domingo, 18 de maio de 2014

II Samuel 18:1-33 - O PAI CHORA AMARGAMENTE A MORTE DE SEU FILHO

5. A batalha contra Absalão – 17:24 – 19:8a - continuação
A batalha ia começar e Davi contou os que com ele estavam e colocou sobre o  povo capitães de mil e de cem. Era grande a turma que estava com Davi sob a liderança de Joabe, de Abisai e de Itai.
Davi tinha dividido seu exército em três partes e cada um deles ficou com um terço. Ele mesmo iria sair à peleja, mas o povo dele não deixou porque entenderam que o que queriam de fato era ele e a guerra cessaria.
Davi concordou com os argumentos e antes da saída de seus comandantes, os chamou e na frente de todo o povo pediu-lhes que agissem com brandura para com seu filho Absalão.
Eu não sei quanto a Abisai nem quanto a Itai, mas Joabe deu de ombros a essa ordem. Joabe era um homem fiel a Davi e não parecia ter pretensões reais ou qualquer cobiça, mas era totalmente desobediente a Davi e agia conforme ele entendia que deveria agir, principalmente quando percebia que Davi tinha se afrouxado por algum motivo.
Fiel, mas desobediente que agia conforme o seu entendimento e não conforme o seu rei. Era valente e estrategista e tinha vencido muitas das batalhas de Davi, mas parece que queria exercer sobre ele alguma autoridade.
Os valentes de Davi começara a peleja e logo se sobressaíram contra os filhos de Israel que começaram a fugir e um deles, Absalão se meteu a correr naqueles bosques que mais tinham ceifado vidas do que os exércitos de homens com suas espadas.
Era já a mão de Deus pesando sobre eles e sobre esta rebelião não aprovada por Deus. Absalão tinha suas razões, mas jamais elas lhe dariam o direito da usurpação que seu pai não ensinou a ele.
Davi teve muitas falhas como pai, rei e amigo de Absalão, mas sua vida é um exemplo que vale por mil palavras de comportamento digno diante das autoridades, principalmente daquelas constituídas por Deus, no que era o seu caso, o ungido de Deus.
Absalão não tinha respeito a nada e com seu pai perdeu o respeito até por si mesmo. Somente havia ódio em seu coração e ele estava amargando a sua própria derrota.
Na sua fuga, fora preso pela sua vaidade! Sim, seu cabelo lindo e seu rosto e corpo ficaram presos entre os céus e a terra, totalmente pendurado pelo motivo de seu orgulho: seu cabelo e sua beleza. No entanto, elas nada poderiam fazer para livrá-lo da morte no calor da batalha.
Avistaram ele preso e avisaram Joabe. Quem sabe se tivessem avisado outro, como Abisai e Utai eles não o teriam prendido? Mas não, avisaram a Joabe que não titubeou e logo tratou de transpassar o coração do jovem indefeso.
O mesmo Joabe pôs fim à batalha e com o toque de sua trombeta anuncia que tudo tinha terminado. Agora era a hora de falar ao rei as notícias e Aimaás, filho de Zadoque pediu a Joabe para ir contar a notícia a Davi, mas Joabe o impediu. Escalou para isso a Cusi que apressou-se a correr.
Aimaás insistiu com Joabe e conseguiu autorização para ir também e logo passa a Cusi e chega diante do rei Davi e lhe comunica o fim da guerra, mas se omite ao falar da morte de seu filho. Cusi, ao contrário, fala tudo e Davi começa a chorar.
II Sm 18:1 E Davi contou o povo que tinha consigo,
            e pôs sobre eles capitães de mil e capitães de cem.
            II Sm 18:2 E Davi enviou o povo, um terço sob o mando de Joabe,
                        e outro terço sob o mando de Abisai, filho de Zeruia,
                                   irmão de Joabe, e outro terço sob o mando de Itai,
                                               o giteu; e disse o rei ao povo:
                                                           Eu também sairei convosco.
            II Sm 18:3 Porém o povo disse:
                        Não sairás, porque, se formos obrigados a fugir,
                                   não se importarão conosco; e, ainda que metade de nós
                                   morra, não farão caso de nós, porque ainda, tais como
                                   nós somos, ajuntarás dez mil; melhor será, pois, que
                                               da cidade nos sirvas de socorro.
            II Sm 18:4 Então disse-lhe Davi:
                        O que bem parecer aos vossos olhos, farei.
            E o rei se pôs do lado da porta, e todo o povo saiu em centenas
                        e em milhares. II Sm 18:5 E o rei deu ordem a Joabe,
                                   e a Abisai, e a Itai, dizendo:
                        Brandamente tratai, por amor de mim, ao jovem Absalão.
            E todo o povo ouviu quando o rei deu ordem a todos os capitães
                        acerca de Absalão. II Sm 18:6 Saiu, pois, o povo ao campo,
                                   a encontrar-se com Israel, e deu-se a batalha
                                               no bosque de Efraim.
            II Sm 18:7 E ali foi ferido o povo de Israel, diante dos servos de Davi;
                        e naquele mesmo dia houve ali uma grande derrota
                                   de vinte mil. II Sm 18:8 Porque ali se derramou a
                                   batalha sobre a face de toda aquela terra;
                        e foram mais os do povo que o bosque consumiu
                                   do que os que a espada consumiu naquele dia.
            II Sm 18:9 E Absalão se encontrou com os servos de Davi;
                        e Absalão ia montado num mulo; e, entrando o mulo debaixo
                                   dos espessos ramos de um grande carvalho,
                                   pegou-se-lhe a cabeça no carvalho,
                        e ficou pendurado entre o céu e a terra;
                                   e o mulo, que estava debaixo dele, passou adiante.
            II Sm 18:10 O que vendo um homem, fez saber a Joabe, e disse:
                        Eis que vi a Absalão pendurado num carvalho.
            II Sm 18:11 Então disse Joabe ao homem que lho fizera saber:
                        Pois que o viste, por que o não feriste logo ali em terra?
                        E forçoso seria o eu dar-te dez moedas de prata e um cinto.
            II Sm 18:12 Disse, porém, aquele homem a Joabe:
                        Ainda que eu pudesse pesar nas minhas mãos mil moedas de
                        prata, não estenderia a minha mão contra o filho do rei,
                                   pois bem ouvimos que o rei te deu ordem a ti,
                                               e a Abisai, e a Itai, dizendo:
                        Guardai-vos, cada um de vós, de tocar no jovem Absalão.
            II Sm 18:13 Ainda que cometesse mentira a risco da minha vida,
                        nem por isso coisa nenhuma se esconderia ao rei;
                                   e tu mesmo te oporias.
            II Sm 18:14 Então disse Joabe:
                        Não me demorarei assim contigo aqui. E tomou três dardos,
                                   e traspassou com eles o coração de Absalão,
                                               estando ele ainda vivo no meio do carvalho.           II Sm 18:15 E o cercavam dez moços, que levaram as armas de Joabe.
                        E feriram a Absalão, e o mataram.
            II Sm 18:16 Então tocou Joabe a buzina, e voltou o povo de perseguir
                        a Israel, porque Joabe deteve o povo.
            II Sm 18:17 E tomaram a Absalão, e o lançaram no bosque,
                        numa grande cova, e levantaram sobre ele um mui grande
                                   montão de pedras; e todo o Israel fugiu, cada um para
                                               a sua tenda.
            II Sm 18:18 Ora, Absalão, quando ainda vivia,
                        tinha tomado e levantado para si uma coluna,
                                   que está no vale do rei, porque dizia:
                        Filho nenhum tenho para conservar a memória do meu nome.
                        E chamou aquela coluna pelo seu próprio nome;
                        por isso até ao dia de hoje se chama o Pilar de Absalão.
            II Sm 18:19 Então disse Aimaás, filho de Zadoque:
                        Deixa-me correr, e denunciarei ao rei que já o SENHOR
                                   o vingou da mão de seus inimigos.
            II Sm 18:20 Mas Joabe lhe disse:
                        Tu não serás hoje o portador de novas, porém outro dia
                                   as levarás; mas hoje não darás a nova, porque é morto
                                               o filho do rei.
            II Sm 18:21 E disse Joabe a Cusi:
                        Vai tu, e dize ao rei o que viste. E Cusi se inclinou a Joabe,
                                   e correu. II Sm 18:22 E prosseguiu Aimaás,
                                               filho de Zadoque, e disse a Joabe:
                                   Seja o que for deixa-me também correr após Cusi.
            E disse Joabe:
                        Para que agora correrias tu, meu filho, pois não tens mensagem
                                   conveniente? II Sm 18:23 Seja o que for,
                                               disse Aimaás, correrei.
            E Joabe lhe disse:
                        Corre.
                        E Aimaás correu pelo caminho da planície, e passou a Cusi.
            II Sm 18:24 E Davi estava assentado entre as duas portas;
                        e a sentinela subiu ao terraço da porta junto ao muro;
                        e levantou os olhos, e olhou, e eis que um homem corria só.
            II Sm 18:25 Gritou, pois, a sentinela, e o disse ao rei:
                        Se vem só, há novas em sua boca.
                                   E vinha andando e chegando.
                        II Sm 18:26 Então viu a sentinela outro homem que corria,
                                   e a sentinela gritou ao porteiro, e disse:
                                               Eis que lá vem outro homem correndo só.
            Então disse o rei:
                        Também traz este novas.
            II Sm 18:27 Disse mais a sentinela:
                        Vejo o correr do primeiro, que parece ser o correr de Aimaás,
                                   filho de Zadoque.
            Então disse o rei:
                        Este é homem de bem, e virá com boas novas.
            II Sm 18:28 Gritou, pois, Aimaás, e disse ao rei:
                        Paz. E inclinou-se ao rei com o rosto em terra, e disse:
                                   Bendito seja o SENHOR, que entregou os homens
                                   que levantaram a mão contra o rei meu senhor.
            II Sm 18:29 Então disse o rei:
                        Vai bem com o jovem, com Absalão?
            E disse Aimaás:
                        Vi um grande alvoroço, quando Joabe mandou o servo do rei,
                                   e a mim teu servo; porém não sei o que era.
            II Sm 18:30 E disse o rei:
                        Vira-te, e põe-te aqui. E virou-se, e parou.
            II Sm 18:31 E eis que vinha Cusi; e disse Cusi:
                        Anunciar-se-á ao rei meu senhor que hoje o SENHOR
                        te vingou da mão de todos os que se levantaram contra ti.
            II Sm 18:32 Então disse o rei a Cusi:
                        Vai bem com o jovem, com Absalão?
            E disse Cusi:
                        Sejam como aquele jovem os inimigos do rei meu senhor,
                                   e todos os que se levantam contra ti para mal.
            II Sm 18:33 Então o rei se perturbou, e subiu à sala que estava por
                        cima da porta, e chorou; e andando, dizia assim:
                                   Meu filho Absalão, meu filho, meu filho, Absalão!
                                   Quem me dera que eu morrera por ti,
                                               Absalão, meu filho, meu filho!
Estranha hora essa para Davi chorar e se lamentar da morte de seu filho. Ele já não estava morto em seu coração? Davi já não o tinha matado antes? Porque então esse choro? Esse desespero pela vida de seu filho? Até a morte dele desejou sofrer em seu lugar! No entanto, era tarde demais.
Pai que ama seu filho! Ainda dá tempo de uma reconciliação, de um aproximamento. Até quando permitirá que seu coração permaneça endurecido contra seu filho ou o filho contra o seu pai? Que tal agora, aproveitar a oportunidade e pedir perdão a Deus e agir?
Não faça como Davi que teve de amargar a dor da morte de seu filho como seu inimigo em campo de batalha por causa do endurecimento de seu coração que insistia em não ver, nem falar com seu filho. Quando agora quer até morrer em seu lugar – vs 33 -, o tempo já passou e também todas as oportunidades de perdão!
p.s.: link da imagem original:
Contagem regressiva: Faltam 25 dias para a Copa, sem álcool nos estádios.... também faltam 443 dias para 04/08/2015, quando eu irei concluir a Segmentação de toda a Bíblia.

A Deus toda glória! p/ Daniel Deusdetehttp://www.jamaisdesista.com.br
...

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Fique à vontade para tecer seus comentários.
No entanto, lembre-se de juntar Cl 3:17 com 1 Co 10:31 :
devemos tudo fazer para a glória de Deus e em nome de Jesus! Deus o abençoe.