sábado, 23 de novembro de 2013

Levítico 19: 1-37 - A SANTIDADE PARA COM DEUS E PARA COM O PRÓXIMO.

Continuamos, dentro de Levítico, vendo agora A PRÁTICA DA SANTIDADE que ocupa de 17:1 a 27:34, onde Moisés está revelando as amplas implicações do chamado de Israel à santidade ao falar sobre como permanecer santo nas diferentes áreas da vida.
Observando a estruturação proposta pela BEG que divide esta quarta parte em etapas, vimos os sacrifícios e os alimentos, que ocupa todo o capítulo 17; vimos o comportamento sexual, que também ocupa todo o capítulo 18 e agora veremos o capítulo 19 que trata da santidade vertical – para com Deus - e horizontal – para com o próximo. Amanhã, veremos os crimes que requerem pena de morte que ocupará todo o capítulo 20.
Como sabiamente interpretou e aplicou muito bem Jesus quando foi indagado hipocritamente por um certo doutor da lei quem era o seu próximo, o próximo se aplica a qualquer pessoa israelita – vs. 17 ou o estrangeiro que residisse com o povo de Deus – vs. 34, no qual a pessoa tivesse contato.
O nosso próximo é aquele que habita conosco confiadamente – Pv 3:29, ou seja, qualquer um que tenhamos contato. Se o discriminamos por ser ele algo ou pertencer ele a alguma crença ou filosofia ou ser ele de outra cultura ou estrangeiro, estaremos pecando contra Deus.
Doutra feita querendo pegar Jesus em alguma falha, os fariseus perguntaram a ele qual seria o maior mandamento e, novamente, com a sabedoria do Espírito Santo que ninguém poderia resistir, Jesus responde sabiamente. Veja o trecho:
Mateus 22:36 Mestre, qual é o grande mandamento na lei?
Mateus 22:37 E Jesus disse-lhe: Amarás o Senhor teu Deus de todo o teu coração, e de toda a tua alma, e de todo o teu pensamento.
Mateus 22:38 Este é o primeiro e grande mandamento.
Mateus 22:39 E o segundo, semelhante a este, é: Amarás o teu próximo como a ti mesmo.
Mateus 22:40 Destes dois mandamentos dependem toda a lei e os profetas.
Não há como não associar o presente capítulo de Levítico com os mandamentos ministrados por Deus ao povo no Monte Sinai.
Em seu estudo exegético, Gerard Van Groningen, associa os mandamentos de Deus aos mandatos espiritual, social e cultural, dizendo que os primeiros quatro mandamentos se relacionam diretamente à comunhão, os de cinco a sete ao social, e os de oito a dez aos mandatos culturais. Assim, divide os 10 mandamentos em 3 conjuntos.
Quando Deus determinou criar a raça humana, ele estabeleceu alguns propósitos e parâmetros para um bom relacionamento entre criador e criatura. Esses propósitos e parâmetros são descritos pela Bíblia e por nossa teologia na forma de uma aliança. Deus fez uma aliança com a criatura e estabeleceu pelo menos três diferentes mandatos para a humanidade:
1.        o mandato espiritual (seu relacionamento com o Criador - de continuar a andar com Deus. Ela e o seu marido são proibidos de comer do fruto da árvore – Gn 2:15-17),
2.        o mandato social (seu relacionamento em família – envolve a frutificação, multiplicação e povoamento da Terra – Gn 1:28)
3.        e o mandato cultural (seu relacionamento com a sociedade – envolve atividades de reinar, dominar e aflorar todas as influências e potencialidades grandes e maravilhosas na Terra, de acordo com as leis e modelos que Deus havia estabelecido – Gn 1:28).”[1]
Como podemos ver, não somente devemos ter um relacionamento vertical (Deus e o homem) sadio, mas também horizontal (homem e homem) e ainda o circular (Deus, o homem e as demais coisas presentes na criação).
Lv 19:1 Falou mais o SENHOR a Moisés, dizendo:
                Lv 19:2 Fala a toda a congregação dos filhos de Israel, e dize-lhes:
Santos sereis, porque eu, o SENHOR vosso Deus, sou santo.
Lv 19:3 Cada um temerá a sua mãe e a seu pai, e guardará os meus sábados.
                Eu sou o SENHOR vosso Deus.
Lv 19:4 Não vos virareis para os ídolos nem vos fareis deuses de fundição.
                Eu sou o SENHOR vosso Deus.
Lv 19:5 E, quando oferecerdes sacrifício pacífico ao SENHOR,
                da vossa própria vontade o oferecereis.
Lv 19:6 No dia em que o sacrificardes, e no dia seguinte, se comerá;
                mas o que sobejar ao terceiro dia, será queimado com fogo.
Lv 19:7 E se alguma coisa dele for comida ao terceiro dia,
                coisa abominável é; não será aceita.
Lv 19:8 E qualquer que o comer levará a sua iniqüidade,
                porquanto profanou a santidade do SENHOR;
                               por isso tal alma será extirpada do seu povo.
Lv 19:9 Quando também fizerdes a colheita da vossa terra,
                o canto do teu campo não segarás totalmente,
                               nem as espigas caídas colherás da tua sega.
                Lv 19:10 Semelhantemente não rabiscarás a tua vinha,
                               nem colherás os bagos caídos da tua vinha;
                                               deixá-los-ás ao pobre e ao estrangeiro.
                Eu sou o SENHOR vosso Deus.
Lv 19:11 Não furtareis, nem mentireis, nem usareis de falsidade
                cada um com o seu próximo;
Lv 19:12 Nem jurareis falso pelo meu nome,
                pois profanarás o nome do teu Deus.
                               Eu sou o SENHOR.
Lv 19:13 Não oprimirás o teu próximo, nem o roubarás;
                a paga do diarista não ficará contigo até pela manhã.
Lv 19:14 Não amaldiçoarás ao surdo, nem porás tropeço diante do cego;
                mas temerás o teu Deus. Eu sou o SENHOR.
Lv 19:15 Não farás injustiça no juízo; não respeitarás o pobre,
                nem honrarás o poderoso; com justiça julgarás o teu próximo.
Lv 19:16 Não andarás como mexeriqueiro entre o teu povo;
                não te porás contra o sangue do teu próximo. Eu sou o SENHOR.
Lv 19:17 Não odiarás a teu irmão no teu coração;
                não deixarás de repreender o teu próximo,
                               e por causa dele não sofrerás pecado.
Lv 19:18 Não te vingarás nem guardarás ira contra os filhos do teu povo;
                mas amarás o teu próximo como a ti mesmo. Eu sou o SENHOR.
Lv 19:19 Guardarás os meus estatutos;
                não permitirás que se ajuntem misturadamente
                               os teus animais de diferentes espécies;
                no teu campo não semearás sementes diversas,
                               e não vestirás roupa de diversos estofos misturados.
Lv 19:20 E, quando um homem se deitar com uma mulher
                que for serva desposada com outro homem,
                               e não for resgatada nem se lhe houver dado liberdade,
                então serão açoitados; não morrerão, pois ela não foi libertada.
Lv 19:21 E, por expiação da sua culpa, trará ao SENHOR,
                à porta da tenda da congregação, um carneiro da expiação,
                               Lv 19:22 E, com o carneiro da expiação da culpa,
                               o sacerdote fará propiciação por ele perante o SENHOR,
                                               pelo pecado que cometeu; e este lhe será perdoado.
Lv 19:23 E, quando tiverdes entrado na terra, e plantardes
                toda a árvore de comer, ser-vos-á incircunciso o seu fruto;
                               três anos vos será incircunciso; dele não se comerá.
                Lv 19:24 Porém no quarto ano todo o seu fruto será santo
                               para dar louvores ao SENHOR.
                Lv 19:25 E no quinto ano comereis o seu fruto,
                               para que vos faça aumentar a sua produção.
                                               Eu sou o SENHOR vosso Deus.
Lv 19:26 Não comereis coisa alguma com o sangue;
                não agourareis nem adivinhareis.
Lv 19:27 Não cortareis o cabelo, arredondando os cantos da vossa cabeça,
                nem danificareis as extremidades da tua barba.
Lv 19:28 Pelos mortos não dareis golpes na vossa carne;
                nem fareis marca alguma sobre vós. Eu sou o SENHOR.
Lv 19:29 Não contaminarás a tua filha, fazendo-a prostituir-se;
                para que a terra não se prostitua, nem se encha de maldade.
Lv 19:30 Guardareis os meus sábados, e o meu santuário reverenciareis.
                Eu sou o SENHOR.
Lv 19:31 Não vos virareis para os adivinhadores e encantadores;
                não os busqueis, contaminando-vos com eles.
                               Eu sou o SENHOR vosso Deus.
Lv 19:32 Diante das cãs te levantarás, e honrarás a face do ancião;
                e temerás o teu Deus. Eu sou o SENHOR.
Lv 19:33 E quando o estrangeiro peregrinar convosco na vossa terra,
                não o oprimireis.
                               Lv 19:34 Como um natural entre vós será o estrangeiro
                                               que peregrina convosco;
                amá-lo-ás como a ti mesmo, pois estrangeiros fostes na terra do Egito.
                               Eu sou o SENHOR vosso Deus.
Lv 19:35 Não cometereis injustiça no juízo, nem na vara, nem no peso,
                nem na medida.
                               Lv 19:36 Balanças justas, pesos justos, efa justo,
                                               e justo him tereis.
                Eu sou o SENHOR vosso Deus, que vos tirei da terra do Egito.
                               Lv 19:37 Por isso guardareis
                                               todos os meus estatutos,
                                               e todos os meus juízos,
                                                               e os cumprireis.
                Eu sou o SENHOR.
Continua sendo o Senhor quem nos dirige a sua palavra para a obedecermos e tudo ir bem conosco. É dele as ordens, os estatutos, os juízos os quais somos intimados a guardar e a cumprir.
Não é o homem mais sábio a pedir, nem algum espirito, ou ET ou entidade, seja ela quem for, mas o próprio Criador! Ele falou, nós cremos e praticamos.
A Deus toda glória! p/ Daniel Deusdete – 
http://www.jamaisdesista.com.br
...


Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Fique à vontade para tecer seus comentários.
No entanto, lembre-se de juntar Cl 3:17 com 1 Co 10:31 :
devemos tudo fazer para a glória de Deus e em nome de Jesus! Deus o abençoe.