sexta-feira, 4 de abril de 2014

I Sm 5:1-12 - Hemorroidas entre os filisteus

Como já dissemos, esta breve introdução irá nos acompanhar até 7:17, quando então finalizaremos a primeira parte de nossa divisão dos livros de I e II de Samuel: “Ao fazer um contraste entre Eli e seus filhos e Samuel, o escritor explicou como e por que Deus rejeitou a casa de Eli no serviço sacerdotal e exaltou Samuel como líder de Israel.”
Estamos na subparte “B” que foi dividida em quatro seções para melhor compreensão da palavra de Deus:
1.        No serviço em Siló – 2:11-21. (já vista).
2.        Na desaprovação e aprovação que receberam – 2:22-26. (já vista).
3.        Na revelação do julgamento e da bênção de Deus – 2:27 a 4:1a. (já vista).
4.        No conflito com os filisteus – 4:1b a 7:17. (estamos vendo ela agora)
A seção 4, foi subdividida em 4 alíneas: A) Os filhos de Eli são responsáveis pela derrota na batalha e pela perda da arca – 4:1b a 22. - já vista. B) A arca traz maldições sobre os filisteus – 5:1-12 – veremos agora C) A arca é devolvida pelos filisteus – 6:1 – 7:1. D) Samuel conduz Israel à vitória – 7:2 – 17.
B) A arca traz maldições sobre os filisteus – 5:1-12
Os filhos de Israel tinham sido derrotados pelos filisteus e estes ainda tinham levado cativo a arca da aliança para seu território e colocado ela junto ao seu deus Dagon como um troféu conquistado e como um sinal da grande benção de dagon aos filisteus.
Eli e seus filhos Hofni e Fineias tinham sido todos mortos nesta tomada dos filisteus e a Fineias tinha nascido um filho pois sua mulher estava grávida e perto de dar a luz quando toda a tragédia caiu sobre a sua casa. O filho nascido recebeu o nome de Icabô, representando que a glória do Senhor tinha sido abandonada de Israel, uma referência à tomada da arca da aliança.
Realmente um dia trágico para a nação de Israel e um dia de grande festa para os filisteus que comemoravam muito tão grande conquista.
Deixaram a arca junto com seu deus e foram todos dormir e ao amanhecer, eis que Dagon tinha caído e estava junto à arca como se inclinado diante dela.
Levantaram Dagon e o posicionaram novamente e mais uma noite se passou e dessa vez, Dagon jazia pela manhã do mesmo jeito que anteriormente, mas tendo sua cabeça e mãos como se fosse degolados diante da arca.
A degola e o corte das mãos representavam, na época, o que era comum de acontecer com os inimigos capturados e subjugados. Aquela cena deve ter perturbado muito os sacerdotes de Dagon e todos os filisteus.
Como se não bastasse a humilhação de Dagon, agora surgiam neles feridas em suas partes íntimas, hemorroidas. Diante disso procuraram se livrar da arca e para afastar qualquer coincidência a transferiram de lugar.
No entanto, para onde ia a arca, os seus moradores ficavam com aquela doença maligna e humilhante e assim ficaram diante de um grande impasse: o que fazer com essa arca terrível?
I Sm 5:1 Os filisteus, pois, tomaram a arca de Deus e a trouxeram
                de Ebenézer a Asdode. I Sm 5:2 Tomaram os filisteus a arca de Deus,
                               e a colocaram na casa de Dagom,
                                               e a puseram junto a Dagom.
I Sm 5:3 Levantando-se, porém, de madrugada no dia seguinte,
                os de Asdode, eis que Dagom estava caído com o rosto em terra,                                         diante da arca do SENHOR; e tomaram a Dagom,
                                               e tornaram a pô-lo no seu lugar.
I Sm 5:4 E, levantando-se de madrugada, no dia seguinte, pela manhã,
                eis que Dagom jazia caído com o rosto em terra
                               diante da arca do SENHOR; e a cabeça de Dagom
                                               e ambas as palmas das suas mãos estavam cortadas
                                               sobre o limiar; somente o tronco ficou a Dagom.
I Sm 5:5 Por isso nem os sacerdotes de Dagom, nem nenhum de todos os que
                entram na casa de Dagom pisam o limiar de Dagom em Asdode,
                               até ao dia de hoje.
I Sm 5:6 Porém a mão do SENHOR se agravou sobre os de Asdode,
                e os assolou; e os feriu com hemorróidas, em Asdode
                               e nos seus termos. I Sm 5:7 Vendo então os homens de
                                               Asdode que assim foi, disseram:
                Não fique conosco a arca do Deus de Israel; pois a sua mão é dura
                               sobre nós, e sobre Dagom, nosso deus.
                I Sm 5:8 Por isso enviaram mensageiros e congregaram a si todos
                               os príncipes dos filisteus, e disseram:
                                               Que faremos nós da arca do Deus de Israel?
E responderam:
                a arca do Deus de Israel será levada até Gate.
                               Assim levaram para lá a arca do Deus de Israel.
                I Sm 5:9 E sucedeu que, assim que a levaram, a mão do SENHOR veio
                               contra aquela cidade, com mui grande vexame;
                                               pois feriu aos homens daquela cidade, desde
                                               o pequeno até ao grande; e tinham hemorróidas
                                                               nas partes íntimas.
                I Sm 5:10 Então enviaram a arca de Deus a Ecrom.
                               Sucedeu, porém, que, vindo a arca de Deus a Ecrom,
                                               os de Ecrom exclamaram, dizendo:
                               Transportaram para nós a arca do Deus de Israel,
                                               para nos matarem, a nós e ao nosso povo.
                I Sm 5:11 E enviaram, e congregaram a todos os príncipes
                               dos filisteus, e disseram:
                               Enviai a arca do Deus de Israel, e torne para o seu lugar,
                                               para que não mate nem a nós nem ao nosso povo.
Porque havia mortal vexame em toda a cidade,
                e a mão de Deus muito se agravara ali.
                               I Sm 5:12 E os homens que não morriam
                                               eram tão atacados com hemorróidas
                                               que o clamor da cidade subia até o céu.
Nesse capítulo não há solução para o caso da arca e ele termina com os moradores fazendo fortes clamores aos céus pedindo cura e alívio da chaga que a todos incomodava muito.
Uma coisa é certa, eles teriam de se livrar daquela arca antes que tudo fosse infectado e contaminado. Ninguém mais suportava tudo aquilo.
Deus permitiu que a arca fosse tomada, mas não permitiu que ela ficasse na terra estrangeira como um amuleto ou símbolo da conquista de outros deuses.
Israel estava sem a sua arca e os filisteus não queriam a arca conquistada. Os filisteus faziam parte dos povos que ocupavam a terra que deveriam ter sido exterminados por causa do juízo divino sobre eles, mas aqui estavam eles guerreando contra Israel.
p.s.: link da imagem original:
Contagem regressiva: Faltam 69 dias para a Copa, sem álcool nos estádios.... também faltam 487 dias para 04/08/2015, quando eu irei concluir a Segmentação de toda a Bíblia.
A Deus toda glória! p/ Daniel Deusdetehttp://www.jamaisdesista.com.br
...

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Fique à vontade para tecer seus comentários.
No entanto, lembre-se de juntar Cl 3:17 com 1 Co 10:31 :
devemos tudo fazer para a glória de Deus e em nome de Jesus! Deus o abençoe.