quinta-feira, 17 de abril de 2014

I Samuel 18:1-30 - a prosperidade de Davi e o declínio de Saul

Estamos na Parte III: - Saul e Davi: a ascensão de Davi e a queda de Saul – 16:1 a II Sm 1:27, que foi dividida em três grandes seções: A. O sucesso e as dificuldades de Davi a serviço de Saul – 16:1 – 18:30. B. A ajuda que Davi recebe quando foge de Saul – 19:1 – 22:5. C. A inocência de Davi e a culpa de Saul – 22:6 a II Sm 1-27.
Estamos, portanto, ainda na seção: A. O sucesso e as dificuldades de Davi a serviço de Saul – 16:1 – 18:30 que também foi dividida em quatro: 1. A unção de Davi por Samuel – vs 1 – 23 – já vista. 2. O sucesso de Davi e a aprovação inicial de Saul – 17:1 – 18:5. 3. O sucesso de Davi e a inveja de Saul – 18:6-16. 4. O sucesso de Davi e a astúcia de Saul – 18:17-30.
2. O sucesso de Davi e a aprovação inicial de Saul – 17:1 – 18:5.
Davi caiu nas graças dos homens e de Deus! Como está escrito em Provérbios: Não te desamparem a benignidade e a fidelidade; ata-as ao teu pescoço; escreve-as na tábua do teu coração. E acharás graça e bom entendimento aos olhos de Deus e do homem. (Pv 3:3,4).
O Espírito Santo tinha descido e se apossado dele e ele se deu bem com o Espírito de Deus e enfrentou corajosamente aquele gigante não fazendo caso de sua aparência porque os seus olhos estavam atentos e firmes em Deus.
Jônatas que já o tinha visto cantando e sendo benévolo com seu pai e vendo que ele estava cheio de Deus e o que fazia prosperava, se afeiçoou a ele de forma total. Amou-o com uma amizade profunda e com total devoção e dedicação.
Para agradar o seu amigo, até suas vestes e suas armas cede a Davi, como já dizendo e proclamando em alto e bom som que estaria de acordo com Davi sendo rei de Israel e o serviria, sem problemas. Até aquele momento, Jônatas seria o herdeiro ao trono de Israel, mas Jônatas não era como o seu pai.
3. O sucesso de Davi e a inveja de Saul – 18:6-16.
Saul, a princípio, encantou-se sobremaneira com Davi que agia sempre com prudência. Essa era a palavra chave que definia Davi. Ele não era abusado, mas humilde, cheio do Espírito Santo e se portava com muita prudência, cautela e respeito. Por isso que Saul mais ainda o amava e via nele um grande homem de Deus.
No entanto quando sai às ruas e vê as mulheres se derretendo diante de Davi e ainda cantando que Saul tinha derrotado os milhares e Davi os dez milhares, seu semblante mudou e a inveja tomou conta dele.
Já não via mais a Davi como bom, mas como um potencial candidato ao reino de Israel.
Saul já estava prevendo que Davi iria tomar o seu lugar e deve ter se lembrado das profecias de Samuel e de suas duas repreensões contra ele. Samuel foi claro ao dizer para ele que Deus o tinha rejeitado e que ainda Deus tinha já escolhido outro para reinar em seu lugar.
O sucesso de Davi começou a perturbar e muito a Saul. O espírito maligno da parte de Deus o atormentava também e odiou Davi a ponto de tentar matá-lo por duas vezes lançando sua lança contra ele, pois dizia em seu coração: irei cravá-lo na parede.
Davi se portava tão diligentemente que Saul o temeu muito e pode perceber que Deus era com ele e que em breve seria por ele substituído.
4. O sucesso de Davi e a astúcia de Saul – 18:17-30.
Passou então Saul a tramar contra Davi. E como todos o amavam em Israel, principalmente seu filho e até suas filhas que estavam apaixonadas por ele, ele tenta matá-lo, mas dessa feita usando os filisteus.
Ele o coloca como capitão de tropa, mas Deus era com Davi e Davi quando saia à batalha, sempre voltava triunfante. Quanto mais Saul o perseguia, tanto mais Davi crescia e ficava ainda mais famoso e mais querido pelo povo.
Sua filha que ele tinha conquistado o direito de casamento por causa da morte de Golias foi entregue a outro homem, mesmo assim, Davi se portava com prudência e não caia em laços armados pelo seu inimigo.
Sua outra filha se apaixona por ele também. Saul aproveita a oportunidade e faz saber a Davi que aprovaria o casamento, mas Davi recua por não possuir o dote necessário. Saul mesmo dá a solução: 100 prepúcios dos filisteus pagariam o dote.
Davi, então, desafiado vai à guerra mais uma vez e ao invés de 100, traz logo 200 prepúcios. Saul que pensava que Davi seria morto pelas mãos dos filisteus, assusta-se com seu desempenho e entrega a sua filha a ele para casamento.
Todos os planos de Saul são frustrados porque Deus era com Davi e o prosperava em tudo, em todos os momentos e de todas as formas.
I Sm 18:1 E sucedeu que, acabando ele de falar com Saul,
            a alma de Jônatas se ligou com a alma de Davi;
                        e Jônatas o amou, como à sua própria alma.
            I Sm 18:2 E Saul naquele dia o tomou, e não lhe permitiu que voltasse
                        para casa de seu pai.
            I Sm 18:3 E Jônatas e Davi fizeram aliança;
                        porque Jônatas o amava como à sua própria alma.
            I Sm 18:4 E Jônatas se despojou da capa que trazia sobre si,
                        e a deu a Davi, como também as suas vestes,
                                   até a sua espada, e o seu arco, e o seu cinto.
            I Sm 18:5 E saía Davi aonde quer que Saul o enviasse
                        e conduzia-se com prudência, e Saul o pôs sobre
                                   os homens de guerra; e era aceito aos olhos de todo
                                               o povo, e até aos olhos dos servos de Saul.
I Sm 18:6 Sucedeu, porém, que, vindo eles, quando Davi voltava
            de ferir os filisteus, as mulheres de todas as cidades de Israel
                        saíram ao encontro do rei Saul, cantando e dançando,
                        com adufes, com alegria, e com instrumentos de música.
            I Sm 18:7 E as mulheres dançando e cantando se respondiam
                        umas às outras, dizendo: Saul feriu os seus milhares,
                                   porém, Davi os seus dez milhares.
            I Sm 18:8 Então Saul se indignou muito, e aquela palavra pareceu
                        mal aos seus olhos, e disse:
                        Dez milhares deram a Davi, e a mim somente milhares;
                                   na verdade, que lhe falta, senão só o reino?
            I Sm 18:9 E, desde aquele dia em diante,
                        Saul tinha Davi em suspeita.
            I Sm 18:10 E aconteceu no outro dia, que o mau espírito da parte de
                        Deus se apoderou de Saul, e profetizava no meio da casa;
                        e Davi tocava a harpa com a sua mão, como nos outros dias;
                                   Saul, porém, tinha na mão uma lança.
            I Sm 18:11 E Saul atirou com a lança, dizendo:
                        Encravarei a Davi na parede. Porém Davi se desviou dele
                                   por duas vezes. I Sm 18:12 E temia Saul a Davi,
                        porque o SENHOR era com ele e se tinha retirado de Saul.
            I Sm 18:13 Por isso Saul o desviou de si, e o pôs por capitão de mil;
                        e saía e entrava diante do povo.
            I Sm 18:14 E Davi se conduzia com prudência
                        em todos os seus caminhos, e o SENHOR era com ele.
            I Sm 18:15 Vendo então Saul que tão prudentemente se conduzia,
                        tinha receio dele. I Sm 18:16 Porém todo o Israel e Judá
                                   amava a Davi, porquanto saía e entrava diante deles.
I Sm 18:17 Por isso Saul disse a Davi:
            Eis que Merabe, minha filha mais velha, te darei por mulher;
                        sê-me somente filho valoroso, e guerreia as guerras do
                                   SENHOR (porque Saul dizia consigo:
                        Não seja contra ele a minha mão, mas sim a dos filisteus).
            I Sm 18:18 Mas Davi disse a Saul:
                        Quem sou eu, e qual é a minha vida
                                   e a família de meu pai em Israel,
                                               para vir a ser genro do rei?
            I Sm 18:19 Sucedeu, porém, que ao tempo que Merabe, filha de Saul,
                        devia ser dada a Davi, ela foi dada por mulher
                                   a Adriel, meolatita.
            I Sm 18:20 Mas Mical, a outra filha de Saul amava a Davi;
                        o que, sendo anunciado a Saul,
                                   pareceu isto bom aos seus olhos.
            I Sm 18:21 E Saul disse:
                        Eu lha darei, para que lhe sirva de laço,
                                   e para que a mão dos filisteus venha a ser contra ele.
            Pelo que Saul disse a Davi:
                        Com a outra serás hoje meu genro.
            I Sm 18:22 E Saul deu ordem aos seus servos:
                        Falai em segredo a Davi, dizendo:
                        Eis que o rei te está mui afeiçoado, e todos os seus servos
                                   te amam; agora, pois, consente em ser genro do rei.
                        I Sm 18:23 E os servos de Saul falaram todas estas palavras
                                   aos ouvidos de Davi.
            Então disse Davi:
                        Parece-vos pouco aos vossos olhos ser genro do rei,
                                    sendo eu homem pobre e desprezível?
            I Sm 18:24 E os servos de Saul lhe anunciaram isto, dizendo:
                        Foram tais as palavras que falou Davi.
            I Sm 18:25 Então disse Saul:
                        Assim direis a Davi:
                        O rei não tem necessidade de dote, senão de cem prepúcios
                                   de filisteus, para se tomar vingança dos inimigos
                                               do rei. Porquanto Saul tentava fazer cair
                                                           a Davi pela mão dos filisteus.
            I Sm 18:26 E anunciaram os seus servos estas palavras a Davi,
                        e este negócio pareceu bem aos olhos de Davi,
                                   de que fosse genro do rei;
                                   porém ainda os dias não se haviam cumprido.
            I Sm 18:27 Então Davi se levantou, e partiu com os seus homens,
                        e feriu dentre os filisteus duzentos homens,
                        e Davi trouxe os seus prepúcios, e os entregou todos ao rei,
                                   para que fosse genro do rei;
                                               então Saul lhe deu por mulher a sua filha.
            I Sm 18:28 E viu Saul, e notou que o SENHOR era com Davi;
                        e Mical, filha de Saul, o amava.
                                    I Sm 18:29 Então Saul temeu muito mais a Davi;
                                               e Saul foi todos os seus dias inimigo de Davi.
            I Sm 18:30 E, saindo os príncipes dos filisteus à campanha,
                        sucedia que Davi se conduzia com mais êxito
                                   do que todos os servos de Saul;
                                               portanto o seu nome era muito estimado.
Que pensa que Davi irá cair com uma mulher que não lhe pertencia! Que pena que cederá ao pecado e sua vida mudará da água para o vinho. Até então Davi era bem sucedido em tudo e tinha tudo para ser um rei inesquecível e vencedor que jamais na história houve outro igual.
Davi prosperava em tudo! Davi era a certeza da guerra vencida e do inimigo vencido. Com as vitórias de Davi, ele crescia mais e mais e se tornava ainda mais querido e cobiçado.
Todas as tribos o amavam e ele estava já sendo assunto em todo o reino de Israel.
p.s.: link da imagem original:
Contagem regressiva: Faltam 56 dias para a Copa, sem álcool nos estádios.... também faltam 474 dias para 04/08/2015, quando eu irei concluir a Segmentação de toda a Bíblia.

A Deus toda glória! p/ Daniel Deusdetehttp://www.jamaisdesista.com.br
...

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Fique à vontade para tecer seus comentários.
No entanto, lembre-se de juntar Cl 3:17 com 1 Co 10:31 :
devemos tudo fazer para a glória de Deus e em nome de Jesus! Deus o abençoe.