quinta-feira, 5 de junho de 2014

I Reis 12:1-33 - ROBOÃO E JEROBOÃO - SUL X NORTE

Terminamos a primeira parte de três em que dividimos os livros de Reis. Parte I – O reinado de Salomão – 1:1 a 11:43 – já vista. Parte II – A monarquia dividida – 21:1 a II Re 17:41 – veremos a partir deste capítulo e, finalmente, depois, veremos a Parte III – Somente Judá (715-586 A.C.) – 18:1 a 25:30.
Parte II – A monarquia dividida – 21:1 a II Re 17:41
Estamos, conforme já dissemos, seguindo a divisão proposta pela BEG, e aqui nesta parte, em resumo, veremos a história dos reinos do norte e do sul onde a sua exigência de fidelidade e a bondade de Deus é demonstrada para com seu povo.
Esses capítulos tratam da história do reino a partir de sua divisão até a queda de Sarnaria, a capital das tribos do norte, chamadas coletivamente de Israel.
O escritor alterna acontecimentos dos reinos do norte e do sul de acordo com um padrão cronológico e constante. Descreve o reinado de um determinado monarca de um reino até o final do reinado do último rei mencionado no outro reino.
Esse padrão divide o reinado dos diversos reis em quinze seções. O autor menciona os pecados dos reis bem como a esperança contínua nas promessas feitas por Deus para a casa de Davi. No entanto, no finai da narrativa em 1 Reis, o Reino do Norte se encontra derrotado e sua população exilada pelos assírios.
A linhagem de Davi permaneceu como a família real escolhida. A corrupção e a reforma do culto exerceram um papel decisivo no relacionamento entre Israel e Jeová. Deus castigou o Reino do Norte com severidade pela sua idolatria e outras transgressões.
Essa segunda parte será igualmente dividida em dezessete subpartes, de “A” – A secessão das tribos do norte – 12:1-24 até “Q” – O exílio de Israel – 17:7-41.
A. A secessão das tribos do norte – 12:1 – 24.
Com a morte de Salomão, seu filho Roboão reinou em seu lugar sem problemas algum por parte dos filhos de Israel. Foi em Siquém, um importante centro israelita – Js 8:30-35; 24:1-33 – situado na região norte de Efraim, cerca de 60 km de Jerusalém, que ele foi reunido com o povo para o fazerem rei.
Jeroboão ainda se achava no Egito, mas mandaram chama-lo porque Salomão já tinha morrido e não mais poderia prejudica-lo e ele veio atendendo ao apelo do povo que por ele tinha estima, devido seu espírito de liderança e capacidade.
Ele veio e já foi procurar, pacificamente, ao novo rei prometendo lealdade e servidão por todo o tempo de sua vida e assim parecia que ia ser.
No entanto, Roboão não toma partido nem diz o que pensa, mas sabiamente, resolve consultar seus conselheiros e começa com os que dantes eram conselheiros de seu pai, mais maduros e experientes. Por fim consulta também aos jovens que com ele estavam começando o reinado.
As opiniões de ambos não foram unânimes, pelo contrário, enquanto os anciãos aprovavam a solicitação de Jeroboão, os jovens, a condenavam e mandaram Roboão falar-lhes asperamente.
Roboão atende aos conselhos dos jovens e fala duramente com Jeroboão que saiu dali para se tornar um líder rebelde por todo o tempo da vida de ambos.
Na multidão dos conselhos, já dizia o sábio, está a sabedoria! “Provérbios 24:6 Com medidas de prudência farás a guerra; na multidão de conselheiros está a vitória.”. No entanto, embora a vitória ou a sabedoria esteja na multidão, a escolha dela é outra coisa! Roboão escolheu não a sabedoria, nem a vitória, mas justamente aquilo que Deus tinha decidido.
Era plano de Deus essa divisão e nada mudaria isso! Foi profetizado pelo profeta Aias e agora estava para se suceder. Porque esta revolta vinha do SENHOR, para confirmar a palavra que o SENHOR tinha falado pelo ministério de Aías, o silonita, a Jeroboão, filho de Nebate.
Nos eventos da história, os sábios entenderão, mas os outros serão atropelados, sem nada entenderem. Por isso que Daniel fala de que os sábios entenderão e ensinarão a muitos, mas somente entenderão e serão igualmente alcançados aqueles que temem a Deus e andam segundo o seu propósito.
Daniel 11:33 Os sábios entre o povo ensinarão a muitos; todavia, cairão pela espada e pelo fogo, pelo cativeiro e pelo roubo, por algum tempo.
Daniel 11:35 Alguns dos sábios cairão para serem provados, purificados e embranquecidos, até ao tempo do fim, porque se dará ainda no tempo determinado.
Daniel 12:3 Os que forem sábios, pois, resplandecerão como o fulgor do firmamento; e os que a muitos conduzirem à justiça, como as estrelas, sempre e eternamente.
Daniel 12:10 Muitos serão purificados, embranquecidos e provados; mas os perversos procederão perversamente, e nenhum deles entenderá, mas os sábios entenderão.
Em tudo isso, Deus jamais violou o direito de escolha de qualquer um, nem deixou de ser soberano. Quem tiver ouvidos para ouvir, que ouça!
Até Adorão, que estava sobre os tributos que o rei Roboão enviara fora apedrejado e assim estava consagrada a divisão dos reinos. Agora Roboão era o rei unicamente de Judá e Benjamim e Jeroboão, o rei do norte, da outras dez tribos de Israel.
Em Judá reuniram 180.000 homens para irem pelejar contra Jeroboão e tomarem Israel de volta, mas se levantou Semaias, homem de Deus, que falou a palavra do Senhor dizendo-lhes para não saírem à peleja porque tudo aquilo tinha vindo dele mesmo.
A divisão do reino estava de acordo com a vontade de Deus e a existência de dois reinos havia sido ordenada por Deus e, agora, cada um tinha a oportunidade de provar a sua fidelidade à aliança.
Interpretar a história passada é como pegar os instrumentos certos para enxergamos o presente e até vislumbrarmos como poderá ser o futuro. Deus tem se mostrado participativo e interessado no destino dos homens e sempre atento e fiel às suas alianças.
B. Em Israel (930-909 a.C.) – 12:25 – 14:20.
O primeiro segmento do reino dividido trata de Jeroboão 1 que liderou as tribos do norte em seu rompimento com Judá (veja 12.1-24). Embora essa divisão politica tivesse sido predita e estivesse sendo realizada pelo próprio Deus, Jeroboão criou centros de adoração ilícitos no norte e violou um dos princípios teológicos mais importantes para o autor de Reis: a exclusividade do templo em Jerusalém (12.25-33).
Em decorrência disso, o registro do reinado de Jeroboão inclui duas condenações proféticas (13.1-34; 14.1-18) antes do seu fim (14.19-20).
Esta subparte “B” será também subdividida em quatro seções. 1. Os centros falsos de adoração criados por Jeroboão – 12:25-33. 2. Uma condenação profética confirmada – 13:1-34. 3. Mais uma condenação profética – 14:1-18. 4. O final do reinado – 14:19-20.
1. Os centros falsos de adoração criados por Jeroboão – 12:25-33.
Numa tentativa de fortalecer a lealdade do povo, Jeroboão construiu bezerros de ouro em Betel e Dã e instituiu um sistema de culto para substituir a adoração no templo em Jerusalém.
Essa passagem advertia os líderes no exílio a não abandonarem sua esperança de voltar à terra e reconstruir  o templo, o único local aceitável de adoração.
Aqui Jeroboão também tomou conselhos e resolveu construir esses altares justamente para evitar a saída do povo para Jerusalém onde estava o templo, pois ele temia que o povo se voltasse novamente para Roboão e o matassem.
Novamente os conselhos! O que adianta os conselhos quando quem toma as decisões está contaminado pelo pecado? Somos depravados totalmente e nossa natureza é má desde nosso nascimento, como nos livraremos de nós mesmos nas nossas tomadas de decisões?
Somente a graça e a misericórdia de Deus, aliadas ao seu temor, podem nos garantir a vontade de Deus!
I Re 12:1 E foi Roboão para Siquém;
            porque todo o Israel se reuniu em Siquém, para o fazerem rei.
            I Re 12:2 Sucedeu que, Jeroboão, filho de Nebate,
                        achando-se ainda no Egito, para onde fugira de diante do rei
                                   Salomão, voltou do Egito,
            I Re 12:3 Porque mandaram chamá-lo; veio, pois, Jeroboão e toda a
                        congregação de Israel, e falaram a Roboão, dizendo:
            I Re 12:4 Teu pai agravou o nosso jugo; agora, pois, alivia tu a dura
                        servidão de teu pai, e o pesado jugo que nos impôs,
                                   e nós te serviremos.
            I Re 12:5 E ele lhes disse:
                        Ide-vos até ao terceiro dia, e então voltai a mim.
                                   E o povo se foi.
            I Re 12:6 E teve o rei Roboão conselho com os anciãos que estiveram
                        na presença de Salomão, seu pai, quando este ainda vivia,
                                   dizendo: Como aconselhais vós que se responda a este
                                               povo? I Re 12:7 E eles lhe falaram,
                        dizendo: Se hoje fores servo deste povo, e o servires,
                                   e respondendo-lhe, lhe falares boas palavras, todos os
                                               dias serão teus servos.
            I Re 12:8 Porém ele deixou o conselho que os anciãos lhe tinham dado,
                        e teve conselho com os jovens que haviam crescido com ele, que
                                   estavam diante dele. I Re 12:9 E disse-lhes:
            Que aconselhais vós que respondamos a este povo, que me falou,
                        dizendo: Alivia o jugo que teu pai nos impôs?
            I Re 12:10 E os jovens que haviam crescido com ele lhe falaram:
                        Assim dirás a este povo que te falou: Teu pai fez pesadíssimo o
                                   nosso jugo, mas tu o alivia de sobre nós;
                                               assim lhe falarás:
                        Meu dedo mínimo é mais grosso do que os lombos de meu pai.
                                   I Re 12:11 Assim que, se meu pai vos carregou de
                                   um jugo pesado, ainda eu aumentarei o vosso jugo;
                                   meu pai vos castigou com açoites, porém eu vos
                                               castigarei com escorpiões.
            I Re 12:12 Veio, pois, Jeroboão e todo o povo, ao terceiro dia,
                        a Roboão, como o rei havia ordenado, dizendo:
                                   Voltai a mim ao terceiro dia.
            I Re 12:13 E o rei respondeu ao povo duramente;
                        porque deixara o conselho que os anciãos lhe haviam dado.
            I Re 12:14 E lhe falou conforme ao conselho dos jovens, dizendo:
                        Meu pai agravou o vosso jugo, porém eu ainda aumentarei o
                                   vosso jugo; meu pai vos castigou com açoites, porém eu
                                               vos castigarei com escorpiões.
I Re 12:15 O rei, pois, não deu ouvidos ao povo;
            porque esta revolta vinha do SENHOR, para confirmar a
                        palavra que o SENHOR tinha falado pelo
                        ministério de Aías, o silonita, a Jeroboão, filho de Nebate.
            I Re 12:16 Vendo, pois, todo o Israel que o rei não lhe dava ouvidos,                                 tornou-lhe o povo a responder, dizendo:
                        Que parte temos nós com Davi? Não há para nós herança no
                                   filho de Jessé. As tuas tendas, ó Israel! Provê agora a
                                               tua casa, ó Davi.
                                                           Então Israel se foi às suas tendas.
            I Re 12:17 No tocante, porém, aos filhos de Israel que habitavam nas
                        cidades de Judá, também sobre eles reinou Roboão.
            I Re 12:18 Então o rei Roboão enviou a Adorão, que estava sobre os
                        tributos; e todo o Israel o apedrejou, e ele morreu;
                                   mas o rei Roboão se animou a subir ao carro para
                                               fugir para Jerusalém.
            I Re 12:19 Assim se rebelaram os israelitas contra a casa de Davi,
                        até ao dia de hoje.
I Re 12:20 E sucedeu que, ouvindo todo o
            Israel que Jeroboão tinha voltado, enviaram, e o
                        chamaram para a congregação, e o fizeram rei sobre
                                    todo o Israel; e ninguém seguiu a casa de Davi senão
                                               somente a tribo de Judá.
            I Re 12:21 Vindo, pois, Roboão a Jerusalém, reuniu toda a casa de                                   Judá e a tribo de Benjamim, cento e oitenta mil escolhidos,                               destros para a guerra, para pelejar contra a casa de Israel,
                                   para restituir o reino a Roboão, filho de Salomão.
            I Re 12:22 Porém veio a palavra de Deus a Semaías, homem de Deus,
                        dizendo:  Re 12:23 Fala a Roboão, filho de Salomão, rei de
                                   Judá, e a toda a casa de Judá, e a Benjamim, e ao
                                               restante do povo, dizendo:
            I Re 12:24 Assim diz o SENHOR:
                        Não subireis nem pelejareis contra vossos irmãos, os filhos de
                                   Israel; volte cada um para a sua casa, porque eu é que
                                               fiz esta obra. E ouviram a palavra do
                                               SENHOR, e voltaram segundo a palavra
                                                           do SENHOR.
I Re 12:25 E Jeroboão edificou a Siquém, no monte de Efraim,
            e habitou ali; e saiu dali, e edificou a Penuel.
            I Re 12:26 E disse Jeroboão no seu coração:
                        Agora tornará o reino à casa de Davi.
            I Re 12:27 Se este povo subir para fazer sacrifícios na casa do
                        SENHOR, em Jerusalém, o coração deste povo se tornará a
                                   seu senhor, a Roboão, rei de Judá; e me matarão,
                                               e tornarão a Roboão, rei de Judá.
            I Re 12:28 Assim o rei tomou conselho, e fez dois bezerros de ouro;
                        e lhes disse: Muito trabalho vos será o subir a Jerusalém;
                                   vês aqui teus deuses, ó Israel, que te fizeram subir da
                                               terra do Egito. I Re 12:29 E pôs um em
                                                           Betel, e colocou o outro em Dã.
            I Re 12:30 E este feito se tornou em pecado; pois que o povo ia até Dã
                        para adorar o bezerro. I Re 12:31 Também fez casa nos altos;
                                   e constituiu sacerdotes dos mais baixos do povo, que
                                               não eram dos filhos de Levi.
            I Re 12:32 E fez Jeroboão uma festa no oitavo mês,
                        no dia décimo quinto do mês, como a festa que se fazia em
                                   Judá, e sacrificou no altar; semelhantemente fez em
                                               Betel, sacrificando aos bezerros que fizera;
                        também em Betel estabeleceu sacerdotes dos altos que fizera.
            I Re 12:33 E sacrificou no altar que fizera em Betel,
                        no dia décimo quinto do oitavo mês, que ele tinha imaginado
                                   no seu coração; assim fez a festa aos filhos de Israel,
                                               e sacrificou no altar, queimando incenso.
Ainda Jeroboão instituiu festas e dias religiosos justamente para criar no povo uma cultura diferente que logo esqueceriam do seu Deus verdadeiro. Assim, Jeroboão e todas as dez tribos estavam indo pelo caminho da contramão de Deus e distantes da aliança com Deus.
Nas provas, estavam sendo rejeitados a passos largos, mas Deus ainda terá muita misericórdia deles e enviará a eles seus profetas, mas mesmo assim, não os ouvirão.
p.s.: link da imagem original:
Contagem regressiva: Faltam 7 dias para a Copa, sem álcool nos estádios.... também faltam 426 dias para 04/08/2015, quando eu irei concluir a Segmentação de toda a Bíblia.

A Deus toda glória! p/ Daniel Deusdetehttp://www.jamaisdesista.com.br
...

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Fique à vontade para tecer seus comentários.
No entanto, lembre-se de juntar Cl 3:17 com 1 Co 10:31 :
devemos tudo fazer para a glória de Deus e em nome de Jesus! Deus o abençoe.