sexta-feira, 11 de abril de 2014

I Samuel 12:1-25 - O sermão de Samuel aos filhos de Israel

Eram três as etapas a seguir, no antigo Israel, para a proclamação e o reconhecimento de um rei em Israel: 1. Indicação da escolha como sendo do Senhor a qual poderia se dar de diversas formas, sendo que no presente caso, se deu por mediação profética de Samuel – 9:16; 10:1. 2. Demonstração do valor da pessoa e da capacitação dada pelo Senhor por meio de algum feito heroico – 10:5,7 e 8; 11:1-11. 3. Confirmação, por parte do povo, do direito da pessoa de liderar – 11:12-15.
6. Samuel adverte e encoraja Israel – 12: 1-25
Aproveitando-se da situação e do ajuntamento do povo, Samuel se dirige aos filhos de Israel e começa a justificar-se diante do povo e pedir a eles que se tivessem algo contra ele ou que o desabonasse, que fosse ali demonstrado, caso contrário, ele estaria entregando e passando seu papel para o rei escolhido pelo povo e por Deus e por ele: Saul.
Samuel faz questão de dizer que a escolha de um rei foi o desejo da nação de Israel. Ele tira a atenção sobre ele e passa a apontar para o rei escolhido.
Quando Jesus veio para ser batizado por João Batista, todos tinham a atenção sobre ele, o profeta, mas João aponta para o Cordeiro de Deus, aquele que tira os pecados do mundo para o povo doravante seguir e não mais ele mesmo.
Deus no monte da transfiguração diz de seu filho: ESTE É MEU FILHO AMADO, A ELE OUVI. Quando Deus acaba de falar, a visão de Moisés e de Elias desaparecem da cena e fica somente Jesus, para onde os olhos e a atenção devem doravante se concentrar.
Ali, naquele local, Samuel estava apontando para o rei Saul, para aquele que iria agora liderá-los. Aqui, Saul, na figura do rei representa o Rei que viria muito tempo depois para reinar sobre os filhos de Israel para todo sempre.
Depois do início de seu discurso ao povo, todos foram unânimes em darem bom testemunho de Samuel diante de seu ungido, Saul e diante de Deus.
A escolha de Moisés e de Arão foi obra do Senhor que acabou por livrá-los das mãos do Egito. Depois Deus levantou a Josué que os conduziu à Terra Prometida e à ocupação dela. Josué distribui a terra aos filhos de Israel e deu-lhes instruções e a boa palavra de Deus, como Moisés também tinha feito e ensinado.
Samuel continua a lembrá-los da época dos juízes que também o Senhor por sua graça e misericórdia tinha levantado para conduzi-los no meio daquela gente que estava ali ocupando a terra.
O triste em tudo isso é que Deus primeiro deu a vitória para os filhos de Israel, mas a condicionou à obediência e à coragem, ousadia de tomarem a iniciativa da luta, mas Israel falhou! Faltou-lhe obediência, coragem e, pior, se atreveram a por os seus olhos onde não deveriam e invejaram as nações que Deus tinha rejeitado.
A breve pregação de Samuel fala disso e da péssima escolha deles por um rei rejeitando ao Senhor. Como já disse antes, eu não creio que a monarquia não fosse algo que Deus iria dar à nação. Toda queixa de Samuel e de Deus era por causa da rejeição deles motivada pela inveja que nutriam das outras nações que deveriam era ter inveja deles.
Em seguida, como reforço audiovisual de sua mensagem, Samuel apela para um grande sinal da parte de Deus. Deus o atende  e envia, como ele pediu, trovões e relâmpagos que provavam que a nação de Israel tinha cometido um grande pecado de ter pedido a eles um rei.
O povo temeu sobremaneira e rogou a Samuel perdão. Em seguida, Samuel os consola dizendo que os planos de Deus terão continuidade, apesar deles. Não por causa deles, mas por causa do nome do Senhor.
Deus iria abençoar os obedientes e os que o temessem e iria ser com todo o povo por causa de seu nome, de suas promessas e de sua fidelidade à aliança.
I Sm 12:1 Então disse Samuel a todo o Israel:
                Eis que ouvi a vossa voz em tudo quanto me dissestes,
                               e constituí sobre vós um rei.
                I Sm 12:2 Agora, pois, eis que o rei vai adiante de vós.
                Eu já envelheci e encaneci, e eis que meus filhos estão convosco,
                               e tenho andado diante de vós desde a minha mocidade
                                               até ao dia de hoje.
                I Sm 12:3 Eis-me aqui; testificai contra mim perante o SENHOR,
                               e perante o seu ungido, a quem o boi tomei,
                                               a quem o jumento tomei, e a quem defraudei,
                                               a quem tenho oprimido, e de cuja mão tenho
                                               recebido suborno e com ele encobri os meus olhos,
                                                               e vo-lo restituirei.
I Sm 12:4 Então disseram:
                Em nada nos defraudaste, nem nos oprimiste,
                               nem recebeste coisa alguma da mão de ninguém.
I Sm 12:5 E ele lhes disse:
                O SENHOR seja testemunha contra vós, e o seu ungido
                               seja hoje testemunha, que nada tendes achado na minha mão. E disse o povo:
                Ele é testemunha.
I Sm 12:6 Então disse Samuel ao povo:
                O SENHOR é o que escolheu a Moisés e a Arão,
                               e tirou a vossos pais da terra do Egito.
                I Sm 12:7 Agora, pois, ponde-vos aqui em pé, e pleitearei convosco
                               perante o SENHOR, sobre todos os atos de justiça do
                                               SENHOR, que fez a vós e a vossos pais.
                I Sm 12:8 Havendo entrado Jacó no Egito, vossos pais
                               clamaram ao SENHOR, e o SENHOR enviou a Moisés
                                               e a Arão que tiraram a vossos pais do Egito,
                                                               e os fizeram habitar neste lugar.
                I Sm 12:9 Porém esqueceram-se do SENHOR seu Deus;
                               então os vendeu à mão de Sísera, capitão do exército de
                                               Hazor, e na mão dos filisteus, e na mão do rei dos
                                                               moabitas, que pelejaram contra eles.
                I Sm 12:10 E clamaram ao SENHOR, e disseram:
                               Pecamos, pois deixamos ao SENHOR, e servimos aos baalins
                                               e astarotes; agora, pois, livra-nos da mão de nossos
                                                               inimigos, e te serviremos.
                I Sm 12:11 E o SENHOR enviou a Jerubaal, e a Baraque,
                               e a Jefté, e a Samuel; e livrou-vos da mão de vossos inimigos
                                               em redor, e habitastes seguros.
                I Sm 12:12 E vendo vós que Naás, rei dos filhos de Amom,
                               vinha contra vós, me dissestes:
                                               Não, mas reinará sobre nós um rei;
                                               sendo, porém, o SENHOR vosso Deus, o vosso rei.
                I Sm 12:13 Agora, pois, vedes aí o rei que elegestes e que pedistes;
                               e eis que o SENHOR tem posto sobre vós um rei.
                I Sm 12:14 Se temerdes ao SENHOR, e o servirdes, e derdes ouvidos
                               à sua voz, e não fordes rebeldes ao mandado do SENHOR,
                                               assim vós, como o rei que reina sobre vós,
                                                               seguireis o SENHOR vosso Deus.
                I Sm 12:15 Mas se não derdes ouvidos à voz do SENHOR,
                               e antes fordes rebeldes ao mandado do SENHOR
                                               a mão do SENHOR será contra vós,
                                                               como o era contra vossos pais.
                I Sm 12:16 Ponde-vos também agora aqui, e vede esta grande coisa
                               que o SENHOR vai fazer diante dos vossos olhos.
                I Sm 12:17 Não é hoje a sega do trigo? Clamarei, pois, ao SENHOR,
                               e dará trovões e chuva; e sabereis e vereis que é grande
                               a vossa maldade, que tendes feito perante o SENHOR,
                                               pedindo para vós um rei.
I Sm 12:18 Então invocou Samuel ao SENHOR,
                e o SENHOR deu trovões e chuva naquele dia;
                               por isso todo o povo temeu sobremaneira ao SENHOR
                                               e a Samuel.
                I Sm 12:19 E todo o povo disse a Samuel:
                               Roga pelos teus servos ao SENHOR teu Deus,
                                               para que não venhamos a morrer;
                               porque a todos os nossos pecados temos acrescentado
                                               este mal, de pedirmos para nós um rei.
I Sm 12:20 Então disse Samuel ao povo:
                Não temais; vós tendes cometido todo este mal;
                               porém não vos desvieis de seguir ao SENHOR,
                                               mas servi ao SENHOR com todo o vosso coração.
                I Sm 12:21 E não vos desvieis; pois seguiríeis as vaidades,
                               que nada aproveitam, e tampouco vos livrarão,
                                               porque vaidades são.
                I Sm 12:22 Pois o SENHOR, por causa do seu grande nome
                               não desamparará o seu povo; porque aprouve ao SENHOR
                                               fazer-vos o seu povo.
                I Sm 12:23 E quanto a mim, longe de mim que eu peque
                               contra o SENHOR, deixando de orar por vós;
                                               antes vos ensinarei o caminho bom e direito.
                I Sm 12:24 Tão-somente temei ao SENHOR, e servi-o fielmente com
                               todo o vosso coração; porque vede
                                               quão grandiosas coisas vos fez.
                I Sm 12:25 Porém, se perseverardes em fazer mal,
                               perecereis, assim vós como o vosso rei.
Samuel aqui nos dá uma grande lição de oração. Ele chega a chamar de pecado a atitude de negligência de oração pelo povo de Deus.
Ai dos que desprezam o povo do Senhor e dele fazem pouco caso. Ai dos que abandonam suas ovelhas porque está cansado e precisa mais de Deus e fogem para os mosteiros da vida! Quer cair nas graças de Deus bem facilmente, se dedique de todo o seu coração ao seu povo pelo qual ele morreu por eles e você verá como tudo será diferente para você em termos espirituais.
Foi assim que fez Davi, que fez Salomão – ele somente ganhou toda aquela sabedoria por causa de ter pensado antes no povo de Deus que em si próprio; Jesus Cristo, nosso maior exemplo; Moisés, Josué e todos grandes líderes em Israel.
Quem despreza o povo de Deus, ainda que o busque com todas as suas forças, jamais alcançará qualquer coisa boa da parte de Deus, antes será entregue a si mesmo para se afundar ainda mais em seu pecado.
p.s.: link da imagem original:
Contagem regressiva: Faltam 62 dias para a Copa, sem álcool nos estádios.... também faltam 480 dias para 04/08/2015, quando eu irei concluir a Segmentação de toda a Bíblia.
A Deus toda glória! p/ Daniel Deusdetehttp://www.jamaisdesista.com.br
...

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Fique à vontade para tecer seus comentários.
No entanto, lembre-se de juntar Cl 3:17 com 1 Co 10:31 :
devemos tudo fazer para a glória de Deus e em nome de Jesus! Deus o abençoe.