        Olhai pois que, quando vier o mensageiro, fechai-lhe a porta,
                                   e empurrai-o para fora com a porta;
                        porventura não vem, após ele, o ruído dos pés de seu senhor?
            II Re 6:33 E, estando ele ainda falando com eles,
                        eis que o mensageiro descia a ele; e disse:
                                   Eis que este mal vem do SENHOR, que mais, pois,
                                               esperaria do SENHOR?
Assim terminou, de forma incompleta este capítulo que terá sua sequência no próximo capítulo: Foi o Senhor Deus quem fez cair toda esta desgraça sobre nós. Por que iria eu ficar mais tempo esperando que ele fizesse alguma coisa?
O rei estava ali demonstrando sua revolta e indignação com tudo o que estava acontecendo e atribuindo toda culpa a Deus e no seu profeta Eliseu, por isso que o estava perseguindo com seu mensageiro para o matar, para arrancar a sua cabeça de sobre os seus ombros.
Infelizmente é assim que acontece. Cometemos os nossos pecados, endurecemos os nossos corações, não nos arrependemos, nos queixamos e ainda atribuímos, insensatamente, toda culpa a Deus – Lm 3:39.
p.s.: link da imagem original:
Contagem regressiva: Faltam 409 dias para 04/08/2015, quando eu irei concluir a Segmentação de toda a Bíblia.

A Deus toda glória! p/ Daniel Deusdetehttp://www.jamaisdesista.com.br
...

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Fique à vontade para tecer seus comentários.
No entanto, lembre-se de juntar Cl 3:17 com 1 Co 10:31 :
devemos tudo fazer para a glória de Deus e em nome de Jesus! Deus o abençoe.