segunda-feira, 11 de novembro de 2013

Levítico 7: 1-38 – TRÊS TIPOS DE OFERTAS PACÍFICAS.

Aqui, em continuação ao texto do capítulo anterior, neste capítulo 7, dos vs. 1-10, veremos as instruções para as ofertas pela culpa, dos vs. 11-36, veremos o sacrifício pacífico e, finalmente, a conclusão nos vs. 37 e 38, deste trecho que começou em Lv 1:1 e se estendeu até Lv 7:35.
Como já vimos, é difícil diferenciar uma oferta da outra quando se trata das ofertas pelo pecado, das ofertas pela culpa. Mas sabemos que elas foram plenamente cumpridas em Cristo. Aqui na oferta pela culpa, o sacerdote deveria comer do sacrifício, na porção que tinha direito, somente dentro do átrio do tabernáculo – ver 6:16.
Podemos identificar três tipos de ofertas pacíficas:
1)      Ação de graças, vs. 12-15. Que expressavam a gratidão a Deus pela ajuda recebida em tempos de tristeza e dificuldades.
2)      Voto – vs. 16-17. Realmente muito usado nas situações de grande desespero e aflições quando a pessoa quer uma resposta divina e se compromete com votos prometendo algo. São exemplos: Gn 28:20-22; I Sm 1:11.
Os votos eram normalmente acompanhados de ofertas pacíficas por ocasião da declaração e, posteriormente, do cumprimento do voto.
3)      Ofertas movidas – vs. 30-31. Normalmente fazia parte de um ritual mais amplo no qual o peito do animal era movido, talvez levantado, diante do altar pelo sacerdote e pelo adorador antes de ser entregue ao sacerdote como alimento – Nm 5:25. Esta oferta é mencionada 10 vezes aqui em Levítico.
Podemos reparar que estão ligadas umas às outras tanto a ação de graças quanto o voto que são ou estão relacionadas às nossas circunstâncias das quais não temos controle algum e quando pensamos que temos, nos damos muito mal.
Uma mulher não poderia engravidar, estava já enferma, sofria problemas financeiros e outros mais e acaba ficando grávida novamente? O que fazer? Eu proponho a celebração da vida! E não o lamento da morte! Se Deus permitiu é bênção e não maldição...
Esses tipos de ofertas pacíficas de Lv 7 nos ensinam muitas coisas: Ação de graças pelo acontecido e voto também pelo acontecido. Tudo ligado às circunstâncias que não temos controle, mas somos convidados por Deus a viver e nelas glorificá-lo para o nosso próprio bem.
Lv 7:1 E esta é a lei da expiação da culpa; coisa santíssima é.
               Lv 7:2 No lugar onde degolam o holocausto,
                              degolarão a oferta pela expiação da culpa,
                                            e o seu sangue se espargirá sobre o altar em redor.
               Lv 7:3 E dela se oferecerá toda a sua gordura;
                              a cauda, e a gordura que cobre a fressura.
                              Lv 7:4 Também ambos os rins, e a gordura que neles há,
                                            que está junto aos lombos,
                              e o redenho sobre o fígado, com os rins se tirará;
               Lv 7:5 E o sacerdote os queimará sobre o altar
                              em oferta queimada ao SENHOR;
                                            expiação da culpa é.
               Lv 7:6 Todo o varão entre os sacerdotes a comerá;
                              no lugar santo se comerá; coisa santíssima é.
               Lv 7:7 Como a expiação pelo pecado, assim será a expiação da culpa;
                              uma mesma lei haverá para elas;
                              será do sacerdote que houver feito propiciação com ela.
               Lv 7:8 Também o sacerdote, que oferecer o holocausto de alguém,
                              terá para si o couro do holocausto que oferecer.
               Lv 7:9 Como também toda a oferta que se cozer no forno,
                              com tudo que se preparar na frigideira e na caçoula,
                                            será do sacerdote que a oferecer.
               Lv 7:10 Também toda a oferta amassada com azeite, ou seca,
                              será de todos os filhos de Arão, assim de um como de outro. Lv 7:11 E esta é a lei do sacrifício pacífico que se oferecerá ao SENHOR:
               Lv 7:12 Se o oferecer por oferta de ação de graças,
                              com o sacrifício de ação de graças,
                                            oferecerá bolos ázimos amassados com azeite;
                                            e coscorões ázimos amassados com azeite;
                                            e os bolos amassados com azeite serão fritos,
                                                           de flor de farinha.
               Lv 7:13 Com os bolos oferecerá por sua oferta pão levedado,
                              com o sacrifício de ação de graças da sua oferta pacífica.
               Lv 7:14 E de toda a oferta oferecerá uma parte por oferta alçada
                              ao SENHOR, que será do sacerdote que espargir
                                            o sangue da oferta pacífica.
                              Lv 7:15 Mas a carne do sacrifício de ação de graças
                                            da sua oferta pacífica se comerá no dia
                                                           do seu oferecimento;
                                            nada se deixará dela até à manhã.
               Lv 7:16 E, se o sacrifício da sua oferta for voto,
                              ou oferta voluntária, no dia em que oferecer o seu sacrifício
                                            se comerá; e o que dele ficar também
                                            se comerá no dia seguinte;
                              Lv 7:17 E o que ainda ficar da carne do sacrifício ao
                                            terceiro dia será queimado no fogo.
               Lv 7:18 Porque, se da carne do seu sacrifício pacífico
                              se comer ao terceiro dia, aquele que a ofereceu
                                            não será aceito, nem lhe será imputado;
                                                           coisa abominável será,
                                            e a pessoa que dela comer levará a sua iniquidade.
               Lv 7:19 E a carne que tocar alguma coisa imunda não se comerá;
                              com fogo será queimada; mas da outra carne,
                                            qualquer que estiver limpo, comerá dela.
               Lv 7:20 Porém, se alguma pessoa comer a carne
                              do sacrifício pacífico, que é do SENHOR,
                                            tendo ela sobre si a sua imundícia,
                                                           aquela pessoa será extirpada do seu povo.
               Lv 7:21 E, se uma pessoa tocar alguma coisa imunda,
                              como imundícia de homem, ou gado imundo,
                                            ou qualquer abominação imunda,
                              e comer da carne do sacrifício pacífico,
                                            que é do SENHOR,
                              aquela pessoa será extirpada do seu povo.
Lv 7:22 Depois falou o SENHOR a Moisés, dizendo:
               Lv 7:23 Fala aos filhos de Israel, dizendo:
                              Nenhuma gordura de boi, nem de carneiro,
                                            nem de cabra comereis;
               Lv 7:24 Porém pode-se usar da gordura de corpo morto,
                              e da gordura do dilacerado por feras, para toda a obra,
                                            mas de nenhuma maneira a comereis;
               Lv 7:25 Porque qualquer que comer a gordura do animal,
                              do qual se oferecer ao SENHOR oferta queimada,
                                            a pessoa que a comer será extirpada do seu povo.
               Lv 7:26 E nenhum sangue comereis em qualquer
                              das vossas habitações, quer de aves quer de gado.
               Lv 7:27 Toda a pessoa que comer algum sangue,
                              aquela pessoa será extirpada do seu povo.
Lv 7:28 Falou mais o SENHOR a Moisés, dizendo:
               Lv 7:29 Fala aos filhos de Israel, dizendo:
                              Quem oferecer ao SENHOR o seu sacrifício pacífico,
                                            trará a sua oferta ao SENHOR
                                                           do seu sacrifício pacífico.
               Lv 7:30 As suas próprias mãos trarão
                              as ofertas queimadas do SENHOR;
                                            a gordura do peito com o peito trará
                              para movê-lo por oferta movida perante o SENHOR.
               Lv 7:31 E o sacerdote queimará a gordura sobre o altar,
                              porém o peito será de Arão e de seus filhos.
               Lv 7:32 Também a espádua direita dareis ao sacerdote
                              por oferta alçada dos vossos sacrifícios pacíficos.
               Lv 7:33 Aquele dos filhos de Arão que oferecer o sangue
                              do sacrifício pacífico, e a gordura,
                                            esse terá a espádua direita para a sua porção;
               Lv 7:34 Porque o peito movido e a espádua alçada
                              tomei dos filhos de Israel dos seus sacrifícios pacíficos,
                                            e os dei a Arão, o sacerdote, e a seus filhos,
                                                           por estatuto perpétuo dos filhos de Israel.   Lv 7:35 Esta é a porção de Arão e a porção de seus filhos
                              das ofertas queimadas do SENHOR,
                              desde o dia em que ele os apresentou para administrar
                                            o sacerdócio ao SENHOR.
               Lv 7:36 O que o SENHOR ordenou que se lhes desse
                              dentre os filhos de Israel no dia em que os ungiu;
                                            estatuto perpétuo é pelas suas gerações.
Lv 7:37 Esta é a lei
               do holocausto,
               da oferta de alimentos,
               e da expiação do pecado,
               e da expiação da culpa,
               e da oferta das consagrações,
               e do sacrifício pacífico,
                              Lv 7:38 Que o SENHOR ordenou a Moisés
                                            no monte Sinai, no dia em que
                              ordenou aos filhos de Israel que oferecessem
                                            as suas ofertas ao SENHOR,
                                                           no deserto de Sinai.
A conclusão deste capítulo é paralelo ao seu início em Lv 1:1-2. Devemos entender que isso provinha de Deus! Foi o Senhor que ordenou a Moisés no monte Sinai, no dia em que ordenou aos filhos de Israel que oferecessem suas ofertas a ele, no deserto do Sinai.
Esta é a lei:
·       do holocausto,
·       da oferta de alimentos,
·       e da expiação do pecado,
·       e da expiação da culpa,
·       e da oferta das consagrações,
·       e do sacrifício pacífico,
Observa-se que não há nas instruções o tipo de oferta de consagração, mas tratava-se  de um sacrifício oferecido quando um sacerdote era consagrado ao serviço santo – 8:14-36; Êx 29:1-35.
A Deus toda glória! p/ Daniel Deusdete – 
http://www.jamaisdesista.com.br
...


Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Fique à vontade para tecer seus comentários.
No entanto, lembre-se de juntar Cl 3:17 com 1 Co 10:31 :
devemos tudo fazer para a glória de Deus e em nome de Jesus! Deus o abençoe.