domingo, 15 de junho de 2014

I Reis 22:1-53 - A MORTE DE ACABE

Chegamos, finalmente, ao último capítulo de I Reis. Nós nos encontramos aqui, em nossa leitura e meditação:
Parte II – A monarquia dividida – 21:1 a II Re 17:41.
D. Em Israel (909-853 a.C.) – 15:25 a 22:40.
6. Acabe de Israel (874-853 a.C.) – 16:29 a 22:40 - continuação.
c. Acabe e a condenação profética – 17:1 – 22:38 - continuação.
Relembrando que essa parte “c”, em continuação sofreu divisões, em seis partes: 1. O ministério inicial de Elias – 17:1 – 24 – já vimos. 2. O confronto entre Elias e os sacerdotes de Baal – 18:1-46 – já vimos. 3. O encontro de Elias com o Senhor em Horebe – 19:1-21 – já vimos. 4. A guerra de Acabe com a Síria e a condenação profética – 20:1-43 – já vimos. 5. A vinha de Nabote e a condenação profética – 21:1-29 – já vimos. 6. A guerra de Acabe com a Síria e a condenação profética de Micaías – 22:1-38 – veremos agora.
6. A guerra de Acabe com a Síria e a condenação profética de Micaías – 22:1-38.
Depois da derrota dos sírios, por duas vezes, sendo que o Senhor os tinha ajudado e Acabe acabou deixando sair vivo o rei Ben-Hadade, agora, depois de três anos, novamente os sírios atacaram Israel, juntamente com seus trinta e dois reis.
Parecia que ainda estavam amargando a derrota antiga e agora querendo se vingar.
Na peleja que Acabe estava para fazer contra os sírios surgiu uma dúvida em seu coração se deveria ir pelejar ou não e resolveu consultar os seus profetas. E como havia profetas!
Todos os profetas eram unânimes em lhe afirmar que sairia vitoriosos se fosse. Josafá, rei de Judá, resolve se ajuntar a Acabe nesta batalha e escuta as profecias relativas às vitórias anunciadas.
Ele questiona se ainda não havia outro profeta, mas eram tantos ali, por que ele queria ouvir mais um profeta?
A unanimidade deles não convencera a Josafá e o rei  Acabe manda chamar um outro profeta que costumeiramente lhe fala coisas duras e este profeta vem e profetiza também a vitória certa para Acabe e Josafá.
Iremos ou não iremos pelejar contra os sírios? Era esse o dilema dos reis. A resposta unânime dos profetas era que fossem, pois voltariam em paz.
Acabe se aproxima então de Micaias e o exorta a falar a verdade em nome do Senhor. Ora, o restante das profecias já era conhecido como mentira? O fato é que então Maicaias fala a verdade e diz ver o povo disperso sem pastor e os sírios perseguindo Israel.
Falou mais ainda dizendo que os profetas falaram mentiras porque o Senhor tinha ordenado isso a fim de que o rei fosse enganado com as profecias e fosse afligido.
O relato de Maicaias descrevendo o acontecido com os profetas do ponto de vista de um narrador celeste é muito interessante e verdadeiro, mas jamais poderia ser copiado por alguém, a não ser que realmente presenciasse toda a cena para a depois narrar. Não sei o que dizer de toda cena celeste, mas sei que os propósitos de Deus sempre prevalecerão contra todo engano e mentira dos homens e de Satanás.
No entanto, não creram em Micaias e até um dos profetas o feriu na face enciumado pelo uso do Espírito Santo por Micaias e o desafiou. O rei Acabe não satisfeito ainda mandou prendê-lo até que pudesse voltar para depois dar um fim a ele.
Micaias então profetiza a sua morte e bem assim daquele profeta que o ferira. A palavra de Deus gerada pela boca do profeta de Deus tem sempre duas finalidades: a primeira é a salvação daqueles que creem e invocam ao Senhor, a segunda, é o endurecimento naqueles que não creem pra vir sobre eles o juízo de Deus.
O juízo estava vindo sobre todos aqueles profetas, sobre Israel e sobre, principalmente, Acabe.
Acabe, por cautela, ainda se disfarça e vai a guerra de forma que ninguém percebe que ele é o rei de Israel. Josafá estava na carruagem real, mas os sírios que tinham recebido ordem expressa de matarem Acabe, depois de checarem que Josafá não era Acabe deixou ele escapar.
Isso foi um grande livramento de Deus na vida de Josafá, pois na verdade, quem teria tal cuidado no calor das batalhas?
Não encontrando o rei Acabe para o destruir, um soldado sírio, dispara uma flecha ao esmo e esta vai atingir fatalmente Acabe entre os vãos de sua armadura e o sangue começa a escorrer de forma que depois os cães o lambem, conforme palavra profética falada contra ele, por Elias – 21:19, II Re 9:25,26.
Quem é que disse que Deus não é imanente? Sim, Deus é transcendente, mas também imanente e participa da história de seu povo de forma muito especial. Na sua soberania, jamais Deus vai contra a livre vontade dos homens que são cem por cento responsáveis por todos os seus atos.
d) O final do reinado – 22:39,40.
O escritor indica que Acabe era bastante conhecido pelos seus programas de construção, sugerindo que o seu próprio registro foi altamente seletivo – vs 39 “Casa de Marfim”.
Escavações arqueológicas em Samaria encontraram ornamentos marchetados de marfim datados desse período e ainda revelaram que Samaria e Megido foram fortificadas nesse período. Apesar de indicarem prosperidade econômica para os ricos do período, o profeta Amós criticou essas extravagâncias – Am 3:15.
E. Em Judá (869-848 a.C.) – Josafá de Judá – 22:41-50.
O escritor volta ao Reino do Sul e nesses versículos veremos o resumo do reinado de Josafá. Como se pai Asa, Josafá “fez o que era reto perante o Senhor” – vs 43. Esse texto descreve o início de seu reinado, o misto de sucessos e de fracassos sob sua liderança e o final de seu reinado.
Percebe-se aqui no reinado de Josafá que nessa época eles viviam em paz com Israel. Desde o início da divisão dos reinos, sempre houve guerras entre eles e agora gozavam de relativa paz.
F. Em Israel (853-841 a.C.) – Josafá de Judá – 22:51 a II Reis 8:15.
Veremos, resumidamente, nesta parte, que o reinado de Josafá terminou em 841 a.C., depois do inicio do reinado de Acazias em 853 a.C. por esse motivo, o escritor volta agora à história do reino do norte.
Para melhor nos situarmos, ainda estamos na segunda parte de três que dividimos I e II Reis. Esta parte se chama II. A MONARQUIA DIVIDIDA que começou em I Reis 12:1 e terminará em II Reis 17:41.
Dentro desta segunda parte, bem extensa, estamos na parte “F” que vai de “A” até “Q”. Esta parte “F” está sendo dividida, em três partes: 1. Acazias (853-852 a.C.) – 22:51 a II Reis 1:18. 2. A transferência do ministério profético para Eliseu – 2:1-25. 3. Jorão (852-841 a.C.) – 3:1 – 8:15.
Josafá tido como bom rei e que fez o que agradou o Senhor, com certas exceções, foi enterrado junto com seus pais e Jeorão, seu filho, reinou em seu lugar. Observa-se que a dinastia de Davi prossegue, sem falhas, conforme prometera o Senhor a Davi, seu servo.
I Re 22:1 E estiveram quietos três anos,
            não havendo guerra entre a Síria e Israel.
            I Re 22:2 Porém no terceiro ano sucedeu que Jeosafá,
                        rei de Judá, desceu para avistar-se com o rei de Israel.
            I Re 22:3 E o rei de Israel disse aos seus servos:
                        Não sabeis vós que Ramote de Gileade é nossa,
                        e nós estamos quietos, sem a tomar da mão do rei da Síria?
            I Re 22:4 Então perguntou a Jeosafá:
                        Irás tu comigo à peleja a Ramote de Gileade?
            E disse Jeosafá ao rei de Israel:
                        Serei como tu, e o meu povo como o teu povo, e os meus cavalos
                                   como os teus cavalos.
            I Re 22:5 Disse mais Jeosafá ao rei de Israel:
                        Peço-te, consulta hoje a palavra do SENHOR.
            I Re 22:6 Então o rei de Israel reuniu os profetas até quase
                        quatrocentos homens, e disse-lhes:
                                   Irei à peleja contra Ramote de Gileade,
                                               ou deixarei de ir?
            E eles disseram:
                        Sobe, porque o Senhor a entregará na mão do rei.
            I Re 22:7 Disse, porém, Jeosafá:
                        Não há aqui ainda algum profeta do SENHOR,
                                   ao qual possamos consultar?
            I Re 22:8 Então disse o rei de Israel a Jeosafá:
                        Ainda há um homem por quem podemos consultar ao
                                   SENHOR; porém eu o odeio, porque nunca
                                   profetiza de mim o que é bom, mas só o mal;
                                               este é Micaías, filho de Inlá.
            E disse Jeosafá:
                        Não fale o rei assim.
            I Re 22:9 Então o rei de Israel chamou um oficial, e disse:
                        Traze-me depressa a Micaías, filho de Inlá.
            I Re 22:10 E o rei de Israel e Jeosafá, rei de Judá, estavam assentados
                        cada um no seu trono, vestidos de trajes reais, na praça,
                                   à entrada da porta de Samaria; e todos os profetas
                                               profetizavam na sua presença.
            I Re 22:11 E Zedequias, filho de Quenaaná, fez para si uns chifres de
                        ferro, e disse:
                                   Assim diz o SENHOR:
                                   Com estes ferirás aos sírios, até de todo os consumir. I
            Re 22:12 E todos os profetas profetizaram assim, dizendo:
                        Sobe a Ramote de Gileade, e triunfarás, porque o SENHOR
                                   a entregará na mão do rei.
            I Re 22:13 E o mensageiro que foi chamar a Micaías falou-lhe,
                        dizendo: Vês aqui que as palavras dos profetas a uma voz
                                   predizem coisas boas para o rei; seja, pois, a tua
                                   palavra como a palavra de um deles, e fala bem.
            I Re 22:14 Porém Micaías disse:
                        Vive o SENHOR que o que o SENHOR me disser isso
                                   falarei. I Re 22:15 E, vindo ele ao rei, o rei lhe disse:
                        Micaías, iremos a Ramote de Gileade à peleja,
                                   ou deixaremos de ir?
            E ele lhe disse:
                        Sobe, e serás bem sucedido; porque o SENHOR a entregará
                                   na mão do rei.
            I Re 22:16 E o rei lhe disse:
                        Até quantas vezes te conjurarei, que não me fales senão a
                                   verdade em nome do SENHOR?
            I Re 22:17 Então disse ele:
                        Vi a todo o Israel disperso pelos montes, como ovelhas que não
                                   têm pastor; e disse o SENHOR:
                        Estes não têm senhor; torne cada um em paz para sua casa.
            I Re 22:18 Então o rei de Israel disse a Jeosafá:
                        Não te disse eu, que nunca profetizará de mim o que é bom,
                                   senão só o que é mal?
            I Re 22:19 Então ele disse:
                        Ouve, pois, a palavra do SENHOR:
                        Vi ao SENHOR assentado sobre o seu trono,
                                   e todo o exército do céu estava junto a ele, à sua mão
                                               direita e à sua esquerda.
                        I Re 22:20 E disse o SENHOR:
                                   Quem induzirá Acabe, para que suba, e caia em
                                               Ramote de Gileade?
                                   E um dizia desta maneira e outro de outra.
                        I Re 22:21 Então saiu um espírito, e se apresentou diante do
                                   SENHOR, e disse:
                                               Eu o induzirei.
                        E o SENHOR lhe disse:
                                   Com quê?
                        I Re 22:22 E disse ele:
                                   Eu sairei, e serei um espírito de mentira na boca de
                                               todos os seus profetas.
                        E ele disse:
                                   Tu o induzirás, e ainda prevalecerás; sai e faze assim.
            I Re 22:23 Agora, pois, eis que o SENHOR pôs o espírito de
                        mentira na boca de todos estes teus profetas, e o SENHOR
                                   falou o mal contra ti.
            I Re 22:24 Então Zedequias, filho de Quenaaná, chegou,
                        e feriu a Micaías no queixo, e disse:
                                   Por onde saiu de mim o Espírito do SENHOR
                                               para falar a ti?
            I Re 22:25 E disse Micaías:
                        Eis que o verás naquele mesmo dia, quando entrares de
                                   câmara em câmara, para te esconderes.
            I Re 22:26 Então disse o rei de Israel:
                        Tomai a Micaías, e tornai a levá-lo a Amom,
                                   o governador da cidade, e a Joás filho do rei.
            I Re 22:27 E direis:
                        Assim diz o rei:
                                   Colocai este homem na casa do cárcere, e sustentai-o
                                   com o pão de angústia, e com água de amargura, até
                                               que eu venha em paz.
            I Re 22:28 E disse Micaías:
                        Se tu voltares em paz, o SENHOR não tem falado por mim.
            Disse mais:
                        Ouvi, povos todos!
I Re 22:29 Assim o rei de Israel e Jeosafá, rei de Judá, subiram
            a Ramote de Gileade.
            I Re 22:30 E disse o rei de Israel a Jeosafá:
                        Eu me disfarçarei, e entrarei na peleja;
                                   tu porém veste as tuas roupas.
                        Disfarçou-se, pois, o rei de Israel, e entrou na peleja.
            I Re 22:31 E o rei da Síria dera ordem aos capitães dos carros,
                        que eram trinta e dois, dizendo:
                        Não pelejareis nem contra pequeno nem contra grande,
                                   mas só contra o rei de Israel.
            I Re 22:32 Sucedeu que, vendo os capitães dos carros a Jeosafá,
                        disseram eles:
                                   Certamente este é o rei de Israel.
            E chegaram-se a ele, para pelejar com ele;
                        porém Jeosafá gritou.
            I Re 22:33 E sucedeu que, vendo os capitães dos carros
                        que não era o rei de Israel, deixaram de segui-lo.
            I Re 22:34 Então um homem armou o arco,
                        e atirou a esmo, e feriu o rei de Israel por entre as fivelas
                                   e as couraças; então ele disse ao seu carreteiro:
                        Dá volta, e tira-me do exército, porque estou gravemente ferido.
            I Re 22:35 E a peleja foi crescendo naquele dia, e o rei foi sustentado
                        no carro defronte dos sírios; porém ele morreu à tarde;
                                   e o sangue da ferida corria para o fundo do carro.
            I Re 22:36 E depois do sol posto passou um pregão pelo exército,
                        dizendo:
                        Cada um para a sua cidade, e cada um para a sua terra!
            I Re 22:37 E morreu o rei, e o levaram a Samaria;
                        e sepultaram o rei em Samaria.
            I Re 22:38 E, lavando-se o carro no tanque de Samaria,
                        os cães lamberam o seu sangue (ora as prostitutas se lavavam
                                   ali), conforme à palavra que o SENHOR
                                               tinha falado.
I Re 22:39 Quanto ao mais dos atos de Acabe, e a tudo quanto fez,
            e à casa de marfim que edificou, e a todas as cidades que edificou,
            porventura não está escrito no livro das crônicas dos reis de Israel?
            I Re 22:40 Assim dormiu Acabe com seus pais;
                        e Acazias, seu filho, reinou em seu lugar.
            I Re 22:41 E Jeosafá, filho de Asa, começou a reinar sobre Judá
                        no quarto ano de Acabe, rei de Israel.
            I Re 22:42 E era Jeosafá da idade de trinta e cinco anos quando
                        começou a reinar;
                        e vinte e cinco anos reinou em Jerusalém;
                                   e era o nome de sua mãe Azuba, filha de Sili.
                        I Re 22:43 E andou em todos os caminhos de seu pai Asa,
                                   não se desviou deles, fazendo o que era reto aos olhos
                                               do SENHOR.
                        I Re 22:43 Todavia os altos não se tiraram;
                                   ainda o povo sacrificava e queimava incenso nos altos.
            I Re 22:45 E Jeosafá esteve em paz com o rei de Israel.
I Re 22:46 Quanto ao mais dos atos de Jeosafá, e ao poder que mostrou,
            e como guerreou, porventura não está escrito no livro das crônicas dos
                        reis de Judá?
            I Re 22:47 Também expulsou da terra o restante dos sodomitas,
                        que ficaram nos dias de seu pai Asa.
            I Re 22:48 Então não havia rei em Edom, porém um vice-rei.
            I Re 22:49 E fez Jeosafá navios de Társis, para irem a Ofir
                        por causa do ouro; porém não foram, porque os navios se
                                   quebraram em Eziom-Geber.
            I Re 22:50 Então Acazias, filho de Acabe, disse a Jeosafá:
                        Vão os meus servos com os teus servos nos navios.
                                   Porém Jeosafá não quis.
            I Re 22:51 E Jeosafá dormiu com seus pais,
                        e foi sepultado junto a eles, na cidade de Davi, seu pai;
                                   e Jeorão, seu filho, reinou em seu lugar.
            I Re 22:52 E Acazias, filho de Acabe, começou a reinar sobre Israel,
                        em Samaria, no ano dezessete de Jeosafá, rei de Judá;
                                   e reinou dois anos sobre Israel.
                        I Re 22:53 E fez o que era mau aos olhos do SENHOR;
                                   porque andou no caminho de seu pai, como também
                                   no caminho de sua mãe, e no caminho de Jeroboão,
                                               filho de Nebate, que fez pecar a Israel.
1. Acazias (853-852 a.C.) – 22:52 a II Reis 1:18.
Acazias, rei de Israel, foi tão perverso quanto o seu pai e a sua mãe haviam sido –vs 52. Aliás, nenhum rei de Israel terá uma menção de que fez o que era reto diante do Senhor, pois todos foram excessivamente maus aos olhos do Senhor.
Esse relato descreve o início do seu reinado – 22:52-53 -, se concentra nas suas interações com Elias, explicando a sua condenação – II Re 1:17a – e apresenta o final de seu reinado – II Re 1:17b-18, como teremos a oportunidade de ver em seguida.
p.s.: link da imagem original:
Contagem regressiva: Faltam 415 dias para 04/08/2015, quando eu irei concluir a Segmentação de toda a Bíblia.

A Deus toda glória! p/ Daniel Deusdetehttp://www.jamaisdesista.com.br
...

Reações:

1 comentários:

Postar um comentário

Fique à vontade para tecer seus comentários.
No entanto, lembre-se de juntar Cl 3:17 com 1 Co 10:31 :
devemos tudo fazer para a glória de Deus e em nome de Jesus! Deus o abençoe.