terça-feira, 1 de abril de 2014

I Samuel 2:1-36 - O cântico de Ana - Eli e seus filhos desobedientes

Localização de nossa reflexão dentro da nossa divisão proposta:
I. Eli e Samuel: os preparativos de Deus para o reino – 1:1 – 7:17.
   A. O nascimento miraculoso de Samuel – 1:1 – 2:10.
   B. Samuel é exaltado quando Eli e seus filhos caem – 2:11 – 7:17.
II. Samuel e Saul: a ascensão de Saul e seu reino fracassado – 8:1 – 15:35.
III.Saul e Davi: a ascensão de Davi e a queda de Saul – 16:1 – 2 Sm 1:27.
IV. Davi: seu reinado pleno – 2:1 – 20:26.
V. Conclusão: a esperança permanente na casa de Davi – 21:1 – 24-25.
A. O nascimento miraculoso de Samuel – 1:1 – 2:10.
Até o verso 10, ainda estaremos situados dentro da subparte A que fala do nascimento miraculoso de Samuel. Conforme BEG, Samuel não foi uma criança comum. Deus escolheu sua humilde mãe, Ana, por meio de seu nascimento miraculoso – cap. 1 -, e esse nascimento a inspirou a entoar uma canção de gratidão pela atuação do poder de Deus na história que conduziria finalmente ao rei de Israel – 2:1-10.

O CÂNTICO DE ANA
O capítulo primeiro de Samuel se encerra dizendo que ambos adoraram ao Senhor. Agora Ana ora, salmodia e cheia do Espírito Santo nos ensina coisas profundas de Deus – vs 1-10.
Ana realmente está muito feliz como se percebe já no início de seu cântico: coração alegre; sua força exaltada no Senhor e sua boca se rindo de seus inimigos. E o seu coração, força e boca também estão se rindo e se alegrando no Senhor? Deus tem cuidado de ti? Tem sentido que você é especial, inclusive nas mínimas coisas?
É bom sentirmos esse cuidado. Um dia quando eu era inspetor nos Correios sai com uma turma para descontrairmos. Somente eu era crente, mas não queria parecer chato e cri-cri. Todos comemos, bebemos (eu fiquei só na Coca-Cola e água tônica), demos boas risadas e eu achei que já estava bom demais. Quero voltar ao hotel, eu dizia.
No entanto, meus amigos queriam ir para um AP e como dizia na época uma canção do AP, queriam farrear e beber mais um pouco. Tornei-me, então um peso. Do nada, em meio ao nada, viram um ponto de táxi e me expulsaram do carro. Diziam: - passarinho que anda com morcego, anda nas trevas e dorme de cabeça para baixo! Arrepiei-me todinho... meu Deus!
Eu não conhecia BH e estava ali, nem sei aonde... ao invés do táxi, fui procurar ônibus e encontrei um que me deixaria na porta do hotel. Sinceramente, ao ser lançado fora daquele carro com grosseria, fiquei profundamente triste, mas em todo o tempo fiquei louvando a Deus e pedindo a Deus proteção para meus amigos inspetores.
No dia seguinte, fui procurado por eles que diziam assustados: - cara, que Deus tu serves? Você sabe o que aconteceu com a gente? – não, respondia. E eles me explicaram que não andaram uns 200m e o carro, novinho, de marca, parou e somente saiu dali rebocado. A festinha no AP foi cancelada e todos tivemos de voltar de táxi ou ônibus... Pediram a mim perdão e ficaram espalhando a notícia e dizendo que era bom me tratarem bem....
Sabem como me senti? Como alguém que foi vingado. Eu deixei passar o descaso e até orei por eles, mas Deus, não. Deus não os poupou e exerceu juízo, de leve, mas pesou a mão neles, tanto que sentiram o peso e até me pediram perdão. Lembrei-me da palavra escrita: “minha é a vingança, eu retribuirei, diz o Senhor.”
Romanos 12:19 não vos vingueis a vós mesmos, amados, mas dai lugar à ira; porque está escrito: A mim me pertence a vingança; eu é que retribuirei, diz o Senhor.
Hebreus 10:30 Ora, nós conhecemos aquele que disse: A mim pertence a vingança; eu retribuirei. E outra vez: O Senhor julgará o seu povo.
Deus cuida da gente! Deus se importa com a gente. Deus defende os seus e por eles é capaz de muitas coisas. Eu, na verdade, nem queria nada, mas me senti especial, como se Deus falasse a mim, em meu coração: - Filho, eu te amo e cuido de ti! Confie em mim!
Você já sentiu esse cuidado de Deus por ti? Você já se sentiu especial e amado por Deus, mesmo que desprezado pelos homens? Ana estava alegre, sentindo sua força exaltada e sua boca se rindo à toa por causa de seus inimigos.
Agora ela exalta e dignifica o Senhor que é a fonte de toda a sua alegria. O que é mais importante a bênção ou o abençoador? Quem vive da bênção acaba se esquecendo do abençoador. Quem vive atrás de bênção, não compreende que a sua vida é uma bênção. A tendência destes é a murmuração.
É bom ter as coisas e estar cercado da trindade das coisas deste mundo: comida,  bebida e vestes, mas muito melhor, é estar com a Trindade Santa: o Pai, o Filho e o Espírito Santo.
Mateus 6:25 Por isso, vos digo: não andeis ansiosos pela vossa vida, quanto ao que haveis de comer ou beber; nem pelo vosso corpo, quanto ao que haveis de vestir. Não é a vida mais do que o alimento, e o corpo, mais do que as vestes?
A trindade das coisas – comer, beber, se vestir - nos levam à ansiedade e tudo o que fazemos é no sentido de irmos atrás da bênção, mas Deus nos prometeu que nada nos faltará se buscarmos primeiramente o reino de Deus e a sua justiça. Não está errado eu me alegrar com as bênçãos. Somente um louco não se alegraria em ser cumulado de bênçãos, mas o focar nelas é que é o problema.
As bênçãos são sempre bem-vindas, pois o Senhor nelas é glorificado. Ana exalta ao Senhor:
•          não há santo como o Senhor;
•          porque não há outro além de ti;
•          e rocha não há, como o nosso Deus.
Santo, incomparável, rocha. Era assim que ela estava vendo aquele que abrira o seu ventre. Eu me recordo de outro versículo, dessa vez falado em Salmos, por Davi e outro por Jeremias:
Salmos 50:15 invoca-me no dia da angústia; eu te livrarei, e tu me glorificarás.
Jeremias 33:3 Invoca-me, e te responderei; anunciar-te-ei coisas grandes e ocultas, que não sabes.
É Deus quem fala. Podemos perceber três verbos: invocar, livrar e glorificar.
•          invoca-me no dia da angústia;
•          eu te livrarei,
•          e tu me glorificarás.
O Espírito de Deus fala a Davi e por meio de sua palavra para nós também. Não há negação de um dia de angústia, ou de dias de angústias em nossas vidas, ou como poderíamos pensar, já que estou com Deus, não terei angústias. Não, não é isso.
Passaremos tribulações, problemas que nos trarão angústias, embora não desejamos isso. Quem é que em sua são consciência quer sofrer e passar privações? Queremos, ao contrário, o nosso próprio bem. No entanto, lá vem o dia da angústia... Vemos que em Eclesiastes 3:1 “Tudo tem o seu tempo determinado, e há tempo para todo propósito debaixo do céu:”.
Também ainda Salomão fala do dia da adversidade em Eclesiastes 7:14 “No dia da prosperidade, goza do bem; mas, no dia da adversidade, considera em que Deus fez tanto este como aquele, para que o homem nada descubra do que há de vir depois dele.”
Jesus também nos disse que basta ao dia o seu próprio mal, como está escrito em Mateus 6:34 “Portanto, não vos inquieteis com o dia de amanhã, pois o amanhã trará os seus cuidados; basta ao dia o seu próprio mal.”
Então podemos perceber que não dá para escapar dos dias maus que tanto detestamos. Todos passam por eles, quer justos, quer ímpios, quer os filhos de Deus, como não. É como o Senhor disse sobre o sol e a chuva sobre os justos e sobre os injustos. Mateus 5:45 ”para que vos torneis filhos do vosso Pai celeste, porque ele faz nascer o seu sol sobre maus e bons e vir chuvas sobre justos e injustos.”
Mas há uma diferença fenomenal que torna esses dias suportáveis: a promessa do próprio Senhor, do Espírito Santo para nós, de que estará conosco no dia da angústia. É Deus falando e eu então posso com segurança e ousadia replicar a Deus:
- no dia da minha angústia, eu te invocarei, tu me livrarás e eu te glorificarei!
Tenha certeza, amado. Não é teologia da prosperidade ou outra teologia falsa, mas a pura palavra de Deus. o Senhor ama aqueles que ousam em seu nome a honrá-lo.
Como é bom que nos dias de minha angústia eu possa SEMPRE dizer: eu te invocarei, tu me livrarás e eu te glorificarei. Que venham então as angústias pelas quais terei de passar, não terei mais medo delas porque sei, como Jó, que meu Redentor vive e que posso invocá-lo e receber auxílio para depois glorificá-lo.
Você nunca mais sofrerá angústias do mesmo jeito que até o dia de hoje. Você nunca mais sofrerá aflições da mesma forma que sofria antes e que fazia você perder os cabelos e a sua pose. Agora você sabe pela palavra de Deus que ele é o teu auxílio, escudo e proteção.
Depois destas palavras, Ana, pelo Espírito Santo passa a exortar os orgulhosos e arrogantes que deixam a sua boca extravasar como uma descarga aberta e sem controle. Na sua mente há um Deus que tudo controla que age com sabedoria e que executa a justiça na terra.
Por isso que o arco dos fortes é quebrado e dos débeis cingidos de força, é por isso que agora os que eram fartos de pão e andavam famintos não sofrem mais e até a estéril tem sete filhos (ao todo Ana teve, pelo que se depreende da Bíblia 6 filhos – 4 homens e 2 mulheres) e a que tinha muitos filhos, perde o vigor. Ana sabia que Deus tudo governa em sua providência com soberania, sabedoria e bondade.
O cântico de Ana é o cântico da soberania, da sabedoria, da justiça e da bondade de Deus. O que é o homem e seu carro equipado, sua força exaltada diante do Senhor? Quem vencerá as batalhas? Seria a vitória do mais forte e mais equipado? Poderíamos pensar que sim, mas nem sempre. A vitória vem do Senhor e ele a dá a quem ele quer. Não foi exatamente assim que ocorreu com Davi e Golias? Há tantos outros casos bíblicos de vitórias de Deus que não têm lógica alguma, pelo contrário, contrariam até o bom-senso.
Nesse sentido quem é que tira e dá a vida? Quem faz alguém descer à sepultura e depois a faz subir? Quem é que empobrece e enriquece? Quem abaixa e também exalta?
Eu creio piamente no governo de Deus sobre todas as coisas, por isso creio em sua glória. O Senhor não criou o mundo e o entregou a si mesmo para ser regido por suas próprias leis. O mundo não está entregue ao caos e ao acaso e desgovernado. Ana sabia disso e cantou isso.
O cântico de Ana é um cântico de exaltação a Deus em sua providência. Quem é que levanta o pobre do pó? Quem é que exalta o necessitado e o faz assentar entre os príncipes para o fazer herdar o trono de glória? É do Senhor as colunas da terra onde nelas assentou o mundo. Ana confiava em Deus e no seu governo.
Para ela, Deus guarda os pés de seus santos e emudece nas trevas da morte o perverso. Ela afirma que o homem não prevalece pela sua força. Já os evolucionistas afirmam justamente o contrário que é do forte e pela força que as criaturas evoluem. Nossa cultura está escravizada pelo secularismo que vê no capital, na economia e no domínio das ciências a explicação de todas as coisas.
O que Ana falou dos que contendem com o Senhor: I Samuel 2:10 Os que contendem com o SENHOR são quebrantados; dos céus troveja contra eles. O SENHOR julga as extremidades da terra, dá força ao seu rei e exalta o poder do seu ungido.
Quem é que contende com o Senhor? Porque resolvem afrontá-lo como se Deus fosse algo desprezível ou fosse como os deuses antigos que não passavam de invencionices humanas? O homem criou deuses à sua imagem e à sua semelhança para se relacionarem com eles porque queriam se relacionar com Deus à sua maneira e não como Deus orienta em sua palavra.
Na revista PLANETA da Três Editorial Ltda., de agosto de 2011, saiu uma reportagem de capa intitulada PAPO CABEÇA com Miguel Nicolelis, professor da Universidade Duke e pesquisador de renome mundial em neuroengenharia. O destaque da reportagem, sem dúvidas, é a possibilidade  de fazer um adolescente brasileiro tetraplégico dar o pontapé inicial na abertura da Copa do Mundo de Futebol de 2014. Para isso, usará uma veste robótica controlada pela força do pensamento. Isso é fantástico, interessante e fruto de trabalho, pesquisa e dedicação.
Do mesmo autor, também, são ideias como projetos educacionais ambiciosos a serem implantados no Brasil. Um deles é em Macaíba, no Rio Grande do Norte. Ali foi inaugurado, no início de 2012 (abril), o "Campus do Cérebro", uma escola em período integral que beneficia 5 mil crianças, do berçário ao ensino médio. Já o "Educação para Toda a Vida", que começa na barriga da mãe, vai prestar assistência gratuita para 15 mil gestantes na periferia de Natal.
Não posso deixar de elogiar esses trabalhos e incentivar e orar para que Deus abençoe, no entanto, algumas de suas declarações são verdadeiras afrontas àquele que lhe deu inteligência, capacidade, talento e tais projetos.
Deus não tem o homem por inocente em nada e usar a desculpa de sua incredulidade para apoiar suas ofensas não amenizam a gravidade de suas afirmações. Entre elas, bem no início da reportagem de capa, em destaque, a de que a humanidade é dominada por três esquizofrênicos que ouviam vozes, olhavam para o céu e achavam que alguém estava falando com eles.
Ele então explica ao que o entrevistava quem são os três esquizofrênicos: “Quem são?- Jesus Cristo, Maomé e Abraão. Muito provavelmente os três precisavam de haldol (medicamento para esquizofrenia). É arbitrária qualquer classificação que defina as bordas da normalidade. Cada vez mais a intolerância e o preconceito esculpem essa borda com seus interesses próprios ideológicos e políticos. Quando você vê o cérebro por dentro e começa a entender o que acontece, percebe como é fácil ir de um lado para outro.”.
Não tem como não me recordar nesse momento de Davi e de Golias.
I Samuel 17:26 Então, falou Davi aos homens que estavam consigo, dizendo: Que farão àquele homem que ferir a este filisteu e tirar a afronta de sobre Israel? Quem é, pois, esse incircunciso filisteu, para afrontar os exércitos do Deus vivo?
(...)
I Samuel 17:45 Davi, porém, disse ao filisteu: Tu vens contra mim com espada, e com lança, e com escudo; eu, porém, vou contra ti em nome do SENHOR dos Exércitos, o Deus dos exércitos de Israel, a quem tens afrontado.
O final da história todos já conhecem, bem assim o que aconteceu com o Gigante. Também o próprio Senhor fora em sua época tratado com desdém e chamado de Belzebu... Mateus 10:25 Basta ao discípulo ser como o seu mestre, e ao servo, como o seu senhor. Se chamaram Belzebu ao dono da casa, quanto mais aos seus domésticos?
Pois bem, este que chamaram de Belzebu (Mt 10:25), de esquizofrênico (Miguel Nicolelis, em agosto/2011), é justamente este que é o meu Deus e meu Senhor e que voltará, como prometeu.
É nele que Deus, o Pai, escondeu todos os tesouros... Colossenses 2:2 e 3: para que o coração deles seja confortado e vinculado juntamente em amor, e eles tenham toda a riqueza da forte convicção do entendimento, para compreenderem plenamente o mistério de Deus, Cristo, em quem todos os tesouros da sabedoria e do conhecimento estão ocultos.
É para Cristo que Abraão, também considerado esquizofrênico, e todo o Velho Testamento, finalizando com João Batista, apontavam como aquele que viria para tirar os pecados do mundo. João 1:29 No dia seguinte, viu João a Jesus, que vinha para ele, e disse: Eis o Cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo!
Deus que é soberano, sábio, bom e justo absolutamente, resolveu, em seus propósitos, deixar a salvação do homem em Cristo Jesus, logo os que o odeiam e o desdenham, não há saída, serão desdenhados e desprezados para a sua própria ruína.
Se o coração destes se endureceu é porque Deus já os rejeitou e o seu fim se aproxima velozmente. E nós que recebemos ao Senhor? Porventura esconderemos as suas sementes para as devolvermos em sua volta dizendo-lhe que tínhamos medo?
Não adianta contender com o Senhor, afirma Ana, finalizando o seu cântico. “Disse mais o Senhor a Jó: Contenderá contra o Todo-Poderoso o censurador? Quem assim argúi a Deus, responda a estas coisas.” (Jó 40: 1 e 2). “Ai daquele que contende com o seu Criador! E não passa de um caco de barro entre outros cacos. Acaso, dirá o barro ao que lhe dá forma: Que fazes? Ou: A tua obra não tem alça”. (Is 45:9). “Quem és tu, ó homem, para discutires com Deus?! Porventura, pode o objeto perguntar a quem o fez: Por que me fizeste assim?” (Rm 9:20).
B. Samuel é exaltado quando Eli e seus filhos caem
– 2:11 – 7:17.
Ao fazer um contraste entre Eli e seus filhos e Samuel, o escritor explicou como e por que Deus rejeitou a casa de Eli no serviço sacerdotal e exaltou Samuel como líder de Israel.
Dividiremos esta subparte “B” em quatro seções para melhor compreensão da palavra de Deus:
1.        No serviço em Siló – 2:11-21.
2.        Na desaprovação e aprovação que receberam – 2:22-26.
3.        Na revelação do julgamento e da bênção de Deus – 2:27 a 4:1a.
4.        No conflito com os filisteus – 4:1b a 7:17.
Esses materiais explicavam por que os leitores originais deveriam aceitar as orientações de Samuel para a nação; ou seja, a rejeição de Saul e a permanência da dinastia de Davi, apesar de suas falhas.
Samuel é exaltado quando Eli e seus filhos caem na presença de divina em Siló – vs 11-21 – e em reprovação e aprovação – vs 22-26.
Ana cumpriu o seu voto – vs 11 – e agora o menino ficou servindo ao Senhor, perante o sacerdote Eli.
ANA TEVE AO TODO 6 FILHOS
Ana, de ano em ano, voltava para ver o menino junto com seu marido e ainda para lhe dar alguma assistência, como a túnica pequena que todos os anos lhe dava uma nova.
Eli ao ver toda aquela cena se recordou daquela mulher que ele tinha abençoado e que parecia uma bêbada de tanto que balbuciava e se derramava diante do Senhor e aceitou a sua oferta e o menino para ali ficar para sempre.
Eli, diz I Sm 2:20, abençoava a Elacana e a Ana para lhe dar mais filhos no lugar daquele que ela deixou no templo e o Senhor confirmou essa bênção fazendo seu ventre fértil.
Depois de Samuel que ela entregou no Templo do Senhor, ao sacerdote Eli, assim que desmamou, em cumprimento ao seu voto, ela ainda teve mais 5 filhos, com a bênção do sacerdote Eli e confirmada pelo Senhor, sendo três varões e duas meninas.
Samuel é exaltado quando Eli e seus filhos caem sob o julgamento e a bênção divina – vs 27 a 4:1a.
A. Eli e seus filhos são julgados por Deus – vs 27-36.
As coisas não andavam bem na cada de Eli e este parecia que temia mais a seus filhos do que a Deus. Eli não era o pai que devia ser e seus filhos abusavam dele em todos os sentidos, pois até mulheres levianas levavam para o templo a fim de praticarem orgias.
Eles também exerciam o sacerdócio, mas não tinham respeito algum a Deus ou as tradições de seus pais. Eram filhos de Eli, mas também eram filhos de Belial. A própria palavra explica o ser “filho de Belial”: eles não conheciam ao Senhor.
O verbo conhecer aqui não é no sentido de ter ciência e saber de Deus ou sobre Deus, mas o manter-se em relacionamento com Deus. Eles sabiam quem era Deus, mas não o respeitavam nem com ele mantinham comunhão, antes o desprezavam.
Eles não buscaram o arrependimento, porque já não mais havia espaço para isso. Deus tinha já determinado exercer sobre eles o seu juízo, por isso que os deixou livres, para seguirem livremente sua própria natureza pecaminosa e assim se afundavam mais e mais no pecado e na transgressão.
Deus também tinha já determinado exercer seu juízo sobre Eli, mesmo assim, envia a ele um profeta que disse tudo que aconteceria com ele e seus filhos. Era terrível o fim deles, no entanto, nem o pai, nem os filhos se remendaram, antes continuaram como estavam.
O profeta chega a anunciar a Eli o levantamento de outro sacerdote em sua casa que o honrasse e Eli parecia estar diante dele: Samuel – ver vs 3:20.
No entanto, o cumprimento dessa profecia, conforme nota da BEG, aconteceu por meio de Zadoque, que serviu como sacerdote junto com Abiatar sob o governo de Davi – 2 Sm 8:17 – e chegou à proeminência sob o governo de Salomão – I Rs 2:35. Os descendentes de Zadoque ocuparam o alto sacerdócio tanto no templo de Salomão como no segundo. Mesmo depois que o sacerdócio foi transferido para Menelau, a lealdade à linhagem de Zadoque persistiu, pelo menos na comunidade de Qumram.
I Sm 2:1 Então orou Ana, e disse:
                O meu coração exulta ao SENHOR,
                o meu poder está exaltado no SENHOR;
                a minha boca se dilatou sobre os meus inimigos,
                               porquanto me alegro na tua salvação.
                I Sm 2:2 Não há santo como o SENHOR;
                               porque não há outro fora de ti; e rocha nenhuma
                                               há como o nosso Deus.
                I Sm 2:3 Não multipliqueis palavras de altivez, nem saiam coisas
                                               arrogantes da vossa boca;
                               porque o SENHOR é o Deus de conhecimento,
                                               e por ele são as obras pesadas na balança. I
                Sm 2:4 O arco dos fortes foi quebrado, e os que tropeçavam foram
                               cingidos de força.
                I Sm 2:5 Os fartos se alugaram por pão, e cessaram os famintos;
                               até a estéril deu à luz sete filhos,
                               e a que tinha muitos filhos enfraqueceu.
                I Sm 2:6 O SENHOR é o que tira a vida e a dá;
                               faz descer à sepultura e faz tornar a subir dela.
                I Sm 2:7 O SENHOR empobrece e enriquece; abaixa e também exalta.
                               I Sm 2:8 Levanta o pobre do pó,
                                               e desde o monturo exalta o necessitado,
                                                               para o fazer assentar entre os príncipes,
                                                               para o fazer herdar o trono de glória;
                                               porque do SENHOR são os alicerces da terra,
                                                               e assentou sobre eles o mundo.
                I Sm 2:9 Os pés dos seus santos guardará,
                               porém os ímpios ficarão mudos nas trevas;
                                               porque o homem não prevalecerá pela força.
                I Sm 2:10 Os que contendem com o SENHOR serão quebrantados,
                               desde os céus trovejará sobre eles;
                                               o SENHOR julgará as extremidades da terra;
                                                               e dará força ao seu rei,
                                                               e exaltará o poder do seu ungido.
I Sm 2:11 Então Elcana foi a Ramá, à sua casa;
                porém o menino ficou servindo ao SENHOR,
                               perante o sacerdote Eli.
                I Sm 2:12 Eram, porém, os filhos de Eli filhos de Belial;
                               não conheciam ao SENHOR.
                I Sm 2:13 Porquanto o costume daqueles sacerdotes com o povo era
                               que, oferecendo alguém algum sacrifício,
                                               estando-se cozendo a carne, vinha o moço do
                                               sacerdote, com um garfo de três dentes em sua mão;
                I Sm 2:14 E enfiava-o na caldeira, ou na panela, ou no caldeirão,
                               ou na marmita; e tudo quanto o garfo tirava,
                                               o sacerdote tomava para si; assim faziam a todo o
                                                               Israel que ia ali a Siló.
                I Sm 2:15 Também antes de queimarem a gordura vinha o moço do
                               sacerdote, e dizia ao homem que sacrificava:
                               Dá essa carne para assar ao sacerdote; porque não receberá
                                               de ti carne cozida, mas crua.
                I Sm 2:16 E, dizendo-lhe o homem:
                               Queime-se primeiro a gordura de hoje, e depois toma para ti
                                               quanto desejar a tua alma, então ele lhe dizia:
                               Não, agora a hás de dar, e, se não, por força a tomarei.
                I Sm 2:17 Era, pois, muito grande o pecado destes moços
                               perante o SENHOR, porquanto os homens desprezavam
                                               a oferta do SENHOR.
I Sm 2:18 Porém Samuel ministrava perante o SENHOR, sendo ainda jovem,
                vestido com um éfode de linho. I Sm 2:19 E sua mãe lhe fazia uma
                               túnica pequena, e de ano em ano lha trazia, quando com seu
                                               marido subia para oferecer o sacrifício anual.
                I Sm 2:20 E Eli abençoava a Elcana e a sua mulher, e dizia:
                               O SENHOR te dê descendência desta mulher, pela petição
                                               que fez ao SENHOR. E voltavam para o seu lugar.
                I Sm 2:21 Visitou, pois, o SENHOR a Ana, que concebeu,
                               e deu à luz três filhos e duas filhas; e o jovem Samuel crescia
                                               diante do SENHOR.
I Sm 2:22 Era, porém, Eli já muito velho, e ouvia tudo quanto seus
                filhos faziam a todo o Israel, e de como se deitavam com as mulheres
                que em bandos se ajuntavam à porta da tenda da congregação.
I Sm 2:23 E disse-lhes:
                Por que fazeis tais coisas?
                               Pois ouço de todo este povo os vossos malefícios.
                I Sm 2:24 Não, filhos meus, porque não é boa esta fama que ouço;
                               fazeis transgredir o povo do SENHOR.
                I Sm 2:25 Pecando homem contra homem, os juízes o julgarão;
                               pecando, porém, o homem contra o SENHOR,
                                               quem rogará por ele?
                               Mas não ouviram a voz de seu pai,
                                               porque o SENHOR os queria matar.
I Sm 2:26 E o jovem Samuel ia crescendo, e fazia-se agradável,
                assim para com o SENHOR, como também para com os homens.
I Sm 2:27 E veio um homem de Deus a Eli, e disse-lhe:
                Assim diz o SENHOR: Não me manifestei, na verdade,
                               à casa de teu pai, estando eles ainda no Egito,
                                               na casa de Faraó?
                I Sm 2:28 E eu o escolhi dentre todas as tribos de Israel por sacerdote,
                               para oferecer sobre o meu altar, para acender o incenso,
                                               e para trazer o éfode perante mim;
                                               e dei à casa de teu pai todas as ofertas queimadas
                                                               dos filhos de Israel.
                I Sm 2:29 Por que pisastes o meu sacrifício e a minha oferta de
                               alimentos, que ordenei na minha morada,
                                               e honras a teus filhos mais do que a mim,
                                                               para vos engordardes do principal de todas
                                                                              as ofertas do meu povo de Israel?
                I Sm 2:30 Portanto, diz o SENHOR Deus de Israel:
                               Na verdade tinha falado eu que a tua casa e a casa de teu pai
                                               andariam diante de mim perpetuamente;
                                                               porém agora diz o SENHOR:
                               Longe de mim tal coisa, porque aos que me honram honrarei,
                                               porém os que me desprezam serão desprezados.
                I Sm 2:31 Eis que vêm dias em que cortarei o teu braço e o braço da
                               casa de teu pai, para que não haja mais ancião algum
                                               em tua casa.
                I Sm 2:32 E verás o aperto da morada de Deus,
                               em lugar de todo o bem que houvera de fazer a Israel;
                               nem haverá por todos os dias ancião algum em tua casa.
                I Sm 2:33 O homem, porém, a quem eu não desarraigar do meu altar
                               será para te consumir os olhos e para te entristecer a alma;
                                               e toda a multidão da tua casa morrerá
                                                               quando chegar à idade varonil.
                I Sm 2:34 E isto te será por sinal, a saber:
                               o que acontecerá a teus dois filhos, a Hofni e a Finéias;
                                               ambos morrerão no mesmo dia.
                I Sm 2:35 E eu suscitarei para mim um sacerdote fiel,
                               que procederá segundo o meu coração e a minha alma,
                                               e eu lhe edificarei uma casa firme,
                                                               e andará sempre diante do meu ungido.
                I Sm 2:36 E será que todo aquele que restar da tua casa virá
                               a inclinar-se diante dele por uma moeda de prata
                                               e por um bocado de pão, e dirá:
                               Rogo-te que me admitas a algum ministério sacerdotal,
                                               para que possa comer um pedaço de pão.
Samuel estava ali naquele ambiente inóspito, mas crescendo diante do Senhor e aprendendo tudo o que podia de Eli.
p.s.: link da imagem original:
Contagem regressiva: Faltam 72 dias para a Copa, sem álcool nos estádios.... também faltam 490 dias para 04/08/2015, quando eu irei concluir a Segmentação de toda a Bíblia.

A Deus toda glória! p/ Daniel Deusdetehttp://www.jamaisdesista.com.br
...

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Fique à vontade para tecer seus comentários.
No entanto, lembre-se de juntar Cl 3:17 com 1 Co 10:31 :
devemos tudo fazer para a glória de Deus e em nome de Jesus! Deus o abençoe.